Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Segundo artigo, Wii U é bem mais poderoso do que pensávamos

    Compartilhe
    avatar
    Matheus M. (MATH???@)
    Veterano Nv.5
    Veterano Nv.5

    Karma Karma : 191
    Posts Posts : 506

    Segundo artigo, Wii U é bem mais poderoso do que pensávamos

    Mensagem por Matheus M. (MATH???@) em Ter 25 Fev 2014, 15:17

    Ouvimos diversas opiniões pela internet afora sobre o Wii U. Seja por causa dos efeitos traumáticos que o Wii teve em sua geração pelo seu hardware ser mais defasado do que os concorrentes, ou pela estranha primeira impressão de "acessório" na E3 2011, muitos acreditam que o novo video-game da Nintendo possa não ser considerado next-gen. Mas isso realmente seria verdade?
    A Big N nunca foi de falar especificações técnicas, é fato. Para ela, usar o hardware de maneira inovadora é mais importante do que quantos clocks o processador irá fazer. E é nesse ponto que entra a insegurança geral por parte do público: eu vou conseguir ter uma experiência third-party como nos outros consoles? E é nisso que o artigo do site Cinemablend retrata. Através de uma pesquisa de hardware feita, e uma investigação histórica dedutiva, eles puderam supor que o Wii U pode ter capacidade a se igualar os consoles dessa geração, mesmo que suas especificações sejam diferentes (ou, pelo menos, as que sabemos).
    Placa do Wii U
    O site cita que o tempo de resposta do console é maior (algo que já sabíamos pelos relatos de empresas thirds), resultado de sua GPU bem elaborada. Acontece que consoles da geração passada eram feitos focados na CPU. No entanto, a arquitetura do Wii U (graças ao IBM PowerPC) traz o diferencial de se usar a tecnologia CISC, que necessitaria de uma programação mais específica (justamente por se usar como foco o desempenho da GPU) mas resulta em um desempenho muito melhor. Já o Xbox One e o PS4 usa a RISC, que é mais simples de se programar (ela se foca no uso da CPU), mas resulta em um desempenho menor. É por isso que quando empresas thirds dizem que o console precisa de uma programação específica, eles não estão de brincadeira: os concorrentes usam uma tecnologia adotada há bastante tempo (usada até na geração passada), sendo mais fácil trazer jogos para o Xbox One e PS4 pois o custo de produção é o mesmo ou menor, e, já no Wii U, precisaria adotar uma nova forma de programação, o que resultaria em mais custo para adaptação de softwares. E é por isso que no Wii U o desempenho cai, pois esses jogos foram programados para se focar na CPU, e não na GPU.
    Há vários outros fatores mais técnicos, como a eDRAM de 32MB do Wii U e oferecendo - teoriacamente - 4MB por macro (sendo equivalente a eSRAM do Xbox One). Há também teorias de que, como a eDRAM do GameCube era de 32 macros por 16 bits e a produtora de eDRAM do Xbox 360 estar responsável pelo Wii U, a eDRAM do Wii U é a mais rápida graças ao processo natural da Lei de Moore. Dessa forma, teríamos como argumentos que o Wii U teria 1024 bits por macro, uma GPU em 550MHz e uma saída de 563.2GB por segundo (Xbox One tem cerca de 170GB). O artigo cita também que isso explicaria o motivo de o Wii U ter mais jogos 1080p a 60fps do que os consoles de nova geração da Sony e Microsoft.
    Tudo isso nos leva a um assunto: é válido discutir especificações? Gráficos é tudo? Pelo jeito a Nintendo entrou em uma geração bem armada. Mas o que podemos especular com isso para o novo Zelda U?
    Sabemos que o console consegue, em uma programação bem feita, usar 1080p a 60fps nativo. Também podemos esperar que as dungeons sejam maiores do que nunca, e o Hyrule Field o maior da série. Contudo, já deixaram claro de que 60fps não é obrigatoriedade em Zelda. De tudo isso podemos supor que o jogo será enorme, de uma forma muito complexa. Se a natividade do console permite a taxa alta de quadros e ele não usar isso, poderíamos supor que a equipe de Aonuma está tratando de se focar no conteúdo do jogo. Quem sabe não vem por aí um Zelda mais profundo do que todos os que conhecemos?
    Esta notícia contou com a colaboração de Guilherme Almeida (SkSonicSk), na explicação da parte técnica.
    [ESTA POSTAGEM FOI FEITA ORIGINALMENTE NO SITE HYRULE LEGENDS - Zelda.com.br]
    avatar
    bruno.martins.18659
    Veterano Nv.35
    Veterano Nv.35

    Karma Karma : 1445
    Posts Posts : 1433

    Re: Segundo artigo, Wii U é bem mais poderoso do que pensávamos

    Mensagem por bruno.martins.18659 em Ter 25 Fev 2014, 15:29

    avatar
    Robert Prado
    Underwear Hero
    Underwear Hero

    Karma Karma : 5131
    Posts Posts : 6134

    Re: Segundo artigo, Wii U é bem mais poderoso do que pensávamos

    Mensagem por Robert Prado em Ter 25 Fev 2014, 17:07

    Locked

    Conteúdo patrocinado

    Re: Segundo artigo, Wii U é bem mais poderoso do que pensávamos

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 17 Ago 2017, 10:53