Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Compartilhe
    avatar
    Visionnaire
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1278
    Posts Posts : 1842

    Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Visionnaire em Qui 17 Abr 2014, 01:27

    Hoo! Olá! Saudades de mim? Tem certeza que não? Olha que eu posso tornar esse artigo em algo muito repetitivo. Hoot hooot!!! São muitos anos sobrevoando os céus de Hyrule e durante esse tempo pude conhecer histórias tristes de pessoas realmente tristes. Contarei uma delas hoje e tentarei explicar para vocês que eu realmente tenho pena. Tenho pena de vocês humanos consumidores. Deixa eu explicar contando um pouco da vida do Sr. Gastão. Hoot Hooot.


    Gastão acordou cedo, antes do meio dia, e sentiu vontade de ficar um pouco mais na cama. Já fazia tempo que ele não tirava um dia só pra ele. O dia da preguiça! Espreguiçou-se várias vezes, mas a preguiça só aumentava, afinal, era mesmo o dia dela. Ligou a TV e começou a assistir o noticiário local que passava na hora do almoço. Depois de assistir algumas tragédias, e se sentir grato por estar vivo, Gastão pegou seu 3ds. Tirou o cartucho que estava no aparelho e ficou testando o 3d na tela inicial, totalmente despretensioso. Tirou os jogos da case e espalhou todos pela cama.


    Qual jogo escolher? Hoot Hoot


    Surpreso Gastão notou e exclamou:


    - Eita! Não tenho tantos jogos quanto gostaria ter e já finalizei todos os que eu tenho.


    Ele estava com preguiça demais para jogar o mesmo jogo, novamente, desde o inicio. Assim, decidiu que seria mais interessante ouvir uma musica no próprio 3ds. Colocou o fone de ouvido e apertou o play na sua musica preferida. Gastão ficou alguns minutos escutando a OST de jogos como Super Mario Bros 3, Sonic 2, Zelda OOT entre outros. Eu particularmente adoro as músicas de Ocarina of Time Hoot Hooooot. De súbito Gastão percebeu que não tinha tantas musicas quanto gostaria de ter.


    Em épocas escolares os professores sempre comentam sobre o espirito consumista, sendo essa a pior característica dos países desenvolvidos. Um consumismo descontrolável toma conta das pessoas e elas não se satisfazem com o que possuem. Sempre querem mais! Quando alcançavam o que queriam a sensação de satisfação durava muito pouco, fazendo a pessoa logo mudar o foco e buscar algo novo. Era igual ao efeito do crack, só que ao invés de você vender as coisas que possui, você tem que comprar outras coisas novas. E não é que Gastão já estava na internet procurando novos jogos pra comprar? Hoot Hooooo.


    Money



    O anormal tornando-se normal


    Exceção está se tornando regra, todos querem sempre mais e isso agora é absolutamente normal. Tente viver sua vida sem adquirir bens materiais. Tente. Tente não se parecer com o nosso amigo Gastão. Tente. Seus pais enlouquecerão e você sofrerá uma forte pressão para se adaptar ao mundo do consumismo. Sua vida precisa seguir o rumo da maioria e ser diferente não é apenas ser diferente, é ser maluco, a não ser que você seja uma Coruja, como eu! Hooooo. Muitos dirão que você precisa ter uma casa, que precisa ter conforto, que precisa gastar sua juventude para estar bem preparado para a velhice. Que coisa louca! Agora, enquanto jovem, você tem energia, mas precisa usá-la para se preparar para o tempo em que não terá energia e estará muito velho para aproveitar algo.


    É claro que tem muita lógica nisso, afinal a fórmula para essa tal vida feliz foi construída em cima de um regime capitalista. Morar em um país capitalista e tentar viver de outra maneira é pedir pra sofrer. Mesmo assim, você pode sobreviver com dignidade, ter conforto e saciar essa sensação de querer sempre mais. É possível, mas exige um esforço incrível, tanto que poucos aqui conseguem chegar lá.


    Meu amigo Gastão precisou de ajuda. Ele procurou um médico e chegou a esse ponto:


    Olha doutor, na época do N64, as locadoras estavam cheias de jogos para escolher e podia passar um tempo com eles jogando em casa. Eu alugava muitos jogos, mais do que eu poderia jogar. Às vezes eu ia pra locadora e passava horas para escolher um jogo. A indecisão me mostrava que eu não estava interessado em algum jogo especifico, eu só queria alugar. Queria alugar qualquer jogo, qualquer coisa, mas eu precisava alugar, alugar, ALUGAR... Quantas vezes eu pedi para pagar na devolução!? Na devolução doutor, entende? Eu não tinha dinheiro, mas precisava alugar. Por favor, eu pago na devolução...


