Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Compartilhe
    avatar
    Lucasmon
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2970
    Posts Posts : 6039

    Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Lucasmon em Sex 10 Jan 2014, 14:06

    Todo jogador adora procurar coisas escondidas nos jogos. Quem nunca ficou explodindo cada cantinho do mapa de Super Metroid pra ver se apareciam mísseis ou bombas extras? Quem nunca ficou dando espadadas nas paredes de Zelda Ocarina of Time em busca de paredes que podiam ser explodidas? No entanto, muitos jogos escondem coisas que mesmo sem ser úteis a seu progresso no jogo acabam sendo legais de se encontrar: são os "Easter Eggs", segredos escondidos nos jogos pelos programadores. O nome vem daquela brincadeira famosa entre os americanos, que no domingo de Páscoa escondem ovos de páscoa pela casa e deixam aos filhos a tarefa de encontrá-los.


    Tudo isso começou em 1979, quando Warren Robinett criou o primeiro RPG da história: Adventure, do Atari 2600. Na época, a Atari nunca dava crédito aos criadores de seus jogos, e Warren decidiu esconder dentro do jogo uma mensagem que lhe daria os créditos que seus patrões não queriam dar. Assim surgiu, de um protesto, o primeiro Easter Egg da história.


    Pra quem curte essas curiosidades, poderá conferir muitas a seguir, tanto de jogos e personagens do passado. Aproveitem: 

    Mario Bros.:

    Curiosidades

    Com o sucesso do game Super Mario Bros. 3, a gigantesca rede de lanchonetes McDonald’s lançou uma promoção na qual os gulosos poderiam ganhar de brinde pequenas miniaturas dos personagens do jogo.




    Versão Americana mais fácil que a japonesa

    Há vários indícios de que houve algumas mudanças para tornar o game mais fácil em sua versão americana. Entre eles, o fato de que, em algumas salas que possuem aquele teto com espinhos, a porta fica no canto em vez de estar posicionada entre as armadilhas — o que acontece na versão original japonesa.

    Além disso, no lançamento original, se o jogador sofre algum dano dos inimigos quando transformado, ele volta à sua versão “pequena”. Já na americana, você somente perde o “superpoder”, mas continua com o Mario “grande”.

    Final Diferente

    Se houve mudanças no gameplay quando o Super Mario Bros. 3 foi trazido para os Estados Unidos, o final também foi alterado. Na versão japonesa, Peach diz: “Obrigado! Finalmente a paz retornou para o Mundo dos Cogumelos. Fim!”.

    Já na americana, a princesa é mais ousada e faz uma piada com as aventuras do Mario durante o game. Ela diz: “Obrigado, mas a nossa princesa está em outro castelo... Brincadeira Ha Ha! Bye Bye”.



    Confusão nos gêneros


    Em vários games do Super Mario, há personagens que contam com gêneros confusos. Vivian, em Paper Mario: The Thousand-Year Door, apesar do nome, é um garoto. Já Birdo, um inimigo que surgiu em Super Mario Bros. 2 é, pelo menos de acordo com o manual do game, um garoto que pensa ser uma fêmea – e que prefere ser chamado de Birdetta.

    Minus World

    No Super Mario Bros., após atravessar uma parede sólida no fim do mundo “1-2”, é possível viajar para o mundo “– 1” (isso mesmo, “menos” um), conhecido como “Minus World” ou “World Negative One”.



    Doki Doki Panic


    Super Mario Bros. 2 conta com um "irmão" bem parecido no Japão. Chamado de Doki Doki Panic, o game era praticamente o mesmo jogo do encanador, com a diferença que os personagens principais eram alguns bonequinhos árabes: Papa, Lina, Imajin e Mama.

    Link é easter egg em Super Mario RPG



    Aproveitando que as duas franquias são da empresa, a Nintendo colocou discretamente uma participação especial de Link, o herói de Zelda, em um dormitório do Super Mario RPG.[

    Assassinando os habitantes

    No manual diz que King Koopa (futuro Bowser) usando magia negra transformou todos os habitantes do reino dos cogumelos em pedras, tijolos e até plantas. Sim, isto significa que a cada batida em um bloco Mario está matando um membro do reino dos cogumelos. Em tempo, ele utiliza a mão, e não a cabeça para quebrar os blocos.

    Primeira aparição de Mario

    Super Mario Bros não é o primeiro jogo em que Mario aparece – este foi Donkey Kong -, nem o primeiro jogo com o nome Mario, que foi Mario Bros, lançado originalmente para arcade em 1983, com ports para Atari 2600 e 5200, Apple II, Commodore 64 e finalmente o Famicom/NES.

    Super Mario Bros.

    Nintendo 64, GameBoy e VirtualBoy são os únicos consoles lançados pela Nintendo em que não é possível jogar Super Mario Bros. Todos os outros consoles receberam alguma versão oficial do clássico. O GameCube apesar de não possuir um meio legítimo é possível se hackear o jogo Animal Crossing para obter acesso ao jogo.

    Economizando espaço



    Os arbustos tem o mesmo formato que das nuvens, uma maneira bem bolada para economizar espaço.

    Trocando de profissão

    Inicialmente, Mario trabalhava de carpinteiro. Porém, depois mudou para encanador para justificar o excesso de canos nos jogos.

    Origem dos nomes dos personagens de Mario Bros.

    Pauline: criado a partir do nome da esposa de um dos chefes da Nintendo, na qual se chamava Polly James.

    Luigi: baseado em uma pizzaria próxima a Nintendo, que se chama ‘’Mario & Luigi’’.

    Koopa: Vindo de ‘’Kuppa’’, o nome japonês de Bowser.

    Wario: Combinação de Mario e warui, que significa mau em japonês.

    Landon Dyer

    Na versão pra Atari 800 de Donkey Kong, perder a última vida de Mario por causa de uma queda, enquanto estiver numa taxa de pontuação de 33.000 a 33.900 (assim garantindo um novo high score), e realçando a Bola de Fogo na seleção de dificuldade, faz com que as iniciais do desenvolvedor Landon Dyer apareçam na tela de título enquanto o jogador espera pra começar de novo.

    LisReal2401

    Aparentemente, em Super Mario 64, no jardim dos fundos do castelo (onde ficam os Boos), dentro da fonte, está escrito "Lis real 2401" ou "Eternal Star", dependendo do modo como você o vê. Isso colocou inúmeros rumores com relação à existência de Luigi em Super Mario 64, pois "L" significaria "Luigi" e implicaria que ele é real. As pessoas também especulam que isso significa em Luigi é real em Paper Mario, o jogo no qual ele realmente apareceu, pois 2401 é equivalente ao dia (2/4/01, 4 de fevereiro de 2001) em que Paper Mario foi lançado nos Estados Unidos. Algumas pessoas também lêem como Eternal Star, o que faria sentido, já que é visto sob uma estrela de concreto. O texto abaixo da frase é ilegível, descartando qualquer chance de obter mais informação sobre isso.

