Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Análise] Fallout 4

    Compartilhe
    avatar
    Sonic Salies
    Agent of Shadow
    Agent of Shadow

    Karma Karma : 910
    Posts Posts : 2264

    [Análise] Fallout 4

    Mensagem por Sonic Salies em Qua 20 Jan 2016, 21:15

    ANÁLISE - FALLOUT 4

    Antes de mais nada, escrever isso é quase um desafio pessoal. Esse é um dos jogos que eu mais esperei na minha vida, mais até do que The Witcher 3. Para que vocês tenham uma noção, minha mão estava tremendo fortemente enquanto eu via o "Official Trailer" - é sério - e eu só conseguia gritar coisas como "*palavrão* MEU DEUS CARA QUE F*DA, LINDO *mão treme*", etc.

    Isso realmente será um desafio, pois Fallout 4 é praticamente um incógnita, por ser um jogo extremamente divertido - talvez o mais divertido e interessante que eu joguei em 2015 -, ao mesmo tempo que foi desanimador. Tentarei explicar isso da melhor forma possível.

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Fallout 4 é um RPG com jogabilidade de FPS, feito pela Bethesda Game Studios e distribuído pela Bethesda Softworks, lançado para Xbox One, PlayStation 4 e PC.

    Com alguns elementos presentes, podemos dizer que Fallout 4 é uma continuação de Fallout 3, mas mesmo que não fosse, o jogo ainda carregaria uma enorme responsabilidade, por se tratar da mesma empresa responsável pela magnífica saga The Elder Scrolls.

    As versões jogadas foram as de Xbox One e PC e, como sempre, a versão PC possui uma considerável superioridade, mas deixarei isso para depois.

    Curiosidade: Essa os reais fãs de Fallout já devem saber, mas é sempre bom ressaltar para que um novato possa saber melhor como ela surgiu. O fato é que a Bethesda não produziu os primeiros jogos da saga Fallout, esses na verdade foram produzidos pela Black Isle Studios, e distribuídos pela Interplay. Com a falência da Interplay, os direitos para a produção de Fallout foram comprados pela Zenimax - dona da Bethesda - e assim, a Bethesda Game Studios foi a responsável pela criação de uma continuação para saga, essa que conhecemos como Fallout 3. Posteriormente, a Obsidian Entertainment - formada, em sua maioria, pelos antigos integrantes da Black Isle - fez Fallout: New Vegas.


    HISTÓRIA


    Para que eu possa explicar todo o enredo de Fallout 4, é importante que vocês conheçam o conceito por trás de todos os acontecimentos do universo do game, pois a "pré-história" de Fallout é um dos pontos mais interessantes e únicos de toda a saga.

    "A guerra. A guerra nunca muda. Os Romanos travaram guerras para ganhar escravos e riquezas. A Espanha construiu um império acima de seu desejo por ouro e território. Hitler transformou uma agredida Alemanha em uma superpotência econômica. Mas a guerra...a guerra nunca muda. No Século 21, a guerra ainda era travada devido aos recursos que poderiam ser adquiridos. Mas, dessa vez, os despojos da guerra eram também suas armas: petróleo e urânio. Em busca desses recursos, a China invadiria o Alaska, os EUA anexariam o Canadá, e a Comunidade Europeia se desfaria em brigas, insignificantes "nações-estado", se esforçando para controlar os recursos remanescentes na terra. Em 2077, a tormenta da guerra mundial viria novamente. Em duas breves hora, quase todo o planeta foi reduzido à cinzas. E, das cinzas da devastação nuclear, uma nova civilização lutaria para surgir."

    Acredito que, apenas com o texto acima, já seja possível deduzir sobre o que o jogo trata.
    Basicamente, os acontecimentos do mundo de Fallout são os mesmo do mundo real, pelo menos até a Segunda Guerra Mundial, de onde a história do game segue por uma linha alternativa.

