Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Compartilhe
    avatar
    Fujoxas
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1970
    Posts Posts : 4561

    Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Fujoxas em Seg 07 Jul 2014, 19:55


    "Mas que droga é um Wedlocke e que coraçãozinho guei é esse na logo, Roxas?". Wedlocke é uma variante do Nuzlocke Challange e que foi criada por Marriland. O Wedlocke usa todas as regras do Nuzlocke. As novidades são as seguintes:

    • Seu time é dividido em 3 casais: 1º Macho Capturado com 1ª Fêmea, 2º Macho com 2ª Fêmea e 3º Macho com 3ª Fêmea;
    • O Jogador não poderá usar o time inteiro dele em uma batalha, apenas o casal que estiver no topo do time;
    • Um casal diferente só poderá ser utilizado se outro casal inteiro morrer, mas o jogador poderá colocar outro casal na frente quando quiser fora das batalhas;
    • O Jogador não poderá modificar os integrantes dos casais a não ser que o par de um dos Pokémon morra e o Pokémon que o substituirá tem que ser do mesmo sexo do que o que morreu;

    OBS: Talvez eu tenha esquecido de algumas regras. Se eu me lembrar eu edito aqui -Q

    Agora que as explicações já foram dadas, finalmente posso falar que eu comecei um Wedlocke e pretendo postar os acontecimentos aqui, de uma forma semelhante ao Nuzlocke de Pokémon Leaf Green que eu fiz há um tempo atrás (o tópico já foi deletado pelo fórum, então sem link, sorry). Além das regras apresentadas acima e as padrões do Nuzlocke, as regras que serão utilizadas nesse desafio são as seguintes:

    • Poderei usar os Centros Pokémon quando eu quiser;
    • Itens de cura não serão permitidos durante GYM Leader Battles... Talvez os usarei na Liga, se eu chegar lá, mas colocarei algum limite;
    • Os leveis dos meus Pokémon não poderão ultrapassar o level do Pokémon mais forte do próximo GYM Leader que irei enfrentar;
    • Obviamente usarei a regra de "apenas um Pokémon por rota e o primeiro que for encontrado", mas se eu encontrar algum Pokémon que eu já tenha pego no passado, irei continuar procurando até aparecer um diferente;
    • O inicial escolhido irá depender do último número do ID no meu personagem. 1 ~ 3 é inicial Grass, 4 ~  6 é inicial Fire e 7 ~ 9 é inicial Water. Se o último número for 0, o jogador poderá pegar o inicial que quiser.

    OBS: As regras que serão utilizadas nesse desafio podem ser modificadas a qualquer momento, mas nunca irei substituir uma ou remover completamente.

    Sem mais delongas... Ao desafio. E eu escolhi jogar com a Rosa porque sim. Enfim, divirtam-se com meu possível sofrimento wat/
    Rosa:
    - Trainer Card -
    - Time -
    Lv. 18 Lv. 18
    Lv. 18 Lv. 18
    Lv. 18
    Level Limite: 19
    - PC -
    Vazio
    - Mortes -

    - DIÁRIO DE VIAGEM DA ROSA -
    *Logotipo legalzinho em breve... Talvez -q*
    Primeiro Dia (07/07/2014):

    Lá estava eu, em meu querido quarto, que curiosamente é o único da casa... Até que chega minha mãe e começa a fazer um monte de pergunta bizarra. Talvez ela queria se vingar do fato de eu ser a dona do único quarto da casa em que moramos.
    Mas é claro que eu não quero um Pokémon, mãe. Eu já tenho 16 anos. É a partir dos 10 anos que as crianças já podem viajar pelo mundo com seus animais. Você acha que se eu realmente quisesse um Pokémon eu ainda estaria aqui? Bem... Foi o que eu tentei dizer a ela, mas ela nem me esperou responder para fazer mais uma pergunta.
    Devo admitir, eu adoro aparelhos eletrônicos, ainda mais portáteis, mesmo que eles não sejam tão úteis como a Pokédex em si, mas eu rapidamente respondi que sim. Eu fiquei surpresa de minha mãe não ter estranhado a forma com que eu lidava com essas perguntas dela. Depois dela falar algumas coisas sobre uma garota com um chapéu verde ridículo, ela ainda teve a coragem de me fazer a pergunta mais bizarra que já escutei em todos os meus preguiçosos 16 anos.
    Me segurando para não assassiná-la ali mesmo, saí imediatamente da minha humilde residência e dei de cara com meu amigo de infância, Hugh, que por algum motivo tem um Qwilfish em sua cabeça e sua irmã que até hoje não sei o nome. Depois deles tentarem me dar uma lição de vida sobre como eu devo tratar meus próprios Pokémon, Hugh decide me stalkear em mais uma tentativa de se declarar para mim já que eu já o friendzonei umas quinze vezes seguir até o lugar em que a dona do chapéu verde e ridículo se encontra.