    O Grande "F"

    Em Super Mario 64, assim que você conseguir acesso à sala da primeira (e inesquecível) fase de neve, corra até o quadro do meio e gire a câmera pra direita até que possa ver a zona preta que aparece quando a câmera passa atrás da parede. Lá, você verá uma enorme letra "F" vermelha.

    Sem o chapéu

    Ao coletar 99 vidas em New Super Mario Bros Wii, Mario fica sem o seu chapéu. O fato veio a se repetir em jogos seguintes da série.

    Pokémon:

     Curiosidades

    Há uma proteção anti-hack em Pokémon Fire Red/Leaf Green que faz que Mew ignore todas as suas ordens, independente de quantas badges você tem. O mesmo se aplica para o Deoxys.

    Algumas das versões beta de Pokémon Red e Blue listam Machop com o nome de Ju-Doh.

    O Nidorino da entrada de Red/Blue usa o efeito sonoro de Nidorina



    Kabuto aparece com o nome Att em algumas versões beta de Red/Blue, numa referência a Atlantis

    Pokémon Red/Blue possui apenas 37 efeitos sonoros para os Pokémon. Eles são tocados de diferentes maneira dependendo do monstro


    Em Red/Blue, você pode usar uma vara de pescar nas estátuas do Rhydon, mas nada acontece a menos que você use uma Old Rod.

    Nas versões japonesas de Pokémon, o botão de salvar na verdade é traduzido para “report”, como se você mandasse um relatório para alguém.

    Em Red/Blue/Yellow, é impossível obter uma Jynx com o nome do Pokémon, pois o único meio de obtê-la é com um NPC em Cerulean que colocou o apelido do Pokémon de Zynx.

    Missingno não existe em Pokémon Green, apenas em Red/Blue



    Oak era para ser um treinador em Red/Blue/Green, mas isso acabou sendo deixado de lado. Analisando os dados da Rom do jogo, é possível ver que o professor teria os Pokémon, Tauros, Exeggutor, Arcanine, Gyarados, e provavelmente o inicial que você e Green/Blue deixam de lado.

    Em Pokémon Red, Blue e Yellow, assim como seus remakes Pokémon FireRed e LeafGreen, há um caminhão que aparece na porta do SS Anne, que não serve para nada evidentemente, exceto como cenário. Como é um dos poucos sprites com nenhum outro propósito além de existir em um ponto, os fãs começaram a especular que existia uma outra finalidade para este caminhão, e que talvez pudesse ser movido com Strength. Assim, um rumor popular, que surgiu uma Pokébola contendo Mew poderia ser encontrado por de baixo do caminhão. A única falha com isso foi que o HM para a força só pode ser obtido após a obtenção Cut, o que exigiu o SS Anne a sair. Havia um número de maneiras que os jogadores iam em torno deste problema. A primeira, e mais óbvia foi negociado um Pokémon que sabia Cut em seu jogo. O segundo envolvendo o HM do capitão do navio, em seguida, lutando contra um instrutor e perder, ter que correr para o Centro Pokémon sem que o navio saísse. Eles poderiam progredir através do jogo com Surf e tentarem remover mais tarde o caminhão com o Strength. Os rumores foram desmentidos.


    Mais tarde, nos remakes da 1ª geração, o caminhão voltou a aparecer, e em baixo dele existia um item, o Lava Cookie.

    Em Hey, You Pikachu! ao dizer Playstation a Pikachu, ele fica irritado com o jogador.

    Em Pokémon Diamond, Pearl e Platinum, oito wallpapers especiais podem ser desbloqueados, também através da utilização de frases especiais, originadas por um homem em Jubilife TV localizado em Jubilife City. Geradores on-line foram criados para fornecer aos jogadores estas frases, usando números de identificação do jogador e linguagem. Depois de selecionar um idioma e entrar em um número de identificação, clique em " Gerar ", e assim o levará aos espectadores a uma página cheia de papéis de parede, com quatro palavras uma ao lado de cada uma. Conversando com o produtor de TV em Jubilife TV e entrando nessas quatro palavras na ordem em que são apresentadas, vão desbloquear um papel de parede, com 8 desbloqueáveis ​​em Pokémon Diamond e Pearl, e 8 desbloqueáveis ​​diferentes em Pokémon Platinum.

    Glitch do Mew em RBGY


    Para realizar tal façanha, você precisa/precisaria de:


    • Não ter lutado contra a E4
    • Ter um pokémon na equipe que saiba Fly
    • Não ter lutado contra o Youngster da Rota 25
    • Não ter lutado contra o Gambler da Rota 8
    • De várias Ultra Balls para capturá-lo


    Após seguir estes passos, basta seguir o método:

    1.   Vá até a Underground Path perto de Celadon e vá até a Rota 8. Salve imediatamente depois que sair e tiver visão da rota, caso demore ou não seja rápido demais com este processo, o bug não irá acontecer. Durante o processo todo você NÃO PODERÁ SALVAR em local algum, exceto aqui. Caso algo dê errado, poderá voltar a partir deste ponto.

    2.   Dê um passo para baixo e aperte Start rapidamente, antes que o Gambler te chame para a batalha. Caso não consiga, desligue o console/emulador e tente novamente a partir do ponto salvo.

    3.   Use Fly até Cerulean. O Gambler irá te ver, mas já será tarde demais (para ele xD).

    4.   Siga caminho até a casa do Bill, através da ponte ao norte. A partir deste momento, o botão Start não irá funcionar. Isso é um sinal de que você fez tudo certo até o momento.

    5.   Vá em frente até encontrar um Youngster. Não se aproxime muito dele, mas deixe-o ver que está ali. Então, batalhe contra o seu Slowpoke rapidamente.

    6.   Depois disso, aperte Start (que voltou a funcionar) e use Fly até Lavender. Siga até a rota da esquerda. Ao entrar nela, o menu se abrirá sozinho. Ignore apertando o botão B e continue em frente.

    7.   Após isso, o Mew irá aparecer. Ele estará no nível 7 e só saberá Pound. Tome cuidado para não atacá-lo, tente ir usando suas Ultra Balls até ele entrar.

    Glitch City


    The Legend of ZELDA:

    Curiosidades



    A 1ª versão de “The Hyrule Fantasy: Legend of Zelda” (como era chamado no Japão) chegou não em um cartucho, mas em um disquete. Ele foi lançado para o Famicom Disk System, acessório para o console japonês que permitia que os jogos fossem distribuídos em disquetes de 3”.



    “Zelda” foi lançado no Japão em disquete, o que permitia aos gamers salvar seu progresso. Mas o NES americano não tinha esse acessório. A solução foi permitir aos jogadores salvarem seus games no cartucho por meio de um chip SRAM com uma bateria.