    O Doutor meneava a cabeça positivamente, incentivando Gastão a continuar seu relato, enquanto fingia escrever algo em sua prancheta.



    Esse artigo continua aqui, no Blog Somos Nintendo


    Última edição por Visionnaire em Qui 17 Abr 2014, 20:04, editado 2 vez(es)
    avatar
    vits
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2542
    Posts Posts : 4922

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por vits em Qui 17 Abr 2014, 09:32

    Texto muito interessante, apesar de não fugir do básico no que diz respeito a abordagem feita ao consumismo, conseguiu sintetizar bem a mensagem a ser passada.

    Minha única crítica foi em relação a conclusão não ter sido postada com o restante, mas entendo a necessidade de angariar visualizações para o site.
    avatar
    El Buga
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 3662
    Posts Posts : 3048

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por El Buga em Qui 17 Abr 2014, 11:18

    Visio, o mito. Texto sensacional e concordo com cada palavra. Tenho procurado seguir os conselhos do final do texto e tentado deixar de ser Gastão ultimamente... tudo bem que é por força da necessidade, tempos de vacas magras, mas o esforço é válido.

    Torrei muita grana com jogos nos últimos dois anos, eu não quero nem ver a soma total. E agora, que saí do meu emprego em fevereiro, tenho conseguido me controlar razoavelmente bem - só comprei DKCTF desde então, mas esse tava nos planos já. Falta agora parar de comprar besteiras em outras áreas. Quem mandou ter espírito de colecionador? Laughing

    Por isso que eu sou um dos poucos que não se incomoda com a escassez de lançamentos para Wii U... É uma bênção pra quem está tentando sair dessa vida. Laughing

    Slaughterworm
    Membro Nv.10
    Membro Nv.10

    Karma Karma : 85
    Posts Posts : 123

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Slaughterworm em Qui 17 Abr 2014, 11:55

    A necessidade de comprar jogos não é culpa do capitalismo, ele apenas garante a disposição dos jogos . Aliás, gamer reclamar de capitalismo é ridículo, a indústria do entretenimento  só existe porque as pessoas podem consumir. 

    Essa necessidade não tem outra culpa a não ser do próprio comprador, que não é apenas uma vítima do mundo (ouve-se o eco de um professor acéfalo com mentalidade esquerdista, santa redundância, complementando "capitalista"). 

    O ser humano é um ser incompleto por si só, que não se satisfaz plenamente com nada nesse mundo. Um bode ou uma vaca se satisfaz só em comer, dormir e reproduzir-se. Os humanos não se satisfazem com necessidades básicas. Uma vez que as satisfazem, ainda sentem-se vazios,e  tentam complementar com entretenimento, socialização, viagens. Uma vez que realizam tais coisas, ainda sentem-se vazios (cedo ou tarde).

    Se a pessoa em questão deixa de lado uma ou mais dessas outras atividades não essenciais, escolhendo, por exemplo, só jogar videogame, abrindo mão de socialização, viagem, irá depositar suas esperanças de plenitude no jogo. 

    Mas ela não ficará satisfeita após jogar. Assim, ao invés de reconhecer o erro do  alvo escolhido, acreditará que irá, sim, se satisfazer com videogame. Se não foi com esse jogo, será outro, ou outro... E sempre que experimentá-los correrá atrás de mais, pois sua existência é vazia. Talvez ele reconheça o erro e busque em outras coisas, em sexo, muitos amigos, viagens. Por um tempo se sentirá mais preenchido. Mas assim que conquistar isso tudo, perceberá que ainda lhe falta algo. 

    Isso não é culpa do capitalismo. O capitalismo, como disse, só nos faz o grande serviço de disponibilizar aquilos que queremos consumir (pior é o comunismo, onde ainda haveriam necessidades, mas faltaria até o mínimo para a subsistência) . Não. O problema não é nada material.

    Os animais quando estão com fome, comem e se satisfazem. Sentem sede, bebem, e se satisfazem. Sentem atração sexual,  copulam, e se satisfazem. O humano faz isso tudo, e após se satisfazer ainda sente uma fome, uma sede, de algo que não encontra em lugar nenhum. Nenhum outro animal tem isso, uma sede por algo que "não existe", por algo invisível e intangível. Para mim, não existe prova maior do que essa para mostrar a existência da alma e sua necessidade de buscar a Deus. E não descansar até  encontrá-lo. 