    Felizmente, a cidade em que eu moro só tem um ponto turístico, que é simplesmente um lugar para ver um lago microscópico e com montanhas ao longe, mas devo admitir que no Outono a vista é bela.
    A cena é hipnotizante e admito que eu não tinha notado o enorme chapéu verde ridículo que se encontrava ao meu lado. A garota se vira e pergunta se eu conheço alguém chamada "Rosa". A vontade de brincar um pouco com ela me subiu imediatamente, mas depois me toquei que ela veio do outro lado de Unova para me entregar meu primeiro Pokémon e minha Pokédex... Não que eu quisesse um Pokémon, TALVEZ uma Pokédex, mas enfim.
    Dentro do compartimento que ela carregava, haviam três cápsulas vermelha e prata, chamadas Poké Balls. Obviamente meu parceiro estava lá dentro. Ao abrí-las, me deparo com uma cobra que eu não gosto nem um pouco, um porco que eu nem ligo e uma lontra linda, maravilhosa e divina. Obviamente eu escolhi Oshawott, a lontra. Para a minha surpresa, era fêmea! Oshawotts fêmeas são consideravelmente raras e isso já me animou um pouco mais para a minha jornada. Talvez eu pudesse a vender com facilidade por aí... Heh, claro que eu estou brincando... Eu acho. E-Enfim, eu chamei a minha Oshawott de Shelly, porque eu sou esperta demais para pensar em nomes como esses. Depois disso, ela me entregou uma Pokédex LIN-DA e o Hugh veio correndo me desafiar para uma batalha Pokémon e por algum motivo eu não fiquei surpresa com isso...
    Foi uma batalha feroz, envolvendo troca de golpes poderosos e que com certeza destruíram completamente a cidade ao nosso redor... Ou não. Na verdade, Shelly acertou uma única investida contra o Snivy do Hugh...
    Eu sinceramente não entendi porque ele levou tão a sério assim um dano causado por um Pokémon no Level 5. Aliás, a nossa cidade tem um Centro Pokémon logo na primeira esquina... Enfim, depois de uma troca de golpes ultra tediosos e básicos, Shelly conseguiu vencer facilmente o Pokémon do Hugh.
    É, Hugh... Parece que você já tem bastante coisa para se lembrar... Boa sorte com isso. Enfim, depois disso ele foi correndo chorando para o Centro Pokémon. A Bianca se sentiu na necessidade de me explicar como um Centro Pokémon funciona, não sei por quê. Nós fomos para lá, curei a Shelly, não comprei absolutamente nada porque Potions são inúteis e são todos um bando de mercenários com seus preços absurdos. Ao sair do Centro Pokémon, minha mãe e a irmã do Hugh cujo nome não sei até agora aparecem. Minha mãe me entrega o melhor presente do mundo.
    E a sem graça da irmã do Hugh me dá dois mapas, achando que eu não sei me virar na linearidade que é Unova em Unova... Tá, talvez eu precise de um pouco de ajuda em Castelia... Ou não. Graças a Arceus que Castelia não tem uma câmera bizarra ou problemas com save... Opa, acho que eu não deveria ter quebrado a Fourth Wall... E-ENFIM, ainda achando que está sendo extremamente útil, Bianca chega ao extremo de me falar que vai me ENSINAR A CAPTURAR POKÉMON.
    ME ENSINAR A CAPTURAR UM POKÉMON! Acredita nisso, diário? Não querendo parecer grosseira, eu aceitei o tutorial com um belo de um sorriso forçado no rosto. Ela captura uma Purrloin de primeira, me dá 10 Poké Balls e GRAÇAS A ARCEUS ELA SE RETIRA. Finalmente podendo seguir viagem, sou obrigada a entrar no mato alto e logo de cara me deparo com um Pokémon selvagem.
    Era um Purrloin, bem forte por sinal. Eu fiquei com medo de perder minha querida Shelly para o gato, mas parece que ela se preocupava com outra coisa. Aparentemente ela se apaixonou a primeira vista pelo Pokémon e estava meio envergonhada de lutar. Na foto acima ela estava toda encolhida, mas depois de algumas ordens ela começou a se sentir confortável para lutar. Querendo dar uma chance a Shelly, decidi capturar o Purrloin.
    Como eu sou extremamente criativa, decidi chamá-lo de Neku. Meus casal de Pokémon estava meio cansado e decidi voltar rapidamente ao Centro Pokémon para curá-los para começar a treiná-los mais um pouco. Treinar Shelly foi relativamente rápido, mas o Neku estava dando trabalho... Ele parecia levar dano demais e os Pokémon selvagens estavam extremamente agressivos, causando uma enxurrada de dano crítico ao pobre coitado.
    Depois de ficar treinando até o fim da tarde, decidi ir para o Centro Pokémon mais uma vez e seguir viagem. Meu time e eu conseguimos atravessar a rota com sucesso.
    Infelizmente, apareceu mais um com pergunta idiota para estragar o meu fim de tarde. Pelo menos tinha uma Potion de graça no meio do mato. CHUPA ESSA, MERCENÁRIOS DO POKÉMON MART. Me perguntando porque ninguém havia coletado aquela Potion, decidi finalmente entrar em Floccesy Town... Ou não. Eu fui parada por um velho que parecia que tinha uma Volcarona na cabeça. Ele começou a me olhar... De forma estranha...?
    MAS QUE TARADO! EU NÃO ACREDITO NISSO!
    Ah, parece que ele estava de olho na Shelly... Por que eu só encontrei bizarrices hoje, diário? Por quê? O que foi que eu fiz para merecer isso? Ah, antes que eu me esqueça, o nome do velho é Alder.
    Humpf, aposto que ele só ofereceu isso porque sou garota. É a mesma coisa em jogos online. Se você for garota, ou pelo menos fingir ser uma, você recebe ajuda pelo resto da vida. Enfim, eu deixei Alder andar sozinho para não sei aonde e decidi andar por Floccesy Town na esperança de levar muito tempo e ele se esquecer de minha pessoa... Infelizmente a cidade é minúscula. Decidi então conversar com todos e invadir gentilmente entrar nas casas de desconhecidos.
    Um deles me deu até uma Potion. CHUPEM MAIS ESSA, MERCENÁRIOS DO POKÉMON MART! Admito que aqui eu já estava extremamente cansada, mesmo a viagem tendo sido curta. A quantidade de pessoas me tratando como uma demente hoje me deixou extremamente esgotada, diário. Então decidi ignorar o velho tarado que tinha uma Volcarona na cabeça e terminei com meu dia aqui. Boa noite, diário.
    Segundo Dia (08/07/2014):

