Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Compartilhe

    Duco
    Veterano Nv.33
    Veterano Nv.33

    Karma Karma : 845
    Posts Posts : 1210

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Duco em Sex 29 Nov 2013, 13:26

    @El Buga escreveu:HUD atrapalha e muito o campo de visão. Um jogo que se beneficiaria demais do gamepad é Xenoblade. Aquela cacetada de elementos na tela, ainda mais quando se está em combate, podiam ser todos movidos por gamepad, que atualizaria a tela dinamicamente ou sob seu comando - deslizando o dedo.

    No Rayman eu adorei as fases com o Murphy, porque senti que minhas habilidades estavam sendo testadas de um jeito que nunca vi antes, então foi só empolgação. Eu não sei que experiência "FODA" e "realmente excepcional" você espera, mas realmente torço pra que um jogo assim apareça, porque imagino que deva ser algo de outro mundo de tão incrível. Agora até eu quero experimentar um jogo assim. De qualquer forma, nenhum console é levado ao limite no começo, então vamos dar tempo ao tempo e não nos precipitarmos, não é?

    É aquilo, gosto é gosto. Alguns veem o copo meio cheio, outros meio vazio. Lamento sinceramente que não esteja tendo a experiência (incrível) que eu estou tendo.
    Eu não vejo HUD atrapalhando desse jeito o campo de visão, você deve ter um televisão pequena ou de baixa resolução mesmo. Tudo isso que você diz é legal aparecer no GamePad, mas não tem como manter o foco nas duas telas e esse é pra mim o principal problema. É a mesma coisa se colocarem o mapa do Mario Kart na tela do Gamepad, você correndo e disputando se precisar olhar no Gamepad pra ver o mapa vai ser uma m***.

    De experiência excepcional é algo que justifique um Gamepad mais do que ficar colocando mapinhas e inventários que apesar de interessantes não são nada de mais. Será que não é possível criar um jogo que seja realmente único com o Gamepad? Eu não consigo acreditar que a Nintendo investiu tanto nisso sem ter alguma ideia muito interessante.

    Quer um exemplo de experiência única? Wii Sports do Wii. É o tipo de jogo que se fosse em outra plataforma com controles convencionais seria um lixo de jogo, mas com o Wii Remote ele foi capaz de impressionar pessoas de todas as idades e fazer o console vender absurdamente na época.

    Como eu disse, um jogo de RTS por exemplo que até hoje nunca funcionou muito bem em consoles seria no minimo interessante no WiiU, daria pra fazer algo único, como eu disse. Mas se ficar colocando mapinhas na tela que só atrapalham o gameplay já que é impossível manter o foco em duas telas (ou eu devo ter alguma falha genética que não me permite isso) então sinceramente a Nintendo ainda vai ter que rebolar e muito pra convencer o povo de que isso realmente vale a compra.
    avatar
    El Buga
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 3662
    Posts Posts : 3048

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por El Buga em Sex 29 Nov 2013, 13:41

    @Duco escreveu:Eu não vejo HUD atrapalhando desse jeito o campo de visão, você deve ter um televisão pequena ou de baixa resolução mesmo. Tudo isso que você diz é legal aparecer no GamePad, mas não tem como manter o foco nas duas telas e esse é pra mim o principal problema. É a mesma coisa se colocarem o mapa do Mario Kart na tela do Gamepad, você correndo e disputando se precisar olhar no Gamepad pra ver o mapa vai ser uma m***.
    Nunca tive problema mudando o foco da tela do Gamepad pra tela da TV. Esse foi meu medo no início, mas logo havia se tornado automático pra mim.

    E por que você precisaria ver o mapa da pista no Gamepad? Depois de um tempo, você grava o layout das pistas na mente e sabe prever com alguma exatidão onde estão os outros competidores, eu nunca mesmo precisei usar mapas em jogos de corrida.

