Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Compartilhe
    avatar
    Convidad
    Convidado

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por Convidad em Dom 20 Nov 2011, 16:15

    Uma dúvida:quantos templos?
    avatar
    dotpegaso
    Membro Nv.22
    Membro Nv.22

    Karma Karma : 3
    Posts Posts : 242

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por dotpegaso em Dom 20 Nov 2011, 16:18

    @swell escreveu:Ja terminei o meu tbm, comecando pela segunda vez
    o jogo eh realmente maravilhoso
    terminei mais nem vi sinal algum do hylian shield, alguem sabe de algo???
    Você pega o Hylian shield completando as missões do Thunder Dragon mano.
    @Diamond escreveu:eu não to vendo nenhum spoiler do jogo mas tem o double clawshot nesse jogo?Só respondam sim ou não por favor.
    Spoiler:
    Sim, tem o double clawshot.
    supermariofan escreveu:Uma dúvida:quantos templos?
    Spoiler:
    Temos um total de 7 "dungeons", incluindo templos e etc. Mas você vai e volta várias vezes em cada uma delas, e sempre descobre lugares novos dentro de cada uma com os itens que você vai ganhando no decorrer do jogo.


    Última edição por dotpegaso em Dom 20 Nov 2011, 18:11, editado 1 vez(es)
    avatar
    NicMDS
    Veterano Nv.5
    Veterano Nv.5

    Karma Karma : 5
    Posts Posts : 523

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por NicMDS em Dom 20 Nov 2011, 17:43

    @dotpegaso
    Spoiler:
    Não seriam 7 contando com o Sky Keep?
    avatar
    dotpegaso
    Membro Nv.22
    Membro Nv.22

    Karma Karma : 3
    Posts Posts : 242

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por dotpegaso em Dom 20 Nov 2011, 18:11

    @NicMDS escreveu:@dotpegaso
    Spoiler:
    Não seriam 7 contando com o Sky Keep?
    Spoiler:

    Earth Temple, Lanayru Mining Facility, Sand Ship, Fire Sanctuary, Skyview Temple, Ancient Cistern e Sky Keep. Errei, são 7 mesmo, vou corrigir ali em cima, valeu!
    avatar
    Kojima BR
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 5
    Posts Posts : 2092

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por Kojima BR em Dom 20 Nov 2011, 21:40

    Aonde tá a menininha desaparecida?
    avatar
    swell
    Membro Nv.2
    Membro Nv.2

    Karma Karma : 5
    Posts Posts : 43

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por swell em Dom 20 Nov 2011, 22:21

    eu achei a menina, ela ta numa ilha próxima aquela toda colorida que tem um palhaço.
    avatar
    DevanilJunior
    Iniciante Nv.3
    Iniciante Nv.3

    Karma Karma : 0
    Posts Posts : 5

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por DevanilJunior em Seg 21 Nov 2011, 00:24

    Olá pessoal,

    desculpa se já fizeram essa pergunta aqui, sou novo =)
    É possível jogar Zelda sem o Wii Motion Plus?
    avatar
    UchihaZoro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 593
    Posts Posts : 1775

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por UchihaZoro em Seg 21 Nov 2011, 00:34

    @DevanilJunior escreveu:Olá pessoal,

    desculpa se já fizeram essa pergunta aqui, sou novo =)
    É possível jogar Zelda sem o Wii Motion Plus?

    Meu, vc deve ser o 10000 a perguntar isso!!
    NAO DA PRA JOGAR SEM O MOTION PLUS!!!
    É IMPOSSIVEL!!!

