Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Compartilhe
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por Convidado em Dom 13 Abr 2014, 20:00

    Matéria Retirada do Blog A Primeira Jogatina
    __________________________

    Muito se fala sobre as especificações técnicas de um console. Dizemos que o Playstation 4 e o Xbox One possuem arquitetura x86 e o Wii U usa um processador RISC. Mas diga a verdade: você consegue compreender esses termos?

    Quando digo compreender não estou falando de "traduzir siglas". Dizer que compreende o que é uma arquitetura RISC simplesmente por dizer que ela possui um Conjunto Reduzido de Instruções (Reduced Instruction Set Computer, daí a sigla) quer dizer apenas que você conhece o significado de siglas, mas não sabe o que elas, na prática, querem dizer.

    Devido a minha formação muito voltada a hardware, fruto de quatro anos de engenharia elétrica com ênfase em eletrônica, esses conceitos não são tão nebulosos para mim. Para dizer a verdade eu consigo compreender muito melhor as coisas quando elas estão em nível de hardware do que em nível de software.

    Com isso na cabeça resolvi elaborar uma série de artigos, com número indeterminado de partes, explicando sobre a Arquitetura de um Video-Game. Verão que não é tão complicado assim, e que os conceitos passados aqui, muito provavelmente ainda servirão por, no mínimo, duas ou três das gerações que venham a seguir. Alias a arquitetura básica está em pé desde de meados de 1940, com o surgimento dos primeiros computadores eletrônicos.

    Não será uma tarefa fácil, mas tentarei explicar tudo de forma mais clara possível, e não usarei tantos jargões técnicos. Então vamos lá!


    O Primeiro Conceito

    O conceito básico para entender uma arquitetura de um videogame é:

    Um Videogame é um Computador

    Simples e pronto. Se você entende de arquitetura de computadores, automaticamente entende de arquitetura de videogames. Podem até parecer espanto para muitos, mas a constituição básica de um videogame é a mesma de um computador doméstico.

    Antes de me crucificarem, vamos ver o conceito de um computador:

    Um computador pode ser visto como um sistema formado por um conjunto estruturado de componentes, e sua função pode ser compreendida em termos das funções desses componentes - Stallings

    Não entendeu nada, correto? Vamos explicar mais facilmente. Um Computador é qualquer coisa que pode fazer:

    • Processamento de dados
    • Armazenamento de dados
    • Transferência de dados
    • Controle das operações internas e de acesso a informação

    Agora compreende melhor, correto? Isso facilmente é percebido em computadores domésticos. E os Videogames, onde entram nessa história? Pois bem, vamos ver o seguinte: quando o jogador aperta um botão no controle, e o jogo interpreta aquilo como um pulo, o videogame está fazendo um Processamento de Dado. Além disso é necessário armazenar a Pontuação do Jogo, e assim faz-se o Armazenamento de dados. A transferência de dados pode ser enxergada quando o console lê algo do cartucho ou do CD, pois ele está lendo algo de uma mídia física externa e colocado em seu interior. Por fim, quem comanda tudo isso, ou seja, o controle das operações internas e de acesso a informação é o processador em conjunto com um programa (no caso o jogo, que pode estar armazenado em cartucho, mídia ótica ou disco rígido).

    Evidentemente isso foram apenas exemplos extremamente superficiais. A nível de programa todas essas funcionalidades são executadas, sem exceção de nenhuma.

    Ou seja, provamos a primeira coisa: um videogame é um computador, porém vale destacar que nem todo computador é um videogame. Por exemplo, uma calculadora gráfica pode ser enxergada como um computador, porém ela não é um videogame, pois ela não roda jogos.
    Então, de forma geral, um videogame pode ser definido como:

    Um Videogame é um Computador, porém é um Computador dedicado a Jogos

    Dado que sabemos que um Videogame é um Computador, vamos estuda-lo como tal. Vamos ver o diagrama funcional de um computador.