    Muito antes do Game Boy, a Nintendo lançou um portátil com tela LCD chamado Game & Watch. Com o sucesso de seus títulos para consoles de mesa, a companhia produziu versões do portátil com seus jogos mais famosos. “Zelda” ganhou sua versão em 1989.



    Nas primeiras concept arts de The Legend Of Zelda: A Link to the Past, existia um desenho da princesa Zelda com uma roupa futurista. Esse é um fato que leva a crer que a Nintendo cogitou usar a ideia inicial do game que era se passar no passado e no futuro. Inclusive, em uma entrevista, Shigeru Miyamoto, além de confirmar que era essa a ideia original do game, ainda disse que o protagonista seria ligação entre passado e futuro. Por esse motivo, decidiram chama-lo de Link.


    A ideia inicial de Ocarina of Time era ser um jogo em 1ª pessoa. Porém, Shigeru Miyamoto decidiu usar a perspectiva em 3ª pessoa, porque ele queria que os jogadores percebessem Link se tornando um adulto.

    Após o sucesso de Ocarina of Time, estava programado para começar o desenvolvimento de uma expansão para o jogo. Ela se chamaria Ura Zelda. Porém, alguns desenvolvedores não gostaram da ideia da expansão e não estavam felizes com o projeto. Eiji Aonuma, um dos desenvolvedores, questionou o projeto. Miyamoto, em resposta, desafiou-o a desenvolver uma sequência para Ocarina Of Time em apenas 1 ano. Se ele e sua equipe conseguissem, não precisariam mais produzir Ura Zelda. A equipe teve sucesso e Majora’s Mask é o resultado. Mas agora bate aquela curiosidade de como seria esse Ura Zelda, não?

    Easter Egg


    O castelo de Hyrule tem diversos quadros de Mario, Luigi, Peach e Bowser em The Legend of Zelda: Ocarina of Time (N64). Em Majora's Mask (N64), pode-se encontrar a máscara de Mario com o famoso vendedor de máscaras.

    DONKEY KONG:

    Curiosidades




    Donkey Kong também é uma gíria popular nos EUA, lá começou-se a usar a expressão ´´It´s on like Donkey Kong“, que não tem uma tradução direta para o português, mas é algo como ´´o pau vai comer“.


    Donkey Kong aparece no Livro do Recordes, por causa de dois recordes. Donkey Kong 64 é o jogo com mais itens colecionáveis e o game original, aquele de 1981, é considerado o primeiro a ter uma cena de apresentação de um enredo.

    A Universal Studios tentou processar a Nintendo, alegando que Donkey Kong era uma cópia de King Kong, personagem famoso dos cinemas. Só que o advogado da Nintendo na época descobriu que a Universal também não tinha os direitos sobre o personagem. A Nintendo venceu o processo, que acabou fortalecendo a imagem dela no mercado americano.



    O clássico mascote da Nintendo, já fez a festa e viveu aventuras fora dos consoles da Big N. Em 1982, o jogo Donkey Kong foi lançado para Atari 2600 através da Atari e da Colega (que desenvolveu o programa para o console).


    Mario, Donkey Kong, Pauline eram originalmente Popeye, Brutus e Olívia Palito. No inicio da década de 80 a Nintendo produzia produtos licenciados com os personagens, como baralhos e um Game e Watch, então Shigeru Miyamoto pediu para criar um jogo de árcade. Mas durante o desenvolvimento o acordo de licenciamento expirou e Miyamoto teve que criar novos personagens que pudessem ser usados no mesmo tema: um vilão sequestra uma mocinha, que é resgatada por um herói que tem que desviar de objetos jogados contra ele.

    Easter Egg


    Comece a jogar, e faça um novo high score de 37.000, 73.000 ou 77.000 pontos. Os três zeros depois dos números 37, 73 e 77 podem ser qualquer número.

    • Perca todas as suas vidas, mas a última morte deve ser resultante de uma queda. 
    • Seleciona a dificuldade 4, apertando o botão "Option" três vezes.
    • Espere até aparecer a cena em que Donkey Kong começa a pular em uma viga e se aproxima de Pauline. Depois desta cena, o game volta para a tela título, onde as iniciais "LMD" poderão ser vistas na parte inferior.

    Aproveitem o tópico, e também ajude-o com informações de outros jogos e personagens... Essa é a principal intenção, que o usuário contribua, e relembre dos seus favoritos games do passado.

    Fontes

    [justify]

    • Earthbound Brasil
    • Youtube
    • Tech Tudo
    • Critical Hits                                                                                                          


    Última edição por Lucasmon em Qui 23 Jan 2014, 17:27, editado 8 vez(es)
    avatar
    Lucasmon
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2970
    Posts Posts : 6039

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Lucasmon em Sex 10 Jan 2014, 14:07

    Final Fantasy:

    O nome Final Fantasy, está relacionado ao fato de que o jogo poderia ter sido na época o último projeto da Square.

    Final Fantasy I é um dos jogos da série com mais lançamentos para diferentes plataformas.

    Em Final Fantasy I quando você visita o vilarejo Elfheim, clicando lápide mais a esquerda atrás da pousada. Aparecerá escrito: “Aqui jaz Link.” (referência ao jogo Zelda)

    O jogo Final Fantasy I foi inspirado no jogo de tabuleiro Dungeons & Dragons.

    Final Fantasy II do NES é o único jogo da série que não usa o sistema de magia padrão.

    Final Fantasy V teve o lançamento programado para lançamento nos EUA não uma, mas duas vezes, antes de finalmente apareceu na América do Norte.

    Em Final Fantasy VI, Sabin deveria ser um homem barbudo, mas foi retirado da versão final.

    Inicialmente, o personagem principal de Final Fantasy VI era um homem de vinte e poucos anos, mas a ideia foi abandonada e Terra tomou o seu lugar.

    Street Fighter:

    O lutador Akuma aparece como personagem secreto. Para comandar o guerreiro, faça o seguinte, na tela de seleção de personagens: deixe o cursor pelo menos três segundos, em sequência, sobre Ryu, T. Hawk, Guile, Cammy e novamente Ryu. Na hora de escolher, aperte start e imediatamente os três botões de soco simultaneamente.

    Blanka não nasceu no Brasil. Ele e um garoto americano chamado Jimmy, que acabou ficando perdido na floresta amazônica após um acidente de avião. Ao ficar exposto a enguias elétricas, acabou sofrendo mutações.

    O mestre de Akuma e seu irmão Gouken (mestre de Ryu e Ken), era Goutetsu.

    O kanji na roupa de Guy pode ser traduzido como “Deus da Guerra”

    O estilo de luta de Hakan, de wrestling com óleo derramado no corpo dos lutadores, realmente existe. Se chama Yagli Gures, e é famoso na Turquia.

    O primeiro ultra combo de Abel, é idêntico ao especial de Capitão América nos jogos da Capcomque ele participa, chamado “Final Justice”.