    Eu mal pude acreditar quando eu decidi seguir viagem... O VELHO TARADO AINDA ESTAVA LÁ! NO MESMO LUGAR DE ONTEM! Infelizmente não havia forma de ignorá-lo, já que ele estava bem no meio do caminho... E lá fui eu ao encontro dele, tentando forçar um sorriso maior do que o dele... O que me surpreendeu foi que ele parecia não estar incomodado de eu ter o abandonado para ir dormir e só ter aparecido no dia seguinte. Muito pelo contrário, ele ainda não estava senil querendo me treinar... Depois disso eu fiquei com vontade de fugir dali o mais depressa possível.
    Eu sinceramente não faço ideia de como ele sabia que eu tinha dois Town Maps dentro de minha bolsa, sendo que eu sempre ando com ela fechada e não dá para ver o conteúdo dela de forma nenhuma. Para o meu desgosto, minha imaginação começou a trabalhar a mil por hora. Decidi ignorar isso e segui para a Rota 20.

    E de novo, devo dizer que o lugar fica lindo no Outono. Logo na entrada da rota vejo alguns treinadores só esperando para terem uma chance de dar cabo em meu time. Mas eu não ia deixar que eles fizessem isso, mesmo que eu não esteja ligando muito para essa jornada. E assim eu tenho minha primeira batalha contra um treinador. O Hugh não conta, porque era apenas um Qwilfish controlando um Snivy.
    Shelly pisoteou o Patrat desse pirralho com uma facilidade tremenda... Por um momento eu achei que a Shelly fosse alemã e o pobre Patrat brasileiro. Depois dele ter chorado um pouco, ele me deu o dinheiro da merenda dele e eu continuei com meu caminho. Na minha frente havia uma garota. Nem preciso dizer que Shelly levou a melhor sem esforço nenhum.
    ... Talvez sua Purrloin seja bonitinha... Pena que não podemos dizer o mesmo de você. Sua roupa é ridícula e seu cabelo definitivamente não tem salvação. E abaixa essa perna, por favor. A garota me deu como prêmio o dinheiro da passagem de ônibus dela e continuei. Havia alguns matos altos na minha frente. Eu respirei fundo, já que eu estava com medo de achar um Patrat e dei um passo adiante.
    ... Ugh. Um Pidove. Bem, melhor do que nada e leia nada como "Patrat". Ignorando os brilhantes ensinamentos da sábia Bianca, simplesmente joguei uma Poké Ball no pombo sem enfraquecê-lo e, utilizando os incríveis poderes da minha maravilhosa criatividade, o chamei de Plucker. Havia um item dando sopa ali no chão.
    Me livrei do garoto que estava ali. Foram apenas três batalhas, mas eu já estava tomando gosto por elas e pelos Pokémon. Talvez porque eu estivesse ganhando, sei lá. Querendo mais lutas, olhei para a parte de baixo da rota e decidi descer o lance de escadas que estava próximo para enfrentar todos os outros treinadores que se encontravam na rota. Mas é claro que eu nunca terei sossego e sempre vai ter alguém se metendo em minha vida...
    Talvez eu seja burra demais, mas eu não entendo porque eu preciso de uma insígnia para poder lutar contra os outros treinadores com seus Pokémon Level 9 ou 10, mas logo me lembrei que meu destino era Floccesy Ranch e que o cabeça de Qwilfish estava lá. Dei meia volta e magicamente descobri que havia um item escondido ali por perto.
    Mais um item dando sopa ali por perto, mas a minha vontade de pegá-lo imediatamente me pregou uma peça. As folhas estavam escondendo um buraco bem perto do item, mas eu consegui sair dele e peguei o meu prêmio.
    Meu sentido aranha apitou novamente e ele me levou a um caminho coberto pelas folhas secas. No final dele...
    Parece que Arceus estava tentando me compensar por causa das pessoas bizarras de ontem e de hoje... Enfim, finalmente adentrei o meu destino, Floccesy Ranch e fui imediatamente para o mato com formato... Estranho.
    Parece até com aquelas naves de jogos 8 Bits. Deixando o formato que o matagal formava, pisei lá dentro e tive o meu primeiro encontro de Pokémon selvagem para essa área.
    Parece que a solidão do Plucker não durou muito, felizmente. Dessa vez eu segui os incríveis ensinamentos da Bianca e capturei com sucesso a Mareep, a chamando de Woolly. Agora que tinha mais um casal formado em meu time, decidi fazer uma pausa para treinar os novatos até o level 10. Após o treinamento, decidi procurar por Hugh, mas ele me achou antes.
    ... Na verdade eu só vim de procurar e o treinamento do meu time só foi uma consequência mesmo, mas naquele ponto eu já sabia o que ele queria...
    Decidi usar nessa luta um dos novatos só para testá-lo mesmo... A quem estou querendo enganar? É óbvio que usei o Plucker porque a luta seria mais rápida com ele. Obviamente Plucker levou a melhor sobre o Snivy dele.
    MAS VOCÊ MESMO CHEGOU A CONCLUSÃO DE QUE EU VIM PARA CÁ TREINAR E... Sigh, esquece. Simplesmente entreguei o Town Map para ele e pretendia me retirar, quando os donos da fazenda apareceram. A esposa do dono foi extremamente gentil.
    Agora eu tinha itens o suficiente para abrir meu próprio Poké Mart E COM TUDO PELA METADE DO PREÇO DOS POKÉ MARTS DE SEMPRE! E-Enfim, o dono da fazenda mencionou sobre o Herdier perdido dele, o que fez Hugh dar a louca do nada.
    Que nem a Purrloin da sua irmã? H-Hã, o quê? Eu não falei nada. HUGH decidiu ir atrás desse Herdier e de alguma forma ele me envolveu nessa. Como eu não tinha nada de bom a se fazer, decidi usar isso como uma segunda oportunidade para o tempo passar bastante para ver se o Alder desistia de mim e ia embora. Encontrei alguns treinadores no caminho e mais alguns itens também. Hugh me deu até um Paralysis Heal.
    Eu e Hugh escutamos um latido relativamente longe. Deduzimos que era do Herdier e o Cabeça de Qwilfish foi correndo chamar o fazendeiro. Ao entrar um pouco mais no pomar, me deparo com um sujeito vestido de preto, com um Herdier.
    Espera um pouco... O símbolo com um enorme "P" no uniforme dele... Eu já o vi... Muitas vezes. Não podia ser. Eu apenas fiquei parada no lugar, sem nem prestar atenção no que o sujeito falava, quando de repente eu vejo algo voando em minha direção.
    O homem se aproveitou e fugiu, mas a minha mente ainda estava focada demais no símbolo. Algumas memórias desagradáveis do meu passado lentamente voltavam. Coisas que eu queria esquecer. Logo em seguida Hugh e o fazendeiro apareceram e Hugh diz como o cara deveria tratar os Pokémon dele, que nem a irmã dele fez ontem. E assim ficou bem claro que ele é uma má influência. Todos felizes, todos foram embora. Decidi treinar mais o meu time. Retornei para Floccesy Town para descansar já que foi um longo dia. Devo admitir que eu já tinha me esquecido do Alder... Mas aparentemente ele não se esqueceu de mim. Ele pediu para eu segui-lo até um casebre suspeito.
    MAS NÃO CONTAVAM QUE EU FOSSE ENCONTRAR AQUELE ITEM ESCONDIDO. RÁ! Relutante, decidi entrar no local...
    ... Eu sinceramente não quero saber o que aquelas criancinhas estavam fazendo dentro de um casebre suspeito com um velho. Alder pede para eu enfrentá-las. Confiante, eu aceitei logo de cara o desafio, já que eu tinha acabado de sair da segunda sessão de treino que tive no dia.
    AHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
    ... Oh, droga! Bem, Neku conseguiu salvar a sua amada a tempo. Até porque o Pansage ficou usando apenas Leer. Depois dessas lutas, Alder curou meus Pokémon e eu saí correndo da casa.
    OH, CÉUS! DIGA QUE VOCÊ É UM POLICIAL, POR FAVOR... Era o que eu estava pensando naquele momento, mas infelizmente ele era só mais uma pessoa bizarra. Ele me obrigou a aceitar uma caixa para armazenar medalhas. Aparentemente ele queria que eu colecionasse várias para algo chamado Medal Rally. O nome já dizia que era uma "corrida para ver quem consegue todas as medalhas antes", mas mesmo assim ele perguntou se eu sabia o que era.
    MESMO EU FALANDO NÃO, ELE ME EXPLICOU. POR QUE NINGUÉM NUNCA ME OUVE? Felizmente esse sujeito foi embora, mas o Alder reapareceu me falando que o ginásio da cidade em que eu moro finalmente abriu e o líder dele é novato. Eu admito, senti vontade de ir para o ginásio. Realmente, parecia que eu... Estava me divertindo. Voltei correndo para minha cidade natal e...
    PELO AMOR DE ARCEUS, ESSE CARA NÃO ME DEIXA EM PAZ, DIÁRIO! ELE CHEGOU ATÉ AO PONTO DE SUBIR EM UM MORRO PARA ME ALCANÇAR! Pelo menos ele me deu cinco Oran Berries. Como eu já estava pensando em uma estratégia para batalhas, eu entreguei uma para cada Pokémon que iria usar contra o líder do ginásio.
    Você não precisa me dizer o que fazer. Por acaso você mora com o Hugh e sua irmã? Alder finalmente foi embora e eu retornei para a minha cidade, mas cheguei lá extremamente cansada. E esse foi o meu dia, diário... Dois dias bizarros seguidos não é para qualquer um não... Bem, boa noite.
    Terceiro Dia (12/07/2014):