    Mas precisando, deixa pra conferir o mapa quando estiver num retão, ué. Dá pra fazer isso bem rápido. Isso é mais uma camada de estratégia e planejamento que o jogo vai te exigir, e jogos são sobre isso mesmo, não é verdade?

    @Duco escreveu:De experiência excepcional é algo que justifique um Gamepad mais do que ficar colocando mapinhas e inventários que apesar de interessantes não são nada de mais. Será que não é possível criar um jogo que seja realmente único com o Gamepad? Eu não consigo acreditar que a Nintendo investiu tanto nisso sem ter alguma ideia muito interessante.
    Como eu disse, Rayman faz exatamente isso. Mas por alguma razão você parece desconsiderar arbitrariamente o jogo como resposta pra sua questão. E outros já te apontaram jogos que também fazem isso.

    @Duco escreveu:Quer um exemplo de experiência única? Wii Sports do Wii. É o tipo de jogo que se fosse em outra plataforma com controles convencionais seria um lixo de jogo, mas com o Wii Remote ele foi capaz de impressionar pessoas de todas as idades e fazer o console vender absurdamente na época.

    Como eu disse, um jogo de RTS por exemplo que até hoje nunca funcionou muito bem em consoles seria no minimo interessante no WiiU, daria pra fazer algo único, como eu disse. Mas se ficar colocando mapinhas na tela que só atrapalham o gameplay já que é impossível manter o foco em duas telas (ou eu devo ter alguma falha genética que não me permite isso) então sinceramente a Nintendo ainda vai ter que rebolar e muito pra convencer o povo de que isso realmente vale a compra.
    Eu também não saberia fazer isso. Mas também não vi nenhum jogo que exija manter o foco em duas telas o tempo todo. O Gamepad é uma tela adicional, secundária, que também recebe comandos via toque. Eu não fiquei olhando pra ela toda hora a não ser nas fases do Murphy em Rayman.

    Você está sendo precipitado. Vamos ver como Mario Kart 8 e os outros jogos de 2014 vão usar o Gamepad. Até lá, não adianta reclamar e reclamar sem parar, esse tipo de veredicto só poderá ser dado, mesmo, no fim da geração.
    avatar
    Hadan
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 861
    Posts Posts : 2757

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Hadan em Sex 29 Nov 2013, 14:14

    @El Buga escreveu:
    No Rayman eu adorei as fases com o Murphy, porque senti que minhas habilidades estavam sendo testadas de um jeito que nunca vi antes, então foi só empolgação. Eu não sei que experiência "FODA" e "realmente excepcional" você espera, mas realmente torço pra que um jogo assim apareça, porque imagino que deva ser algo de outro mundo de tão incrível. Agora até eu quero experimentar um jogo assim. De qualquer forma, nenhum console é levado ao limite no começo, então vamos dar tempo ao tempo e não nos precipitarmos, não é?

    É aquilo, gosto é gosto. Alguns veem o copo meio cheio, outros meio vazio. Lamento sinceramente que não esteja tendo a experiência (incrível) que eu estou tendo.
    Fico contente quando uma pessoa defende o produto porque atingiu suas expectativas e, na boa, tou feliz por você ter sentido o que o console, ao menos, tentou passar mas dá pra fazer muito mais do que isso. De todo modo, convenhamos que o Wii U saiu da fase de 'começo' há um tempinho, já. É um argumento que não dá, mais.


    Quando peguei o 3DS, embora tenha feito pelos possíveis jogos, experimentei por um tempinho o efeito 3D e, ao vê-lo, me soou um "é só isso?" e quase nunca uso, apenas para ver como fica em determinados ambientes ou para ver se o jogo se mantém no mesmo ritmo. Mercs 3D, Revelations e Street Fighter fazem isso com louvor. A moça que mora comigo, em compensação, curtiu muito e olha que ela nem joga, apenas gosta de ver os ambientes. Acho que isso varia de pessoa a pessoa. Alguns jogos ficam ainda mais bonitos (o mais bonito com efeito que vi até hoje foi aquele Metal Gear, realmente me impressionou, mesmo sendo um port) mas é apenas isso, para mim. Não passa aquela sensação de profundidade (sim, meus olhos são perfeitos. Sou prático de tiro e excelente motorista).

