Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Compartilhe
    avatar
    victorarabi
    Membro Nv.14
    Membro Nv.14

    Karma Karma : 58
    Posts Posts : 169

    [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por victorarabi em Sex 24 Maio 2013, 01:17

    Com o fiasco da apresentação da Microsoft e com a polêmica gerada em cima das mil e uma funcionalidades apresentadas no Xbox One, abriu-se uma discussão que está rolando em toda a internet sobre os rumos da indústria Gamer e se as mudanças apresentadas nessa geração são bem vindas e realmente necessárias.

    Essas ditas mudanças estão supostamente acontecendo para que o nicho de mercado de entretenimento voltado aos games possa voltar a fazer frente com a competição desleal com smartphones e tablets. Além da eterna justificativa da briga contra a pirataria.

    Mas será tudo isso realmente necessário?

    Tornar um equipamento que deveria ter seu foco voltado à jogatina em uma maquina de entretenimento é realmente a solução?

    Eu gosto bastante de acompanhar diversos sites especializados em games e li ontem um post feito pelo barbudo do site gonintendo.com. Apesar do site ser voltado para nintendo, o cara faz uma crítica gigante sobre esses rumos (a crítica está em inglês e e eu pretendo traduzi-la em breve para posta-la aqui) e essencialmente o que ele diz crítica pode ser resumido em um tweet feito pela "famosa" Emily Rogers:

    Quando eu assisto a conferência do Xbox, eu sinto que a indústria dos games está envergonhada por ser a indústria dos games

    Esse comentário, juntamente com a critica feita pelo nosso companheiro do Gonintendo me fez pensar que no final das contas nos temos mais a perder do que a ganhar com a introdução dessas tantas funcionalidades novas ao console.

    Digo isso pois, ao meu ver, isso encarece o produto final, acaba fazendo com que funcionalidades interessantes ligadas à jogatina propriamente ditas acabem sendo cortadas, acabam sendo criadas inúmeras barreiras em uma coisa que deveria ser simples e descontraída, coisas como "permanecer sempre conectado, abolir jogos usados e retrocompatibilidade só fazem o cenário ficar ainda pior. É algo como: "pra que me preocupar com os jogos da geração passada se eu posso ver meu facebook pelo meu console!!!".

    Eu quando chego em casa e ligo meu video game, seja ele qual for, eu não quero saber o que ta passando na Tv, não quero saber o que meus amigos fizeram no facebook, quantas vezes ele ganharam no fifa, não estou minimamente interessado em ver videos, afinal eu fiz tudo isso no meu celular/tablet no caminho para casa, eu quero é jogar!

    E a verdade pura e simples que as empresas não percebem é isso, todas essas funcionalidades acabam apenas afastando o público do foco principal do video game: jogar uma partida daquele jogo dificil, chamar a galera para um campeonato de luta/esporte/shooter/etc. E não é dificil entender que o foco no jogo em sí faz coisas com o sonhado público casual que gadgets não fazem, olhe jogos como Just Dance, Cooking Mama, guitar hero, esses são todos jogos que fazem pessoas que nunca jogaram na vida se interessar em ter um video game. Poxa, já rolou brigas sérias aqui em casa porque queria jogar meu DS e ela tava lá viciada nos minigames do NSMB.

    E para pra pensar, com tablets, celulares, smartphones, smart Tvs e toda a infinidade de gadgets atuais alguém realmente vai escolher comprar um console devido à outra coisa se não jogar?

    No fim das contas, perdemos a oportunidade de ter uma geração revolucionária no gameplay para termos caixas interativa que podem ser utilizadas para jogar também.

    E vocês, qual a opnião de cada um?
    Não gostaria de ver flames e brigas aqui, afinal de contas esse é um assunto que afeta diretamente quem joga, seja ele o ista que for.
    avatar
    Ulquiorra - Sama
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 236
    Posts Posts : 1571

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por Ulquiorra - Sama em Sex 24 Maio 2013, 11:56

    Analiticamente e imparcialmente as industrias não estas erradas, afinal o público gamer é um nicho seleto, que briga muito, zomba muito, e é muito exigente, nunca esta satisfeito, é claro que o público de filmes, música e softwares também tem esses defeitos, mas como games são uma junção desses 3 ao mesmo tempo, acabamos sendo miseravelmente mesquinhos, ai então, é melhor ampliar os horizontes dos aparelhos para obter mais público, eu me lembro que quando saiu o PS3 muitos compraram por causa do leitor de DVD além de outras funções multimídia, os donos de PSP usavam o portatil para o mesmo, eu no meu Wii as vezes uso homebrew para ver videos ( principalmente porque ele marca o ultimo episódio kkk).

