Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Compartilhe
    avatar
    Cortex
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 612
    Posts Posts : 2500

    [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Cortex em Dom 06 Jul 2014, 19:19

    Feito por Cortex

    Reupado do PlayStation Blast que eu fiz em Março de 2014




    Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back
    "Press Start to Begin."


    Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back é o segundo jogo da franquia e é um jogo de Plataforma distribuído pela Universal Interactive Studios, Publicado pela Sony Computer Entertainment  e criado e desenvolvido pela Naughty Dog, Foi lançado 31 de Janeiro de 1997 nos Estados Unidos e em 18 de março do mesmo ano no Japão, lançado exclusivamente para o PlayStation 1. Depois de vários anos disponibilizaram também para PlayStation Portable e PlayStation 3,  e é considerado o melhor jogo de plataforma lançado em 1997.

    Intro:

    Estória


    O jogo se passa um ano depois dos acontecimentos do primeiro jogo, mas antes do jogo começar o Neo Cortex foi arremessado para fora do seu dirigível do primeiro jogo e ele cai em uma caverna escura em N. Sanity Island quando acende um fósforo ele vê vários cristais rosa e teve uma idéia com eles, mas o fósforo apagou e não se sabe ainda o que planejava fazer com eles.


    Depois de um ano córtex conseguiu fazer um tipo de estação espacial que conseguiu fazer graças ao seu novo assistente N. Gin. Na Estação Espacial há um Vórtice que é responsável pela lavagem cerebral nos animais (como a do primeiro jogo), só que faltavam exatamente 25 cristais para que funcionasse. Como não havia nenhum operante para ajudá-lo a achar os cristais ele decidiu chamar Crash Bandicoot manipulando para que seu plano seja bem sucedido

    "Crash e Coco relaxando em N. Sanity Island"


    Em N. Sanity Island onde Crash mora estava descansando e sua irmã Coco estava no seu Laptop, de repente a bateria do Laptop acaba e a coco pediu buscar uma nova, no caminho crash foi abduzido pelo Neo Cortex, e quando o vio, Neo Cortex disse mentindo ao crash que tinha desistido de ser malvado e em suas pesquisas cientificas tinham descobrido algum tipo de força misteriosa que iria acabar destruindo todo o planeta e o único jeito é coletando 25 cristais rosas para evitar essa catastrofe, também disse que o causador da força misteriosa é o Dr. Nitrus Brio (Antigo Ajudante de Cortex), a aventura começa daí, coletando os cristais e passando por desafios.

    Dados Gerais
    Gráficos
    Os Gráficos do jogo são extremamente bonitos para a época, cores muito vivas e cenários caprichados fazem que o jogo seja mais empolgante para jogar principalmente para crianças, além da variedade de cenários, desde da Selva, Gelo, Esgoto, Ruínas, Rios, Bosques e até Espaciais muito bem trabalhados e detalhados. Para um jogo de Plataforma estava muito acima dos demais já lançados.
    Nota: 10/10

    Som
    A trilha sonora do jogo é muito animada e divertida contextualizando com a fase correspondente muito bem, sendo que na Selva há tambores, no Gelo Sinos e Esgoto batidas de canos que fazem um grande papel para a Imersão do jogo e assim deixando o jogo mais prazeiroso de ser jogado.
    Nota: 10/10

    Jogabilidade:

    "Rock it/Pack Attack! Simplesmente FODA"


    A jogabilidade do Crash melhorou significamente ao do primeiro jogo podendo esmagar caixas com a barriga e podendo usar Jet Pack, além de poder andar no Ursinho Polar. No jogo agora existem Warp Roms (Salas com Portais) que mandam você para a fase correspondente a sua escolha podendo alterar dependendo de quantas fases for desbloqueando ao decorrer do jogo. Cada fase que é passada contém um cristal rosa depois de pegar 5 cristais o jogador deve enfrentar um chefe. No jogo também há gemas nas fases mas para que consiga pegar você deve destruir todas as caixas na fase e em certas fases há gemas em lugares secretos onde são bem mais dificéis de conseguir além das gemas coloridas que são muito mais dificéis que as normais, isso traz um desafio para jogadores mais velhos não se predendo a ser um jogo fácil e infatil.

    Nota: 10/10

    Diversão
    O jogo supera o primeiro jogo em todos os aspectos possíveis, mas o jogo se supera principalmente pela diversão que é o principal objetivo do jogo. Crash Bandicoot é um personagem extremamente carismático que é até engraçado quando perde uma vida, mas também as fases são muito legais de ser jogadas tanto sozinho ou com algum amigo. Principalmente em fases que anda com o Ursinho Polar ou fugindo do Urso Gigante, o jogo é relativamente fácil fazendo que todo mundo se sinta feliz em passar as fases.