    O tal jogo "excepcional" e "de outro mundo" já existe (ou tá pra existir, não sei se ainda veio ao mundo) mas tem um potencial fora de série: Tearway. Se não for o jogo mais inovador pra um portátil facilmente entrará fácil na lista, caso cumpra suas promessas.

    Duco
    Veterano Nv.33
    Veterano Nv.33

    Karma Karma : 845
    Posts Posts : 1210

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Duco em Sex 29 Nov 2013, 14:21

    @El Buga escreveu:
    @Duco escreveu:Eu não vejo HUD atrapalhando desse jeito o campo de visão, você deve ter um televisão pequena ou de baixa resolução mesmo. Tudo isso que você diz é legal aparecer no GamePad, mas não tem como manter o foco nas duas telas e esse é pra mim o principal problema. É a mesma coisa se colocarem o mapa do Mario Kart na tela do Gamepad, você correndo e disputando se precisar olhar no Gamepad pra ver o mapa vai ser uma m***.
    Nunca tive problema mudando o foco da tela do Gamepad pra tela da TV. Esse foi meu medo no início, mas logo havia se tornado automático pra mim.

    E por que você precisaria ver o mapa da pista no Gamepad? Depois de um tempo, você grava o layout das pistas na mente e sabe prever com alguma exatidão onde estão os outros competidores, eu nunca mesmo precisei usar mapas em jogos de corrida.

    Mas precisando, deixa pra conferir o mapa quando estiver num retão, ué. Dá pra fazer isso bem rápido. Isso é mais uma camada de estratégia e planejamento que o jogo vai te exigir, e jogos são sobre isso mesmo, não é verdade?

    @Duco escreveu:De experiência excepcional é algo que justifique um Gamepad mais do que ficar colocando mapinhas e inventários que apesar de interessantes não são nada de mais. Será que não é possível criar um jogo que seja realmente único com o Gamepad? Eu não consigo acreditar que a Nintendo investiu tanto nisso sem ter alguma ideia muito interessante.
    Como eu disse, Rayman faz exatamente isso. Mas por alguma razão você parece desconsiderar arbitrariamente o jogo como resposta pra sua questão. E outros já te apontaram jogos que também fazem isso.

    @Duco escreveu:Quer um exemplo de experiência única? Wii Sports do Wii. É o tipo de jogo que se fosse em outra plataforma com controles convencionais seria um lixo de jogo, mas com o Wii Remote ele foi capaz de impressionar pessoas de todas as idades e fazer o console vender absurdamente na época.

    Como eu disse, um jogo de RTS por exemplo que até hoje nunca funcionou muito bem em consoles seria no minimo interessante no WiiU, daria pra fazer algo único, como eu disse. Mas se ficar colocando mapinhas na tela que só atrapalham o gameplay já que é impossível manter o foco em duas telas (ou eu devo ter alguma falha genética que não me permite isso) então sinceramente a Nintendo ainda vai ter que rebolar e muito pra convencer o povo de que isso realmente vale a compra.
    Eu também não saberia fazer isso. Mas também não vi nenhum jogo que exija manter o foco em duas telas o tempo todo. O Gamepad é uma tela adicional, secundária, que também recebe comandos via toque. Eu não fiquei olhando pra ela toda hora a não ser nas fases do Murphy em Rayman.

    Você está sendo precipitado. Vamos ver como Mario Kart 8 e os outros jogos de 2014 vão usar o Gamepad. Até lá, não adianta reclamar e reclamar sem parar, esse tipo de veredicto só poderá ser dado, mesmo, no fim da geração.
    Eu não estou desconsiderando o Rayman Legends, inclusive disse que ele fez um bom uso do Gamepad, mas to longe de considerar excepcional, tanto que é Rayman Legends foi e muito bem adaptado as outras plataformas.