    A tradução para Satsui no Hado é “Onda de Intenção Assassina”. É uma energia maligna que deixa o usuário extremamente poderoso, no entanto, quase sem controle dos seus atos. Akuma perdeu toda sua humanidade ao se deixar dominar por ela, já seu mestre Goutetsu a controlava. Ryu luta contra ela, mas as vezes se entrega ao seu poder, se tornando o Evil Ryu.

    Em Street Fighter 3 e suas expansões, o protagonista é Alex, apesar de muitos acharem que seja Ryu. Ele mistura Kickboxing com golpes de Wrestling, e quer se vingar de Gill, que machucou seriamente seu amigo Tom em uma luta.

    Juri  perde um olho, após ser ter seus pais mortos pela Shadaloo. Um novo foi implantado pela organização criminosa, e junto com ele, algo chamado Feng Shui Engine, que aumenta sua força, velocidade e chi.

    Aquelas caveiras que Dhalsim usa como colar, não são de inimigos, mas sim de crianças de sua vila que morreram de uma epidemia em sua vila. Ele as usa em honra a memória delas.



    No cenário de Birdie, no primeiro Street Fighter, é possível ver vários posters da banda Velvet Underground.

    Zangief, em seu treinamento, lutava contra ursos, por isso, ele tem tantas cicatrizes no corpo.



    Q, personagem que aparece em Street Fighter III: Third Impact, foi inspirado nos heróis Questão e Mr. A.

    Muitos acham que Blanka, Elena e Oro são brasileiros, mas apenas um personagem da série é:Sean Matsuda, que nasceu no estado de São Paulo, em Santos.

    Mortal Kombat:

    Tundra era a primeira escolha de nome para Sub-Zero.

    Em Mortal Kombat: Shaolin Monks, quando você derrota Scorpion, há uma referência ao Exterminador do Futuro 2, quando o T – 800 é destruído na lava, dando um jóia.

    Durante a fase inicial de produção de Mortal Kombat 3, o codinome de Sektor era Catchup e o de Cyrax, Mostarda.

    Alguns golpes de Sektor são inspirados em Boba Fett de Star Wars, como o do lança chamas.

    O nome Baraka, significa benção em árabe e paz em Swahili.[

    Kung Lao e Liu Kang tiveram um ancestral que venceu Shang Tsung e o torneio Mortal Kombat,500 anos antes, venerado e conhecido como O Grande Kung Lao. Foi derrotado apenas por Goro, perdendo o torneio, e sua alma foi tomado pelo feiticeiro que ele havia vencido anteriormente.

    O primeiro nome escolhido para Liu Kang era Yoshitsune Minamoto.

    Kabal, Nightwolf e Stryker, surgiram a partir de um concurso promovido pela Midway, para os fãs criarem personagens que entrariam para o elenco  de Mortal Kombat 3.[

    Raiden foi inspirado em Lightning, um dos três “Temporais”, do filme “Os Aventureiros do Bairro Proibido”.

    Jax iria participar do primeiro jogo, mas como não haviam mulheres no elenco, Sonya Blade foi criada e herdou seu background.

    Foi Jax que provocou o ferimento que levou Kano a implantar seu olho biônico.

    Reptile é o primeiro personagem secreto de um jogo de luta.

    No manual do primeiro jogo, é dito que Goro tem sete esposas.

    Ermac surgiu a partir de um bug, do primeiro jogo: depois de fechar o jogo, aparecia uma tela com estatísticas, e um lutador era listado como “Ermac” (Error Macro). A EGM americana resolveu fazer uma brincadeira de primeiro de abril com isso,  o apresentando como sendo um ninja de vermelho, com as mesmas características dos outros do jogo. O rumor do personagem ser canônico se espalhou, e ele foi introduzido em Ultimate Mortal Kombat 3.

    Johnny Cage se chamaria Michael Grimm no primeiro jogo.

    No primeiro jogo, o personagem Johnny Cage, foi totalmente inspirado no ator Jean Claude Van Damme, que inclusive, foi convidado para interpretá-lo na captura de movimentos, mas não foi possível, devido a sua agenda. A roupa usada por Cage, são as mesmas que o ator belga usa no filme “O Grande Dragão Branco” (Bloodsport).

    Ao vencer uma luta do The Pit sem sofrer nenhum dano, não usar botão de bloqueio e aplicar um Fatality no final, podia-se lutar contra Reptile, uma fusão de Sub-Zero e Scorpion; ou Mortal Kombat 3, incluiu um jogo escondido chamado Galaxian. Os jogos da Sega Genesis tinha segredos exclusivos como o Fergality de Raiden que no Armory, na tela de Fatality podia-se aplicar o Fergality que transformava o personagem em um dos desenvolvedores do jogo.

    Surgiram Easter Eggs através de piadas internas da equipe como o "Toasty", que surgiu em Mortal Kombat 2. Quando os produtores venciam as lutas nos testes eles tinham costume de dizer Toasted (mais tarde Toasty) e isso acabou entrando no jogo com uma imagem de Dan Forden no canto da tela dizendo Toasty. Isso deu origem a outras piadas como em Mortal Kombat 4 onde os personagem davam gritos dizendo "That's nacho cheese!" e "I'm gonna throw you over there".

    Mega Man:

    Mega Man não foi primeiro robô criado pelo Dr. Light, e sim Proto Man.

    No Japão, os nomes de Mega Man (que é Rockman) e Roll, são tirados de Rock´Roll.

    A série clássica, é a única onde Mega Man tem olhos azuis, em todas as outras, eles são verdes.

    Zero é uma criação do Dr. Willy, concluído entre a série clássica e a X,  e não, ele não é o Protoman.

    O design do Dr. Light, segundo o criador da série, foi baseado no Papai Noel.


    Em Mega Man X, do Super Nintendo, é possível aprender o golpe “Hadouken” , sendo ele, um golpe extremamente poderoso.

    O nome inteiro do vilão da série clássica, é Albert Willy, sendo baseado em Albert Einstein, além de sua aparência lembrar a dele. O nome do gênio Einstein foi dado a Willy, pois apesar de ter sido um bom homem, foram os seus estudos  que possibilitaram a criação da bomba atômica, que devastou Hiroshima e Nagasaki no final da Segunda Guerra Mundial.

    Protoman é conhecido como Blues no Japão, em homenagem ao estilo que é considerado o precursor do Rock, assim como ele, que foi criado antes do Mega Man (Rockman).

    A base para a criação do design de Sigma, foram Sagat e M. Bison de Street Fighter.

    Os sete chefes de Mega Man X 5 tem nomes em homenagem a integrantes da banda Guns´ Roses, veja só:  Grizzly Slash ( Slash),  Squid Adler (Steve Adler), Izzy Glow (Izzy Stradlin), Duff Mcwhallen(Duff Mckagan),  Axle the Red (Axl Rose), Dark Dizzy (Dizzy Reed) e Mattrex (Matt Sorum).