    Nota: 10/10

    "O Polar vai te ajudar bastante nessa aventura, e tenha cuidado no Bear Totally!"

    Replay
    O Defeito do Crash Bandicoot é que ele é um jogo muito curto de ser concluído podendo terminar o jogo em menos de 6 horas, se o jogador completar 100% não há mais o que de ser aproveitado, mesmo que para completar totalmente o jogo precisa dedicar-se bastante, mas não chega a ser mais do que 30 horas.

    Nota: 8/10


    Conclusão
    A Naughty Dog fez um trabalho excelente trazendo uma cara para o novo console Playstation transparecendo para muitos como o Mascote da Sony. Para os jogadores de games de Plataforma irão gostar muito de jogar, Crash Bandicoot é um jogo bem original e que enriqueceu a biblioteca do PlayStation fazendo-se comparar com o Super Mario da Nintendo e o Sonic the Hedgehog da Sega.

    Nota Final: 9/10

    - - -



    Opinião Pessoal:

    Opinião Pessoal

    Crash Bandicoot 2 foi meu primeiro jogo que eu tive contato da franquia, ganhei no ano novo 2004/2005, e depois disso minha vida mudou, nunca tinha ficado fanático por uma franquia especifica, e quando zerei Crash 2 aos meus 9/10 anos foi massa demais, nunca me esquecei kk

    Todos jogos do Crash feito feitos no PS1 são EXTRAORDINÁRIOS, sem mais... até o o 1 que é menosprezado por muitos, e o Bash que não é da ND mas tem qualidade melhor que muito Mario Party.

    Enfim, Crash 2 tem as minhas músicas favorita The Eel Sewel, Rock it/Pack Attack e a do Rio que Esqueci o nome... mas de longe Rock it e Pack Attack são minhas fases favoritas
    e é isso, pra mim eu dava 1000/10
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Convidado em Dom 06 Jul 2014, 19:37

    Ainda não entendo como não existe um sucessor espiritual por parte da Naughty Dog.
    avatar
    Cortex
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 612
    Posts Posts : 2500

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Cortex em Dom 06 Jul 2014, 19:39

    Lukepaz99 escreveu:Ainda não entendo como não existe um sucessor espiritual por parte da Naughty Dog.
    Se for o que eu entendi... existe a franquia Jak and Daxter da Naughty Dog que tem 4 jogos no PS2 (Excelente franquia, recomendo que joguem, mas pra mim crash vence em vários aspectos, embora J&D evoluiu muito no aspecto em estória e mundo aberto), mas se for da maneira que eu queria, não vai ter sucessor por causa da maldita Actilixion erm.. digo Activision que detém os direitos do Crash.
    avatar
    Hekonzord
    Veterano Nv.20
    Veterano Nv.20

    Karma Karma : 755
    Posts Posts : 882

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Hekonzord em Dom 06 Jul 2014, 19:46

    Lukepaz99 escreveu:Ainda não entendo como não existe um sucessor espiritual por parte da Naughty Dog.
    Os caras queriam fazer outra coisa, tanto que se for ver, de Crash > Jak > Uncharted > TLoU, dá pra se ver bastante diferenças.
    avatar
    Angel Kenede
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2507
    Posts Posts : 3504

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Angel Kenede em Dom 06 Jul 2014, 21:18

    Bela análise e fazia tempo que não via uma aqui... lol, somente tenho o que comentar sobre dois critérios dela, so... we're go:

    Cortex escreveu:Diversão
    Principalmente em fases que anda com o Ursinho Polar ou fugindo do Urso Gigante, o jogo é relativamente fácil fazendo que todo mundo se sinta feliz em passar as fases.
    Você citou o game duas vezes como fácil, coisa que eu discordaria em uma análise mesmo. Crash (jogos da ND) sem dúvidas é um dos jogos de plataforma mais desafiadores da época e mais interessantes hoje devido a isso.

    O 1 e o 2 são de longe considerado os mais difíceis do trio principal do PS1, e raramente até o 2 mais ainda devido as suas saídas secretas, introdução de gemas mais raras, warp room oculta e etc...
    Então no mínimo o justo seria o chamar de "mediano" sendo que possui uma dificuldade que evolui e flui bem durante o jogo, lhe ensinando a derrotar novos inimigos e abusar de seus movimentos.

    Mas "fácil" não cola bem, e soa "particular" mesmo em relação a visão pública pelo jogo, algo que não é problema pra uma análise pessoal, mas é bom citar a visão pública para futuros interessados na franquia sem verem o mesmo como "outro jogo de plataforma fácil".