    Por isso não pude continuar a ser ateu. É inocência ou tolice negar isso.

     Não é o mundo que te deixa com fome. Pelo contrário, o mundo capitalista te dá muito o que comer. A fome que você tem só você como culpado, por não ouvir a parte de você que mais tem fome, e procurar a satisfazer-se no lugar errado.

    Experiência própria. E se alguém se reconhece nessa insaciedade, numa vida angustiada e incompleta, recomendo muito que ouçam esse curso sobre Doenças do espírito. Não é necessário pagar nada, só ter humildade, vontade de aprender e melhorar.


    Última edição por Slaughterworm em Qui 17 Abr 2014, 12:11, editado 1 vez(es)
    avatar
    rodrigoborba13
    Membro Nv.28
    Membro Nv.28

    Karma Karma : 151
    Posts Posts : 300

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por rodrigoborba13 em Qui 17 Abr 2014, 12:03

    Pois é, como eu vou entrar agora num tempo de vacas magras. Mas gosto de colecionar, vejo que realmente, eu compro mais pelo sentimento de posse do que pelo hobby. E quer saber? Não pretendo parar, vou continuar comprando jogos novos e retro também, claro, num ritmo menor.

    Já o capitalismo, um dia acaba, gostemos ou não.  
    avatar
    Ulukai
    Special Blast
    Special Blast

    Karma Karma : 3288
    Posts Posts : 3096

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Ulukai em Qui 17 Abr 2014, 12:09

    @Slaughterworm escreveu:A necessidade de comprar jogos não é culpa do capitalismo, ele apenas garante a disposição dos jogos . Aliás, gamer reclamar de capitalismo é ridículo, a indústria do entretenimento  só existe porque as pessoas podem consumir. 

    Essa necessidade não tem outra culpa a não ser do próprio comprador, que não é apenas uma vítima do mundo (ouve-se o eco de um professor acéfalo com mentalidade esquerdista, santa redundância, complementando "capitalista"). 

    O ser humano é um ser incompleto por si só, que não se satisfaz plenamente com nada nesse mundo. Um bode ou uma vaca se satisfaz só em comer, dormir e reproduzir-se. Os humanos não se satisfazem com necessidades básicas. Uma vez que as satisfazem, ainda sentem-se vazios,e  tentam complementar com entretenimento, socialização, viagens. Uma vez que realizam tais coisas, ainda sentem-se vazios (cedo ou tarde).

    Se a pessoa em questão deixa de lado uma ou mais dessas outras atividades não essenciais, escolhendo, por exemplo só jogar videogame, abrindo mão de socialização, viagem, por exemplo, irá depositar suas esperanças de plenitude no jogo. 

    Mas ela não ficará satisfeita após jogar. Assim, ao invés de reconhecer o erro de alvo, acreditará que irá, sim, se satisfazer com videogame. Se não foi com esse jogo, será outro, ou outro. E sempre que experimentá-los correrá atrás de mais, pois sua existência é vazia. Talvez ele reconheça o erro e busque em outras coisas, em sexo, muitos amigos, viagens. Por um tempo se sentirá mais preenchido. Mas assim que conquistar isso tudo, perceberá que ainda lhe falta algo. 

    Isso não é culpa do capitalismo. O capitalismo, como disse, só nos faz o grande serviço de disponibilizar aquilos que queremos consumir (pior é o comunismo, onde ainda haveriam necessidades, mas faltaria até o mínimo para a subsistência) . Não. O problema não é nada material.

    Os animais quando estão com fome, comem e se satisfazem. Sentem sede, bebem, e se satisfazem. Sentem atração sexual,  copulam e se satisfazem. O humano faz isso tudo, e após se satisfazer ainda sente uma fome, uma sede, de algo que não encontra em lugar nenhum. Nenhum outro animal tem isso, uma sede por algo que "não existe", por algo invisível e intangível. Para mim, não existe prova maior do que essa para a existência da alma e sua necessidade de buscar a Deus. E não descansar até  encontrá-lo. 

    Por isso não pude continuar a ser ateu. É burrice negar isso.

     Não é o mundo que te deixa com fome. Pelo contrário, o mundo capitalista te dá muito o que comer. A fome que você tem só você como culpado, por não ouvir a parte de você que mais tem fome, e procurar a satisfação no lugar errado.

    Experiência própria. 
    E se alguém se reconhece nessa insaciedade, numa vida angustiada e incompleta, recomendo muito que ouçam esse curso sobre Doenças do espírito.

