Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Compartilhe

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por raphael.almeidamartins em Dom 10 Nov 2013, 23:50

    Gente, o 3DS é o console da Nintendo com mais apoio de thirds da história (provavelmente), mas olha só os jogos de mais sucesso desse ano:

    - Fire Emblem Awakening;
    - Animal Crossing;
    - Mario & Luigi Dream Team;
    - Luigi's Mansion Dark Moon;
    - Monster Hunter 4;
    - Pokémon X/Y.

    Dos 6, 5 são da Nintendo. É muito difícil concorrer contra a Nintendo nas suas plataformas -.-. Os nintendistas estão mimados com o alto padrão de qualidade dos jogos da Nintendo e não vão comprar um game só pq é de third lol

    Eu fico pensando se por um acaso os jogos da Nintendo fossem lançados para as outras plataformas, eu acho q eles seriam igualmente populares (principalmente Zelda e Mario) pisando em cima da maior parte das softhouses lol
    avatar
    Kenshiro_sama
    Membro Nv.20
    Membro Nv.20

    Karma Karma : 87
    Posts Posts : 228

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Kenshiro_sama em Seg 11 Nov 2013, 01:33

    Simplesmente não faz sentido à Nintendo financiar as thirties, para portar seus jogos para o Wii U. O máximo que  a Nintendo poderia fazer nesses casos, é dar algum auxílio na programação (algumas dicas, por exemplo). Afinal, a Nintendo já oferece o kit de desenvolvimento de graça para as thirdies; e ainda querem mais?
    A Nintendo só deve oferecer algum $$$ para as thirdies, quando o jogo em questão for exclusivo de suas plataformas. Não se deve dar 1 centavo sequer, a quem não quer oferecer exclusividade.
    avatar
    victorarabi
    Membro Nv.14
    Membro Nv.14

    Karma Karma : 58
    Posts Posts : 169

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por victorarabi em Seg 11 Nov 2013, 12:06

    O SpecialAgentZ falou tudo que tinha de ser falado!

    Não acho que seja justo pagar para ter uma vulga semi exclusividade.
    Você consegue exclusividade com o que a Nintendo conseguiu com o MH no 3DS, vende horrores!
    Dificilmente veremos um Monster Hunter em outro console que não da Nintendo nessa geração, e ela precisou pagar a Capcom para isso?

    Ela apoia e investe SIM em 3rd... olha a quantidade absurda de indies que estão saindo para o Wii U e 3DS! Os dois últimos grandes jogos de 3rd que sairam tiveram as suas melhores versões, por unanimidade, no Wii U (Batman e AC:4). 

    Então eu realmente acho que ela está correta!
    avatar
    AlexOk
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1233
    Posts Posts : 2998

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por AlexOk em Seg 11 Nov 2013, 12:22

    @raphael.almeidamartins escreveu:Gente, o 3DS é o console da Nintendo com mais apoio de thirds da história (provavelmente), mas olha só os jogos de mais sucesso desse ano:

    - Fire Emblem Awakening;
    - Animal Crossing;
    - Mario & Luigi Dream Team;
    - Luigi's Mansion Dark Moon;
    - Monster Hunter 4;
    - Pokémon X/Y.

    Dos 6, 5 são da Nintendo. É muito difícil concorrer contra a Nintendo nas suas plataformas -.-. Os nintendistas estão mimados com o alto padrão de qualidade dos jogos da Nintendo e não vão comprar um game só pq é de third lol

    Eu fico pensando se por um acaso os jogos da Nintendo fossem lançados para as outras plataformas, eu acho q eles seriam igualmente populares (principalmente Zelda e Mario) pisando em cima da maior parte das softhouses lol
    por isso mesmo, já temos jogos perfeitos que pra mim, já me satisfaz só nos consoles da mesma, pra que eu vou comprar outros jogos de third que não me agrade? só pra ela receber mais apoio?
    Pfvr, eu jogo games bons e do estilo que me agrade, e isso eu tenho nos exclusivos da Nintendo. jogos third's é lucro, não necessário.
    (pra mim)
    avatar
    Hadan
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 861
    Posts Posts : 2757

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Hadan em Seg 11 Nov 2013, 12:31

    @SpecialAgentZ escreveu:E vocês acham certo que ela tenha que pagar para receber jogos que outras recebem "de graça"? Ou entre nessa sujeira da MS e Sony e as editoras, de ficar segurando exclusividade temporária, pagando para bloquear DLC e conteúdo em outras plataformas para torna-las os exclusivos sendo que de outra forma não o seriam?

    Alguém ao menos leu o texto antes de comentar? É incentivo $$. É um dos pilares do que causa câncer na atual indústria de jogos. As fabricantes aproveitam isso, e as editoras já esperam isso e agem conforme tal.