    Obs. Extra: COMO VOCÊ OUSA CITAR O BIG BEAR E A PALAVRA "FÁCIL" NA MESMA FRASE, QUER TRAUMATIZAR CRIANÇAS? -qq /parei

    Replay
    O Defeito do Crash Bandicoot é que ele é um jogo muito curto de ser concluído podendo terminar o jogo em menos de 6 horas, se o jogador completar 100% não há mais o que de ser aproveitado, mesmo que para completar totalmente o jogo precisa dedicar-se bastante, mas não chega a ser mais do que 30 horas.
    "Muito curto"? O jogo tem uma duração boa, ainda mais se avaliar tudo que a ND colocou no game, o qual não apenas melhorou 100% em relação ao 1, como uma dessas melhorias principais foram no fator replay, o que pra época poderiamos considerar mais ainda!

    Convenhamos que se jogarmos "for fun" e quisermos pegar apenas os Cristais e vencer Cortex, o jogo será bem curto e dependendo de quem jogue, poderá terminar até em menos de 4 horas. Mas... pela sua dificuldade ao longo das fases, passagens secretas, Gems Boxes explicitas, porcentagem visível dentre outras coisas... O jogo incentiva e muito a você repetir a jogatina a ponto de enquanto não chegar a 100% não se sentir satisfeito.

    Há muito o que explorar entre suas paredes falsas, caminhos paralelos e etc... o que pra época e até pra hoje, é algo bem "foda" e que destacou bem o Crash em relação a Mario e Sonic, os quais demoraram anos para pensarem em jogos com caminhos alternativos. /no caso do Sonic, "pensar para abandonar depois"... tsc Sega...

    Enfim, repetindo... eu gostei da análise e espero que encare as análises como construtivas e não críticas. -q

    Afinal também gosto muito do jogo, o conheci há vários anos atrás quando eu era criança e esses dias joguei novamente o 2, o qual me foi uma experiencia super legal devido a nostalgia intensa que me passou, coisa que nem um Super Mario World ou SM64 conseguia me fazer ter. Espero que Nintendistas não se doam por essa comparação porque... é só uma comparação, droga. -q

    Por fim, vale lembrar que do trio de PS1, Crash Bandicoot 2 foi o game mais vendido e isso refletiu muito na satisfação dos fãs pelo avanço da ND no game em relação ao 1, algo muito bom de ser lembrado e... decepcionante por ver o destino que a franquia teve.


    MaxRodrigues
    Veterano Nv.9
    Veterano Nv.9

    Karma Karma : 370
    Posts Posts : 612

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por MaxRodrigues em Dom 06 Jul 2014, 21:47

    Excelente análise! Tava jogando aqui agora no PS3.
    O mais marcante pra mim é o primeiro! ♥
    avatar
    lukazz
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 586
    Posts Posts : 2426

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por lukazz em Dom 06 Jul 2014, 22:04

    Crash 2 é muito bom, nunca joguei seriamente a franquia, quando era pequeno e tinha o PS1 eu não "aproveitava" totalmente meus jogos kkk tanto que muitas series de jogos incriveis eu vim a conhecer agora 2012 pra frente... 

    Sobre a analise, gostei bastante, mas com certeza o jogo não é facil, ele é no minimo de dificuldade media. O pra mim por enquanto é o melhor, joguei o 1 no PS3 e agora to jogando o 2, to me divertindo a beça, o jogo é muito bacana, aconselho a todos que joguem ^^
    avatar
    Mazza
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 889
    Posts Posts : 1992

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Mazza em Dom 06 Jul 2014, 22:18

    Aquela hora quando você lembra que os últimos jogos bons do Crash pós-PS1 foram os títulos de GBA + Twinsanity...há 10 anos atrás.malz 

    Btw, boa análise, Cortex. Esse é um dos títulos que costumo a jogar e rejogar no PSP quando há tempo.

    Mesmo possuindo um bocado de coisas novas, minha novidade favorita nesse jogo é simplesmente o sistema de Save. Pessoalmente, salvar o progresso apenas nos estágios bônus era um inferno no Crash 1.
    avatar
    Cortex
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 612
    Posts Posts : 2500

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Cortex em Dom 06 Jul 2014, 22:22

    Angel Kenede escreveu:Bela análise e fazia tempo que não via uma aqui... lol, somente tenho o que comentar sobre dois critérios dela, so... we're go:

    Cortex escreveu:Diversão
    Principalmente em fases que anda com o Ursinho Polar ou fugindo do Urso Gigante, o jogo é relativamente fácil fazendo que todo mundo se sinta feliz em passar as fases.
    Você citou o game duas vezes como fácil, coisa que eu discordaria em uma análise mesmo. Crash (jogos da ND) sem dúvidas é um dos jogos de plataforma mais desafiadores da época e mais interessantes hoje devido a isso.