    Olhei para a escola que se erguia a minha frente, respirei bem fundo e entrei no lugar. O clima do lugar era pesado e sério. Era como se eu dependesse daquela luta para continuar vivendo, mas é claro que sempre tem alguém para quebrar o clima, né?
    Querida, você quase fez uma burrada enorme ao chamar um velho daqueles para ensinar em uma escola cheia de criancinhas. Sorte que o próprio Alder discordou. Talvez ele não seja isso que eu penso dele. TALVEZ. Ou então ele gosta de lugares mais discretos. Enfim, não quero mais ficar pensando nisso. O Alder agora é passado e ele nunca mais irá aparecer na minha vida, que nem a Bianca... Eu espero.
    Até aqui dentro a generosidade não tem limites. O resto do povo que estava aqui dentro me dava até dicas que eu já sabia há eras. O nervosismo voltou assim que eu me encontrei frente a frente com a porta dos fundos do ginásio. Mais uma vez respirei fundo e dei o primeiro passo para o meu incerto futuro que me aguardava lá fora.
    Talvez o meu nervosismo fosse tão aparente, que esse sujeito me deu uma garrafa d'água. O quê? Isso é para os Pokémon? Será que ninguém nesse mundo pode se preocupar com um ser humano pelo menos uma vez? O líder do ginásio se apresentou para mim. Ele se chama Cheren e reforçou que aquela seria a primeira luta dele como um líder de ginásio. Aquilo não foi o suficiente para me acalmar, afinal de contas eu não queria subestimá-lo nem um pouco. Após as apresentações, ele foi para o fundo do ginásio, dizendo que só iria me enfrentar se eu derrotasse antes os dois treinadores que ali estavam. Antes de prosseguir, dei uma Oran Berry para a Woolly e para o Plucker, que seriam os Pokémon que eu iria usar contra o Cheren. Depois eu coloquei Shelly e Neku para serem usados contra os dois treinadores e assim fui em direção ao primeiro deles. Felizmente, Neku foi o suficiente para derrotar sozinho todos os Pokémon do garoto. A próxima vítima era a treinadora que estava entre mim e minha insígnia.
    O povo vem até de Kalos para me atormentar... Q-Quero dizer, Neku também conseguiu se livrar sozinho dos dois Pokémon dela, mas ele já estava bem ferido... E assim, era hora da atração principal. Coloquei Woolly e Plucker de volta ao topo do time e corri em direção a Cheren.
    VS.
    A minha estratégia era clara. Eu pretendia paralisar os Pokémon do Cheren com o Thunder Wave da Woolly enquanto o Plucker fazia o trabalho de atacar os oponentes. Cheren abriu com Patrat e eu com a Woolly. Eu comecei paralisando o Pokémon dele, mas eu não contava que ele tivesse Work Up, o que dificultava as possibilidades de ficar trocando meus Pokémon, já que nenhum deles têm defesas ótimas. Então eu prossegui usando o Growl da Woolly enquanto ele continuava usando Work Up. Quando o Pokémon dele ficava paralisado, eu prosseguia usando Thundershock para causar dano. Quando eu achava que a luta iria continuar nesse Growl vs. Work Up eterno, Cheren decidia atacar com tudo e o maldito ainda tinha a sorte de conseguir vários critical hits na Woolly, mas ela conseguiu derrubar o Patrat dele.