    -
    Prefiro ver a grana investida em desenvolvimento de titulos realmente exclusivos como W101, Bayo 2, Lego City, do que ver o famoso "chapéu de dinheiro" usado para criar essas exclusividades artificiais ou pagar para receber um jogo que todas estão recebendo, conteúdo que todas estão recebendo...
    Nintendo fez isso historicamente em seu Nes e Snes, o que prejudicou enormemente a Sega nos Estados Unidos. Ela queria monopólio, ganhou grana com isso e, agora que já não é mais a queridinha, tem de rebolar. 


    Dos contratos malucos dela, as terceiras tinham de dar um percentual das vendas para utilizar a patente dos cartuchos. Comprar o kit de desenvolvimento, pedir autorização para produzir jogos e, no fim das contas, ainda repassar parte dos lucros - e isso que console não vende sem jogos e todo o investimento vinha dos estúdios. Mas, com a decadência da Atari, ou era pegar a Nintendo ou baixar as portas.


    No Snes isso reduziu um pouco porque outros consoles com potencial vieram a público e finalmente minguou no N64. A Nintendo é uma mercenária de mão cheia. Nunca tratou bem as thirdies.

    Não tou dizendo que fico contente com essa situação e má fase da Nintendo. Apenas é um tanto óbvio que um mal relacionamento anterior gerou todo esse atual mal estar, somando ao fato de que concorrentes ofereceram ao mercado o que ele queria, unindo o útil ao agradável.

    Receita da grana: faz o que todo mundo faz oferecendo o melhor possível com um menor custo ou oferece algo estupendo e venda muito bem a ideia. A Nintendo já fez isso antes, pode muito bem fazer de novo.

    Investimento agora é câncer.. Nintendo fez/faz isso com a Camelot (que é second) e ninguém chia. Do jeito que a coisa caminha, o mínimo que a Nintendo pode fazer é arcar com parte dos custos e possíveis prejuízos, até porque, esse cenário é culpa exlusiva dela. É muito fácil criticar a Ubi, a Activison e a EA por desistirem ou minguarem os lançamentos mas se faz o melhor com as ferramentas que se têm em mãos. E, infelizmente, o Wii U não parece a ferramenta adequada para o público em geral, tampouco para o público Nintendo.

    Até entendo o que o user de cima disse ao afirmar que, se ele não compra Nintendo, deixa de usufruir uma série de produtos de que gosta e se deleita. Isso é bastante razoável e justo. Agora, por não ter apoio simplesmente rechaça com o velho discurso "não precisamos dos outros".
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Convidado em Seg 11 Nov 2013, 13:36

    @Hadan escreveu:
    Spoiler:

    @SpecialAgentZ escreveu:E vocês acham certo que ela tenha que pagar para receber jogos que outras recebem "de graça"? Ou entre nessa sujeira da MS e Sony e as editoras, de ficar segurando exclusividade temporária, pagando para bloquear DLC e conteúdo em outras plataformas para torna-las os exclusivos sendo que de outra forma não o seriam?

    Alguém ao menos leu o texto antes de comentar? É incentivo $$. É um dos pilares do que causa câncer na atual indústria de jogos. As fabricantes aproveitam isso, e as editoras já esperam isso e agem conforme tal.

    -
    Prefiro ver a grana investida em desenvolvimento de titulos realmente exclusivos como W101, Bayo 2, Lego City, do que ver o famoso "chapéu de dinheiro" usado para criar essas exclusividades artificiais ou pagar para receber um jogo que todas estão recebendo, conteúdo que todas estão recebendo...
    Nintendo fez isso historicamente em seu Nes e Snes, o que prejudicou enormemente a Sega nos Estados Unidos. Ela queria monopólio, ganhou grana com isso e, agora que já não é mais a queridinha, tem de rebolar. 


    Dos contratos malucos dela, as terceiras tinham de dar um percentual das vendas para utilizar a patente dos cartuchos. Comprar o kit de desenvolvimento, pedir autorização para produzir jogos e, no fim das contas, ainda repassar parte dos lucros - e isso que console não vende sem jogos e todo o investimento vinha dos estúdios. Mas, com a decadência da Atari, ou era pegar a Nintendo ou baixar as portas.


    No Snes isso reduziu um pouco porque outros consoles com potencial vieram a público e finalmente minguou no N64. A Nintendo é uma mercenária de mão cheia. Nunca tratou bem as thirdies.

    Não tou dizendo que fico contente com essa situação e má fase da Nintendo. Apenas é um tanto óbvio que um mal relacionamento anterior gerou todo esse atual mal estar, somando ao fato de que concorrentes ofereceram ao mercado o que ele queria, unindo o útil ao agradável.

    Receita da grana: faz o que todo mundo faz oferecendo o melhor possível com um menor custo ou oferece algo estupendo e venda muito bem a ideia. A Nintendo já fez isso antes, pode muito bem fazer de novo.