    Diagrama Funcional de um Computador (ou Videogame)

    Um computador tem as seguintes unidades fundamentais:

    • Unidade de Entrada e de Saída
    • Unidade Central de Processamento
    • Unidade de Memória

    Um Videogame, claro, não difere em nada disso, e apresenta as mesmas unidades. Um diagrama está mostrado abaixo, indicando cada unidade:


    Arquitetura Básica de um Computador

    Em um videogame podemos listar como exemplo de função de cada unidade:

    • Unidade de Entrada e de Saída: Por exemplo, é a unidade responsável por ler os comandos do Joystick (Entrada) ou de mostrar algo na televisão (Saída);
    • Unidade Central de Processamento: O Próprio Processador do console, parte fundamental para a funcionalidade do console. Ele é o responsável por executar as instruções do jogo e controlar tudo que ocorre no decorrer da execução do jogo.
    • Unidade de Memória: Aqui entram as famosas memórias RAM, ROM, Cartucho de Console, Mídia Física e Disco Rígido. É onde estão armazenado dados ou o jogo propriamente dito.

    A nível de processador não existe diferença entre executar um jogo ou um programa, visto que todo jogo é encarado como um programa pelo processador. Desta forma, a partir de agora, falaremos de jogo e programa sem distinção nenhuma.


    Então afinal, como analisar um Hardware de um Videogame?

    Analise o Hardware de um Videogame consiste em analisar cada uma de suas unidades funcionais, ou seja a Unidade de Entrada e de Saída, Unidade Central de Processamento e Unidade de Memória. De forma geral o que define o quão poderoso é um console é sua Unidade Central de Processamento e alguns aspectos da Unidade de Memória. Na Unidade Central de Processamento reside, principalmente, o Processador, que define de forma substancial o console. Quanto melhor e mais avançado o Processador, melhor e mais avançado vai ser o console.

    Bem, creio que já falamos muito por hoje. Na próxima parte analisaremos considerações básicas sobre processadores. Então não percam!
    avatar
    BjornTheBear
    Veterano Nv.2
    Veterano Nv.2

    Karma Karma : 451
    Posts Posts : 442

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por BjornTheBear em Seg 14 Abr 2014, 08:52

    Cadê os especialistas em hardware que sabem tudo sobre a arquitetura e programação no WiiU? .-.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por Convidado em Seg 14 Abr 2014, 09:29

    Vai ser astante interessante, pelo que me parece.
    avatar
    mendingo
    Membro Nv.23
    Membro Nv.23

    Karma Karma : 229
    Posts Posts : 257

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por mendingo em Seg 14 Abr 2014, 10:35

    @BjornTheBear escreveu:Cadê os especialistas em hardware que sabem tudo sobre a arquitetura e programação no WiiU? .-.

    É só ver aquele post que fala de um engenheiro da IBM falando da arquitetura do Wii U, ele até postou em um grupo do face, o nome dele é Marko Tavares
    avatar
    shaocam
    Membro Nv.32
    Membro Nv.32

    Karma Karma : 138
    Posts Posts : 343

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por shaocam em Seg 14 Abr 2014, 14:53

    Achei esse texto um pouco juvenil.


     "Devido a minha formação muito voltada a hardware, fruto de quatro anos de engenharia elétrica com ênfase em eletrônica"

    Não precisa ser engenheiro pra escrever um texto deste.
    Espero bem mais dos próximos.
    avatar
    Visionnaire
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1278
    Posts Posts : 1842

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por Visionnaire em Ter 15 Abr 2014, 02:08

    Show Hayt! O conteúdo está bem acessível, conforme a proposta inicial do tópico. Acompanhei os futuros! o/
    avatar
    Mordoskul
    Veterano Nv.35
    Veterano Nv.35

    Karma Karma : 1364
    Posts Posts : 1256

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por Mordoskul em Ter 15 Abr 2014, 08:58

    Legal, no aguardo de novos tópicos mostrando a diferença de cada estrutura.
    avatar
    hiphoplucas
    Membro Nv.7
    Membro Nv.7

    Karma Karma : 28
    Posts Posts : 91

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por hiphoplucas em Ter 15 Abr 2014, 13:33

    Parabéns pela iniciativa! Muito legal

    Conteúdo patrocinado

    Re: Entendendo uma Arquitetura de um Video-Game - Parte I

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 20 Ago 2017, 14:25