    Mas o que eu acho um erro da M$ foi inicialmente voltar todos os recursos para o público estaduniense, pleo jeito ela desistiu do japão.
    avatar
    victorarabi
    Membro Nv.14
    Membro Nv.14

    Karma Karma : 58
    Posts Posts : 169

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por victorarabi em Sex 24 Maio 2013, 12:37

    @Ulquiorra - Sama escreveu:Analiticamente e imparcialmente as industrias não estas erradas, afinal o público gamer é um nicho seleto, que briga muito, zomba muito, e é muito exigente, nunca esta satisfeito, é claro que o público de filmes, música e softwares também tem esses defeitos, mas como games são uma junção desses 3 ao mesmo tempo, acabamos sendo miseravelmente mesquinhos, ai então, é melhor ampliar os horizontes dos aparelhos para obter mais público, eu me lembro que quando saiu o PS3 muitos compraram por causa do leitor de DVD além de outras funções multimídia, os donos de PSP usavam o portatil para o mesmo, eu no meu Wii as vezes uso homebrew para ver videos ( principalmente porque ele marca o ultimo episódio kkk).

    Mas o que eu acho um erro da M$ foi inicialmente voltar todos os recursos para o público estaduniense, pleo jeito ela desistiu do japão.

    Mas na época que o psp e o Ps3 lançaram, quantos outros equipamentos tinham essas funções tão bem detalhadas? Os poucos que tinham eram extremamente mais caros e tinham limitações absurdas quanto aos tipos de midia aceita.

    hoje é possível comprar um celular razoavel que faça tudo isso e seja mais barato que um Psp.

    Portanto, creio que infelizmente, isso não se aplica para o que temos no mercado hoje. Mas você tem razão, quanto mais recurso melhor, CONTANTO que a jogatina e invoação na mesma sejam os focos do console.
    avatar
    SpecialAgentZ
    Veterano Nv.20
    Veterano Nv.20

    Karma Karma : 1564
    Posts Posts : 888

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por SpecialAgentZ em Sex 24 Maio 2013, 13:20

    @Ulquiorra - Sama escreveu:Analiticamente e imparcialmente as industrias não estas erradas, afinal o público gamer é um nicho seleto, que briga muito, zomba muito, e é muito exigente, nunca esta satisfeito, é claro que o público de filmes, música e softwares também tem esses defeitos, mas como games são uma junção desses 3 ao mesmo tempo, acabamos sendo miseravelmente mesquinhos, ai então, é melhor ampliar os horizontes dos aparelhos para obter mais público, eu me lembro que quando saiu o PS3 muitos compraram por causa do leitor de DVD além de outras funções multimídia, os donos de PSP usavam o portatil para o mesmo, eu no meu Wii as vezes uso homebrew para ver videos ( principalmente porque ele marca o ultimo episódio kkk).

    Mas o que eu acho um erro da M$ foi inicialmente voltar todos os recursos para o público estaduniense, pleo jeito ela desistiu do japão.

    Nicho seleto? Já deixou de ser há muitas décadas. É nicho, mas mainstream.

    É um mercado tão relevante quanto o cinema.

    E não vemos os aparelhos de Blu-ray vindo com coisas desnecessárias que não tem a ver com reprodução de conteúdo.

    Já começam errando porque um console de videogame tem de ser um aparelho enxuto, robusto mas barato, para... adivinhem? Jogadores!

    NÃO SE PODE querer fazer uma coisa universal que agrade a todos, que sirva a todos! Não existe fórmula secreta para que isso funcione. Chega a um ponto que se torna inviável, as pessoas perdem o interesse, surge um abismo.

    Hoje em dia qualquer aparelho tem câmera embutida.
    Mas você não vê fotógrafo comprando telefone para tirar foto, mesmo tendo opções razoáveis de telefone da linha Cybershot. Ele dá seu dinheiro em uma boa superzoom, dedicada a fotos. Pergunte-os se eles querem uma superzoom com smartphone embutido.
    O mesmo se aplica a consoles.

    Em poucos anos, irão querer transformar um console, um aparelho que começou como uma máquina simples que rodava games e só, em um computador central que controla sua geladeira, fogão, portas, janelas, campainhas, telefones, media players, TVs, cheio de complexidades e futilidades e sistemas truncados com excesso de recursos e informações... pegou o absurdo na história?

    Não estão querendo fazer um console de videogame. Estão querendo fazer a Máquina Genérica que serve para tudo! Que sirva para todos!

    E quem procura um >Video Game< como fica? E não adianta vir com o papo direcionando culpa ao consumidor com o "ah mas vai ter videogame mesmo assim, só num vai ser o principal"... porque se querem fazer o aparelho genérico-faz-tudo, que o façam, mas façam o videogame separado. Ou nem o façam.