    Uma das diferenças é que o universo de Fallout apresenta a China como potência comunista após a 2ª Guerra, não a União Soviética, então um conflito acontece entre EUA e China. Na vida real, esse conflito aconteceu com a URSS e levou à chamada "Guerra Fria".

    Após esses comentários, vamos aos acontecimentos que levaram à situação final do mundo de Fallout:

    para uma melhor organização, eles estão em um spoiler.:

    - Depois de anos abusando de recursos como petróleo e urânio, estes começam a se esgotar. Devido à essa falta, o governo dos EUA adota uma postura cada vez mais militarizada.

    - Inicia-se uma guerra entre Europa e Oriente Médio, tudo devido à busca dos escassos recursos.

    - Em Julho de 2052, a ONU deixa de existir.

    - O medo de uma guerra nuclear cresce cada vez mais. Devido à esse medo, o projeto "Safehouse" se inicia. Trata-se de um projeto que visa a construção de abrigos subterrâneos, caso uma guerra aconteça, esses abrigos são chamados de "Vaults" (Cofres), e a responsável pela construção deles é a famosa empresa chamada Vault-Tec.

    - Gasolina já não é mais utilizada como combustível. Rapidamente, carros elétricos começam a ser fabricados, porém em quantidades limitadas. A busca desesperada por recursos cresce ainda mais.

    - A China começa a sofrer com a crise de recursos/energia, o que torna o país dependente de importações. Os Estados Unidos se negam a exportar para os comunistas, então, a China invade o Alaska em busca das reservas de petróleo, e assim se inicia a Guerra de Anchorage.

    - No meio de tudo isso, uma praga assolava os EUA, matando milhares de pessoas e forçando o país a entrar em quarentena nacional. Os laboratórios da West Tek são contratados pelo governo americano, à fim de que encontrem uma cura. Porém, secretamente - com o apoio do governo - a West Tek desenvolve um vírus chamado FEV, que além de curar a doença, traria habilidades extraordinárias para o portador, como aumento de inteligência e força. Testes foram realizados, e essa melhoria realmente aconteceu, porém, as cobaias demonstravam grande agressividade após a aplicação...

    - Os EUA ganham a Guerra de Anchorage. Logo após isso, o Canadá é anexado ao território americano.

    Fatidicamente, no dia 23 de Outubro de 2077, bombas nucleares são lançadas por todo o planeta. Ninguém sabe a origem - uma hipótese considerada é que a responsável seria a China, como forma de retaliação por Anchorage -, sabe-se apenas que após o lançamento da primeira bomba, vários países lançaram outras, e em apenas duas horas, o planeta Terra foi reduzido à devastação nuclear. Para agravar a situação ainda mais, o Laboratório da West Tek é atingido por uma das bombas, o que faz com que o vírus FEV seja liberado por grande parte dos EUA, e assim surgiram algumas criaturas vistas em Fallout, como os supermutantes.

    Alguns privilegiados conseguiram sobreviver sem nenhum tipo de contato com as bombas, pois eles já estavam dentro de um dos Vaults. Porém, nem todos os Vaults eram tão seguros assim...mas isso você verá no jogo.

    Outros ainda conseguiram, de alguma forma, sobreviver a explosão mesmo fora dos Vaults, mas foram completamente prejudicados pela radiação, tendo sua pele queimada e sofrendo diversas mutações. Porém, esses humanos mutantes - chamados no jogo de Ghouls, ou Necróticos - agora são capazes de sobreviver por séculos, e não são mais prejudicados pela radiação.

    Os sobreviventes agora lutam para sobreviver. Aqueles que vivem nos Vaults desconhecem, quase totalmente, o mundo exterior, mas uma hora eles serão obrigados à sair em busca de recursos - nisso se baseia o enredo do primeiro Fallout.

    Surgem organizações como a Brotherhood of Steel, fundada dos remanescentes do exército americano, sendo uma organização quase religiosa. Há a perversa Enclave, que veio dos restos do governo americano, buscando poder à todo custo. Não citarei todas, pois são muitas, mas apenas saibam que, a partir dessas organizações, há o conflito de ideais, e conflito só leva a mais...guerra. E a guerra nunca muda.


