Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Compartilhe
    avatar
    Robert Prado
    Underwear Hero
    Underwear Hero

    Karma Karma : 5131
    Posts Posts : 6134

    Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por Robert Prado em Seg 23 Maio 2016, 09:55

    Em uma conversa franca entre o site japonês 4Gamer e o produtor da série Tekken, Katsuhiro Harada, o diretor de Final Fantasy XV, Hajime Tabata, mencionou a "doença Final Fantasy". Segundo Tabata, há um feedback negativo para Final Fantasy XV, como pessoas não estarem felizes com as escolhas de personagens. Tabata sabe que a franquia possui estrada, mas ele sentia que precisava fazer mudanças. "Naquela época, eu percebi que entre os fãs também há pessoas que pegaram a doença FF", disse.

    O site 4Gamer pergunta o que é exatamente essa doença. "Refere-se às pessoas dentro da companhia que não conseguem imaginar algo que não seja sua própria visão de Final Fantasy. Sendo a raiz a forte auto-afirmação, uma visão sob a série possui mais prioridade do que o sucesso da equipe. Se essa visão de Final Fantasy não for cumprida, então estarão convencidos de que é ruim para a série. Eles pensam, 'sendo que Final Fantasy é uma equipe especial, então nós também somos especiais porque estamos fazendo-o. Quando o novo Final Fantasy for lançado, todo mundo se dedicará a ele'. Mas essa não é a realidade da situação, certo?", responde Tabata. Continuando, ele diz, "por causa disso, há uma época que eu disse para a equipe 'nós não somos especiais. Acordem'. Ainda, percebi que quando Final Fantasy XV se tornou público, não era apenas dentro da companhia. Todo mundo possui essa doença".

    Tabata encerra o assunto dizendo que "a esse ponto, se a série não se modernizasse, eu acho que poderia ter sido o fim dela".


    Paralelo a isso, uma enquete feita pelo MyNavi no Japão e divulgada pelo Niconico, 401 estudantes universitários do país foram perguntados se já tinham jogado Final Fantasy. 70,3% disseram que não. Os motivos são vários, como por ser um gênero que não o interessa, não parece ser divertido, por não jogar videogames e até mesmo porque seus pais não deixam jogar games.

    Vale ressaltar, porém, que um estudante universitário japonês de aproximadamente 20 anos teria cerca de 10-15 anos quando Final Fantasy XIII saiu. Jogos como FF VII saíram quando eles possivelmente nem eram nascidos ou perto disso.

    Fonte: KOTAKU

    Eu concordo com o pensamento do Tabata. Existe mesmo esse preconceito, principalmente com o XV agora.
    O mais engraçado é que o XV é uma mistura de VII com VIII, mas com um sistema de batalha open-world. Eu concordo que o fato de eu não poder controlar todos os personagens, me incomoda, por que IA hoje em dia ainda é burra (creio que vá ter ao menos algo como Gambits do XII).

    Mas pela história em sí, eu não tenho o que reclamar. FF XIII (trilogia) foi o mais fraco nesse sentido e talvez o único fraco. A história dos FF sempre foram ótimas, mas acho que não é necessário ser no estilo medieval para ser bom. Pouco foi revelado de FFXV (se levarmos em conta que é um jogo de 60 horas) então acho que ele terá sim personagens marcantes e pode surpreender muita gente.

    Um jogo que é excelente, mas segue um caminho diferente de FF, é Dragon Quest. História boa, mas agrada somente o pessoal do seu nicho (que fora do japão, é bem pequeno). FF sendo a vaca leiteira, não pode ter o luxo de ficar como DQ, que evoluiu muito pouco quando comparado a FF.
    avatar
    vits
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2542
    Posts Posts : 4922

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por vits em Seg 23 Maio 2016, 10:12

    Bem, eu sempre gostei bastante da franquia e acredito que depois de Phantasy Star, tenha sido a primeira série de RPGs que eu joguei (mesmo que, na época, eu fosse uma criança com conhecimento quase nulo de inglês). Mas os motivos pelos quais eu jogava esses jogos mudaram muito ao longo do tempo, passando de simplesmente curtir um pouco de "ação" medieval, para apreciar as histórias e a mitologia.