    Oh amigo,
    Você estava indo tão bem com uma lição básica de Capitalismo até dizer "é burrice negar isso"
    Não vou aprofundar em assunto religioso, mas aprender a conviver com as diferenças e respeitá-las é o pensamento mais básico de qualquer religião ou bom convívio social. Eu que não tenho uma, aposto que sei fazer isso melhor que muita gente que se diz adepta severamente aos atos religiosos.

    Pois bem.
    A palavra capitalismo por vezes é utilizada de forma equivocada, pois não sinônimo de consumismo exacerbado. O capitalismo como vemos, em sua larga escala é essencial para todos. O consumidor ao comprar, gera imposto, que é revertido em benefícios, beneficia a empresa que produz as mercadorias, criando mais empregos. E esses empregados vão comprar novos produtos de outras empresas e o ciclo continua.

    O que deve se levar em conta, o que acredito ser o foco do texto (aliás, muito bem feito), se trata de educação pessoal com uso do dinheiro. Não gastar mais que o necessário, aprender a controlar gastos, etc. Muita gente tem dificuldade com isso, não percebe que o dinheiro de plástico pode ser uma maldição, enfim. Acredito realmente ser questão de educação.

    Slaughterworm
    Membro Nv.10
    Membro Nv.10

    Karma Karma : 85
    Posts Posts : 123

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Slaughterworm em Qui 17 Abr 2014, 12:32

    @Ulukai escreveu:
    @Slaughterworm escreveu:A necessidade de comprar jogos não é culpa do capitalismo, ele apenas garante a disposição dos jogos . Aliás, gamer reclamar de capitalismo é ridículo, a indústria do entretenimento  só existe porque as pessoas podem consumir. 

    Essa necessidade não tem outra culpa a não ser do próprio comprador, que não é apenas uma vítima do mundo (ouve-se o eco de um professor acéfalo com mentalidade esquerdista, santa redundância, complementando "capitalista"). 

    O ser humano é um ser incompleto por si só, que não se satisfaz plenamente com nada nesse mundo. Um bode ou uma vaca se satisfaz só em comer, dormir e reproduzir-se. Os humanos não se satisfazem com necessidades básicas. Uma vez que as satisfazem, ainda sentem-se vazios,e  tentam complementar com entretenimento, socialização, viagens. Uma vez que realizam tais coisas, ainda sentem-se vazios (cedo ou tarde).

    Se a pessoa em questão deixa de lado uma ou mais dessas outras atividades não essenciais, escolhendo, por exemplo só jogar videogame, abrindo mão de socialização, viagem, por exemplo, irá depositar suas esperanças de plenitude no jogo. 

    Mas ela não ficará satisfeita após jogar. Assim, ao invés de reconhecer o erro de alvo, acreditará que irá, sim, se satisfazer com videogame. Se não foi com esse jogo, será outro, ou outro. E sempre que experimentá-los correrá atrás de mais, pois sua existência é vazia. Talvez ele reconheça o erro e busque em outras coisas, em sexo, muitos amigos, viagens. Por um tempo se sentirá mais preenchido. Mas assim que conquistar isso tudo, perceberá que ainda lhe falta algo. 

    Isso não é culpa do capitalismo. O capitalismo, como disse, só nos faz o grande serviço de disponibilizar aquilos que queremos consumir (pior é o comunismo, onde ainda haveriam necessidades, mas faltaria até o mínimo para a subsistência) . Não. O problema não é nada material.

    Os animais quando estão com fome, comem e se satisfazem. Sentem sede, bebem, e se satisfazem. Sentem atração sexual,  copulam e se satisfazem. O humano faz isso tudo, e após se satisfazer ainda sente uma fome, uma sede, de algo que não encontra em lugar nenhum. Nenhum outro animal tem isso, uma sede por algo que "não existe", por algo invisível e intangível. Para mim, não existe prova maior do que essa para a existência da alma e sua necessidade de buscar a Deus. E não descansar até  encontrá-lo. 

    Por isso não pude continuar a ser ateu. É burrice negar isso.

     Não é o mundo que te deixa com fome. Pelo contrário, o mundo capitalista te dá muito o que comer. A fome que você tem só você como culpado, por não ouvir a parte de você que mais tem fome, e procurar a satisfação no lugar errado.

    Experiência própria. 
    E se alguém se reconhece nessa insaciedade, numa vida angustiada e incompleta, recomendo muito que ouçam esse curso sobre Doenças do espírito.