    Agora vamos aos acontecimentos de Fallout 4.

    Primeiramente, você cria o seu personagem, ou seja, ele não tem aparência física ou nome específico, mas a história é a mesma para todos. No caso, me referirei ao personagem como sendo um homem, devido ao uso padrão (se por um acaso alguém for reclamar, saiba que eu mesmo joguei com uma personagem feminina).

    Você vive no ano de 2077, e possui uma vida "perfeita". Casado, com um filho recém-nascido, você vive o "Sonho Americano", mas vocês já sabem exatamente o que irá acontecer.

    Um pouco antes dos fatídicos ataques nucleares, você e sua família são convidados para entrar na Vault 111. Algum tempo após esse conflito, você observa que os ataques se iniciaram, e foge com sua família para o Vault.

    Não falarei sobre o que acontece no Vault, pois é algo que até a própria Bethesda não divulgou, e por mais que seja bem no início do jogo, poderia ser considerado um spoiler.

    O que importa é que você é forçado a sair do Vault, e quando sai, se depara com um mundo completamente destruído pela devastação nuclear, mas é obrigado à suportar tudo isso devido ao objetivo maior do jogo.

    Fora isso, é importante dizer que a história, apesar de ser muito boa, desanima um pouco por causa do final. São 4 finais possíveis no total, mas, com exceção do "lado" em que você fica, na realidade são apenas 2.

    Comparando com Fallout 3, pode-se até dizer que a história de Fallout 4 é fraca. Mas, o game possui personagens muito carismáticos e divertidos, principalmente os seus companheiros, que agora possuem uma maior interação.

    JOGABILIDADE



    Fallout 4 recebeu muitas críticas, pois disseram que ele é mais um FPS do que um RPG. Eu concordo parcialmente, pois como a jogabilidade de FPS recebeu uma incrível melhora, acaba se destacando, porém digo que a tão importante parte RPG do game não se perdeu, apenas adotou um estilo que não agrada à maioria. Agora, no momento onde o jogador deve selecionar a fala - ou seja, uma decisão - do personagem, a fala não aparece por completo, e isso irritou os jogadores que já estava acostumados com o sistema antigo da Bethesda, onde toda a fala era mostrada. Para mim, isso só irritou um pouco na tradução, que nem sempre condiz 100% com a decisão que será tomada, mas de resto, não vi tantos problemas. Para aqueles que jogam no PC, é possível voltar ao padrão através de um mod.

    Curiosidade: Os primeiros Fallouts possuíam uma visão isométrica, e não FPS. A jogabilidade de combate era simplesmente terrível, mas a potência que o jogo tinha como um RPG era inegável. A curiosidade é que o jogo utilizaria o famoso sistema de RPG GURPS, muito utilizado nos RPGs de mesa, porém problemas foram encontrados pois o jogo possuía combates muito violentos, então foi criado um sistema próprio, o S.P.E.C.I.A.L., que é utilizado até hoje.


    Como já dito, a jogabilidade de combate - FPS no caso - é excelente. Inspirada em Destiny, ela é dinâmica e funciona de forma fluída, mesmo com os elementos de RPG, como os RPs.
    Aliás, uma das criações de Fallout, o chamado V.A.T.S., está de volta, agora melhorado. Para aqueles que não sabem, o V.A.T.S. é um modo onde o jogo fica em câmera lenta e você pode selecionar os alvos em que você quer atirar, selecionando até mesmo as partes do corpo. Fazendo isso, você gasta RPs, que também são usados para correr.

    Já na parte de RPG, o jogo trabalha com o já citado "Sistema S.P.E.C.I.A.L.", onde o jogador distribuí 21 Pontos de Habilidade entre as categorias "Força, Percepção, Resistência, Carisma, Inteligência, Agilidade e Sorte", lembrando que você já começa com 1 ponto em cada. Isso permite que você personalize seu personagem de acordo com a maneira que você gosta de jogar. Ainda há as habilidades, que são liberadas conforme o nível do personagem - tanto nos atributos quanto em nível geral - e são mostradas no jogo de uma maneira muito amigável para os novatos.