    Hoje em dia a minha única crítica a franquia é a linearidade, tanto em gameplay quanto na própria progressão do enredo. Quanto a Final Fantasy XV, meu hype para com ele é abaixo de zero, mas isso é porque não tenho nenhum dos consoles para os quais ele vai ser lançado (e nem pretendo ter). Razz
    avatar
    Arthimura
    Veterano Nv.8
    Veterano Nv.8

    Karma Karma : 343
    Posts Posts : 577

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por Arthimura em Seg 23 Maio 2016, 10:40

    Eu me considero um entusiasta em jogos japoneses, e o meu gênero favorito até hoje é RPG, pois cresci jogando RPGs japoneses.

    Os únicos Final Fantasy que eu realmente gostei foram o Final Fantasy VII e o Tactics, tirando eles considero a série Final Fantasy bem rasa e entry-level dentro do gênero.

    Estou hypado pro NieR Automata e o Kingdom Hearts 3, mas mesmo eu fazendo parte do demográfico, tenho zero hype pelo Final Fantasy XV, então concordo que existe um fenômeno coletivo que as pessoas estão se interessando menos pela franquia.

    Os maiores problemas da série, ao meu ver, são:

    - Plots rasos.
    - Personagens clichês.
    - Combate raso.
    - Exploração rasa nos títulos modernos.

    Mas dito isso, se o jogo tiver um clima de "bros em uma viagem para conhecerem a si mesmos", pode ser que seja uma experiência agradável.
    avatar
    Robert Prado
    Underwear Hero
    Underwear Hero

    Karma Karma : 5131
    Posts Posts : 6134

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por Robert Prado em Seg 23 Maio 2016, 11:04

    vits escreveu:
    Bem, eu sempre gostei bastante da franquia e acredito que depois de Phantasy Star, tenha sido a primeira série de RPGs que eu joguei (mesmo que, na época, eu fosse uma criança com conhecimento quase nulo de inglês). Mas os motivos pelos quais eu jogava esses jogos mudaram muito ao longo do tempo, passando de simplesmente curtir um pouco de "ação" medieval, para apreciar as histórias e a mitologia.

    Hoje em dia a minha única crítica a franquia é a linearidade, tanto em gameplay quanto na própria progressão do enredo. Quanto a Final Fantasy XV, meu hype para com ele é abaixo de zero, mas isso é porque não tenho nenhum dos consoles para os quais ele vai ser lançado (e nem pretendo ter). Razz
    Essa linearidade aconteceu por que cagaram feio e 3 vezes no FFXIII. Se a gente pega o XII e até o XIV, a linearidade não existe...

    Sobre as histórias e mitologia, é engraçado. Eu admito curtir os rpgs por turno, principalmente o turn-based mais evoluído que encontramos nos dois Bravely e no FFX. Meu pai tem 40 anos e sempre jogou os FF, perguntei pra ele se sentia falta do rpg por turno. Ele respondeu: Absolutamente não! Coisa mais chata, eu jogava mais pela história, pela mitologia e personagens"

    Pensando bem, até que concordo com ele. Sakaguchi sabe como contar uma bela história.

    Arthimura escreveu:

    - Plots rasos.
    - Personagens clichês.
    - Combate raso.
    Falando dos meus 5 FF favoritos: XII, VII, X, VI e Tactics, eles não possuem essas características. Respeito sua opinião, mas a série em sí se tornou a franquia JRPG de maior sucesso, justamente por ter pontos contrários a estes que você citou.