    Oh amigo,
    Você estava indo tão bem com uma lição básica de Capitalismo até dizer "é burrice negar isso"
    Não vou aprofundar em assunto religioso, mas aprender a conviver com as diferenças e respeitá-las é o pensamento mais básico de qualquer religião ou bom convívio social. Eu que não tenho uma, aposto que sei fazer isso melhor que muita gente que se diz adepta severamente aos atos religiosos.

    Pois bem.
    A palavra capitalismo por vezes é utilizada de forma equivocada, pois não sinônimo de consumismo exacerbado. O capitalismo como vemos, em sua larga escala é essencial para todos. O consumidor ao comprar, gera imposto, que é revertido em benefícios, beneficia a empresa que produz as mercadorias, criando mais empregos. E esses empregados vão comprar novos produtos de outras empresas e o ciclo continua.

    O que deve se levar em conta, o que acredito ser o foco do texto (aliás, muito bem feito), se trata de educação pessoal com uso do dinheiro. Não gastar mais que o necessário, aprender a controlar gastos, etc. Muita gente tem dificuldade com isso, não percebe que o dinheiro de plástico pode ser uma maldição, enfim. Acredito realmente ser questão de educação.

    Oi, Ulukai. Desculpe se o ofendi. Até editei o texto para ficar menos ofensivo. O vazio existencial, e tendencia humana de ter sede por algo que não pode tocar, ver ou mesmo conhecer,  é um dos aspectos mais claros da existência da alma. Não existe fome ou desejo que não possa ser satisfeito, exceto esse. Se for sincero e ir até a fundo nessa especulação verá, que no fim, você estará depositando tuas esperanças em algo que não consegue explicar. Mas que muita gente mais inteligente, após uma longa vida de dedicação ao assunto, conseguiu. Isso é um fato. 

    Sobre o tópico, ele está sim atacando o capitalismo. O título do post é "Capitalismo gamer" não "descontrole financeiro gamer". Passagens em que prórpio o autor culpa o capitalismo pela vontade de comprar.
    "É claro que tem muita lógica nisso, afinal a fórmula para essa tal vida feliz foi construída em cima de um regime capitalista. Morar em um país capitalista e tentar viver de outra maneira é pedir pra sofrer. "
    "Em épocas escolares os professores sempre comentam sobre o espirito capitalista, sendo essa a pior característica dos países desenvolvidos." 


    Pela leitura do texto, fica claro que só quem mora em países capitalistas tem vontade de adquirir coisas. É ele que incute essa vontade nas pessoas e as torna infelizes quando não a saciam. Isso é mentira. Todos humanos tem desejos, quanto menos condições tiverem, mais básicos eles serão. Em países comunistas, as pessoas não tem desejo de consumo de entretenimento, pois nem suas necessidades básicas são saciadas. Quem se importa com marca de roupa se não tem nem o que vestir, comer ou limpar o traseiro? Será que esse pobre coitado, que tem cota de papel higiênico, ração e sabão mensal, independentemente do quanto trabalhe, está feliz porque subsiste e não tem desejos por entretenimento? 


    Recomendo que quem acredite nisso, busque a felicidade na coreia do norte, cuba,  ou mesmo china. Proponham uma troca com os residentes. A sim, não dá pra fazer isso, pois eles não tem liberdade para se comunicarem ou deixar o país.
    avatar
    rodrigoborba13
    Membro Nv.28
    Membro Nv.28

    Karma Karma : 151
    Posts Posts : 300

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por rodrigoborba13 em Qui 17 Abr 2014, 12:35

    @Slaughterworm escreveu:(ouve-se o eco de um professor acéfalo com mentalidade esquerdista, santa redundância, complementando "capitalista")       


    Como você vem num forum de discussões se não tem capacidade intelectual suficiente para respeitar as opiniões contrárias à sua? Um forum de discussões, como o nome sugere, serve para discutir, debater, o mínimo que se espera dos membros é que saibam que sua "verdade" não é absoluta. Chamar de acéfalo alguém que discorda de você, apenas por discordar de você, é uma prova gigante de infantilidade.

