Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Compartilhe
    avatar
    Sonic Salies
    Agent of Shadow
    Agent of Shadow

    Karma Karma : 910
    Posts Posts : 2264

    [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por Sonic Salies em Sex 25 Dez 2015, 12:51


    ANÁLISE - THE WITCHER 3: WILD HUNT

    Saudações seres humanos que contemplam esta bela obra das críticas!

    Não costumo escrever muitas análises, e elas costumam ser extremamente extensas e detalhadas, e acabam se tornando cansativas.
    Queria muito fazer um análise de The Witcher 3 e Fallout 4, os "grandes jogos" do ano, porém, quero fazer algo diferente. Desta vez, a análise será mais enxuta, focando nos pontos principais do jogo. Ainda assim, eu explicarei da melhor forma possível o enredo do game.

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    The Witcher 3: Wild Hunt é um action-RPG feito pela CD Projekt RED e lançado para PC, Xbox One e PlayStation 4. Sendo um RPG, The Witcher 3 segue a linha de "consequências", ou seja, o jogo muda dependendo de suas ações.
    Aclamado pela crítica, o game rendeu vários prêmios, como "Game of The Year" e "Best RPG" na The Game Awards, e a produtora, CD Projekt RED, ganhou o prêmio de "Developer of The Year".
    A versão analisada é a de PC, por isso alguns bugs e considerações nos gráficos podem não ser citados.

    HISTÓRIA: SAGA THE WITCHER + THE WITCHER 3




    É importante explicar o conceito de toda a saga The Witcher, já que os livros e até mesmo os games eram bem "undergrounds" até o terceiro jogo da série.

    Curiosidade: Wiedzmin é o nome original da série de livros que deu origem aos games. Escrita pelo polonês Andrzej Sapkowski, os livros ganharam muita notoriedade em seu país de origem, e alcançaram uma considerável fama pelo mundo após o lançamento dos jogos. "Wied", em polonês, significa bruxa e "zmin", modificado(a). Ou seja, Wiedzmin é uma palavra criada por Sapkowski, significando "bruxo modificado". Seria muito estranho haver um livro chamado "Modified Witch", ou então "Modified Male Witch", já que não há masculino para "bruxa" em inglês, o que levou os tradutores a criarem a palavra "Witcher". Já os tradutores brasileiros preferiram simplificar a palavra para "bruxo".


    Witchers são humanos que passam por um intenso treinamento, tanto mental quanto físico, e por rituais secretos à fim de se tornarem caçadores de monstros profissionais. Eles são pegos enquanto ainda são apenas crianças e passam por intensos processos "alquímicos" e mágicos que os tornam extremamente fortes e letais contra seus oponentes. Eles possuem força e agilidade super-humana.
    Algumas outras características que diferenciam um witcher de uma pessoa normal são:

    • Esterilidade. - Sim, essa é uma característica também presente em alguns humanos, mas é importante ressaltar que todos os witchers não podem ter filhos.
    • Olhos amarelos e com forma parecida com olhos de gato.
    • Vida extremamente longa. - Caso não morram antes, os witcher costumam viver longas vidas. Por exemplo, o witcher Geralt de Rívia tem aproximadamente 97 anos.


    A saga The Witcher conta algumas aventuras de Geralt de Rívia, também conhecido como "O Lobo Branco". Geralt é um witcher que não tem nada de especial em características físicas, mas que parece sempre se envolver com coisas importantíssimas.

    Curiosidade: Apesar de Geralt se autointitular "de Rívia", ele não nasceu nem cresceu na cidade de Rívia. Na verdade, pouco se sabe sobre onde ele nasceu - acredita-se que ele tenha nascido em Kaedwen. Ele usa o título "de Rívia" pois ele acha a cidade encantadora. Geralt também é conhecido como "O Açougueiro de Blaviken". Ele ganhou esse nome por ter matado toda a gangue de um bandido chamado Renfri - que morava em Blaviken - mas, como a população local não sabia que Renfri e seu grupo eram bandidos, pareceu que ele havia assassinado os homens sem razão.