    Investimento agora é câncer.. Nintendo fez/faz isso com a Camelot (que é second) e ninguém chia. Do jeito que a coisa caminha, o mínimo que a Nintendo pode fazer é arcar com parte dos custos e possíveis prejuízos, até porque, esse cenário é culpa exlusiva dela. É muito fácil criticar a Ubi, a Activison e a EA por desistirem ou minguarem os lançamentos mas se faz o melhor com as ferramentas que se têm em mãos. E, infelizmente, o Wii U não parece a ferramenta adequada para o público em geral, tampouco para o público Nintendo.

    Até entendo o que o user de cima disse ao afirmar que, se ele não compra Nintendo, deixa de usufruir uma série de produtos de que gosta e se deleita. Isso é bastante razoável e justo. Agora, por não ter apoio simplesmente rechaça com o velho discurso "não precisamos dos outros".
    Sem ofensas, mas... "não precisamos":

    http://www.vgchartz.com/article/251297/top-10-selling-nintendo-games-wii-sports-super-mario-bros/

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=DS&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=3DS&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=GB&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=GBA&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=GC&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=N64&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=NES&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=SNES&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=Wii&genre=&minSales=0&results=200

    "Nunca precisamos", tendo o console mais vendido ou não, sempre os softwares da nintendo vendem mais, uma parte dos consumidores dizem que querem thirdies, mas no fim querem só pra dizerem que tem, já que compram apenas ou dão preferencia aos jogos da nintendo dentro dela.

    As thirides, algumas são muito mercenárias, chegando ao ponto de EA ser eleita duas vezes a pior empresa do EUA, e a nintendo já chegou a ser eleita a empresa Nº1 onde as japonesas desejam que seus maridos trabalhem.

    Não estou dizendo que a nintendo é santa, mas as thirdies de modo geral são piores, e ainda temos o fato de que quando não tem escolha (Nintendo 3DS) as thirdies produzem jogos para o console não importando ser da nintendo e abandonam a empresa que mais da apoio a elas (Sony e PSVita), sendo que com os jogos delas a situação do console melhoraria.

    A nintendo é "mercenária"? sim, mas as thirdies são piores, pois além de "mercenárias" elas são do tipo que abandonam o barco e amor pela empresa assim que as coisas começam a ficar feias e elas poderiam ajudar a melhorar (PSVita).

    Mas no fim não importa, o que importa para o consumidor são os jogos que eles terão, e que no caso da nintendo aparentemente eles vão para os dela, vendendo muito ou pouco console.=D
    avatar
    Hadan
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 861
    Posts Posts : 2757

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Hadan em Seg 11 Nov 2013, 14:00

    Hunk escreveu:
    Sem ofensas, mas... "não precisamos":

    http://www.vgchartz.com/article/251297/top-10-selling-nintendo-games-wii-sports-super-mario-bros/

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=DS&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=3DS&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=GB&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=GBA&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=GC&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=N64&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=NES&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=SNES&genre=&minSales=0&results=200

    http://www.vgchartz.com/gamedb/?name=&publisher=&platform=Wii&genre=&minSales=0&results=200

    "Nunca precisamos", tendo o console mais vendido ou não, sempre os softwares da nintendo vendem mais, uma parte dos consumidores dizem que querem thirdies, mas no fim querem só pra dizerem que tem, já que compram apenas ou dão preferencia aos jogos da nintendo dentro dela.

    As thirides, algumas são muito mercenárias, chegando ao ponto de EA ser eleita duas vezes a pior empresa do EUA, e a nintendo já chegou a ser eleita a empresa Nº1 onde as japonesas desejam que seus maridos trabalhem.

    Não estou dizendo que a nintendo é santa, mas as thirdies de modo geral são piores, e ainda temos o fato de que quando não tem escolha (Nintendo 3DS) as thirdies produzem jogos para o console não importando ser da nintendo e abandonam a empresa que mais da apoio a elas (Sony e PSVita), sendo que com os jogos delas a situação do console melhoraria.

    A nintendo é "mercenária"? sim, mas as thirdies são piores, pois além de "mercenárias" elas são do tipo que abandonam o barco e amor pela empresa assim que as coisas começam a ficar feias e elas poderiam ajudar a melhorar (PSVita).

    Mas no fim não importa, o que importa para o consumidor são os jogos que eles terão, e que no caso da nintendo aparentemente eles vão para os dela, vendendo muito ou pouco console.=D
    Em consoles Nintendo é meio óbvio. Se jogos thirdie vendessem mais do que first então pode-se dizer que o software é um fracasso. Agora, se ignorar o fato de que em momentos cruciais para o mercado vendem menos que thirdies nos concorrentes, daí serão outros quinhentos, já que será uma via de mão única que só beneficia a Nintendo. Daí é fácil "argumentar".