    MOTION PLUS ACESSORIO OBRIGATORIO!!

    lol!
    avatar
    ¿Pedro?
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 232
    Posts Posts : 2408

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por ¿Pedro? em Seg 21 Nov 2011, 00:54

    Onde vocês baixaram? é vida ou morte!
    Manda um MP, fala pelo facebook, me add no msn ou me fala por email (pedrocavalcante2007@hotmail.com)
    avatar
    UchihaZoro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 593
    Posts Posts : 1775

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por UchihaZoro em Seg 21 Nov 2011, 01:32

    Enviei uma mensagem pra vc com o link
    Pasquale
    avatar
    Diotupi
    Membro Nv.5
    Membro Nv.5

    Karma Karma : 17
    Posts Posts : 71

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por Diotupi em Seg 21 Nov 2011, 02:27

    Minha análise de Zelda Skyward Sword

    Há alguns dias, terminei o jogo com mais ou menos quarenta e cinto horas e decidi fazer essa análise pra tentar tirar as dúvidas daqueles que ainda as têm. Esse é o primeiro texto análise que faço, espero que gostem.

    O lançamento de um capítulo de The Legend of Zelda é um evento que podemos comparar com Copa do Mundo ou Olimpíadas. Espectativa e ansiedade são sentimento que alugam um espaço no coração dos fãs, desde o anúncio, que esperam fervorosamente por as mãos na mais nova aventura de Link. E esses sentimentos só se fortalecem com a proximidade da data fatídica, porém diferentemente dos eventos esportivos supracitados que tem resultados imprevisíveis, a equipe da Nintendo nunca nos decepcionou e sempre nos entregou obras-primas, sendo que dessa vez podemos estar diante da maior de todas.

    Homenagens: neste novo episódio da saga percebe-se que a Nintendo se esforçou muito pra que lembrássemos de toda a franquia, o jogo tem, pelo menos, uma referência a cada um dos jogos anteriores. Colocadas lá, na maioria das vezes, de forma natural, totalmente coerente com a proposta do jogo, quem é fã irá reconhecê-las facilmente. Os vinte e cinco anos da série também não foram esquecidos, percebe-se isso com a logo no início do jogo, e durante a aventura a data participa como curiosidade.

    Impressionismo detalhado: a arte com inspirações em Cézanne serviu como uma luva nesta nova iteração, rico em detalhes e cores o jogo é, facilmente, um dos mais belos do Wii. É um frescor nessa 'geração cinza e marrom'. Os cenários são quadros vivos e muito bem trabalhados tecnicamente. Não se observa falhas nas texturas e, praticamente, tudo possui um modelo poligonal. Pois percebe-se o volume das coisas, até mesmo os keeses e ruppes estão rechonchudos, enfim, não há as infames árvores de papel. Não optar por uma estética realista foi uma ótima sacada da Nintendo, a pouca capacidade técnica do Wii impediriam o resultado esperado. Usando o que o hardware tem de melhor, a equipe fez um jogo com a aparência mais bonita e com movimentação mais fluida que muitos jogos HD.

    Orquestra de um épico: a trilha sonora é uma show a parte em qualquer Zelda, algo que é de se apreciar até mesmo quando não se está jogando. E neste jogo não é diferente, na verdade é diferente sim, ela é toda orquestrada o que nos possibilita apreciar muito mais instrumentos. Além disso, elas são muito bem ambientadas, nos passa uma imersão muito grande no mundo que estamos explorando, elas também são trocadas de acordo com as situações de maneira tão natural que não passa a sensação de corte. Os efeitos sonoros é mais uma coisa elogiável, usando de forma inteligente as caixas de som do Wii remote, a equipe fez com que estas reproduzissem os sons dos itens, o que passa a impressão destes estarem na palma de nossas mãos. A espada também reproduz som no Wii remote, mas somente no embainhar e desembainhar. O uso do efeito sonoro na espada é algo que já foi usado em Wind Waker, a cada golpe certeiro é emitido um som que fica mais agudo cada vez que se emenda mais um na sequência. É um ótimo artifício para chamar a atenção a uma ocorrência de acerto, que pode ser nada fácil se a pessoa não for calma e nem tiver estratégia.