    O 1 e o 2 são de longe considerado os mais difíceis do trio principal do PS1, e raramente até o 2 mais ainda devido as suas saídas secretas, introdução de gemas mais raras, warp room oculta e etc...
    Então no mínimo o justo seria o chamar de "mediano" sendo que possui uma dificuldade que evolui e flui bem durante o jogo, lhe ensinando a derrotar novos inimigos e abusar de seus movimentos.

    Mas "fácil" não cola bem, e soa "particular" mesmo em relação a visão pública pelo jogo, algo que não é problema pra uma análise pessoal, mas é bom citar a visão pública para futuros interessados na franquia sem verem o mesmo como "outro jogo de plataforma fácil".

    Obs. Extra: COMO VOCÊ OUSA CITAR O BIG BEAR E A PALAVRA "FÁCIL" NA MESMA FRASE, QUER TRAUMATIZAR CRIANÇAS? -qq /parei

    Replay
    O Defeito do Crash Bandicoot é que ele é um jogo muito curto de ser concluído podendo terminar o jogo em menos de 6 horas, se o jogador completar 100% não há mais o que de ser aproveitado, mesmo que para completar totalmente o jogo precisa dedicar-se bastante, mas não chega a ser mais do que 30 horas.
    "Muito curto"? O jogo tem uma duração boa, ainda mais se avaliar tudo que a ND colocou no game, o qual não apenas melhorou 100% em relação ao 1, como uma dessas melhorias principais foram no fator replay, o que pra época poderiamos considerar mais ainda!

    Convenhamos que se jogarmos "for fun" e quisermos pegar apenas os Cristais e vencer Cortex, o jogo será bem curto e dependendo de quem jogue, poderá terminar até em menos de 4 horas. Mas... pela sua dificuldade ao longo das fases, passagens secretas, Gems Boxes explicitas, porcentagem visível dentre outras coisas... O jogo incentiva e muito a você repetir a jogatina a ponto de enquanto não chegar a 100% não se sentir satisfeito.

    Há muito o que explorar entre suas paredes falsas, caminhos paralelos e etc... o que pra época e até pra hoje, é algo bem "foda" e que destacou bem o Crash em relação a Mario e Sonic, os quais demoraram anos para pensarem em jogos com caminhos alternativos. /no caso do Sonic, "pensar para abandonar depois"... tsc Sega...

    Enfim, repetindo... eu gostei da análise e espero que encare as análises como construtivas e não críticas. -q

    Afinal também gosto muito do jogo, o conheci há vários anos atrás quando eu era criança e esses dias joguei novamente o 2, o qual me foi uma experiencia super legal devido a nostalgia intensa que me passou, coisa que nem um Super Mario World ou SM64 conseguia me fazer ter. Espero que Nintendistas não se doam por essa comparação porque... é só uma comparação, droga. -q

    Por fim, vale lembrar que do trio de PS1, Crash Bandicoot 2 foi o game mais vendido e isso refletiu muito na satisfação dos fãs pelo avanço da ND no game em relação ao 1, algo muito bom de ser lembrado e... decepcionante por ver o destino que a franquia teve.

    HEUHEUHHHEUHEUHE... Cara gostei da sua crítica, de verdade, nesse lado que vc citou na dificuldade é que eu devo ter levado á minha experiência pessoal, pq eu já zerei ela lindesa umas 10 vezes literalmente, e 100% umas 3 vzs, ou seja, já sei até as falas que o Cortex fala :v

    Mas acho que seria pra 40% de dificuldade, 50% seria mediano, de qualquer forma, n acho que chega a ser mediano, sendo que zerei em 1 dia o crash pela primeira vez com 9 anos.
    ---
    Agora sobre o Replay isso eu tenho que concordar, pq geralmente jogos antigos, ao não ser RPGs tinham um tempo bem menor do que jogos de agora, que também possuem jogos multiplayer que dá maior aproveitamento nos jogos. O Replay é bom sim, mas a gente fica com aquele gostinho de quero mais  Laughing 

    Sobre as vendas do Crash 2 eu sabia também, foi o jogo de plataforma do PS1 que mais vendeu, e é até hoje o jogo da Naughty Dog que mais vendeu, pelo que eu sei Uncharted 2 ainda não passou, no PS1 só não vendeu que os Final Fantasys da Square e Gran Turismo da Sony tbm.

    Obrigado por comentar, eu sempre gosto que comentem o/

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Análise] Crash Bandicoot 2: Cortex Strikes Back

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 22 Out 2017, 22:50