    Geralt pode ser considerado o maior mulherengo da história dos videogames. Apesar de já ter se envolvido com diversas (mais de 30, provavelmente) mulheres, o amor de sua vida é Yennefer de Vengerberg. Yennefer é uma feiticeira muito habilidosa que, assim como Triss Merigold, participou de importantes eventos. Na história de Witcher 3, ela trabalha como conselheira do imperador Emhyr var Emreis.

    Não irei avançar mais na história desses personagens para não dar spoiler. Recomendo uma leitura dos livros - principalmente O Último Desejo, uma coletânea de vários contos - para um maior entendimento da história.

    Um dos elementos mais importante e únicos da saga The Witcher é a chamada "Lei da Surpresa". É extremamente complicado explicar o que ela é, mas tentarei:
    "A Lei da Surpresa é um costume  tão velho quanto a humanidade. A lei diz, basicamente, que um homem que é salvo por outro há de oferecer ao seu salvador uma dádiva, que é desconhecida por ambas as partes."
    Por que isso é importante? Porque a mais importante personagem de The Witcher 3 tem relação com esta lei.



    Cirilla Fiona Elen Riannon, mais conhecida como Ciri, é uma garota foi dada à Geralt através da Lei do Destino. Falar muito sobre essa personagem pode ser considerado spoiler, mas é importante dizer que ela foi adotada por Geralt e Yennefer.
    Ciri possui um dom especial, pois ela é uma das chamadas "Crianças do Sangue Ancestral". Geralt, percebendo que a garota era diferente, resolve treiná-la como uma witcher - lembrando que ela não passa pelo processo alquímico, considerando que ela já é poderosa o suficiente.

    A trama de the The Witcher 3 se inicia quando Geralt recebe uma carta de Yennefer, e assim, o witcher resolve ir atrás dela. Ele acaba se encontrando com o imperador de Nilfgaard, Emhyr var Emreis, e ele dá à Geralt a importante missão de encontrar Ciri, que havia voltado depois de um longo tempo.

    Não direi mais sobre o enredo de The Witcher 3 pois, acredite, eu poderia acabar dando spoilers de The Witcher 1.

    O game possui vários finais, e como dito na introdução, alguns fatos mudam dependendo de suas escolhas, que podem gerar um final épico, ou um final muito triste.

    A história desse game é tão boa e detalhada que fico com receio de dizer mais sobre ela. Saibam que ela é muito detalhada, empolgante e interessante, porém, às vezes ela pode se tornar um pouco cansativa, pois há muita "enrolação", e o jogador pode ficar um pouco perdido.

    JOGABILIDADE



    A jogabilidade teve uma grande evolução em relação ao primeiro jogo, e uma boa melhoria em relação à The Witcher 2. Os movimentos de Geralt estão melhor representados, porém o jogo perdeu grande parte do realismo nos ataques, com movimentos mais fantasiosos.
    O game mistura um pouco de hack 'n slash com uma jogabilidade mais estratégica, fazendo com que, em algumas ocasiões especiais, o jogador tenha que planejar mais os seus ataques, fazendo uso de óleos e outras poções, administrando-as na hora certa.

    Há alguns bugs em The Witcher 3 - uns simplesmente acontecem, e outros acontecem se o jogador "forçar". Por exemplo, vemos um aspecto que provavelmente foi inspirado de Skyrim...ou não: caso o jogador encontre uma montanha, é possível ficar esmagando o botão de esquiva (rolamento para frente) e o de pulo até que Geralt comece a rolar para cima da montanha, assim facilitando o seu caminho.

    Enfim, a jogabilidade teve suas melhorias, ficando muito mais dinâmica e fácil de se acostumar. Há alguns bugs, mas eles não atrapalham nem incomodam tanto - com exceção de um, que comentarei quando eu falar dos gráficos.