    Contos e gênesis da Lenda: o enredo de Skyward Sword é uma mistura de tudo que já vimos com uma pitada bem dramática. Os pretextos são os mesmos, como devem ser, salvar a garota para salvar o mundo. Porém há várias reviravoltas e revelações que podem, ou não, agradar os teóricos de Zelda. Há uma forte influência da cultura pop japonesa, principalmente oriundas dos mangás, Kurumada, Toriyama, Kishimoto além de outros, têm suas obras referenciadas no enredo do jogo.
    Há muitas personagens e elas são bem desenvolvidas, principalmente Zelda que saiu do quadros dos coadjuvantes e entrou no hall do protagonismo. Pra mim, essa é Zelda mais carismática de todas.
    Uma outra coisa interessante é o fato de Link conversar, ele não fala, mas gesticula ao contar os acontecimentos, ele não faz como o Mario que é um palhacinho, e sim como alguém que gosta de conversar com os braços. Mas não se preocupem, isso só acontece nos fins de cutscenes com um zoom out acompanhado de um fade out.
    São nas cutscenes onde se contam a maior parte da história, e elas estão lindas. Entretanto, a maioria nem foi feita com o propósito de passar o enredo, e sim de impressionar com seus efeitos artísticos visuais. E isso realizaram com primor, dignas dos melhores estúdios de animação as cenas chegam a emocionar.
    Vou adiantar algo que não sei se é spoiler, acredito que não, mas se achar que de algum modo essa informação vai estragar a esperiência está avisado:
    Sim, o jogo revela, além de como fora criada a Master Sword, o motivo de Link e Zelda sempre confrontarem Ganon.

    Conselheira espírito mecatrônico: Fi, a parceira de Link em sua missão, tem a aparência de uma garota de pele metálica, linguajar polido e é extremamente lógica. Suas habilidades de análise a torna mais útil que as outras parceiras de Link. Os conselhos que ela dá, realmente, são úteis e ajudam o herói a encontrar o seu caminho. Poucas vezes é inconveniente, o que faz dela uma companhia agradável. A habilidade Dowsing que ela concede a espada é um dos pontos centrais da trama, e saber usá-la corretamete garante recompensas ao jogador.

    Entre o céu e a superfície: Já é de praste na série o jogo não se passar em um só mundo. Introduzida em A Link to the Past, a mecânica de dois mundo retorna em Skyward Sword dividindo os ambientes em The Sky (O Céu) e The Surface (A Superfície). São lugares bastante distintos, enquanto um é amplo e aberto, o outro é compacto e com muito mais interação.
    Skyloft, a cidade de partida da aventura, é o hub do jogo. Lá se encontra as lojas de itens que ajudam Link a seguir em sua aventura, é cheia de NPCs que pedem para que Link realize tarefas em troca de alguma recompensa. A cidade é invadida por monstros durante a noite, até os gatos voadores, que são muitos, se tornam raivosos quando o sol se põe. Característica essa que, infelizmente, só ocorre no céu. Pois para passar o tempo é preciso dormir e Link só o faz em uma cama, qualquer uma, e como não há cama na superfície... Além disso, não é permitido ao nosso herói fazer um voo noturno, é uma pena.
    No céu, há outras ilhas além de Skyloft, porém em sua maioria são micro pedaços de terra pairando na imensidão, que servem para guadar itens, porém tem pelo menos três ilhas que dá pra destravar minigames cumprindo missões de NPCs, minigames esses que prometem prêmios 'super especiais' àquele que os vencerem, mas para isto o jogador tem que ser muito bom em Wii Sports Resort.
    Quem for observador perceberá que no canto do mapa do The Sky há uma cúpula de nuvem, lá há mais uma parte do céu a ser explorada no decorrer do jogo.