    Fora as mudanças e melhorias, o jogo continua com um excelente suporte para mods. Aqueles que jogam no PC possuem um jogo mais bonito - caso queiram - e altamente customizável, permitindo com que o jogador faça mudanças à seu gosto através dos mods feitos pela comunidade.
    Ainda há a promessa de alguns mods irem para os consoles, mas até agora, nada.

    Ainda foram adicionadas novidades como criação e modificação de itens e armaduras. Essas novidades foram muito bem implementadas.

    Como já é de costume, há muitas reclamações por causa de bugs. Eu particularmente encontrei pouquíssimos, sendo o jogo da Bethesda menos bugado que eu joguei até então.

    A jogabilidade de Fallout 4 é excelente muito melhor que de todos os seus antecessores, criando uma experiência ainda mais divertida.

    GRÁFICOS, DUBLAGEM E TRILHA SONORA



    Os gráficos de Fallout 4 são satisfatórios. Possuem uma iluminação muito bem feita e cores bem colocadas, mas faltou um pouco de capricho em alguns aspectos. Se compararmos com The Witcher 3, FO4 fica muito para trás.

    As expressões faciais são muito boas e conseguem passar uma empatia ainda maior pelos personagens. Por falar nisso, já digo que a dublagem é excelente, o que ajuda ainda mais na construção dos personagens.

    A parte mais fascinante nos gráficos de Fallout é a ambientação. Ela é construída com um cuidado muito grande, com cada detalhe muito bem desenhado e colocado. Há um capricho maior nesse game do que em, por exemplo, The Witcher 3, onde há um mapa quase vazio e repetitivo. Em riqueza de ambientação, a Bethesda sempre foi muito boa.

    Para aqueles que jogam no PC, novamente há uma vantagem, já que você pode melhorar os gráficos através de mais mods. E acredite, o jogo fica muita mais bonito. Muito mesmo.

    A trilha sonora é boa, principalmente nas músicas dos Anos 50 que são muito bem selecionadas e se encaixam muito bem com a atmosfera do jogo. A trilha original também é boa, porém ocorreu uma enorme reciclagem de músicas dos jogos anteriores, o que fez com que a trilha perdesse um pouco da originalidade. Mas ainda há músicas novas muito boas, como as músicas do Instituto (quem sabe, sabe) que passam uma sensação diferente para o local.


    CONSIDERAÇÕES FINAIS



    Fallout 4 é um ótimo jogo, que peca em alguns aspectos, mas ainda assim vale a pena. Para mim, foi o jogo mais divertido que eu joguei em 2015 e o jogo que mais me manteve entretido durante toda a sua extensão. Eu quase nunca me senti entediado jogando ele, ao contrário do que acontece no tão aclamado The Witcher 3. Quem fala que Fallout 4 é fraco ou ruim, precisa seriamente rever seus conceitos - houve até um youtuberzinho que deu um rage em uma """""análise""""" (eu ri pacas) - e jogar mais.

    Para aqueles que gostam de um jogo que dura muito e que te diverte em todas as horas de duração, Fallout 4 é o jogo. Se fosse joga no PC e está interessado, compre sem pensar duas vezes, pois a sua experiência será ainda melhor. Vale lembrar que eu joguei no Xbox One e achei igualmente bom, e as únicas diferenças são os gráficos e a falta de mods para os consoles.
     
    Notas

    Inspirado no @Crash10, resolvi colocar as notas de uma forma levemente diferente.

    História: 8.8
    Jogabilidade: 10
    Gráficos: 8.8
    Trilha Sonora e Dublagem: 9.5
    Nota Final: 9.3

    Fallout 4 é um excelente jogo. Não se deixe levar pela mainstream - que também desce o pau em CoD - e aprecie essa obra de arte.
    avatar
    Chazzy
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1787
    Posts Posts : 7415

    Re: [Análise] Fallout 4

    Mensagem por Chazzy em Qua 20 Jan 2016, 21:36

    A história de Fallout é bem interessante, eu não conhecia, deu vontade de explorar a série.