    O problema de ter a segunda tela é simplesmente a perda de foco, um mapa na tela pode ser olhado a qualquer momento, se eu tenho que esperar uma reta ou decorar toda a pista então a falta do mapa está sendo um inconveniente.

    E eu não estou sendo precipitado, estou apenas dando minha opinião com base no que foi apresentado até agora, eu espero sim que criem coisas melhores com o Gamepad, o que vem sendo feito até então é tudo aquilo que pode ser feito nos outros consoles mas de forma opcional com um Smartphone ou tablet. Eu imagino que é possível criar jogos únicos, que simplesmente não funcionariam bem em outras plataformas, como outras empresas não estão mostrando muito interesse no WiiU cabe a Nintendo em trazer algumas ideias realmente novas, mas o pior é que ela quem fez menos uso dele nos jogos
    avatar
    El Buga
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 3662
    Posts Posts : 3048

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por El Buga em Sex 29 Nov 2013, 14:50

    @Hadan escreveu:Fico contente quando uma pessoa defende o produto porque atingiu suas expectativas e, na boa, tou feliz por você ter sentido o que o console, ao menos, tentou passar mas dá pra fazer muito mais do que isso. De todo modo, convenhamos que o Wii U saiu da fase de 'começo' há um tempinho, já. É um argumento que não dá, mais.

    Quando peguei o 3DS, embora tenha feito pelos possíveis jogos, experimentei por um tempinho o efeito 3D e, ao vê-lo, me soou um "é só isso?" e quase nunca uso, apenas para ver como fica em determinados ambientes ou para ver se o jogo se mantém no mesmo ritmo. Mercs 3D, Revelations e Street Fighter fazem isso com louvor. A moça que mora comigo, em compensação, curtiu muito e olha que ela nem joga, apenas gosta de ver os ambientes. Acho que isso varia de pessoa a pessoa. Alguns jogos ficam ainda mais bonitos (o mais bonito com efeito que vi até hoje foi aquele Metal Gear, realmente me impressionou, mesmo sendo um port) mas é apenas isso, para mim. Não passa aquela sensação de profundidade (sim, meus olhos são perfeitos. Sou prático de tiro e excelente motorista).
    Gerações costumam durar cinco a seis anos. O Wii U tem um ano. Consequentemente, está no começo. E nunca neguei que dá pra fazer mais do que isso. E sabe por que isso é verdade? Exatamente porque está no início. =)

    Novamente eu pergunto: O problema é o console ou as expectativas que eram por demais elevadas ao ponto de serem surreais? Eu não posso imaginar o que vocês esperavam, mas a mim o Wii U satisfez e satisfaz plenamente, e penso que cumpre o que promete. Mas, é aquilo: gosto é gosto.

    @Duco escreveu:Eu não estou desconsiderando o Rayman Legends, inclusive disse que ele fez um bom uso do Gamepad, mas to longe de considerar excepcional, tanto que é Rayman Legends foi e muito bem adaptado as outras plataformas.

    E eu não estou sendo precipitado, estou apenas dando minha opinião com base no que foi apresentado até agora, eu espero sim que criem coisas melhores com o Gamepad, o que vem sendo feito até então é tudo aquilo que pode ser feito nos outros consoles mas de forma opcional com um Smartphone ou tablet. Eu imagino que é possível criar jogos únicos, que simplesmente não funcionariam bem em outras plataformas, como outras empresas não estão mostrando muito interesse no WiiU cabe a Nintendo em trazer algumas ideias realmente novas, mas o pior é que ela quem fez menos uso dele nos jogos
    Mas novamente, o que é excepcional pra você? Para mim excepcional significa fora de série, fora do comum... Diferente. E isso é exatamente o que eu achei da nova experiência. Porque não é comum jogar daquela forma. Leia o que donos de X360 e PS3 falam do jogo pela internet: Que ele é melhor no Wii U. Eu assisti a um gameplay de RL num 360 e achei tosco: você aperta botões pro Murphy cumprir tarefas pré-determinadas. Sério isso...? Um porre, e não acrescenta nada ao gameplay. Ficar apertando botões pro outro personagem abrir caminho sozinho pra você... putz. Eu não chamaria isso de "bem adaptado", de jeito nenhum.