    Cheren de fato estava levando a sério essa luta e eu fiz bem em não subestimá-lo, porque ele prosseguiu jogando o ás do time dele, Lillipup. Aquilo dava dano  como um caminhão. Logo no primeiro ataque dele a Woolly precisou comer a Oran Berry que eu tinha dado a ela mais cedo. Mandei ela usar Thunder Wave e ele continuou com Work Up. A luta foi longa. Continuei pensando no bem estar dela, mandando-a continuar usando Growl. Cheren ficava alternando entre Work Up e Tackle e o Lillipup dele nunca ficava paralisado, mas a Senhora Sorte sorriu para mim. O Lillipup dele ficou paralisado por três rodadas seguidas e a Woolly pôde atacá-lo com tranquilidade. No último golpe que Lillipup pôde usar, ele quase levou a Woolly junto com ele, deixando a pobre coitada com apenas 8 de HP. Conseguimos finalizar o Lillipup dele com sucesso, mas a Woolly não tinha mais como ser usada naquela luta. Tudo dependia do Plucker. Sem pensar duas vezes, coloquei minha ave em campo, para lutar contra o Pidove do Cheren.
    De fato, ele estava sendo um muro difícil de ser superado. Eu tremia da cabeça aos pés. Era estranho, porque há apenas dois dias atrás eu não ligava para meus Pokémon... Só a possibilidade de perdê-los era... Assustadora. Eu depositei toda a minha fé no Plucker e continuamos a batalha. O Pidove do Cheren era mais rápido do que o meu e ele usava Quick Attack demais. Porém, Plucker é realmente incrível. Embora ele já tivesse comido a Oran Berry dele, conseguimos levar o oponente quase a derrota, mas Cheren simplesmente usou uma Potion e fez o Pidove dele ficar com o HP novo em folha. Estava sendo mais complicado do que imaginei. Woolly não tinha condições de aguentar um Quick Attack do jeito que ela estava e o Plucker também não estava na melhor das situações. Mas por um milagre, parece que a ability do Plucker finalmente resolveu dar as caras. Dois Quick Attacks dele foram o suficiente. Ambos foram Critical Hits. O som do Pidove do Cheren sendo derrotado foi como música para meus ouvidos. Tinha acabado.
    Incrível como um pedaço de metal pequeno como aquele trazia tanta felicidade. Cheren foi derrotado e sem nenhuma perda do time.
    Ele também me deu o TM do movimento que me trouxe tanto trabalho. A primeira coisa que eu fiz foi ensiná-lo ao Plucker, porque ele merecia. Ele conseguiu salvar a todos com hax a sua ability.
    Engraçado porque eu não me lembro de ter perguntado sobre o passado dele.
    E é assim que meu time estava quando saí do ginásio. Eu estava ansiosa para chegar no Centro Pokémon. Todos eles mereciam um bom descanso, mas...
    AAAAAAAAAAAAAARGH, POR QUÊ? ELA NUNCA VAI ME DEIXAR EM PAZ? O QUE EU FIZ PARA MERECER ISSO??? Com o melhor sorriso forçado que eu conseguia fazer no momento, me aproximei da Bianca, mesmo querendo fugir dali o mais rápido possível. Felizmente ela finalmente fez algo de útil, que é me dar um TM muito bom.
    Ela também me deu o C-Gear. Pena que eu nunca irei usá-lo. Cheren reapareceu... Aparentemente, ele e a Bianca são amigos de infância. Pobre Cheren... Depois deles conversarem entre si, a BIANCA ME REGISTROU NO XTRANSCEIVER. AGORA EU NUNCA MAIS PODEREI ME LIVRAR DELA. Cheren também me registrou no Xtransceiver. Pelo menos ele não fala tanto e isso é agradável. Depois a Prof. Juniper ligou e finalmente a conheci. Ela agradeceu por eu ter aceitado a Pokédex.
    Não, o cabelo dela é ridículo. Enfim, depois disso tudo... Não consigo acreditar que eu vou dizer isso, mas... O Hugh aparece e me salva dessa conversação irritante, pedindo para lutar contra o Cheren. Este se retira e a Bianca finalmente cala a bocame deixa em pazpara de me irritar me deixa continuar viagem. Fiz uma última parada no Centro Pokémon e decidi falar com todos da cidade, já que eu nunca mais voltarei para lá. Em um dos prédios...
    Uma ULTRA BALL! E eu acabei de pegar a minha primeira insígnia. Esse pessoal está generoso demais. Acho que isso é uma lição para eu poder mudar o jeito que eu trato as pessoas e ser mais paciente com elas... Naaaah, até parece que isso vai acontecer algum dia. Finalmente indo embora da cidade, comecei minha viagem para Virbank City...
    FFFFFFFFFFFFFFFFFFHAGJKLDFHGZDSBAHFS Desculpa por ter arrancado essa página de você diário, mas... Mas... Eu não aguento mais. Eu estou com queda de cabelo. Eu estou de olheiras. Eu não consigo dormir direito. Tudo por casa dessa Bianca que não me deixa em paz. Eu tenho medo dela aparecer do nada, porque em qualquer lugar que eu estou, ela dá as caras. Eu já a vi mais do que a minha própria mãe se duvidar. Ahem, ela atualizou minha Pokédex para que ela mostre todos os Pokémon que existem em uma área. Provavelmente nunca usarei isso. Depois que Bianca FINALMENTE me deixou em paz, continuei me dirigindo para a área em que aquele Hiker maldito não me deixava passar.