    O jogo, em sua dificuldade normal não é muito complicado, mas possui alguns momentos desafiadores e bem "chatinhos". Para os masoquistas como eu, há o modo "Marcha para a Morte", onde a dificuldade aumenta muito - eu morri com golpes de um LOBO -, ao menos, você é recompensado com uma conquista.

    GRÁFICOS E DUBLAGEM


    A qualidade gráfica de The Witcher 3 é simplesmente incrível. O jogo deixou o visual "dark fantasy" adotado em The Witcher 2, e passou para algo um pouco mais colorido e saturado. É um pequeno choque ver a diferença entre os dois jogos, sendo que The Witcher 2 era muito mais sujo e "cinza".
    As texturas são de altíssima qualidade, e os modelos são muito bem feitos, expressando cada detalhe, tanto nas roupas, quanto no próprio personagem.
    As expressões faciais também receberam um cuidado imenso, e transmitem as emoções do personagem de maneira excepcional.
    Há algumas demoras na renderização do cenário e de personagens. Isso irrita pois esse bug acontece até mesmo durante diálogos, e com uma frequência desagradável. Esse mesmo erro já acontecia em The Witcher 2.

    A dublagem original é muito boa, mas eu particularmente prefiro jogar em inglês para entender o que os personagens dizem.
    Houveram reclamações, pois a dubladora da personagem Triss Merigold mudou. Eu não vi nenhum problema, acredito que seja um questão de preferência.
    Não testei a versão do game em português. Ouvi reclamações de que a voz do Geralt não ficou tão grave, mas novamente acredito que vai da preferência do jogador.

    A trilha sonora é muito bem feita, com toques de folk em algumas músicas. "Geralt of Rivia" se tornou um dos meus temas favoritos. Vale a pena parar apenas para ouvir essa trilha. Também recomendo que vocês ouçam "Whispers of Oxenfurt" e "The Fields of Ard Skellig", não me sinto tão emocionado ao ouvir a trilha de um jogo desde "Far Horizons", de The Elder Scrolls V: Skyrim.

    Curiosidade: A trilha foi, em grande parte, composta por Marcin Przybyłowicz, porém algumas faixas são remixes de músicas da banda Percival. Por exemplo, a música "Silver for Monsters..." é um remix de "Sargon" e "Widow-maker" é um remix de "Naranca". Vale muito a pena dar uma conferida nas músicas e covers da banda, principalmente se você gosta do gênero "folk".


    CONSIDERAÇÕES FINAIS



    The Witcher 3: Wild Hunt é um jogo excelente em todos os aspectos. Gráficos belíssimos, história muito detalhada e empolgante apesar da enrolação não são os únicos méritos desse jogo, que consegue acertar em quase todos os aspectos.


    NOTAS:
    HISTÓRIA - 10
    GRÁFICOS - 9.8
    JOGABILIDADE - 10
    DUBLAGEM E TRILHA SONORA - 10
    NOTA FINAL - 9.9 - o jogo é excelente e possui poucos defeitos


    Vocês estão diante do jogo que simplesmente desbancou a Bethesda Game Studios, que ganhou o prêmio de GOTY por 4 VEZES SEGUIDAS. Acho que isso já diz que a qualidade do jogo é inquestionável. Então...por que você ainda está lendo? Vá jogar The Witcher!

    análise bônus:

    The Witcher 3 é um simulador de sexo feito pela CD Projekt RED. Aqueles que dizem que pornô não tem história vão queimar muito a língua, pois esse possui um enredo muito detalhado.
    Os gráficos bonitos trazem uma imersão maior ao jogador, e a trilha sonora dá um bom ânimo, se é que você me entende.
    A jogabilidade é excelente. Você pode colocar o jogo no easy e jogar com apenas uma mão, facilitando o serviço.
    O som também é muito bem mapeado, afinal, você vai querer jogar com fone de ouvido...né?