    Esse mesmo é um exemplo claro de jogo que não funcionou bem em outras plataformas, como você disse.

    @Duco escreveu:O problema de ter a segunda tela é simplesmente a perda de foco, um mapa na tela pode ser olhado a qualquer momento, se eu tenho que esperar uma reta ou decorar toda a pista então a falta do mapa está sendo um inconveniente.
    Mas esse inconveniente de olhar o mapa que você usa como exemplo, na realidade, já existe desde sempre. Numa corrida pau a pau no modo hard com competidores na sua cola e impedido de cometer erros, você vai mesmo olhar pro mapa mesmo que ele esteja na tela? Na minha opinião, esse é um detalhe que está sendo superestimado.
    avatar
    Hadan
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 861
    Posts Posts : 2757

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Hadan em Sex 29 Nov 2013, 15:25

    @El Buga escreveu:
    @Hadan escreveu:
    Fico contente quando uma pessoa defende o produto porque atingiu suas expectativas e, na boa, tou feliz por você ter sentido o que o console, ao menos, tentou passar mas dá pra fazer muito mais do que isso. De todo modo, convenhamos que o Wii U saiu da fase de 'começo' há um tempinho, já. É um argumento que não dá, mais.
    Quando peguei o 3DS, embora tenha feito pelos possíveis jogos, experimentei por um tempinho o efeito 3D e, ao vê-lo, me soou um "é só isso?" e quase nunca uso, apenas para ver como fica em determinados ambientes ou para ver se o jogo se mantém no mesmo ritmo. Mercs 3D, Revelations e Street Fighter fazem isso com louvor. A moça que mora comigo, em compensação, curtiu muito e olha que ela nem joga, apenas gosta de ver os ambientes. Acho que isso varia de pessoa a pessoa. Alguns jogos ficam ainda mais bonitos (o mais bonito com efeito que vi até hoje foi aquele Metal Gear, realmente me impressionou, mesmo sendo um port) mas é apenas isso, para mim. Não passa aquela sensação de profundidade (sim, meus olhos são perfeitos. Sou prático de tiro e excelente motorista).
    Gerações costumam durar cinco a seis anos. O Wii U tem um ano. Consequentemente, está no começo. E nunca neguei que dá pra fazer mais do que isso. E sabe por que isso é verdade? Exatamente porque está no início. =)
    Novamente eu pergunto: O problema é o console ou as expectativas que eram por demais elevadas ao ponto de serem surreais? Eu não posso imaginar o que vocês esperavam, mas a mim o Wii U satisfez e satisfaz plenamente, e penso que cumpre o que promete. Mas, é aquilo: gosto é gosto.
    Pois é, cara. As gerações se estenderam um pouquinho nessa e, provavelmente, o façam um pouco mais mas, se considerarmos o "padrão" 5-6, temos 1/5 da geração já passado e... nada? O que mudou da geração PS2 pra PS3 é que o lance de gráficos já não era crucial para se vender consoles, os bits já não ditavam o que era bom ou não: o potencial do console diria tudo. 


    Não se pode jogar a culpa da expectativa no público, afinal, boa parte dela é criada pelas próprias empresas. E isso deveria ser bom, não? Especialmente quando promessas são cumpridas. Se não se criar expectativas, como estimular alguém a adquirir um novo console? Não é justamente isso que a Nintendo fez ao lançar o Nes? Não é o mesmo que a Sega fez para superar a preferência da Nintendo com o Mega Drive e aquela com o Snes?