    Adeus velho mundo: talvez, uma das maiores inovações que Skyward Sword trouxe a série seja a quebra do esquema overwold-dungeon-overworld, sendo sempre o mapa só um meio de se chegar a próxima dungeon. Mecânica essa que não se encaixou muito bem no universo 3d, pelo mapa ser sempre sem vida e toda ação ocorrer somente na dungeon. Provavelmente, esta solução foi usada em Ocarina of Time pela limitação técnica do N64, e desde então, todos os outros Zeldas a copiaram, desprezando o potencial técnico dos novos hardwares. Porém desta vez é diferente, tentando dá vida ao overwold como nos tempos 2d, a Nintendo foi além. Por que a ação tem que ocorrer somente na dungeon? Por que usar o overwold somente como caminho? Resultado: tem muita missões que ocorrem no overwold, essas que outrora só ocorriam em dungeons.
    The Surface é o local onde se concentram as dungeons e onde se passa boa parte da missão de Link.
    As dungeons tem novos quebra cabeças, não há nenhum de acender a tocha, e achei algumas bastante pequenas. O overwold tem maior variedade de monstros, há muitos itens escondidos e locais a serem explorados. E é aqui que podemos testar todas as possibilidades de Link, ele está bastante acrobático, o botão de correr possibilita escalar encostas, até passar por cima de monstros,
    além disso a personagem se pendura em quinas, se balança em vinhas e anda sobre corda bamba. É um Link com espírito de Altair (Assassin's Creed) , andar em telhados e subir em árvores ficou muito fácil.

    Monstruosamente chefe: os chefes do jogo se intercalam entre habilidosos e monstros amedrontadores, porém cada batalha é sempre épica. Tem um mosntro em especial que tem a mesma tática que um chefe de outro Zelda, porém com uma complicação a mais. Em outros, no entanto, a pessoa tem que criar uma tática para vencer, não há o ponto fraco para atingir neste tipo de chefe. Ghirahim é um deste que exige habilidade e calma para vencer, se a pessoa for com tudo pra cima corre o risco de receber um contra-ataque. Até os Lizalfos estão mais atrevidos, se a pessoa bater em sua defesa ele revida, se tentar atacar com tudo, escorrega que nem manteiga, só dá pra atacar quando abre a defesa, atacar dois Lizalfos ao mesmo tempo é loucura. Enfim, o jogo exige mais ação do jogador, não somente resposta de puzzles.

    Inventário evoluido: o sistema de evoluções foi criado com dois objetivos,o primeiro estimular a exploração e segundo alterar a intenção do jogador. Com esse sistema a busca de tesouros e insetos é estimulada, alguns são bem raros. A introdução desses elementos também é uma forma de premiar o jogador com algo além de ruppes.
    Quase tudos os itens no jogo evolui, desde a bolsa de itens até o escudo, alguns evoluem somente uma vez, outros até três vezes. E evoluir os equipamentos rende fortalecimento real na personagem, alguns chegam até a mudar a jogabilidade. Além disso há as medalhas que melhoram parâmetros. Enfim, muitos elementos de RPG estão presentes no bolso, na bolsa, na sacola de nosso herói.