    E você tá mandando muito bem nas análises, o texto ficou muito bem escrito e completo!
    avatar
    vits
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2542
    Posts Posts : 4922

    Re: [Análise] Fallout 4

    Mensagem por vits em Qua 20 Jan 2016, 21:37

    Vejo Fallout 4 como a evolução natural de Fallout 3, focando na diversão rápida ao mesmo tempo simplifica a arvore de habilidades e opções de diálogo. Honestamente, preferia muito mais uma sequência aos moldes de Fallout New Vegas, que foi o jogo que realmente atualizou as mecânicas de Fallout 1 e 2, mas isso não seria possível pelas mãos da Bethesda, que vem, ao longo dos anos, mostrando uma enorme preferência por criar RPGs simples e acessíveis.

    Mas sem levar em consideração a origem da franquia, Fallout 4 é um excelente jogo, em seus próprios méritos. (E eu prometo que vou deixar de usar a versão pirate, assim que os preços baixarem no PC)  

    E muito boa a análise. Very Happy


    Última edição por vits em Qua 20 Jan 2016, 21:45, editado 1 vez(es)
    avatar
    Sheik
    Toilette Princess
    Toilette Princess

    Karma Karma : 524
    Posts Posts : 4340

    Re: [Análise] Fallout 4

    Mensagem por Sheik em Qua 20 Jan 2016, 21:42

    É um bom jogo. 
    Mas eu, como fã, me senti enganado. A evolução do 2-3 foi cavalar, ou do Oblivion pro Skyrim, eu queria algo desse nível. O jogo evoluiu em aspéctos técnicos, mas regrediu como RPG. Se o 1/2 eram jogos "oficiais" do GURPS, esse 4º não serve nem pra D&D.
    Pq não faz as análises em vídeo e posta no teu canal, Sánic?
    avatar
    Felipe_Vieir4
    Special Blast
    Special Blast

    Karma Karma : 1799
    Posts Posts : 4209

    Re: [Análise] Fallout 4

    Mensagem por Felipe_Vieir4 em Qua 20 Jan 2016, 21:55

    Não sabia dessa história toda, só sabia que acontecia num mundo pós-apocaliptico.
    Fallout 4 é um jogo que eu tenho preconceito sério pelo hype completamente excessivo que tiveram pelo jogo, sério, entrar no IGN e das 10 primeiras materias 6 serem sobre coisas aleatórias desse jogo era perturbador -QQ
    Esse é um jogo que eu até jogaria se meu irmão comprasse, mas eu escolheria outros, mais pelo estilo do jogo mesmo
    De resto, muito boa análise Smile
    avatar
    Sonic Salies
    Agent of Shadow
    Agent of Shadow

    Karma Karma : 910
    Posts Posts : 2264

    Re: [Análise] Fallout 4

    Mensagem por Sonic Salies em Qua 20 Jan 2016, 22:08

    @Sheik escreveu:É um bom jogo. 
    Mas eu, como fã, me senti enganado. A evolução do 2-3 foi cavalar, ou do Oblivion pro Skyrim, eu queria algo desse nível. O jogo evoluiu em aspéctos técnicos, mas regrediu como RPG. Se o 1/2 eram jogos "oficiais" do GURPS, esse 4º não serve nem pra D&D.
    Pq não faz as análises em vídeo e posta no teu canal, Sánic?
    Até penso em fazer isso, mas o choro seria grande. As pessoas estão tão acostumadas a verem análises de youtubers como o Zangado, que tenho um certo receio da repercussão. Mas não é uma ideia descartável.

    EDIT: Ah, e obrigado à todos, é claro Very Happy

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Análise] Fallout 4

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 11 Dez 2017, 07:24