    Em relação a hardware, disse isso várias vezes antes no Fórum e volto a dizer: produtos first e second nos consoles Nintendo que tive e tenho foram/são poucos. Dei preferência maior no 3DS, como todos veem em minha assinatura. Ainda assim, Mario Kart 7 está abandonado, Animal Crossing idem e o que ainda tem me mantido é Pokémon - que vario com o Revelations. Particularmente, para mim, software Nintendo nunca foi caso primordial para adquirir um console seu, especialmente portáteis. Meu DS Lite nunca viu um jogo Nintendo. Exceto por F-Zero Maximum Velocity, o mesmo para meu GBA. Color, somente Oracle of Ages. Snes, somente Donkey Kong Country 3. Resto, tudo thirdie. E não, não afirmo isso só pra "falar que tenho". Definitivamente não alimento carisma pelas mascotes da Nintendo. É meu "não gosto", não fale por mim.


    As thirdies, em sua grande maioria, realmente são mercenárias. Aqueles ports ridículos de Fifa para o Wii, em especial quando somente atualizaram o uniforme, é realmente escroto. Tem muita podreira vinda de terceiras mas isso também vem da Nintendo e seus 3 Mario Party por console desde seu lançamento (3 pro N64, 4 pro GC, 2 pro Wii - fora o MP 2 que foi lançado no VC, salvo engano). E ainda reclamam dos "CoD da vida". Sem falar que Mario está em tudo quanto é coisa, numa tentativa de tapar buraco em lançamentos. Só falta um "War Paper Bros." Enquanto isso, F-Zero, Metroid, Kirby ficam de fora. Ao mesmo tempo em que não se lança um F-Zero "por não ter nada de novo a apresentar na franquia" reciclam, relançam e empurram Mario. É a principal franquia, óbvio de ser explorada mas já deu. Há muito.


    A EA foi eleita a pior empresa concernente a atendimento ao consumidor, o que, "per se", é péssimo. Como não tenho esposo japonês, não me importo que ele trabalhe na Nintendo. Mas, cá pra nós: a Toyota tem um índice de satisfação entre seus empregador beeeem superior à Nintendo. Dê uma pesquisada.


    As produtoras de jogos, como qualquer outra empresa, irá de encontro onde terão um retorno à altura do investimento. Se migram de um lado a outro é um curso natural do mercado. Compete a quem delas também depende firmar parcerias e acordos que as mantenham consigo. Resumindo, são tudo a mesma bost@ (já me antecipando perdões pela expressão). No fim das contas, quem se ferra somos nós, o alvo dessa zona toda.
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Convidado em Seg 11 Nov 2013, 14:09

    @Hadan

    Você não entendeu, eu quis dizer de modo geral, não quero dizer que todos os jogadores da nintendo só querem thirdies pra dizer que tem, mas a grande maioria não liga para eles e os jogos vendidos são prova disso.

    Sobre a questão de satisfação do cliente, eu quis dizer no ramo de videogames, onde a nintendo acaba sendo uma das "menos piores".

    Sobre Mario, não acho que esteja desgastado, já que os generos são variados, ela só usa a imagem do "Jumpman" coisa que ela faz a anos, mas no fim o que importa é o genero do jogo, e mario é bem variado nesse quesito.

    Enfim, eu não estou dizendo que 100% dos jogadores da nintendo só ligam para  a nintendo, mas a grande maioria acaba dando preferencia a ela.=D
    avatar
    Hadan
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 861
    Posts Posts : 2757

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Hadan em Seg 11 Nov 2013, 14:27

    Hunk escreveu:@Hadan

    Você não entendeu, eu quis dizer de modo geral, não quero dizer que todos os jogadores da nintendo só querem thirdies pra dizer que tem, mas a grande maioria não liga para eles e os jogos vendidos são prova disso.

    Sobre a questão de satisfação do cliente, eu quis dizer no ramo de videogames, onde a nintendo acaba sendo uma das "menos piores".

    Sobre Mario, não acho que esteja desgastado, já que os generos são variados, ela só usa a imagem do "Jumpman" coisa que ela faz a anos, mas no fim o que importa é o genero do jogo, e mario é bem variado nesse quesito.

    Enfim, eu não estou dizendo que 100% dos jogadores da nintendo só ligam para  a nintendo, mas a grande maioria acaba dando preferencia a ela.=D
    Concordo no lance de "não se importarem". De fato, falando, não é que "não se importam", não fazem questão de tais jogos porque os têm em um segundo console. Quantos fanáticos (no bom sentido) pela Nintendo não possuem o hardware desta e um segundo console (ou PC) para thirdies? Isso é algo que se tornou mais comum na era N64. O que vemos hoje é praticamente a necessidade de termos, ao menos, 2 consoles por geração, algo que não havia no Nes/Master ou no Snes/MD (excluindo os demais consoles sem tanta relevância).