    No controle do herói: enfim, é a hora de falar sobre o item do qual o marketing do jogo foca, a jogabilidade.
    O Wii Motion Plus apresentado com Wii Sports Resorts prometeu uma revolução no modo como encaramos jogos por movimento. E posso dizer com toda a segurança que a revolução chegou com Skyward Sword. Os controles do jogo são simplesmente geniais e muito criativos, porém não são originais, visto que a mecânica é a mesma de WSR, mas muito mais aprimorada. Mas de modo algum isso tira o brilho da jogabilidade, muito pelo contrário, pois podemos encarar o jogo dos Miis como um treino para esta épica aventura, e com certeza, todo conhecimento e técnica adquiridos em Wuhu Island será usado aqui. Além do mais, é bem melhor cortar monstros com uma espada de metal do que bater em Miis com uma de madeira.
    Pra começar, a espada, é com ela que temos o primeiro contato com a usabilidade do Motion Plus, isso sem considerar o acesso aos menus, é aqui que percebe-se a jogabilidade singular neste ramo de entretenimento. A espada pode fazer corte em, praticamente, trezento e sessenta graus, apesar de precisarmos somente dos cortes verticais, horizontais e diagonais. Há também a estocada, que é muito útil, e algumas vezes necessária para derrotar certos tipos de monstros.
    O escudo, apesar de não usar o Motion Plus, também é diferenciado neste jogo, ele não é mais automático. Quero dizer com isso que ele não vai sempre te proteger somente por estar na sua frente, ficar com o escudo erguido esperando para receber o golpe fará com que seu escudo seja danificado e ainda corre o risco do inimigo quebrar sua defesa. Para se ter uma defesa eficiente é preciso executar um empurrão com o escudo, na hora exata que o golpe o acertar, para causar uma abertura de defesa do adversário, para fazer isso só é preciso dar uma sacudida pra frente com o nunchuk.
    Algo singular e marca registrada do título é a viagem com o Loftwing, pássaro que vive no The Sky que serve de transporte pra os habitantes de Skyloft, e aqui a jogabilidade é muito parecida com a do jogo do avião de WSR misturada com a de Fluzzard (Super Mario Galaxy 2), é muito simples dominá-la.
    Um item em especial parece ter criado uma controvérsia na análise de um site, o jornalista teve dificuldade de usar o arco, dizendo ele que toda hora Link mirava para o chão. Quem já jogou o jogo do arco e flecha de WSR sabe que a mira não é com a ponta superior do Wiimote e sim com a suas costas, se você tentar mirar com a ponta do Wiimote para onde estará apontada as costa do controle? A mecânica de mira do jogo está diferente do TP que também usa o Wiimote, porém aponta com o pointer infra vermelho. Tentar jogar como o tal pode causar confusão, mas não é impossível. Há a possibilidade de centralizar a mira no momento que quiser, simplesmente apertando um botão, com isso pode-se emular a jogabilidade do pointer ao apontar o Wiimote para o meio da tela e apertar tal botão, mas isso dá trabalho e é desnecessário, feito somente para agradar os mais ortodoxos. No caso do arco, é até possível atirar somente com o Wiimote apertando o botão A, porém é menos eficiente que usá-lo como no WSR. Além disso, com o botão 2 são abertas três janelas que explicam os comandos de cada item.
    Não vou adiantar a jogabilidade dos outros itens pra não dar spoiler, mas podem ter certeza que cada item tem a sua intuitiva e diversificada.
    Enfim, com o M+ não é preciso, em nenhum momento, apontar para a tela, nem nos menus, que são navegados rotacionando o pulso. Saber dominá-lo é o segredo para se extrair toda sua eficiência. Não é a toa que os controles desse jogo receberam tantos elogios, pois esse jogo tem os elementos de jogabilidade que todos esperavam nos jogos de Wii.

    Skyward Sword não é um jogo perfeito, nenhum é. Quando o terminei, tive a sensação de querer mais, que foi pouco, apesar das mais de quarenta horas. Talvez isso tenha acontecido por ter jogado muito rápido, não sei, só sei que a aventura é muito imersiva e prazerosa e que passaria por mais quarenta horas tranquilo. Uma outra coisa que não gostei foi o fato do modo especial, após o término, usar o mesmo slot de save da aventura atual. Pensei que poderia usar outro, acho que deveriam dar essa chance. Além disso, eu queria explorar todos os ambientes a noite.
    Então, essas são as minhas únicas queixas, não as considero falhas, são somente decisões que não me agradaram, e que nem um pouco diminuiram o jogo para mim.
    Recomendo esse jogo para qualquer pessoa, desde quem nunca jogou um Zelda, até àqueles que não gostam dos 3d, e conheço pessoas assim. Para quem é fã, é mais que obrigatório.

    The Legend of Zelda Skyward Sword, o jogo que uniu conceitos criados em todos os capítulos anteriores, jogou fora os que não funcionaram, e introuduziu novos conceitos já ocupa o topo da minha lista de Zeldas favoritos, lugar disputado, anteriormente, por ALttP e OoT.

    Jogarei novamente,várias e várias vezes.
    Até mais.