    Arthimura escreveu:- Exploração rasa nos títulos modernos.
    A trilogia XIII realmente tem uma exploração rasa. Uma involução completa do XII, que é perfeito nesse sentido.
    avatar
    Nan Gamer
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1496
    Posts Posts : 1835

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por Nan Gamer em Seg 23 Maio 2016, 13:23

    A realidade é que Final Fantasy perdeu a mão a partir do X-2. Fora o XII, tudo o que foi lançado com o nome dele não teve o brilho de um VII, VI ou X. A saida do Sakaguchi é algo que com toda a ctza prejudicou muito a série, e infelizmente enquanto a Square lançava bombas como os 3 horrorosos XIII outras franquias foram ganhando mais e mais espaço: Persona, Elder Scrolls, Fire Emblem, dentre outras.

    Eu honestamente estou com um pé muito atrás pra esse jogo devido a minha horrivel experiencia com as 3 partes da Lightning, mas darei mais uma oportunidade para a franquia e comprarei o game no lançamento. Mas honestamente o sistema de batalhas, os personagens e o clima Teen One Direction é algo que não me agrada muito. Mas enfim, espero estar errado.

    Pra mim não basta ter Final Fantasy no nome, ter gráficos bonitos e entrevistas bacanas. Quero é mesmo ver alma, personalidade, coerencia, boa narrativa, reviravoltas, tramas bem elaboadas, sistema de batalhas agradável, boas sidequests.. enfim.. Quero apenas minha série amada de volta.
    avatar
    Robert Prado
    Underwear Hero
    Underwear Hero

    Karma Karma : 5131
    Posts Posts : 6134

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por Robert Prado em Seg 23 Maio 2016, 14:02

    Nan Gamer escreveu:A realidade é que Final Fantasy perdeu a mão a partir do X-2. Fora o XII, tudo o que foi lançado com o nome dele não teve o brilho de um VII, VI ou X. A saida do Sakaguchi é algo que com toda a ctza prejudicou muito a série, e infelizmente enquanto a Square lançava bombas como os 3 horrorosos XIII outras franquias foram ganhando mais e mais espaço: Persona, Elder Scrolls, Fire Emblem, dentre outras.
    Brow, pra mim, na verdade perdeu a mão com quem fez a trilogia XIII. Se a gente pega os dois online (XI e XIV), eles são sucesso, mesmo que não seja para o público de FF, para o pessoal do MMO, foram jogos ótimos.
    Já o XII é 12/10 Razz kkkk

    Nan Gamer escreveu:Eu honestamente estou com um pé muito atrás pra esse jogo devido a minha horrivel experiencia com as 3 partes da Lightning, mas darei mais uma oportunidade para a franquia e comprarei o game no lançamento. Mas honestamente o sistema de batalhas, os personagens e o clima Teen One Direction é algo que não me agrada muito. Mas enfim, espero estar errado.
    A trilogia Lightning vai nos assombrar pra todo o sempre. O XV tem como dever consertar isso, por que já vai fazer uma cara que não temos um FF principal realmente bom :/

    A batalha, a gente precisa ter controle sobre os outros personagens, por que com aquela IA prevejo estresse xD O estilo KH agrada, com o tempo acho que você vai curtir, só que concordo que eles tem que envolver menos o Nomura nos projetos, por que ele quer meter sistema de KH em todos os FF (FF VII Remake ele tá seguindo pra esse lado, pelo que vimos), e isto incomoda pq FF é FF e KH é KH.

    Agora,  quanto ao estilo teen o jogo pega tudo de FF VII e soma com VIII. É facilmente comparável o estilo e personalidade do grupo Soldier (Angeal Hewley, Zack Affair e Cloud Strife) com o do grupo do Noctis do FFXV. A parte de veículos e etc, vem de FFVIII.