    O chefe Magma Dragoon, de Mega Man X 4, é uma homenagem a Ryu,Ken e Akuma, de Street Fighter, possuindo golpes similares aos dos três. Além disso, pode ser visto em seu pescoço, um colar como o de Akuma, além de possuir um pedaço da armadura peitoral com o ideograma  que significa “Heavenly Sky“, o mesmo que aparece nas costas de do mesmo, quando executa seu “Shun Goku Satsu“.

    Slash Beast de Mega Man X 4, é um tributo a Guile e Charlie de Street Fighter. Além de ser um militar, possui um golpe similar ao Flash Kick, o famoso “facão“.

    O nome da música da fase de Axle the Red, é Into the Jungle, uma alusão a Welcome to the Jungle, da banda Guns´Roses.

    Em Mega Man X 5, o personagem Dynamo, usa uma técnica chamada Tsubame Gaeshi, que é uma técnica real, criada pelo samurai Sasaki Kojiro, eterno rival do grande Miyamoto Musashi.

    Além das séries principais, houveram jogos como Mega Man Soccer de futebol, Mega Man: Power Battle de luta e Mega Man: Battle Chase de corrida.

    A primeira cor para Mega Man seria o vermelho, mas devido as limitações do Nes, que tinha apenas um acervo de 56 cores, e o azul, que predominava na paleta, além de ser mais fácil de se trabalhar, foi escolhido.

    Earthbound:



    Andar através das paredes

    Poucos devem saber disso, mas quando alguém está com alguma condição que consome HP enquanto anda, e este está muito baixo, uma mensagem de alerta é mostrada. Se, no exato instante em que a mensagem aparece, você estiver numa escada, como a de Summers, você ficará livre para andar através das paredes. Como todos os mapas de EarthBound formam um único mapa imenso só, você poderá ir para qualquer lugar do jogo. 



    Textos malucos na tenda de Threed

    Se você for para um certo lugar na tenda de Threed e ficar apertando L para checar a parede, logo a mensagem "No problem here." começará a demorar para ser mostrada. Se você continuar checando, hora ou outra, um monte de texto maluco aparecerá e poderá acontecer as mais diversas coisas, como a tela mudar de cor, o jogo executar os efeitos sonoros, ficar tudo congelado ou, o que é mais normal, só aparecer o texto estranho mesmo.




    Batalha extra depois de derrotar Giygas

    Sabe quando você termina o jogo e pode ficar andando pelo mundo, sem rumo, até ir para casa conversar com a mamãe e ver os créditos? Já experimentou visitar o museu em Summers, onde tinha os hieróglifos? O bom e velho Shattered Man estará lá te esperando para trocar uns sopapos. Estranho, né? Mais estranho ainda é se você perder para ele. A tela ficará toda preta, porém você poderá continuar o jogo. No escuro, mas poderá.



    Subir nas montanhas de Winters

    Nunca tentei, mas parece que é difícil de fazer. Aparentemente, você precisa usar Teleport, pegar velocidade e bater com a cara no ponto estratégico indicado pelo vídeo. Feito isso, ande para a frente e você estará passeando por cima das montanhas! Que bacana! O único problema é que parece que, uma vez em cima, não dá mais para descer...




    Última edição por Lucasmon em Qua 22 Jan 2014, 12:43, editado 7 vez(es)
    avatar
    Lucasmon
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2970
    Posts Posts : 6039

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Lucasmon em Sex 10 Jan 2014, 14:07

    Castlevania:

    O nome verdadeiro do Drácula da série principal, é Mathias Cronqvist, como visto Lament of Inocence.

    Alucard é Drácula ao contrário.

    O Status com que Alucard começa o jogo em Symphony of the Night, depende de como você matou Drácula com Ritcher.

    Em Castlevania: Symphony of the Night, vários equipamentos fazem menção as obras de Tolkien, alguns exemplos: Ring of Varda, Sword of Hador, Fist of Tulkas, Gurthang, Mormegil, Nauglamir Necklace, Ring of Feanor.

    Se você tiver um save de Castlevania: Symphony of the Night no memory card, antes de  lutar com Psycho Mantis em Metal Gear Solid, ele irá perguntar se você da série.

    Há uma referência a Hamlet em Symphony of the Night: o monstro Yorick, um esqueleto que fica correndo atrás da própria cabeça, é baseado no amigo de Hamlet de mesmo nome, o qual, depois de morto, o príncipe mantém um diálogo com a caveira dele, falando a famosa frase “Ser ou não ser, eis a questão….”.

    Um jogo da série estava programado para o console Dreamcast e iria se chamar Castlevania Ressurection, mas foi cancelado em março de 2000.


    O sistema de  níveis de experiência não começou com Symphony of the Night, mas com Castlevania II: Simon´s Quest. Além disso, o jogo tinha mudanças de tempo, com dia e noite, sendo que a noite, Simon recebia maior dano das criaturas, mas também recebia mais experiência. Além disso, o jogo possuía três finais, sendo que o melhor, só era conseguido se você terminasse o game em oito dias da história. Nada mal para um jogo de 88.


    Castlevania II: Simon´s Quest, foi capa da 2º edição da Nintendo Power americana. Muitos pais ligaram para a revista, reclamando disso, pois a imagem usada, era de Simon segurando a cabeça decepada de Drácula.

    Castlevania Symphony Easter Eggs

    Família de gaivotas: Em Outer Wall, na parte mais inferior da área, mais específicamente, embaixo da sala onde fica a luneta, você poderá ver, na primeira vez que entrar na sala, uma gaivota preparando um ninho. Se você sair e entrar na sala novamente, você poderá ver a gaivota pondo ovos, chocando-os, alimentando os filhotes enquanto eles vão crescendo até tornarem-se adultos e o ciclo recomeçar.

    A Fada senta no seu ombro: Se você passar algum tempo parado com a 'Faerie Familiar' acionada, ela se senta em seu ombro. Após isso, se você se mover, se transformar ou equipar a Axe Lord armor, ela se assusta.

    Faixa secreta no CD: Se você colocar o CD do Castlevania: Symphony of the Night em um CD player, você irá notar que existe uma faixa de áudio onde você poderá ouvir Alucard dizendo "As you can see, this is a playstation black disc. Track number one contains computer data, so please, don't play it. But you probably won't listen to me anyway, will you?" ("Como você pode ver, este é um disco negro para playstation. A faixa número um contém dados de computador, então, por favor, não toque. Mas, provavelmente você não vai me escutar, vai?"). Após isto tocará uma música com uma mistura dos estilos de Castlevania e Gradius, um game de nave, também da Konami.