    Isso, agora você vai me deixar passar, certo? Errado. É óbvio que ele tinha que batalhar contra mim antes. Shelly derrotou o Riolu chato dele com facilidade... Embora essa coisa irritante tenha conseguido usar Endure três vezes seguidas. Foi a pior luta que já tive na minha vida. Depois dessa palhaçada toda, ele finalmente abriu caminho. Logo no final do lance de escadas, uma criancinha de cinco anos me desafiou para uma batalha.
    Sério, olha o tamanho dele. Se Shelly evoluísse, já ficaria mais alta do que ele. E eu aqui achando que era a partir dos 10 anos que se podia começar a viajar com Pokémon... Agora eu sinto que meus 16 anos foram mais inúteis ainda... Querendo sumir logo da frente do pirralho, fiz a Shelly derrotar o Lillipup dele com facilidade. Mas admito que fiquei com pena de aceitar o dinheiro do lanche dele como prêmio. Era errado pegar dinheiro de criancinhas. Bah, acho que não. Nesse mundo, só se importam com os Pokémon. Humanos que se explodam. A prova disso está na garrafa de água que ganhei dentro do ginásio do Cheren. Deixando o choro de lado, continuei o meu caminho até que Hugh e Cheren me interrompem. Cheren explica sobre o matinho escuro que estava a nossa frente. Havia chances de dois Pokémon aparecerem ao mesmo tempo e com leveis maiores do que o normal. Eu é que nunca entraria em um mato desses. Depois, Cheren explicou sobre o ginásio de Virbank City, falando que é do tipo Poison.
    Atencioso da parte dele em me dar Pecha Berries. Talvez eu as use, mas ainda não consegui pensar em como enfrentar o líder da próxima cidade. Depois que Cheren se retirou, Hugh falou que precisa se fortalecer para enfrentar a Team Plasma e que iria deixar comigo o trabalho de completar a Pokédex... É incrível como esse cara é difícil de entender. Quando peguei a Shelly com a Bianca. ele implorou por uma Pokédex e agora está abandonando o trabalho de completá-la? Bem... Ignorando isso, segui o meu caminho.
    TÁ BOM, TÁ BOM! EU FALEI QUE EU NUNCA IRIA ENTRAR NESSE MATO ESCURO, MAS TINHA UM ITEM LÁ, OK? E-Enfim, eu continuei enfrentando os treinadores da rota com a Woolly, até que...
    Yay! Ela perdeu lã pra caramba e chamam isso de evolução! Woolly finalmente evoluiu. Eu espero que ela não deixe o Plucker pra trás no quesito utilidade. Eu também achei mais alguns itens ao redor de onde eu estava.
    E tinha mais crianças treinadoras na entrada do portão para Virbank City apenas para me deixar mais deprimida.
    Era uma Double Battle. Neku e Shelly conseguiram trabalhar muito bem juntos. E finalmente eu entrei no portão para Virbank City. Conseguimos passar ilesos pela rota. Nos letreiros, passava um informativo dizendo que o PokéStar Studios estavam procurando atores... Interessante... A recepcionista do portão também foi bem gentil.
    Ao finalmente entrar em Virbank City, minha mãe liga para falar absolutamente nada de relevante. Ao andar mais um pouco, vejo uma garota de cabelo branco e que tinha um baixo nas costas falando com o pai. Parecia que estavam discutindo. Ele era um capitão e era responsável em levar as pessoas até Castelia City, mas queria ser ator também. A filha, que se chamava Roxie, reclamava da teimosia dele. Ignorando a filha, ele vai em direção ao PokéStar Studios.
    ... Mas que linda escolha de palavras. Mas que vocabulário magnífico. QUE EMPOLGAÇÃO AO INSULTAR ALGUÉM. Nesse momento, meu coração batia bem forte. E agora que eu notei, essa Roxie era bem bonitinha também. Toda vez que eu olhava para ela, eu me sentia nas nuvens... Mas ela logo foi embora, dizendo que ia para o ginásio. Eu... Eu precisava vê-la novamente. Mas antes, precisava treinar meu time e conhecer a cidade.
    Finalmente tendo descoberto mato na minha exploração para treinar meus Pokémon, eu me dirijo para Virbank Complex, mas antes eu precisava falar com um careca suspeito na parte de baixo da cidade.
    Óbvio que eu aceitei a troca, mas... Por que todo mundo hoje decidiu me dar bolas? E isso é mais estranho ainda porque sou uma garota. Afastando os pensamentos bizarros de minha mente, entrei no Virbank Complex. Um sujeito de lá pediu para eu ajudá-lo a encontrar um pessoal novato que estava espalhado pelo lugar. Só para dizer o que ele queria escutar, disse que iria ajudá-lo sim, mas eu só entrei lá para capturar um Pokémon. E o primeiro encontro do lugar é...
    Chamei o Growlithe de Pura, porque na hora da captura eu estava com saudades de Crash Bandicoot. Tendo capturado o meu primeiro encontro da área, fui para a parte de fora da Virbank Complex para treinar meu time em paz. E agora que Audinos finalmente resolveram aparecer, treinar todos os cinco foi uma brisa.
    Shelly evoluiu e aprendeu Razor Shell. Todos os cinco agora estavam level 18. Acho que já é o suficiente para enfrentar a Roxie. O problema é pensar em uma estratégia para ela. Pura com certeza não seria utilizado, porque o pobre coitado estava sozinho.