    Espero que a industria dos games caia num buraco profundo novamente. Precisa de reformulação, voltar a abraçar os antigos conceitos.
    avatar
    Ulquiorra - Sama
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 236
    Posts Posts : 1571

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por Ulquiorra - Sama em Sex 24 Maio 2013, 13:24

    Concordo com os senhores, mas a M$ sempre teve esse objetivo de centralizar tudo, desde o Windows 95;
    avatar
    justiceiro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1071
    Posts Posts : 1801

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por justiceiro em Sex 24 Maio 2013, 13:28

    Sobre a questão do drm. O problema é que a idéia de que você precisa pagar pra jogar ainda é muito difícil, quando você busca no google e tem dezenas de site te oferecendo o jogo, totalmente e graça, e você sabe que nunca vai ser preso por isso. Só pra você terem uma idéia, na activision 95% dos jogadores obteram uma cópia do jogo pirateando. Ou seja, um jogo que vendeu 100K unidade era pra ter vendido 2 milhões. Por isso que as vendas pra console são sempre mais altas, mesmo o número de computadores sendo muito superior. O que as empresas vão fazer? Mandar prender todo mundo que já usou um produto pirata na vida? Não, por isso elas criam esses drms, pois a pirataria tira muito lucro sim, e como fica cada vez mais caro criar jogos, elas tem que invenntar formas de ganhar mais: dlc e microtransações.

    Até mesmo nos celulares, com jogos que custam 99 cents, os jogos são pirateados em igual medida. A indústria está desesperada, pois não importa quão bom seja o produto, todo mundo vai la e baixa. Então ela apela pra novos públicos e aundiência,e isso acaba tirando um pouco da essencia do video game.

    Aliás, parem pra pensar: que aparelho hoje em dia faz só uma coisa? O que aconteceu com aqueles minisystem, que serviam só pra ouvir cd? Quem aí ainda tem mp3? Então uma máquina que só serve pra jogar é uma coisa bem estranha pro mundo atual. Outra coisa que também limita os videogames em seu apelo é a necessidade de atenção que você tem que dar. Dá pra ouvir música enquanto trabalha. Dá pra comer enquanto assiste um filme/série. Mas dá pra jogar e fazer qualquer outra coisa? Não, você precisa estar comprometido com aquilo e só com aquilo, algo complicado na vida corrida que vivemos hoje. Quem sabe no dia que criem um controle que você use os pés, o mercado de video games apele pra mais pessoas.

    E sobre o futuro? Bem, infelizmente parece que os jogos na nuvem serão uma realidade. Apesar do incoveniente de estar sempre conectado, isso elimina completamente o problema da pirataria, elimina o problema de saber se vai rodar ou não em tal máquina, ou seja, num precisa ficar portando o game. Acaba com a venda de usados e também com a necessidade de trocar de máquina.

    Se um hardcore gamer hoje é mais difícil, o tempo é menor, os games exigem mais dedicação do que antes, e é tudo mais caro de se manter.

    A indústria de jogos tá ficando bem parecida com a de cinema: dezenas de reboots de franquias batidas todo ano. A mesma coisa com títulos diferentes e poucos são os títulos que nos surpreedem com originalidade.

    O BJ fez um bom artigo sobre o estado atual da indústria, pra quem quiser dar uma olhada:
    http://www.baixakijogos.com.br/noticias/32801-afinal-de-contas-o-mercado-de-games-esta-prosperando
    avatar
    victorarabi
    Membro Nv.14
    Membro Nv.14

    Karma Karma : 58
    Posts Posts : 169

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por victorarabi em Sex 24 Maio 2013, 13:57

    Eu sinceramente não veria problemas em vermos cada vez mais jogos na núvem, visto que isso traz alguns beneficios técnicos bem interessantes, como por exemplo gráficos melhores que rodam em conjunto com o servidor e o equipamento que irá reproduzir o jogo.

    O grande problema é sim tarifar tudo isso...

    E a minha opnião é exatamente a mesma que a do SpecialAgentZ, por melhor que uma gadget genérico possa ser em suas tantas funções, nenhuma delas vai conseguir superar o equipamento que é especifico para isso! E não precisa sair do escopo de uma mesma linha de equipamentos, a qualidade do som do Ipod Nano 6g ,que não tem nada, NADA, ele só serve para reproduzir músicas, é muito superior à qualidade vista no mesmo Ipod nano uma geração superior.

    Eu acho que isso justifica o motivo do estrondoso sucesso do N3DS, pq ele é essêncialmente uma máquina de jogos!
    Eu achei um absurdo as críticas que ele recebeu em seu lançamento por não ter uma camera com resolução boa... A camera não tá la para tirar fotos que depois serão compartilhadas (visto que nem aplicativo para isso ele tem!) a camera tá lá para ser utilizada como uma imersão a mais na jogabilidade! Eu perdi bastante tempo jogando os jogos nativos do 3Ds que utilizam essa função quando comprei o meu e tenho certeza que muita gente o fez também.