    Família de morcegos: Quando Alucard se transforma em morcego com o 'Bat Familiar' ativado e com level um pouco elevado, aparecem outros morceguinhos que o seguem. Alucard pode ter até 4 morcegos o seguindo, dependendo do Level do familiar. Isto foi inspirado em pequenos globos que seguem a nave do jogo Gradius. Neste jogo quando a nave atira, todos os globos que a seguem atiram juntos. Assim acontece com os morcegos. Quando Alucard usa o Fire of Bat, todos os morcegos atiram bolas de fogo.

    Chrono Trigger:


    Em Chrono Trigger, há três chefes baseados em rockstars: Slash, Flea e Ozzie. Eu não preciso dizer em qual cada um deles é baseado, né? Bom, na luta contra Slash, Frog acaba chamando Slash de “Sir Slush” erroneamente, que é uma gíria para Slut e Lush. Por um erro do traduzor, Frog chamou o inimigo de vadia alcoólatra.

    Radical Dreamers



    Você sabia que Chrono Trigger tem uma continuação obscura lançada para o Satellaview, o sistema de transferência de jogos pela internet do Super Nintendo. O acessório foi lançado apenas no Japão e, consequentemente, o jogo também. O jogo em si era uma aventura em texto com pouquíssimos gráficos sendo exibidos na tela. Ele conta a história de Serge, um jovem ventureiro que é acompanhado por uma garota chamada Kid  e um mago chamado Gil. Lembrou de alguém?

    O jogo futuramente foi usado como inspiração para Chrono Cross e ainda hoje é tido como uma parte pouco conhecida do universo Chrono, principalmente por permanecer apenas no Japão por um bom tempo. Em 2003, fãs lançaram uma tradução não oficial do jogo para o inglês, o que torna a compreensão da história possível.[

    Donkey Magus


    Há uma sala no castelo de Magus em 600 AD que é um tributo ao arcade Donkey Kong, de 1982. Nela, você começa no canto esquerdo do mapa e deve subir até o fim dela, num esquema semelhante ao do jogo. Além disso, há uma série de escadas que não servem para nada na sala, exatamente como nas fases do jogo. Outra semelhança são coisas que vêm rolando do topo tentando acertá-lo. Para completar, você só pode se mover em linha, exatamente como no jogo.


    14 finais

    Chrono Trigger possui 14 tipos de finais possíveis (e mais um extra) para serem realizados, e isso até pode ser feito em apenas uma sav: http://finais-chrono-trigger.blogspot.com.br/

    Kirby:



    Winning Eleven (PES):

    1 - O gol gigante

    Na época em que International Superstar Soccer chegou ao SNES, nenhum jogo de futebol contava com um gol tão grande. Os jogos da época, como FIFA, Super Copa e Super Kick Off contavam com balizas consideravelmente pequenas..

    2 - Juiz virando cachorro

     


    International Supertar Soccer sempre foi conhecido pela pitada de humor. O mais popular é o comando em que você transformava o juiz em um cachorro. Era curioso de se ver o animalzinho correndo de um lado para o outro e apitando as faltas, e sem falar do quanto desconcentrava a cena.

    Porém, ao longo da franquia, a Konami deixou essas "bizarrices" de lado. A única coisa que ainda prevalece é a possibilidade de personalizar seus jogadores com os mais exóticos penteados e o modo big head presente em algumas versões de PES.

    O craque Allejo

    Quando International Superstar Soccer chegou ao mercado, a Konami não possuía licença para colocar o nome dos jogadores. Com isso criou-se uma verdadeira seleção nacional de atletas genéricos, e entre eles estava o folclórico Allejo.

    Na época, o jogador era o mais habilidoso do game, por isso a sua fama dura até hoje. Não se sabe ao certo se Allejo era uma versão genérica de Romário ou Ronaldo Fenômeno

    Macetes

    Assim como muitos jogos, a franquia da Konami quase sempre contava com uns macetinhos durante as partidas. Os mais populares eram em relação a gols premeditados. Nas primeiras versões do jogo, chutar do círculo central ou bater um escanteio em uma cobrança fechada era gol certo. Nos títulos para PSOne, um chute da entrada da área também tinha um destino certo.


    Última edição por Lucasmon em Qua 22 Jan 2014, 12:52, editado 8 vez(es)
    avatar
    Lucasmon
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2970
    Posts Posts : 6039

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Lucasmon em Sex 10 Jan 2014, 14:08

    Metroid:


    A seguir, curiosidades retiradas do site Nintendo Blast!

    Metroid Dred

    Quando Metroid Prime veio ao GC, muitos jogadores adoraram controlar Samus sob uma perspectiva em 1ª pessoa, mas outros ainda clamavam por uma “volta às origens”. É certo que as aventuras em side-scrolling de Samus são excelentes, e a Nintendo, segundo estes jogadores, precisava dar uma vida nova a ela. Foi ai que surgiu um rumor de que a Intelligent Systems estava desenvolvendo um jogo de Metroid em 2D para o DS, tendo a Nintendo como publicadora. Seu nome? Metroid Dred. Não vamos mentir que, por mais que o game seja uma lenda, a própria Nintendo pôs um pouco de lenha na fogueira.

    Em 2005, a revista Game Informer alegou que um Metroid 2D estava em produção para o DS e que iria contar as aventuras de Samus após Metroid Fusion (que, até agora, é o fim do enredo da série). Enquanto algumas fontes datavam o lançamento para 2006, outras diziam que o game tinha sido cancelado. O jogo não apareceu na E3 de 2005, e nós engolimos com a desculpa de “ainda não ser a hora”, mas nem no evento de 2006 ele teve um segundo de fama.

    Com as aparições e reaparições dos rumores, as especulações também alcançaram altos níveis de loucura. Alguns fãs fizeram suas próprias versões aproveitando sprites dos antigos jogos 2D de Samus e outros criaram, com programas de edição de imagem, possíveis boxarts do jogo. Nessa brincadeira, a Retro Studios decidiu contribuir com alguns brinquedos. Em Metroid Prime 3: Corruption, a desenvolvedora escondeu uma mensagem no mínimo curiosa. Ao escanear com o Scan Visor o banco de dados dos Space Pirates, lá estava elal, você a confere ao lado. Traduzindo temos: “o projeto Metroid “Dread” está se aproximando dos estágios finais de término.”

    Para acalmar os boatos, a Nintendo retirou a curiosa frase na versão japonesa do jogo. Além de Metroid Dread, outros games da série que estão no limiar do mito e do “projeto cancelado” são Metroid 64 (suposto game da série para o N64), Metroid II: Return of Samus Deluxe (versão “colorida” do game para o portátil preto e branco da Nintendo, o GB. Confira a imagem ao lado, feita por fãs) e Metroid 1.5 (o rascunho de um jogo pós-Metroid Prime que serviu como base para Prime 2: Echoes)

    Os mitos de Ridley

    As informações da série Prime e de Other M revelam que Ridley é sempre o mesmo. De alguma forma, às vezes desconhecida, ele volta à vida. O único Ridley que não é Ridley é o de Metroid Fusion, pois trata-se de um clone feito pelos parasitas X.