    Nan Gamer escreveu:Pra mim não basta ter Final Fantasy no nome, ter gráficos bonitos e entrevistas bacanas. Quero é mesmo ver alma, personalidade, coerencia, boa narrativa, reviravoltas, tramas bem elaboadas, sistema de batalhas agradável, boas sidequests.. enfim.. Quero apenas minha série amada de volta.
    Alma, personalidade, coerência, narrativa, reviravoltas, tramas e outros, a gente só vai conseguir ver mesmo no game completo. O que a gente tem de prévia, apesar de interessante, é uma sinopse muito rala.

    As sidequests sim, essas vão ter que ser fenomenais. Tem que ser no mínimo do nível do XII. Acho que as chances são altas, se pegarmos como base a sidequest do Behemoth do Episode Duscae.
    avatar
    vits
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2542
    Posts Posts : 4922

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por vits em Seg 23 Maio 2016, 16:54

    Robert Prado escreveu:
    vits escreveu:
    Bem, eu sempre gostei bastante da franquia e acredito que depois de Phantasy Star, tenha sido a primeira série de RPGs que eu joguei (mesmo que, na época, eu fosse uma criança com conhecimento quase nulo de inglês). Mas os motivos pelos quais eu jogava esses jogos mudaram muito ao longo do tempo, passando de simplesmente curtir um pouco de "ação" medieval, para apreciar as histórias e a mitologia.

    Hoje em dia a minha única crítica a franquia é a linearidade, tanto em gameplay quanto na própria progressão do enredo. Quanto a Final Fantasy XV, meu hype para com ele é abaixo de zero, mas isso é porque não tenho nenhum dos consoles para os quais ele vai ser lançado (e nem pretendo ter). Razz
    Essa linearidade aconteceu por que cagaram feio e 3 vezes no FFXIII. Se a gente pega o XII e até o XIV, a linearidade não existe...

    Sobre as histórias e mitologia, é engraçado. Eu admito curtir os rpgs por turno, principalmente o turn-based mais evoluído que encontramos nos dois Bravely e no FFX. Meu pai tem 40 anos e sempre jogou os FF, perguntei pra ele se sentia falta do rpg por turno. Ele respondeu: Absolutamente não! Coisa mais chata, eu jogava mais pela história, pela mitologia e personagens"

    Pensando bem, até que concordo com ele. Sakaguchi sabe como contar uma bela história.

    Discordo completamente dessa afirmação, a trilogia do Final Fantasy XIII é de fato a mais linear em termos de gameplay, já que o jogo basicamente se passa em uma série de corredores, mas todos os Final Fantasys são lineares. E isso acontece justamente por conta da própria narrativa desse jogos, que não passa de uma enorme trama, que avança conforme o jogador vai ativando gatilhos que estão posicionados um atrás do outro.

    O mundo aberto e as quests secundárias podem até lhe passar a impressão de que não há linearidade, mas isso é uma forma artificial de oculta-la. Se você analisar os jogos da franquia, vai ver que todos (ao menos todos que joguei) se comportam exatamente dessa forma:


    Você pode até encontrar desvios, mas sempre volta para a mesma linha principal, os resultados desses desvios raramente interferem com o mundo do jogo, apenas fornecem itens, experiência, etc..

    Agora, isso é algo ruim? Absolutamente não, para aqueles que estão a procurar de um jogo simples, com boa história e gameplay divertido, Final Fantasy é uma boa pedida justamente por ser construido dessa forma linear. Eu, por outro lado, prefiro RPGs que permitem uma maior interação com o mundo, onde as ações do jogador interferem diretamente com os resultados, onde é possível encontrar atalhos para os objetivos e onde a história não é estática.
    avatar
    Nan Gamer
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1496
    Posts Posts : 1835

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por Nan Gamer em Seg 23 Maio 2016, 19:23

    Brow, pra mim, na verdade perdeu a mão com quem fez a trilogia XIII. Se a gente pega os dois online (XI e XIV), eles são sucesso, mesmo que não seja para o público de FF, para o pessoal do MMO, foram jogos ótimos. 
    Já o XII é 12/10  kkkk