    Quando se criou (e cumpriu) expectativa sobre o DS e o Wii - devidamente cumpridas - foi um sucesso inegável. Não teve um ar de "ah, é isso?". Mas quando vem uma empresa e diz "nós temos uma forma revolucionária de se jogar" e apresenta um hardware com potencial, o que você espera do público senão um hype? Lembra da publicidade sobre a Power Glove? Vendo nas campanhas aquilo parece a origem do Wii Remote mas, quando o experimenta, vê que é apenas um periférico que simplesmente não funciona (ao menos, de forma minimamente adequada).


    É por isso que nem sempre dá pra criticar a concorrência em permanecer, ao menos por um tempo, em trabalhar de forma mais tradicional e mercadologicamente aceita. Se não for pra cumprir promessas, melhor não fazê-las. Aliens: Marine e Duke Nukem Forever que o digam.

    Duco
    Veterano Nv.33
    Veterano Nv.33

    Karma Karma : 845
    Posts Posts : 1210

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Duco em Sex 29 Nov 2013, 16:09

    @El Buga escreveu:


    Mas novamente, o que é excepcional pra você? Para mim excepcional significa fora de série, fora do comum... Diferente. E isso é exatamente o que eu achei da nova experiência. Porque não é comum jogar daquela forma. Leia o que donos de X360 e PS3 falam do jogo pela internet: Que ele é melhor no Wii U. Eu assisti a um gameplay de RL num 360 e achei tosco: você aperta botões pro Murphy cumprir tarefas pré-determinadas. Sério isso...? Um porre, e não acrescenta nada ao gameplay. Ficar apertando botões pro outro personagem abrir caminho sozinho pra você... putz. Eu não chamaria isso de "bem adaptado", de jeito nenhum.

    Esse mesmo é um exemplo claro de jogo que não funcionou bem em outras plataformas, como você disse.

    @Duco escreveu:O problema de ter a segunda tela é simplesmente a perda de foco, um mapa na tela pode ser olhado a qualquer momento, se eu tenho que esperar uma reta ou decorar toda a pista então a falta do mapa está sendo um inconveniente.
    Mas esse inconveniente de olhar o mapa que você usa como exemplo, na realidade, já existe desde sempre. Numa corrida pau a pau no modo hard com competidores na sua cola e impedido de cometer erros, você vai mesmo olhar pro mapa mesmo que ele esteja na tela? Na minha opinião, esse é um detalhe que está sendo superestimado.
    Rayman Legends funcionou bem nas outras plataformas, não foi nada inovador, mas foi bem funcional. Vou mudar o termo então, não fiquei até agora impressionado com o GamePad. As fases com o Murphy foram legais, principalmente as primeiras foi algo diferente, mas próximo do fim eu já achava um saco, principalmente as mais complicadas que precisa girar até girar o gamepad. Tanto não teve nada de impressionante pra mim que o destaque do jogo foram os níveis musicais e o design dos níveis num geral que eram show.

    O Mario Kart é um dos exemplos, você pode ter inúmeras razões pra ter que olhar o mapa e em todas elas é muito mais prático fazer isso com ele sendo exibido em um canto da tela. Outros jogos com combate em tempo real que resolverem colocar informações relevantes no gamepad também vai ser um inconveniente, agora um jogo com combate por turnos por exemplo onde você pode parar e olhar na tela pra resolver os detalhes já pode ser mais prático, é uma questão de como as produtoras vão usar isso, e espero que usem com cuidado.
    avatar
    El Buga
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 3662
    Posts Posts : 3048

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por El Buga em Sex 29 Nov 2013, 17:09

    @Hadan escreveu:Pois é, cara. As gerações se estenderam um pouquinho nessa e, provavelmente, o façam um pouco mais mas, se considerarmos o "padrão" 5-6, temos 1/5 da geração já passado e... nada? O que mudou da geração PS2 pra PS3 é que o lance de gráficos já não era crucial para se vender consoles, os bits já não ditavam o que era bom ou não: o potencial do console diria tudo.
    Eu ainda considero 1/5 da geração o começo. É como se estivéssemos no final de 2007 falando do Wii. Pouco ainda foi feito pro Wii U, mas existem jogos de produtoras que mostraram entenderam a mensagem.

