Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    ANÁLISE: Lord of Magna: Maiden Heaven [Blog Somos Nintendo]

    Compartilhe
    avatar
    Nan Gamer
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1496
    Posts Posts : 1835

    ANÁLISE: Lord of Magna: Maiden Heaven [Blog Somos Nintendo]

    Mensagem por Nan Gamer em Seg 08 Jun 2015, 12:44

    Lord of Magna: Maiden Heaven é um título de Nintendo 3DS trazido para nós no ocidente pela XSEED Games, e desenvolvido pela Marvelous. Então, preparem-se pois a minha análise do jogo está prestes a começar!
    Controlamos Luchs, um garoto que herdou uma estalagem de seu pai, e prometeu à ele cuidar dela. Os dias parecem comuns, até que ocorre um terremoto, e Luchs acaba indo para uma caverna para pegar alguns cristais onde encontraCharlotte, e após este encontro, a trama se inicia.
    Aqui temos um jogo peculiar, é um Turn-Based RPG, ou RPG por Turnos, como preferir. Mas temos uma diferença muito significativa no gameplay, que torna o jogo único. O combate funciona da seguinte forma: você se aproxima do seu inimigo, e para atacá-lo existe uma espécie de mira que determina até onde e para quais lados você pode atacar, e então, você ataca os inimigos em todas as direções, e se eles caírem em outros que estão atrás dele, eles serão derrotados, basicamente o seu objetivo nas batalhas é derrubar os inimigos. Senti apenas alguma lentidão durante a troca de turnos, principalmente quando o seu oponente vai se mover. Apesar disso, o jogo consegue sim entregar um gameplay único e que funciona muito bem.
     

    Os gráficos desse jogo são um espetáculo à parte. Assim como o gameplay, o estilo que os desenvolvedores adotaram para os gráficos do jogo é relativamente único, com animações que te deixam feliz só de observá-las, algo que caiu muito bem no portátil. Sinceramente, uma das coisas que mais me atraiu nesse jogo foram essas animações e o design dos personagens, são simplesmente marcantes e acolhedores de certa forma.
    Outra coisa que o jogo acerta é em suas músicas, que caramba, são ótimas. Nos momentos de ação, você se sente como se a mesma estivesse acontecendo bem aí, ao seu lado. Os mais calmos, são recheados de melodias mais suaves. Há também uma dublagem presente no jogo, que apesar de muitos fãs de jogos japoneses preferirem o áudio original, a dublagem ficou muito boa.
     

    Os cenários também são bem feitos e detalhados, se combinam muito bem com a direção de arte do jogo, percebe-se que em cada objeto colocado lá houve uma certa preocupação para que tudo esteja muito  bem organizado e produzido. É possível interagir com grande parte deles, embora não haja muitos deles para se explorar.
    As personagens são bem carismáticas, principalmente as garotas, que são todas irmãs e sete no total. O conteúdo extra desse jogo também é bem grande, além de possuir vários finais diferentes, porquê em algumas jogadas você não consegue ver todas as garotas, então para os jogadores mais assíduos este é um prato cheio. Temos um sistema no jogo que permite tornar o seu relacionamento com as garotas mais profundo, e quanto mais você lutar e “conviver” com alguma delas, melhor será seu relacionamento e consequentemente suas habilidades de combate ao lado da garota.
    Uma das poucas decepções que tive aqui foi com a exploração, que é praticamente nula. As áreas que você vai são apenas mostradas por cutscenes, não é possível a locomoção no sentido da exploração, apenas em batalhas. Isso tirou bastante potencial do jogo, que com um sistema de exploração poderia ter aumentado e muito suas possibilidades. Então, o jogo te carrega para esses novos lugares através de diálogos e cutscenes apenas.

     
    Veredito
    Temos uma pérola escondida do 3DS, um jogo com visuais tão lindos, um combate inovador e único, enfim, é algo que não deve ser perdido em hipótese alguma por fãs de JRPGs, e que se encaixa perfeitamente com a plataforma que foi desenvolvido. Embora haja falta de exploração, não é algo que incomoda tanto diante das tantas qualidades deste jogo.
    Prós
    – Combate inovador e único;
    – Gráficos lindos e que se encaixam muito bem no portátil;
    – Animações muito bem feitas;
    – Cenários bem detalhados;
    – Trilha sonora ótima;
    – Bastante conteúdo extra;
    Contras
    – Falta de exploração;
    – Leve lentidão durante os turnos;
     
    A nota final de Lord of Magna: Maiden Heaven é 8,0/10
    A cópia para análise deste jogo foi cedida pela XSEED Games.


    Esta análise foi escrita pelo usuário Murabito no Blog Somos Nintendo

      Data/hora atual: Seg 11 Dez 2017, 18:59