    Olha cara, o X-2 é uma escória sem fim. Conseguiram pegar uma pesonagem extremamente bem construída e a transforamaram em uma bocó. FF XIV e XI.. kkk.. Na boa brow.. Não chegam nem aos pés de obras como o VI, VII, VIII, X, XII ou IV. ( apesar que não os joguei.. kkk ) jocolor


    A trilogia Lightning vai nos assombrar pra todo o sempre. O XV tem como dever consertar isso, por que já vai fazer uma cara que não temos um FF principal realmente bom :/

    Cara, essa trilogia infelizmente é o item com o nome FF que eu mais odeio, pois fui idiota em ser enganado 2 vezes com XIII e XIII-2 esperando para que o terceiro fosse bom.. De fato a terceira parte é  a menos insuportável, mas ainda assim é uma verdadeira droga, desde história, side quests e tudo o mais.


    A batalha, a gente precisa ter controle sobre os outros personagens, por que com aquela IA prevejo estresse xD O estilo KH agrada, com o tempo acho que você vai curtir, só que concordo que eles tem que envolver menos o Nomura nos projetos, por que ele quer meter sistema de KH em todos os FF (FF VII Remake ele tá seguindo pra esse lado, pelo que vimos), e isto incomoda pq FF é FF e KH é KH.

    Exato. São duas séries com pegadas diferentes. Apesar de eu surpreendentemente nunca ter jogado nennhum Kingdom Hearts, essa jogabilidade dura e "impotente" de FF XV me deixa com um pé beeeem atrás. Como vc disse, o controle dos outros personagens é essencial, mas de vdd, isso é o que menos me incomoda em relação ao sistema de batalhas. Talvez seja minha mania de ser nostalgico ao extremo e amar combates por turnos como Xenoblade Chronicles X, FF XII ou Xeno X que são na minha opinião o limite em relação a mescla de sistema de batalhas, e vc sabe exatamente do que eu to falando, rsrs.


    Agora,  quanto ao estilo teen o jogo pega tudo de FF VII e soma com VIII. É facilmente comparável o estilo e personalidade do grupo Soldier (Angeal Hewley, Zack Affair e Cloud Strife) com o do grupo do Noctis do FFXV. A parte de veículos e etc, vem de FFVIII.

    Pow cara, eu discordo. Pra mim ele não tem nada de VII visualmente falando. Cloud, Barret, Tifa, Vincent e os outros estão em um outro nível. Acho mto mais fácil usar como parâmetro de comparação o VIII que realmente tem uma pegada mais Teen. Mas talvez o que me incomode tanto é esse protagonista que é a cara do Sasuke.. E sinceramente, eu não suporto o Sasuke.. kkkkk..

    Brincadeiras a parte, eu não curto esse estilinho de banda musical japonesa.. Sei lá.. Acho que esse é o caminho mais fácil, e isso me desagrada, pois eu sinto que eles não saem da zona de conforto.


    Alma, personalidade, coerência, narrativa, reviravoltas, tramas e outros, a gente só vai conseguir ver mesmo no game completo. O que a gente tem de prévia, apesar de interessante, é uma sinopse muito rala.

    As sidequests sim, essas vão ter que ser fenomenais. Tem que ser no mínimo do nível do XII. Acho que as chances são altas, se pegarmos como base a sidequest do Behemoth do Episode Duscae.


    Sim, de fato só veremos no jogo completo, mas honestamente eu não curti o Episode Duscae, achei a segunda demo muito melhor. Espero que essa sua esperança me contagie e que tudo isso que vc disse se torna realidade, pois FF mora no meu coração com a mesma força que Zelda por exemplo, rs.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Final Fantasy XV - Tabata comenta sobre a "doença Final Fantasy"; franquia não é popular no Japão para os estudantes, segundo pesquisa

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 18 Out 2017, 22:05