    @Hadan escreveu:Não se pode jogar a culpa da expectativa no público, afinal, boa parte dela é criada pelas próprias empresas. E isso deveria ser bom, não? Especialmente quando promessas são cumpridas. Se não se criar expectativas, como estimular alguém a adquirir um novo console? Não é justamente isso que a Nintendo fez ao lançar o Nes? Não é o mesmo que a Sega fez para superar a preferência da Nintendo com o Mega Drive e aquela com o Snes?

    Quando se criou (e cumpriu) expectativa sobre o DS e o Wii - devidamente cumpridas - foi um sucesso inegável. Não teve um ar de "ah, é isso?". Mas quando vem uma empresa e diz "nós temos uma forma revolucionária de se jogar" e apresenta um hardware com potencial, o que você espera do público senão um hype? Lembra da publicidade sobre a Power Glove? Vendo nas campanhas aquilo parece a origem do Wii Remote mas, quando o experimenta, vê que é apenas um periférico que simplesmente não funciona (ao menos, de forma minimamente adequada).
    A expectativa que a Nintendo criou foi de um controle com uma segunda tela touch que serviria de complemento para a tela da TV, que proporcionaria novas formas de jogar, de um jeito que não seria possível antes. Foi isso que eu vi nos comerciais.

    E não vejo como isso não teria sido cumprido. São poucos os jogos que levaram o GamePad adiante? Sim, mas no geral o Wii U ainda não tem uma biblioteca grande - embora também não seja pequena. Eu prefiro dar tempo ao tempo. Nenhum console é aproveitado ao máximo com um ano de vida - nem em potência, nem em jogabilidade.

    @Hadan escreveu:É por isso que nem sempre dá pra criticar a concorrência em permanecer, ao menos por um tempo, em trabalhar de forma mais tradicional e mercadologicamente aceita. Se não for pra cumprir promessas, melhor não fazê-las. Aliens: Marine e Duke Nukem Forever que o digam.
    Tentar é o mais importante. Tentar é que é válido, o resultado é uma consequência. Quem consegue é porque tentou. Agora, quem se acomoda apostará na mesma coisa pra sempre...

    @Duco escreveu:Rayman Legends funcionou bem nas outras plataformas, não foi nada inovador, mas foi bem funcional. Vou mudar o termo então, não fiquei até agora impressionado com o GamePad. As fases com o Murphy foram legais, principalmente as primeiras foi algo diferente, mas próximo do fim eu já achava um saco, principalmente as mais complicadas que precisa girar até girar o gamepad. Tanto não teve nada de impressionante pra mim que o destaque do jogo foram os níveis musicais e o design dos níveis num geral que eram show.

    O Mario Kart é um dos exemplos, você pode ter inúmeras razões pra ter que olhar o mapa e em todas elas é muito mais prático fazer isso com ele sendo exibido em um canto da tela. Outros jogos com combate em tempo real que resolverem colocar informações relevantes no gamepad também vai ser um inconveniente, agora um jogo com combate por turnos por exemplo onde você pode parar e olhar na tela pra resolver os detalhes já pode ser mais prático, é uma questão de como as produtoras vão usar isso, e espero que usem com cuidado.
    Sobre RL, acho que um jogo em que em determinadas fases você aperta A pra prosseguir e mais nada não é um jogo bem feito e bem adaptado. Eu achei muito fodas as partes de girar o gamepad, como eu disse, era a minha coordenação motora sendo testada de um modo além de apertar botões e inclinar alavancas. Palavra chave: além.

    Sobre MK, o simples fato de olhar o mapa do lado da tela já te desvia o foco da corrida, ainda mais em jogo onde você precisa ter a precisão de um fio de cabelo como F-Zero. Mas realmente, no final das contas tudo é uma questão de como as produtoras vão evitar esse cenário de te fazer olhar a tela do Gamepad num momento inadequado. Uma produtora que fizer isso terá cometido um erro GRAVE. Mas confio nos estúdios da Nintendo, não acho que fariam uma cagada assim.