    Última edição por Diotupi em Seg 21 Nov 2011, 03:26, editado 2 vez(es)
    avatar
    UchihaZoro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 593
    Posts Posts : 1775

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por UchihaZoro em Seg 21 Nov 2011, 02:59

    @Diotupi
    Bela Analise, muito melhor que a de certos sites!!
    avatar
    xurizes
    Membro Nv.8
    Membro Nv.8

    Karma Karma : 7
    Posts Posts : 105

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por xurizes em Seg 21 Nov 2011, 03:02

    Ótima anállise, vc conseguiu fazer meu irmao desistir de comprar o bundle de DJ Hero 2, querer comprar o Skyward Sword.
    Odiei o vazamento do jogo na net. Depois de tanto tempo esperando, cheio de trailers, chega um palhaco e posta o jogo na net. Como vcs querem parar a pirataria? As vezes acho vcs ignorantes. Vivo ouvindo na net, Nos queremos precos justos, e acabar com a pirataria. N to vendo iniciativa.
    avatar
    Fable
    Membro Nv.6
    Membro Nv.6

    Karma Karma : 1
    Posts Posts : 86

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por Fable em Seg 21 Nov 2011, 07:07

    @Diotupi escreveu:Minha análise de Zelda Skyward Sword
    Adeus velho mundo: talvez, uma das maiores inovações que Skyward Sword trouxe a série seja a quebra do esquema overwold-dungeon-overworld, sendo sempre o mapa só um meio de se chegar a próxima dungeon. Mecânica essa que não se encaixou muito bem no universo 3d, pelo mapa ser sempre sem vida e toda ação ocorrer somente na dungeon. Provavelmente, esta solução foi usada em Ocarina of Time pela limitação técnica do N64, e desde então, todos os outros Zeldas a copiaram, desprezando o potencial técnico dos novos hardwares. Porém desta vez é diferente, tentando dá vida ao overwold como nos tempos 2d, a Nintendo foi além. Por que a ação tem que ocorrer somente na dungeon? Por que usar o overwold somente como caminho? Resultado: tem muita missões que ocorrem no overwold, essas que outrora só ocorriam em dungeons.
    The Surface é o local onde se concentram as dungeons e onde se passa boa parte da missão de Link.
    As dungeons tem novos quebra cabeças, não há nenhum de acender a tocha, e achei algumas bastante pequenas. O overwold tem maior variedade de monstros, há muitos itens escondidos e locais a serem explorados. E é aqui que podemos testar todas as possibilidades de Link, ele está bastante acrobático, o botão de correr possibilita escalar encostas, até passar por cima de monstros,
    além disso a personagem se pendura em quinas, se balança em vinhas e anda sobre corda bamba. É um Link com espírito de Altair (Assassin's Creed) , andar em telhados e subir em árvores ficou muito fácil.
    Esse elemento é mt forte em "A link to the past" e nos 2D de NES e SNES, ja avancei um pouco no jogo para poder opinar melhor sobre isso, esse game parece estar rejuvenescendo sim a série, estou no início mas da pra ver pelo Faron wood que vai ter mts coisas para fazer pelos diveros mapas, sem falar q o bosque é como um mini labirinto, bem feito, cheio de caminhos e passagens para "ligar", espero q continue assim pois esta mt bom.
    Estou curtindo, sem falar q do contrário q disseram alguns inimios são bem irriantes no começo, espero ver como vai ficar mais pra frente, ai faço uma análise também mas por hora estou achando mt incrível jogar esse Zelda pois parece mt FRESCO.

    Só uma pergunta, o final boss tira 1 coração mesmo quando te acerta? Levantamos essa polêmica com um vídeo do youtube hehe
    avatar
    cpluiz
    Veterano Nv.13
    Veterano Nv.13

    Karma Karma : 71
    Posts Posts : 717

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por cpluiz em Seg 21 Nov 2011, 08:44

    @Kojima BR escreveu:Aonde tá a menininha desaparecida?

    Depende, tem duas, tem a "menina" e a "menininha"

    Se for a menininha:

    Saia falando com todos em Skyloft até que alguém fale sobre um velho na estalagem abóbora (não lembro o nome agora), voe até essa estalagem e fale com o velho. Ele lhe dirá que em Skyloft durante a noite, surge um demônio.

    Cortando o bla bla bla do velho, vá até o cemitério de Skyloft a noite, role e acerte o túmulo próximo a árvore, assim que acender um símbolo nele, empurre a lápide para abrir a porta... dai em diante fica intuitivo sobre o que fazer.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Discussão] The Legend of Zelda - Skyward Sword quests dúvidas e dicas

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 23 Ago 2017, 13:03