    Você tinha bons produtos em ambos (bem mais nos da Nintendo que na Sega) sem precisar dos dois. Hoje se tem um hardware da Nintendo para os jogos típicos mas, se quiser usufruir de thirdies, lá se vai mais grana para mais consoles e jogos. Conheço caras que possuem não apenas os 3 consoles das gerações (desde a era Cube/PS2/Xbox) como também mantém o PC. Um pouco exagerado sob meu ponto de vista mas é assim que alguns fazem. 


    O que me indigna pela Nintendo não é a manutenção de suas franquias (senão perderia totalmente o foco, como a Sega) mas, sim, jogar toda a responsabilidade sobre elas, fechando portas invés de abri-las. 


    Concernente a Mario, se a Nintendo fizesse ótimos jogos com os mesmos cenários em que o Mario se encontra (ou se fizesse isso antes) não faria tanto sucesso. Mas, como é um jogo com o Mario, faz todo o sentido vende-los. Como em "Tennis" (GB/Nes) em que o árbitro é o bigodudo. Uma superexposição do personagem o desgasta. Foi bem isso com o Sonic na era Cube em que ele tinha ponta em tudo quanto era lugar.



    Não sou fã de Mario, nunca tive o seguinte jogo mas é um de meus jogos favoritos: Super Mario World. Perfeito em todos os sentidos. Amo Yoshi's Island, tão criativo, tão bonito, tão genial! Um novo enfoque sobre Mario que não há como não ser cativado. No entanto, os atuais...

    Respeito a Nintendo. Gosto da Nintendo. Abri meu coração para franquias suas que nunca tinha dado moral, fiz questão de insistir com amigos para comprarem o produto (algumas vezes fui bem sucedido), me diverti, enfim.. Mas não é o essencial do mercado de games para mim. Posso não ter seus hardware caseiros mas, enquanto os portáteis forem fenomenais, com os excelentes jogos thirdie (e se Pokémon continuar genial eu fico de vez na franquia), certamente separarei uma boa grana para ela.
    avatar
    djbereta
    Veterano Nv.3
    Veterano Nv.3

    Karma Karma : 191
    Posts Posts : 451

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por djbereta em Seg 11 Nov 2013, 14:34

    @raphael.almeidamartins escreveu:Gente, o 3DS é o console da Nintendo com mais apoio de thirds da história (provavelmente), mas olha só os jogos de mais sucesso desse ano:

    - Fire Emblem Awakening;
    - Animal Crossing;
    - Mario & Luigi Dream Team;
    - Luigi's Mansion Dark Moon;
    - Monster Hunter 4;
    - Pokémon X/Y.

    Dos 6, 5 são da Nintendo. É muito difícil concorrer contra a Nintendo nas suas plataformas -.-. Os nintendistas estão mimados com o alto padrão de qualidade dos jogos da Nintendo e não vão comprar um game só pq é de third lol

    Eu fico pensando se por um acaso os jogos da Nintendo fossem lançados para as outras plataformas, eu acho q eles seriam igualmente populares (principalmente Zelda e Mario) pisando em cima da maior parte das softhouses lol
    Thirdies, no sentido de Capcom, Konami e cia. Não thirdies particulares da Nintendo, como a Intelligent Systems e a Game Freak.
    avatar
    SpecialAgentZ
    Veterano Nv.20
    Veterano Nv.20

    Karma Karma : 1564
    Posts Posts : 888

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por SpecialAgentZ em Seg 11 Nov 2013, 15:29

    @Hadan escreveu:
    @SpecialAgentZ escreveu:E vocês acham certo que ela tenha que pagar para receber jogos que outras recebem "de graça"? Ou entre nessa sujeira da MS e Sony e as editoras, de ficar segurando exclusividade temporária, pagando para bloquear DLC e conteúdo em outras plataformas para torna-las os exclusivos sendo que de outra forma não o seriam?

    Alguém ao menos leu o texto antes de comentar? É incentivo $$. É um dos pilares do que causa câncer na atual indústria de jogos. As fabricantes aproveitam isso, e as editoras já esperam isso e agem conforme tal.

    -
    Prefiro ver a grana investida em desenvolvimento de titulos realmente exclusivos como W101, Bayo 2, Lego City, do que ver o famoso "chapéu de dinheiro" usado para criar essas exclusividades artificiais ou pagar para receber um jogo que todas estão recebendo, conteúdo que todas estão recebendo...
    Nintendo fez isso historicamente em seu Nes e Snes, o que prejudicou enormemente a Sega nos Estados Unidos. Ela queria monopólio, ganhou grana com isso e, agora que já não é mais a queridinha, tem de rebolar.


    Dos contratos malucos dela, as terceiras tinham de dar um percentual das vendas para utilizar a patente dos cartuchos. Comprar o kit de desenvolvimento, pedir autorização para produzir jogos e, no fim das contas, ainda repassar parte dos lucros - e isso que console não vende sem jogos e todo o investimento vinha dos estúdios. Mas, com a decadência da Atari, ou era pegar a Nintendo ou baixar as portas.