    Última edição por Sonic Salies em Sex 25 Dez 2015, 19:53, editado 1 vez(es)
    avatar
    Teti
    Membro Nv.17
    Membro Nv.17

    Karma Karma : 88
    Posts Posts : 197

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por Teti em Sex 25 Dez 2015, 12:56

    Triss Merigold FTW



     :kappa: :kappa: :kappa: :kappa:


    Última edição por Teti em Dom 14 Ago 2016, 15:41, editado 1 vez(es)
    avatar
    windsdon
    Moderador
    Moderador

    Karma Karma : 38
    Posts Posts : 69

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por windsdon em Sex 25 Dez 2015, 13:14

    Quando meu PC for bom o suficiente pra rodar, e o jogo mais barato, eu jogo AUHEUAHEA.
    Mas ficou muito boa a análise, parabéns.

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por ExtremeZelda em Sex 25 Dez 2015, 14:37

    Análise bem legal, o jogo realmente é excelente! xD
    @Sonic Salies escreveu:Vocês estão diante do jogo que simplesmente desbancou a Bethesda Game Studios, que ganhou o prêmio de GOTY por 4 VEZES SEGUIDAS.
    Quando que isso aconteceu que eu não me lembro? :v
    avatar
    Chazzy
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1787
    Posts Posts : 7415

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por Chazzy em Sex 25 Dez 2015, 14:59

    Gostei muito da análise, Salies!

    As seções estão bem separadas, você conseguiu falar do jogo de uma forma bem completa e sem spoilers, quem ainda não jogou (como eu) pode saber mais sobre o jogo lendo seu texto sem ter a experiência comprometida na hora que for jogar!

    Quanto ao visual, achei muito bom também, gostei da ideia de você distribuir as curiosidades pelo post todo ao invés de fazer uma seção só pra isso como eu costumo fazer, vou ver se consigo explorar essa possibilidade em análises futuras que eu fizer. Também gostei de ver o código de fundo sendo usado em alguns trechos do texto em si ao invés de usar apenas nos títulos das seções.

    Enfim, gostei bastante!
    avatar
    Sonic Salies
    Agent of Shadow
    Agent of Shadow

    Karma Karma : 910
    Posts Posts : 2264

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por Sonic Salies em Sex 25 Dez 2015, 17:33

    @ExtremeZelda escreveu:Análise bem legal, o jogo realmente é excelente! xD
    @Sonic Salies escreveu:Vocês estão diante do jogo que simplesmente desbancou a Bethesda Game Studios, que ganhou o prêmio de GOTY por 4 VEZES SEGUIDAS.
    Quando que isso aconteceu que eu não me lembro? :v
    Morrowind, Oblivion, Fallout 3 e Skyrim foram GOTYs.

    E obrigado @windsdon e @Chazzy =D
    avatar
    vits
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2542
    Posts Posts : 4922

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por vits em Sex 25 Dez 2015, 18:24

    Ótima análise, de um ótimo jogo.
    avatar
    Sonic Salies
    Agent of Shadow
    Agent of Shadow

    Karma Karma : 910
    Posts Posts : 2264

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por Sonic Salies em Sex 25 Dez 2015, 19:52

    Análise bônus - no final - adicionada!
    avatar
    CarretaFuracão
    Iniciante Nv.5
    Iniciante Nv.5

    Karma Karma : 0
    Posts Posts : 10

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por CarretaFuracão em Dom 15 Maio 2016, 10:37

    Seloko devia trabalhar na IGN
    avatar
    Sepol
    Iniciante Nv.4
    Iniciante Nv.4

    Karma Karma : 0
    Posts Posts : 7

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por Sepol em Qui 26 Maio 2016, 21:58

    que bosta heim. sou mais a she salies.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Análise] The Witcher 3: Wild Hunt

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui 14 Dez 2017, 06:27