    O pterodátilo aparece em quase todos os jogos da série. Tirando Metroid II, Metroid Prime Hunters e Prime 2: Echoes, o vilão tem participação assídua. Mas se ele é inimigo em Metroid Prime e em Metroid Prime 3: Corruption, por que tirar uma folga em Prime 2: Echoes? A imagem ao lado é uma suposta artwork de Ridley em sua forma “dark”. Assim como aconteceu com muitos inimigos em Prime 2, o pterodátilo também seria consumido pelas trevas de Dark Aether. Ideia que não chegou aos estágios finais de desenvolvimento.

    A série Metroid se inspirou nos filmes da série Alien?

    Se você acha que é curioso as duas séries de ficção científica serem protagonizadas por personagens femininas e o diretor do filme (Ridley Scott) ter o nome do vilão da série Metroid, saiba que todos os fãs da franquia Metroid pensam como você. Por enquanto, a teoria ainda fica no disse-me-disse, mesmo com alguns comentários do criador de Samus, Yoshio Sakamoto, a cerca dos filmes da série Alien. As semelhanças estão abaixo, cabe a você decidir: é coincidência ou não?


    • A heroína de Metroid é Samus Aran, a de Alien é Ellen Ripley, um caso raro no mundo da ficção científica, geralmente protagonizado por homens.
    • A primeira fase de vida criatura Alien e do Metroid saltam no rosto de suas vítimas da mesma forma.
    • Em ambas as obras, o momento final se dá em uma corrida contra o tempo. Ellen foge da destruição da nave Nostromo, assim como Samus sempre faz o mesmo, algumas vezes de bases espaciais prestes a explodir (Metroid Prime) outras de planetas na berlinda de virar pó cósmico (Super Metroid).
    • Ridley, o nêmeses de Samus, tem o mesmo nome do diretor da série Alien, Ridley Scott.
    • Em Metroid II: Return of Samus, Samus enfrenta a Queen Metroid (Metroid Rainha) após matar todos os espécimes do planeta SR388. O mesmo ocorre em Alien, mas com Ellen enfrentando a rainha dos Aliens depois de matar todos os outros.
    • O computador da nave Nostromo, em Alien, se chama Mother. Alguém lembrou de Mother Brain?
    • Ambas as heroínas chegam ao fim do filme/jogo seminuas. No caso de Samus, é para deixar os jogadores babando
    • Enquanto Samus parte para SR388, lar dos Metroids. Ellen segue rumo a LV-426, planeta natal dos Aliens.
    • A cabeça do Baby Sheegoth, criatura de Metroid Prime, lembra a de um Alien, não?
    • Em Other M, Samus recebe um chamado de uma base espacial, chamado de Baby’s Cry. O conceito foi inspirado numa cena parecida em Alien.



    Metroid Prime seria um game em 3ª pessoa?

    Antes do mestre Miyamoto por um fim na baderna na qual o desenvolvimento de Metroid Prime se encontrava (sim, estava algo realmente bagunçado), a ideia era criar uma aventura 3D de Samus, em 3ª pessoa. Como a caçadora de recompensas não tinha entrado no mundo tridimensional ainda (Mario e Link já tinham sido convertidos para as três dimensões desde o N64) – exceto pela participação em Super Smash Bros. (N64) – o plano era criar um novo conceito de “Metroid” no Game Cube. Inicialmente, a Retro Studios criou um jogo em terceira pessoa, mas viu-se uma dificuldade em operar Samus dessa forma – em parte pelo fracasso da Rare com o shooter em Jet Force Gemini. As imagens abaixo mostram o projeto cancelado. Miyamoto então propôs uma fórmula de tiro em primeira pessoa, que se tornou o conceito base de Prime.

    Sonic:



    Sua primeira aparição não foi em Sonic The Hedgehog para Master System e Mega Drive, e sim no jogo de corrida Rad Mobile, lançado em 91 para arcades, em uma pequena ponta.

    O primeiro nome dado a Sonic foi Mr. Neddlemouse.

    O nome verdadeiros de Tails é Miles Prower.

    O símbolo em formato de lua crescente no peito de Knucles, seria inicialmente, o logo da Nike, que estava estudando uma parceria com a Sega, mas que não aconteceu.

    Shadow foi criado pelo avô de Robotinik, como a “forma de vida suprema”. Ele é imortal e não envelhece.

    Reza a lenda, que Michael Jackson, participou da composição da trilha sonora do 3º Sonic. Alguns dizem que ele deixou o projeto por estar insatisfeito, outros dizem que ele ficou até o fim, mas seu nome não está nos créditos, devido aos seus escândalos na época. Até hoje essas afirmações não foram provadas ou desmentidas.[

    Vector, o Crocodilo, seria um dos personagens que fariam parte do primeiro jogo, no entanto, foi descartado sem motivos.

    No primeiro jogo, Sonic não consegue nadar, pois os criadores dele, achavam que ouriços não sabiam dar umas pernadas na água.

    A super velocidade de Sonic e sua pelagem azul são frutos de um acidente de laboratório.

    Easter Eggs

    Para abrir o Level Select de Sonic 2, é preciso ir até a área de Sound Test no menu de opções e tocar as faixas 19, 65, 09 e 17. Um som de anel toca se o código tiver sido inserido corretamente.

    Ao retornar para a tela título com um apertar do Start, A + Start abre o Level Select:

    Ele nos permite acessar qualquer fase do jogo (a não ser pelos SS 2-6). O interessante é que cada fase tem um ícone mostrado no canto e não só as presentes no modo multiplayer. É bem bacana visualmente.

    O Sound Test também está presente nele, talvez porque o Sonic 1 também é assim. É nesta versão do Sound Test que os outros dois códigos devem ser feitos.

    Primeiro, 04, 01, 02, e 06 destravam o Super Sonic.

    Use este código: 01, 09, 09, 02, 01, 01, 02 e 04. Após usá-lo, deve-se acessar alguma fase com A + Start para ativar o famoso modo Debug:

    O modo Debug é uma ferramenta que os programadores usam para fazer testes nos objetos e nos mapas, entre outras coisas

    O Debug da série Sonic pode ser identificado facilmente porque o contador de pontos no topo da tela passa a mostrar as coordenadas do personagem e o timer mostra o número de sprites presentes na tela.

    Com o Debug ativado, o botão B transforma o Sonic em um objeto que pode ser movido com as setas. O A navega pela lista de objetos, que podem ser colados na fase com o botão C.

    Ao pausar o jogo, o A retorna à tela título, o B roda o jogo em câmera lenta e o C avança um quadro.

    O Debug é algo muito legal de se usar, por podermos fazer coisas “que não deveriamos”: torturar o Tails, juntar anéis infinitamente, brincar de marcar combos enormes de inimigos, torturar o Tails, explorar os mapas, criar glitches absurdas…

    Há até uma glitch de Debug que bagunça a paleta do Sonic, tornando-o verde. Essa versão do personagem foi alcunhada de “Ashura” e deu origem ao personagem Scourge dos gibis da Archie.