    No Snes isso reduziu um pouco porque outros consoles com potencial vieram a público e finalmente minguou no N64. A Nintendo é uma mercenária de mão cheia. Nunca tratou bem as thirdies.

    Não tou dizendo que fico contente com essa situação e má fase da Nintendo. Apenas é um tanto óbvio que um mal relacionamento anterior gerou todo esse atual mal estar, somando ao fato de que concorrentes ofereceram ao mercado o que ele queria, unindo o útil ao agradável.
    E isso todos já estão carecas de saber. As thirdies pularam fora da Nintendo tempos atrás, e teriam pulado antes se tivessem a oportunidade.


    Receita da grana: faz o que todo mundo faz oferecendo o melhor possível com um menor custo ou oferece algo estupendo e venda muito bem a ideia. A Nintendo já fez isso antes, pode muito bem fazer de novo.

    Investimento agora é câncer.. Nintendo fez/faz isso com a Camelot (que é second) e ninguém chia. Do jeito que a coisa caminha, o mínimo que a Nintendo pode fazer é arcar com parte dos custos e possíveis prejuízos, até porque, esse cenário é culpa exlusiva dela.
    E de onde eu falei que Investimento é câncer? Amigo, não confunda as coisas.
    Leia novamente lá em cima e faça o favor de não distorcer as coisas insinuando que eu falei algo com um sentido completamente do que realmente disse. Vou acreditar que foi apenas uma confusão.

    Investimento é bom ser feito onde tem que ser feito. Bancando produção de jogos inéditos, encomendando títulos de estúdios externos, como ela fez agora com Mario e Sonic Olympic Games, W101, Bayo 2 e Lego City e inclusive como fez com a Camelot (caso esteja se referindo a Camelot do Golden Sun e outros trocentos titulos Mario). Isso é completamente saudável.

    O que não é saudável é ela fazer uma cruzada pagando para receber títulos multiplataforma que outros recebem naturalmente (menos ela), pagando para receber DLC, pagando para segurar conteúdo em jogos muti, pagando para tornar um jogo exclusivo temporário ou bloquear ele em outras plataformas (MS faz muito deste ultimo), tendo de pagar para receber o titulo de forma integral, que é exatamente o que essa noticia ai sugere: moneyhat do pior tipo.

    Por mais que você diga que não curte Mario (também não sou chegado), que não compra muitos firsts da Nintendo, Maioria >> Você. E a Maioria que compra Nintendo, compra pensando em Nintendo e Exclusivos e as vendas refletem isso muito bem. Exatamente o oposto que acontece no Xbox e Playstation.

    Incrivelmente, querem que siga esse caminho. E incrivelmente, sem seguir essa abordagem, ela lucrou a geração passada inteira, desde o inicio e muito mais do que as outras, lucrou até com o Cube e 64, e as outras que fazem isso, tiveram suas divisões de games postando vermelho e sugando dinheiro por quase toda a última geração. Baita conselho de bêbado.

    Isso ai ainda criaria precedentes, e ai seria mais um motivo para thirds virarem a cara para futuros consoles dela, visto que poderiam usar isso como jogo, exigindo compensação para apoiarem a plataforma. E é de Nintendo que falamos, isso é possível. Seria muito melhor segurar a onda como der (como ela faz há muito tempo), e se achar necessário, muda a abordagem no próximo console, sem criar precedentes para exigências absurdas.

    Se é para jogar dinheiro ao vento, que invistam em produções exclusivas, continuem bancando projetos, contratem estúdios, e, melhor ainda, invistam no potencial dos estúdios internos, saindo da zona de conforto e botando eles para criar em vez de se apoiarem apenas em IPs e franquias já consagradas.

    Aliás, falo de novo: Retro não é equipe para fazer Donkey Kong Returns da vida. Ela tem capacidade de fazer bem mais do que isso, e seria o lugar ideal para começar a extrair criatividade e coisas frescas.
    avatar
    Guto V.A
    Membro Nv.22
    Membro Nv.22

    Karma Karma : 64
    Posts Posts : 242

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Guto V.A em Seg 11 Nov 2013, 15:54

    Troquem "incentivos" por "dinheiro"
    avatar
    BetoSantos
    Membro Nv.15
    Membro Nv.15

    Karma Karma : 594
    Posts Posts : 175

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por BetoSantos em Seg 11 Nov 2013, 16:06

    Spoiler:

    @Hadan escreveu:
    @SpecialAgentZ escreveu:E vocês acham certo que ela tenha que pagar para receber jogos que outras recebem "de graça"? Ou entre nessa sujeira da MS e Sony e as editoras, de ficar segurando exclusividade temporária, pagando para bloquear DLC e conteúdo em outras plataformas para torna-las os exclusivos sendo que de outra forma não o seriam?