    E aqui eu termino o meu dia, tentando pensar em como enfrentar a minha querida Roxie. Com certeza conseguirei pensar em algo até a hora da luta... Eu acho... EU ESPERO. Bem, boa noite. Me deseje sorte, diário.


    Última edição por DarkRoxas em Seg 11 Ago 2014, 17:05, editado 3 vez(es)
    avatar
    Takato
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1567
    Posts Posts : 5787

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Takato em Seg 07 Jul 2014, 20:09

    Eu não preciso acompanhar por aqui, você diz tudo pra gente no skype mesmo :v
    avatar
    Kenny²
    × Heartless Girl ×
    × Heartless Girl ×

    Karma Karma : 1803
    Posts Posts : 3515

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Kenny² em Seg 07 Jul 2014, 20:20

    Acompanharei-ei-iei.

    Ficou bonitão, mas não gostei de você pegando meu posto de bait. :c
    avatar
    Nyails
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1140
    Posts Posts : 3456

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Nyails em Seg 07 Jul 2014, 20:21

    MDS CARA, QUE ISSO
    EU ESPERO NUNCA ENCONTRAR UMA PESSOA QUE NEM A SUA ROSA, PORQUE SE NÃO EU CRIO TRAUMA PRO RESTO DA VIDA ;-;

    O tópico tá lindo, adorei o banner e a formatação, tá tudo muito bem feito. E a história em forma de diário também está aterrorizante linda, parabéns o/

    Boa sorte. Cuidado na hora que for escutar música na hora de upar heim /alok
    Irei acompanhar :3
    avatar
    Starapt¤r
    Iniciante Nv.MÁX
    Iniciante Nv.MÁX

    Karma Karma : 2
    Posts Posts : 29

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Starapt¤r em Seg 07 Jul 2014, 21:10

    Hahaha! Isso não esta bom.. ta otimo! Serio vou acompanhar , achei divertido de mas! Até matou o estresse de agr pouco u-u 
    Mas então ela sabe ou não abrir a mochila??
    avatar
    Lucasmon
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2970
    Posts Posts : 6039

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Lucasmon em Seg 07 Jul 2014, 23:11

    Caramba, ficou muito bom, ri bastante mesmo. Gostei do formato como escreveu, está tão bom como você fazia o Nuzlocke antes, faz com que haja diversão e a leitura seja bem rápida. 