    Slaughterworm
    Membro Nv.10
    Membro Nv.10

    Karma Karma : 85
    Posts Posts : 123

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Slaughterworm em Qui 17 Abr 2014, 12:43

    @rodrigoborba13 escreveu:
    @Slaughterworm escreveu:(ouve-se o eco de um professor acéfalo com mentalidade esquerdista, santa redundância, complementando "capitalista")       


    Como você vem num forum de discussões se não tem capacidade intelectual suficiente para respeitar as opiniões contrárias à sua? Um forum de discussões, como o nome sugere, serve para discutir, debater, o mínimo que se espera dos membros é saibam que sua "verdade" não é absoluta. Chamar de acéfalo alguém que discorda de você, apenas por discordar de você, é uma prova gigante de infantilidade.
    Caro amigo, um dito estudioso que não consegue enxergar o quão falho, contraditório e horrível é o comunismo, atacando o capitalismo como a pior coisa que existe, sem ter nada melhor para oferecer, com toda e absoluta certeza é um acéfalo ou um canalha intelectual.
    avatar
    Ismatash
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1033
    Posts Posts : 1609

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Ismatash em Qui 17 Abr 2014, 12:47

    Acho que um título melhor seria: Consumismo Gamer. Até porque, o capitalismo gamer existe a partir do momento que o empresário contrata um Game Design para desenvolver um jogo.

    Enquanto ao texto, bom, acredito que, infelizmente, as gigantescas proporções em que o atual modo de produção chegou precisa de um consumo cada vez maior para que consiga se sustentar. Caso contrário, crises se tornarão cada vez mais comum.
    avatar
    lukazz
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 586
    Posts Posts : 2426

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por lukazz em Qui 17 Abr 2014, 13:02

    Realmente, se o texto tivesse puxado mais para controle de gastos, gastar sabiamente, etc, teria sido mais correto. Ao meu ver o principal problema hoje em relação a compra de jogos é o individuo comprar alem da conta e não aproveitar o que comprou, e isso pra quem utiliza a Steam é bastante comum. Eu mesmo estou incluido nisso, ha diversos games que comprei e não joguei nem 10% dele, e ja comprei outro. É um mal que preciso apagar, não faz bem para mim, nem para minha carteira Very Happy
    avatar
    rodrigoborba13
    Membro Nv.28
    Membro Nv.28

    Karma Karma : 151
    Posts Posts : 300

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por rodrigoborba13 em Qui 17 Abr 2014, 13:15

    @Slaughterworm escreveu:
    @rodrigoborba13 escreveu:
    @Slaughterworm escreveu:(ouve-se o eco de um professor acéfalo com mentalidade esquerdista, santa redundância, complementando "capitalista")       


    Como você vem num forum de discussões se não tem capacidade intelectual suficiente para respeitar as opiniões contrárias à sua? Um forum de discussões, como o nome sugere, serve para discutir, debater, o mínimo que se espera dos membros é saibam que sua "verdade" não é absoluta. Chamar de acéfalo alguém que discorda de você, apenas por discordar de você, é uma prova gigante de infantilidade.
    Caro amigo, um dito estudioso que não consegue enxergar o quão falho, contraditório e horrível é o comunismo, atacando o capitalismo como a pior coisa que existe, sem ter nada melhor para oferecer, com toda e absoluta certeza é um acéfalo ou um canalha intelectual.
    "com toda e absoluta certeza". Entendo, perdoe-me por não perceber que falava com um ser cuja sabedoria é infinita, cuja opinião é uma verdade absoluta à qual nós, meros mortais, devemos apenas nos curvar, pois nosso limitado intelecto não pode alcançar o que este ser enxerga. Por favor continue a nos iluminar com sua suprema sabedoria.
    avatar
    JonathanAlis
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1336
    Posts Posts : 2517

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por JonathanAlis em Qui 17 Abr 2014, 13:34

    Pra reforçar a ideia, ultimamente saiu uma notícia de que 37% dos jogos comprados no steam nunca foram jogados.
    37%!!!
    http://www.gamerheadlines.com/2014/04/37-of-steam-games-sold-have-never-been-played/

    Puro consumismo.
    avatar
    shaocam
    Membro Nv.32
    Membro Nv.32

    Karma Karma : 138
    Posts Posts : 343

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por shaocam em Qui 17 Abr 2014, 18:14

    Imagine que não ha posses
    Eu me pergunto se você pode
    Sem a necessidade de ganância ou fome
    Uma irmandade dos homens


    Imagine todas as pessoas
    Partilhando todo o mundo


    Você pode dizer que eu sou um sonhador
    Mas eu não sou o único
    Espero que um dia você junte-se a nós
    E o mundo viverá como um só
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Convidado em Qui 17 Abr 2014, 18:23

    Isso resume a ideia shaocam.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Consumismo Gamer (alterei o titulo, pois me equivoquei)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 13 Dez 2017, 13:09