    Alguém ao menos leu o texto antes de comentar? É incentivo $$. É um dos pilares do que causa câncer na atual indústria de jogos. As fabricantes aproveitam isso, e as editoras já esperam isso e agem conforme tal.

    -
    Prefiro ver a grana investida em desenvolvimento de titulos realmente exclusivos como W101, Bayo 2, Lego City, do que ver o famoso "chapéu de dinheiro" usado para criar essas exclusividades artificiais ou pagar para receber um jogo que todas estão recebendo, conteúdo que todas estão recebendo...
    Nintendo fez isso historicamente em seu Nes e Snes, o que prejudicou enormemente a Sega nos Estados Unidos. Ela queria monopólio, ganhou grana com isso e, agora que já não é mais a queridinha, tem de rebolar. 


    Dos contratos malucos dela, as terceiras tinham de dar um percentual das vendas para utilizar a patente dos cartuchos. Comprar o kit de desenvolvimento, pedir autorização para produzir jogos e, no fim das contas, ainda repassar parte dos lucros - e isso que console não vende sem jogos e todo o investimento vinha dos estúdios. Mas, com a decadência da Atari, ou era pegar a Nintendo ou baixar as portas.


    No Snes isso reduziu um pouco porque outros consoles com potencial vieram a público e finalmente minguou no N64. A Nintendo é uma mercenária de mão cheia. Nunca tratou bem as thirdies.

    Não tou dizendo que fico contente com essa situação e má fase da Nintendo. Apenas é um tanto óbvio que um mal relacionamento anterior gerou todo esse atual mal estar, somando ao fato de que concorrentes ofereceram ao mercado o que ele queria, unindo o útil ao agradável.

    Receita da grana: faz o que todo mundo faz oferecendo o melhor possível com um menor custo ou oferece algo estupendo e venda muito bem a ideia. A Nintendo já fez isso antes, pode muito bem fazer de novo.

    Investimento agora é câncer.. Nintendo fez/faz isso com a Camelot (que é second) e ninguém chia. Do jeito que a coisa caminha, o mínimo que a Nintendo pode fazer é arcar com parte dos custos e possíveis prejuízos, até porque, esse cenário é culpa exlusiva dela. É muito fácil criticar a Ubi, a Activison e a EA por desistirem ou minguarem os lançamentos mas se faz o melhor com as ferramentas que se têm em mãos. E, infelizmente, o Wii U não parece a ferramenta adequada para o público em geral, tampouco para o público Nintendo.
    Hadan:
    Não é porque a Nintendo já fez no passado -e que é o praticado agora- que é justificável fazer novamente. É danoso para o mercado e a concorrência em qualquer época, circunstância e contexto. Acaba dando margem para que as 3rds, ousem mais nessa política de “quem paga mais, recebe melhor e prejudica as outras”.

    Sempre parto pelo pressuposto -e reconheço que é uma utopia minha, ainda mais nesse mundo capitalista- que as 3rds devem ser livres para lançarem em qualquer plataforma, e não mediante a generosos “incentivos”. Pois sem dúvidas, teríamos mais jogos bem trabalhados e de maior qualidade e menos discrepâncias entre versões de um mesmo título em diferentes plataformas.

    E estamos discutindo acerca das 3rds e não das 2nds, que possuem uma relação mais íntima com as fabricantes de hardware, sendo que algumas tem como acionistas majoritários as próprias fabricantes e aí que justificaria uma exclusividade, como exemplo temos a Monolith Soft. 

    Além disso, existe uma linha muito tênue entre uma concorrência ética e uma concorrência desleal.

    O antigo presidente da BigN que era a favor dessas políticas todas que as softs estão acostumadas a praticar, faleceu há pouco tempo. Que descanse em paz.

    Na Nintendo, os tempos são outros, o presidente é outro, a filosofia da empresa é outra.

    E a Sega quebrou, principalmente, por decisões equivocadas dela mesma.

    Entretanto, eu achei até interessante o Hadan trazer alguns dados do passado da BigN à tona, para percebermos como tudo muda com o tempo.

    E, se após todas essas mudanças que vieram junto com a gestão de Iwata, ainda tem 3rd de birrinha e “de mal” por causa das políticas que a Nintendo tomava há quase 20 anos atrás, sob uma administração totalmente diferente, esperando que a mesma vá fazer “as pazes” entrando nesse leilão e guerra de preços e dando capital para ter jogos de One e PS4 portados para o WiiU: I´m sorry. Vai ficar chupando dedo.

    Águas passadas não movem moinhos...



    Última edição por BetoSantos em Seg 11 Nov 2013, 16:58, editado 1 vez(es)
    avatar
    Hadan
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 861
    Posts Posts : 2757

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Hadan em Seg 11 Nov 2013, 16:18

    Special, errei, não. O tom de "incentivo" trazido soa como "miché para prostitutas" quando, em verdade, é assumir parte dos riscos. Não distorci o que disse, transcrevi o que entendi.