    Concordemos em discordar então? Minha opinião sobre este assunto é quase que diametralmente oposta à sua.

    No entanto gostei da forma como vocês expuseram seus pontos de vista, foi muito bom debater desta maneira. =)
    avatar
    Hadan
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 861
    Posts Posts : 2757

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Hadan em Sex 29 Nov 2013, 18:47

    Eu também!
    avatar
    Alejandro_
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1404
    Posts Posts : 3901

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Alejandro_ em Sex 29 Nov 2013, 18:52



    Esse mario sendo 2 top seller no japão, e, no USA,  5 Very Happy 


    Última edição por Alejandro U em Sex 29 Nov 2013, 23:30, editado 1 vez(es)

    Duco
    Veterano Nv.33
    Veterano Nv.33

    Karma Karma : 845
    Posts Posts : 1210

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Duco em Sex 29 Nov 2013, 20:21

    Alejandro U escreveu:NAO VENDEU CONSOLE?NAO VENDEU JOGO? 3 motivos de estarem errados

    http://www.vgchartz.com/

    1:Esse mario sendo 2 top seller no japão, e, no USA,  5

    2:

    3: wii u vendeu 63% dessa geração
    em comparação:
    Psvita: 14%
    PS4:18%
    Xboxone:18%
    3DS:85%

    Ainda podem dizer que a nintendo vai falir e o wii u fracassar? acho que não

    Fonte: http://www.vgchartz.com/

    Como assim? PS4 foi lançado só nos EUA, com estoque limitado que acabou nos primeiros dias.

    XOne foi lançado a uma semana

    E com base em uma semana vai se concluir que uma empresa ou outra vai falir ou ser bem sucedida? Não né?

    Duco
    Veterano Nv.33
    Veterano Nv.33

    Karma Karma : 845
    Posts Posts : 1210

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Duco em Sex 29 Nov 2013, 21:38

    @El Buga escreveu:

    No entanto gostei da forma como vocês expuseram seus pontos de vista, foi muito bom debater desta maneira. =)
    hehe, sem crise, na verdade como eu disse num dos posts anteriores, gosto e muito do meu WiiU, só acho que o gamepad ainda tem que mostrar a que veio. Sempre impliquei também com a falta de jogos, principalmente porque comprei razoavelmente cedo meu console e a Nintendo resolveu adiar os lançamentos, mas esse problema felizmente já está no fim.

    No mais é sempre bom poder debater e ver que felizmente as pessoas tem opiniões diferentes, um mundo com todo mundo pensando da mesma forma seria péssimo =)
    avatar
    Alejandro_
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1404
    Posts Posts : 3901

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Alejandro_ em Sex 29 Nov 2013, 23:31

    @Duco escreveu:
    Alejandro U escreveu:NAO VENDEU CONSOLE?NAO VENDEU JOGO? 3 motivos de estarem errados

    http://www.vgchartz.com/

    1:Esse mario sendo 2 top seller no japão, e, no USA,  5

    2:

    3: wii u vendeu 63% dessa geração
    em comparação:
    Psvita: 14%
    PS4:18%
    Xboxone:18%
    3DS:85%

    Ainda podem dizer que a nintendo vai falir e o wii u fracassar? acho que não

    Fonte: http://www.vgchartz.com/

    Como assim? PS4 foi lançado só nos EUA, com estoque limitado que acabou nos primeiros dias.

    XOne foi lançado a uma semana

    E com base em uma semana vai se concluir que uma empresa ou outra vai falir ou ser bem sucedida? Não né?
    Droga não vi essas informações!
    Apagando o resto do comentario...

    Conteúdo patrocinado

    Re: Vendas da semana no Japão (Nov 18 - Nov 24) - Wii U 21k na semana do Mario, que vendeu 99k

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex 15 Dez 2017, 16:12