    Você pode sim adcionar uma funçãozinha a mais ali ou outra aqui, mas querer deturpar o que o video game é, isso jamais.
    avatar
    SpecialAgentZ
    Veterano Nv.20
    Veterano Nv.20

    Karma Karma : 1564
    Posts Posts : 888

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por SpecialAgentZ em Sex 24 Maio 2013, 14:10

    Só irei citar o que não concordei em seu comentário, amigo. De resto achei bem coerente.

    @justiceiro escreveu:


    Aliás, parem pra pensar: que aparelho hoje em dia faz só uma coisa? O que aconteceu com aqueles minisystem, que serviam só pra ouvir cd?


    Os minisystem continuam vendendo como sempre venderam para a classe baixa e pessoas que procuram apenas um aparelho que toque musica, independente de qualidade... atualmente estão sendo aos poucos substituidos pelos Minisystem com DVD/Bluray Home Theater de baixa gama.

    Continuam existindo receivers, kits de caixas acústicas de qualidade, amps, como sempre existiram para quem quer musica, quem gosta de som, quem quer qualidade.

    E não sei se sabe, mas minisystem sempre foram os "Xbox One" do som. Aparelhos que se propõem a fazer tudo, e que desagrada quem realmente curte som.


    Quem aí ainda tem mp3?

    Muita gente, principalmente quem curte HiFi que compra os Cowon da vida, ou até mesmo quem compra iPod para escutar um ALAC.

    Quem ouve MP3 em telefone não está ali por qualidade, apenas comodidade. É o mesmo caso dos minisystem.
    E ainda tem os que compram esses MP3 de ouvido porque são super discretos. Gente que corre, pratica esportes, coisas do tipo usam muito.

    Minha mãe mesmo comprou um MP3 de ouvido da Philips super discreto. Bonitinho até.

    Então uma máquina que só serve pra jogar é uma coisa bem estranha pro mundo atual.

    Não é, até porque jogos estão mais em evidência do que nunca. Videogames nunca foram tão populares e aceitos. O DS mesmo é um aparelho que não presta para nada além de jogos. Vendeu 150 milhões de unidades e é o portátil mais vendido. Wii é outro, apelou até para o costumeiro publico que só joga em telefone, e abocanhou quase 100 mi... e sem funções mirabolantes.

    Quem compra um console de videogames o compra para jogos, não para ver TV.

    Vou usar o PS3 aqui mas vale para todos.

    Você não vai ver alguém chegar e falar "puxa, vou comprar este PS3 para assistir Netflix" ou "vou comprar o PS3 porque vem com multimidia... ah e roda jogos!".

    Já existem aparelhos próprios para isso e quem quer isso vai comprar os aparelhos apropriados.

    As pessoas que vão comprar o PS3 vão lá e falam "cara, vou comprar o PS3 para jogar Killzone! Vou jogar GOW e LBP!!".

    avatar
    Gladson
    Iniciante Nv.1
    Iniciante Nv.1

    Karma Karma : 0
    Posts Posts : 1

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por Gladson em Sex 24 Maio 2013, 15:05

    Ótimo post victorarabi, concordo plenamente e também devo confessar que estou bem preocupado com o rumo que esta sendo tomado pela indústria de games. O mais engraçado (e estranho!) é que parece que esses caras não fazem nenhum tipo de pesquisa de mercado. Em todos os lugares estão falando super mal da apresentação do Xbox One e os caras estavam(ão!) transbordando confiança, eu fico me perguntando baseado em que vem essa crença por parte deles de que esta é a direção correta a ser seguida!? Será esse um primeiro passo de uma ação orquestrada para que em um futuro próximo este seja o padrão a ser seguido, ou seja, exigência de conexão com a internet, limitação para o uso de jogos usados, etc. Eu particularmente não acredito em teoria da conspiração e acho que o que vimos é um produto esquizofrênico (set top box, videogame, computador, celular e sei lá mais o que) fruto provavelmente de diversas discurssões entre os diferentes grupos e interesses dentro da Microsoft. Algo similar acontece com o PS4 mas em menor escala e em menor escala ainda com a nintendo que, na minha opinião, é a que mantém ainda o foco maior nos games.

    Bem que venha logo a E3 onde com certeza poderemos ter uma maior clareza deste cenário...
    avatar
    Ulquiorra - Sama
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 236
    Posts Posts : 1571

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por Ulquiorra - Sama em Sex 24 Maio 2013, 16:27

    Eu tenho a opinião de que a M$ não esta errada em querer integrar as coisas, mas como todos afirmaram, VG é VG, tem de ter jogo, afinal quem "contrata" uma prostituta não vai mandar a menina lavar os pratos né? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Discussão] As mudanças na indústria Gamer

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 23 Ago 2017, 05:25