    Pense que você tem um hardware razoável e que uma produtora possui um projeto incrível, que aumentará consideravelmente as vendas de seu produto mas, que por limitações materiais, não poderá vir sozinho ao mundo. Você não bancaria parte do projeto com um retorno praticamente certo, assumindo parte dos riscos?

    Muito legal a Ubi ter arriscado o Zombie U, sozinha e ficar no prejuízo enquanto a Nintendo chora suas mágoas. Na verdade, acho até que tirar a exclusividade de Rayman foi uma resposta - e merecida, se o for. Taí o lance de "sair da mesmice" de um estúdio sem que a Nintendo arriscasse o lindo pescocinho mas, se fosse um sucesso comercial, taria nadando nas lindas moedinhas no suor da produtora.

    As thirdies abandonaram a Nintendo justamente por não dar a liberdade de que necessitavam ou oferecer um hardware que oportunizasse novos projetos. Você vê frescuras do tipo "selo de qualidade Sony", "selo de qualidade MS", "selo de qualidade Sega"? E muita coisa que tinha o "selo de qualidade Nintendo" era puro lixo. Eu adorava Fever Pitch Soccer, foi meu primeiro cart, mas era puro lixo. Mas "Nintendo approves".

    Onde que a Nintendo, com sua mentalidade jurássica, conseguiria conceber um projeto como "The Last of Us" ou "Tearway"? "Watching Dogs?" São jogos conceito que somente o hardware das empresas "mais-do-mesmo" proporcionam.

    Nintendo se mantém no lucro inquestionavelmente pelos portáteis que, fora o VB, nunca pisaram na bola. Ao passo que estes estão à frente de seu tempo, explorando o melhor que têm a oferecer, ao passo que o hardware caseiro não acompanha. Se não fossem os Wii Sports/Fit da vida, duvido que o Wii seria tão genioso - já que os demais jogos não justificam uma alteração tão brusca na jogabilidade com o controle de movimento. Se assim fosse, qual a necessidade do Classic Controller?

    PS: só um adendo, parece que o entrave está nisso: ao passo que uns entendem que "incentivo" é dar dinheiro para produzir (o famoso "jabá", muito comum nas rádios nos anos 30 e 40 e, sabe-se lá como, ainda não saiu de linha, mesmo sendo crime nos States) outros, como eu, entendem que é assumir parte dos riscos do empreendimento. Com um hardware extremamente temerário, acho nada menos justo.

    Sou totalmente contra você "comprar" exclusividade de uma produtora, isso prostitui o mercado. O colega de cima tem a mesma ideia que a minha: o que a Nintendo fez antes é, felizmente, impraticável hoje. Só entendo que ela deve arcar com parte dos riscos. É óbvio que, com isso, exija um mínimo de comprometimento e qualidade, inclusive desenvolvendo coisas bacanas para o gamepad. Se parte da grana surge dela, natural que exija razões que estimulem o consumidor adquirir uma cópia sua e, não, da concorrência.

    Deixando bem claro, liso e suave: a favor de assumir parte dos riscos. Total e inquestionavelmente contra adquirir "exclusividade".
    avatar
    grlost
    Membro Nv.1
    Membro Nv.1

    Karma Karma : 16
    Posts Posts : 31

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por grlost em Seg 11 Nov 2013, 17:03

    Quem compra Nintendo é pelos exclusivos dela, desculpa repetir pela milésima vez.

    Eu mesmo se for contar, no Wii tenho um 3rd-party, que até me arrependi de comprar de tão ruim.

    No 3DS, único 3rd-party que tenho é SSFIV, o resto é tudo 1st.
    Sinceramente 3rd-party = sono... O que mais tem por aí FPS e etc.
    Desculpem os fãs de GTA mas acho a fórmula cansativa dog, por isso nem mesmo comprei o V, que claro que tem muita coisa nova, mas pra mim continua mais do mesmo.

    NO PS3 tbm fico com os exclusivos e na tentativa de um 3rd, achei extremamente chato (mass effect).

    Mas isso sou eu né.

    Pra mim tem o Fã da Nintendo, o da Sony, da MS e os 3rd-party-fan-boys que costumam ser os mais chatos. Deve ser pra igualar a chatice dos jogos 3rd.dog 

    Resumindo, tô aqui de boa só esperando os 1st da Nintendo lançarem no Brasil, pra curtir Pikmin, 3D World e WW HD e esperar por 2014 que não tem como ser ruim com:

    MK8, SSB, DKC...Smile

    Conteúdo patrocinado

    Re: Nintendo recusa dar incentivos às editoras third-party da Wii U

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter 22 Ago 2017, 00:45