    Com certeza vou acompanhar, aguardando o segundo dia =D
    avatar
    Margu Apcam
    Veterano Nv.9
    Veterano Nv.9

    Karma Karma : 20
    Posts Posts : 603

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Margu Apcam em Seg 07 Jul 2014, 23:28

    Nossa cara, que legal! Eu assisti os Wedlockes do próprio Marriland, na minha opinião é a melhor variação do Nuzlocke...
    É lindo triste quando vc vai pra uma double battle onde os dois pokemons do adversários são cada um bom contra um do seu casal, e vc não pode nem mudar, e só pra ajudar vem aquele critico que todo mundo ama em Nuzlockes xD
    Acompanharei sua jornada!
    avatar
    Kenny²
    × Heartless Girl ×
    × Heartless Girl ×

    Karma Karma : 1803
    Posts Posts : 3515

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Kenny² em Seg 07 Jul 2014, 23:36

    Margu Apcam escreveu:Nossa cara, que legal! Eu assisti os Wedlockes do próprio Marriland, na minha opinião é a melhor variação do Nuzlocke...
    É lindo triste quando vc vai pra uma double battle onde os dois pokemons do adversários são cada um bom contra um do seu casal, e vc não pode nem mudar, e só pra ajudar vem aquele critico que todo mundo ama em Nuzlockes xD
    Acompanharei sua jornada!

    Eu to rezando muito para que alguém morra. Sério mesmo.

    O único problema é que o Roxas pode ir quantas vezes quiser no centro... isso meio que acaba dificultando alguém morrer. Fora isso, o fato de não usar item vai complicar de qualquer forma, então w/e. O jeito é esperar sentado e ver o Roxas chorar, opa, quero dizer, a Rosa.
    avatar
    Takato
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1567
    Posts Posts : 5787

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Takato em Seg 07 Jul 2014, 23:48

    Ei, só agora que eu fui parar pra ler.
    Como assim "chapéu verde e ridículo"? Quem você pensa que é pra falar assim da minha waifu?
    avatar
    Angel Kenede
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2507
    Posts Posts : 3504

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Angel Kenede em Seg 07 Jul 2014, 23:50

    Oh... fazia tempo que não via uma "ficuzlocke" do Roxie.

    Acompanharei essa jornada da bela e jovem mocinha trap.~ -Q
    avatar
    Kenny²
    × Heartless Girl ×
    × Heartless Girl ×

    Karma Karma : 1803
    Posts Posts : 3515

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Kenny² em Seg 07 Jul 2014, 23:51

    Takato.666 escreveu:Ei, só agora que eu fui parar pra ler.
    Como assim "chapéu verde e ridículo"? Quem você pensa que é pra falar assim da minha waifu?

    >Bianca
    >Waifu

    ***, Takos. Jura mesmo que chegou nesse nível? ;-;
    avatar
    Takato
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1567
    Posts Posts : 5787

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Takato em Seg 07 Jul 2014, 23:59

    Kenny² escreveu:
    Takato.666 escreveu:Ei, só agora que eu fui parar pra ler.
    Como assim "chapéu verde e ridículo"? Quem você pensa que é pra falar assim da minha waifu?

    >Bianca
    >Waifu

    ***, Takos. Jura mesmo que chegou nesse nível? ;-;
    Bianca > resto.
    Recalque bate, desvia e entra na bunda do Roxas.
    avatar
    Margu Apcam
    Veterano Nv.9
    Veterano Nv.9

    Karma Karma : 20
    Posts Posts : 603

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Margu Apcam em Ter 08 Jul 2014, 00:12

    Kenny² escreveu:
    Margu Apcam escreveu:Nossa cara, que legal! Eu assisti os Wedlockes do próprio Marriland, na minha opinião é a melhor variação do Nuzlocke...
    É lindo triste quando vc vai pra uma double battle onde os dois pokemons do adversários são cada um bom contra um do seu casal, e vc não pode nem mudar, e só pra ajudar vem aquele critico que todo mundo ama em Nuzlockes xD
    Acompanharei sua jornada!

    Eu to rezando muito para que alguém morra. Sério mesmo.

    O único problema é que o Roxas pode ir quantas vezes quiser no centro... isso meio que acaba dificultando alguém morrer. Fora isso, o fato de não usar item vai complicar de qualquer forma, então w/e. O jeito é esperar sentado e ver o Roxas chorar, opa, quero dizer, a Rosa.

    Hahahaha é...
    Humano é um bixo retardado, adora ver o sofrimento dos outros xD(sem exageros claro)
    Mesmo podendo ir quantas vezes quiser ao centro pokemon, ainda sim vai morre gente capitão! A não ser que de aquele over level do bozo, mas graças ele, Ops,  ela (ITS A TRAP) coloco limite de nivel, ai sim a batata assa...
    Agora é esperar pra ver!
    avatar
    Fujoxas
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1970
    Posts Posts : 4561

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Fujoxas em Ter 08 Jul 2014, 23:34

    Muito obrigado a vocês que vão acompanhar/estão acompanhando. Eu até que estou curtindo fazer uma "mini-fanfic" enquanto faço um Wedlocke. Espero que eu não abandone mais esse projeto

    Ahem, dia dois adicionado e modo de jogo alterado para Challenge Mode, para deixar as lutas importantes um pouco mais difíceis. Boa leitura o/
    avatar
    Starapt¤r
    Iniciante Nv.MÁX
    Iniciante Nv.MÁX

    Karma Karma : 2
    Posts Posts : 29

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Starapt¤r em Qua 09 Jul 2014, 07:11

    "Shelly pisoteou aquele parat, por um momento achei que shelly era alemã, e aquele parat um pobre brasileiro"

    Essa zueira não parará cedo!! Heuheueheueheueu
    Serio foi demais, se pa comentarei todos novos capitulos dessa saga:3

    Parabens msm dark.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Pokémon White 2 Wedlocke Challenge

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 17 Out 2017, 00:14