    Além desses 3 truques, existem outros dois:

    Cima, Cima, Cima, Baixo, Baixo, Baixo e Cima na tela título trocam a região do jogo, de certa forma. A única coisa que muda é como o jogo chamará o Prower em seus poucos textos: “Tails” ou Miles.

    Ao tocar 01, 01, 02, 04 no Sound Test, o jogador receberá 14 continues… Mas um bug o obrigará a ouvir o lento tema da Oil Ocean o tempo todo, sem efeitos sonoros até resetar o console!

    3. Logo após inserir o Debug Mode, escolha uma fase com C + Start para ativar o modo conhecido como “Modo Noturno”. Esse modo escurece certas partes da tela e era usado como uma ferramenta para verificar se os tiles e objetos das fases estão aparecendo corretamente nas camadas superiores ou inferiores.




    Última edição por Lucasmon em Qua 22 Jan 2014, 12:57, editado 5 vez(es)
    avatar
    CharizardxMega
    Veterano Nv.8
    Veterano Nv.8

    Karma Karma : 119
    Posts Posts : 586

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por CharizardxMega em Sex 10 Jan 2014, 14:15

    Ótimo tópico,principalmente para pessoas como eu que amam Easter Eggs  Smile .
    avatar
    Shiny
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1270
    Posts Posts : 2269

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Shiny em Sex 10 Jan 2014, 14:29

    Tópico muito bem feito.
    avatar
    Lucasmon
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2970
    Posts Posts : 6039

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Lucasmon em Sex 10 Jan 2014, 14:40

    Obrigado aos dois!

    Se tiverem algo para contribuir com o tópico, podem postar sem nenhum problema e.e
    avatar
    J.Biermann
    Veterano Nv.27
    Veterano Nv.27

    Karma Karma : 559
    Posts Posts : 1060

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por J.Biermann em Sex 10 Jan 2014, 18:41

    Muito bom o tópico, vou levar um bom tempo lendo tudo hehe, também curto easter eggs.
    avatar
    Weber
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 526
    Posts Posts : 3817

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Weber em Dom 12 Jan 2014, 00:33

    Bom tópico, muitas curiosidades interessantes...

    Aliás, acabei de fazer o glitch do Mew no meu cartucho do Pokémon Blue. xD
    Agora é hora de upá-lo!  8) 
    avatar
    Liima
    Iniciante Nv.6
    Iniciante Nv.6

    Karma Karma : 6
    Posts Posts : 14

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Liima em Dom 12 Jan 2014, 02:39

    Sobre a origem dos nomes do Mario & Luigi:

    No meu ponto de ver, há controvérsias. Já que para mim sempre foi e sempre será que o Mario veio do nome do dono do armazém da NoA, Mario Segale(algo similar). E sobre o Luigi, eu acharia estranho que existisse uma pizzaria bem ao lado do armazém chamada "Mario & Luigi", sendo que coincide com o dono do armazém da Nintendo. Isso é meio estranho, coincidência engraçada, não?
    avatar
    Wolfman
    Veterano Nv.13
    Veterano Nv.13

    Karma Karma : 609
    Posts Posts : 724

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Wolfman em Dom 12 Jan 2014, 17:12

    @Liima escreveu:Sobre a origem dos nomes do Mario & Luigi:

    No meu ponto de ver, há controvérsias. Já que para mim sempre foi e sempre será que o Mario veio do nome do dono do armazém da NoA, Mario Segale(algo similar). E sobre o Luigi, eu acharia estranho que existisse uma pizzaria bem ao lado do armazém chamada "Mario & Luigi", sendo que coincide com o dono do armazém da Nintendo. Isso é meio estranho, coincidência engraçada, não?

    A pizzaria não era bem ao lado, mas próximo, e também era uma pizzaria popular de lá, além do mais não é incomum achar esse nome entre descendentes de italiano. E o que levou a escolher o nome do Luigi não foi só isso também. Eles gostaram do nome por ele ser muito próximo da palavra japonesa Ruigi, que significa similar, e isso influenciou no visual dele até, porque é por isso que o Luigi no começo era similar ao Mario, só que com as cores trocadas.  

    Acho que vale complementar a parte do nome com essas também, mas enfim, é isso.
    avatar
    ari789
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1975
    Posts Posts : 6452

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por ari789 em Dom 12 Jan 2014, 17:33

    ''Nintendo 64, GameBoy e VirtualBoy são os únicos consoles lançados pela Nintendo em que não é possível jogar Super Mario Bros. Todos os outros consoles receberam alguma versão oficial do clássico. O GameCube apesar de não possuir um meio legítimo é possível se hackear o jogo Animal Crossing para obter acesso ao jogo.
    ''

    Na verdade no Caso do N64 Tem um aparelho para rodar jogos de NES '' tipo Super Game Boy para o SNES ''


    Não é oficial , mais o Hack de Animal Crossing também não lol
    Existe também emulador de NES para alguns FlashCards do N64

    Mais eu tava aqui pensando , Animal Crossing do GC é um Port do Animal Forest do N64 , são exatamente o mesmo jogo sem mudança alguma então por que não da para fazer tal hack no Animal Crossing do N64 ?
    avatar
    Matheus M. (MATH???@)
    Veterano Nv.5
    Veterano Nv.5

    Karma Karma : 191
    Posts Posts : 506

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Matheus M. (MATH???@) em Seg 13 Jan 2014, 02:03

    Caramba, gostei muito do tópico! Não vou ficar lendo tudo porque cansa haha' mas está de parabéns! Porém, acho que poderia comportar outros segredos menos conhecidos dos jogos, mas está muito bom!
    avatar
    João Victor JR
    Veterano Nv.2
    Veterano Nv.2

    Karma Karma : 98
    Posts Posts : 449

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por João Victor JR em Seg 13 Jan 2014, 02:39

    @Lucasmon escreveu:
    Alucard é Drácula ao contrário.
    Como eu não vi isso ? O-o Shocked 

    MaxRodrigues
    Veterano Nv.9
    Veterano Nv.9

    Karma Karma : 370
    Posts Posts : 612

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por MaxRodrigues em Seg 13 Jan 2014, 04:16

    Sonic: Se você ir no menu de teste da áudio apertando: ↓, ↓, ↓, ←, → e A; e colocar essa sequencia: :FM no.46, PCM no. 12, DA no. 25, aparece uma mensagem dizendo: "Fun is infinity, Sega enterprise, Devil."
    Depois disso fico pensando se Puyo Puyo, que é da Sonic Team, tbm tem alguma mensagem secreta. xD

    Conteúdo patrocinado

    Re: Curiosidades/Easter Eggs/Bugs de jogos Retrô

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab 16 Dez 2017, 11:13