Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Mini-Análise] Shank

    Compartilhe
    avatar
    Convidado
    Convidado

    [Mini-Análise] Shank

    Mensagem por Convidado em Qua 02 Out 2013, 08:32


    Desenvolvedor: Klei Entertainment
    Publicadora: Electronic Arts
    Data de Lançamento: 24 de Agosto de 2010 (PSN)
    Genero: Beat'em up
    Shank é um beat'em up 2D desenvolvido pelo estúdio independente Klei Entertainment e publicado sobre licença da Eletronic Arts em 2010. Foi bem recebido pela crítica, sendo bastante elogiado pelo seu estilo de arte, a boa jogabilidade e as cute-cenes bem trabalhadas. Então acompanhe a análise desse incrível jogo!


    Enredo 2,0/5,0

    Em Shank você assume o papel de Shank, um ex-assasino da máfia. Traido pelo seu grupo, sendo deixado a beira da morte, Shank procura vingança pela morte de seus entes queridos. Para isso, utiliza-se o conhecimento adquiro na máfia, bem como a sua grande habilidade de manuseio de armas letais. Como pode-se notar, a história é só um pretexto para toda pancadaria e o banho de sangue que vem a seguir no jogo. Lembra bastante o enredo dos jogos antigos: simples, direto ao ponto e sem muitas reviravoltas. Poderia ser melhor, não chega a decepcionar, mas também não entusiasma.



    Gráficos 4,0/5,0

    Certamente um dos grandes pontos do jogo. Mesmo com todo banho de sangue, o jogo adota um estilo bastante cartunesco. As cute-cenes possuem animação de dar inveja aos estúdios japoneses mais renomados, embora que se note uma certa falta de qualidade de imagem. As animações são muito bem trabalhadas, agradando bastante aos mais críticos. O Bakground é bem detalhado, contudo alguns objetos possuem definições de imagem que deixam a desejar. A demais, o conjunto agrada, porém não vá esperando algo com vários efeitos visuais (como ocorre por exemplo em Rayman) - Shank é um jogo sólido, não cansa a vista e roda em qualquer computador simples.



    Trilha Sonora 4,0/5,0

    Os efeitos sonoros são muito bons e não são repetitivos. A dublagem das cute-cenes está muito boa e as vozes encaixam perfeitamente com os personagens. A música de fundo não empolga e tão pouco é memorável, mas faz seu trabalho de embalar o ritmo frenético do jogo.


    Jogabilidade 4,5/5,0

    Outro grande ponto do jogo. Apesar da quantidade grande de comandos, eles foram muito bem posicionados de forma que facilmente se executa uma ação. Os comandos respondem rapidamente e a movimentação do personagem é fluida. Um dos pontos altos do jogo, que tenta lembrar a ótima jogabilidade dos jogos de fliperama.



    Gameplay 3,5/5,0

    O modo história do jogo é bem curto, de forma que facilmente em um final de semana consegue-se terminar o jogo. As conquistas propiciadas pelo jogo são fácies de serem executadas e não são desafio para os jogadores mais experientes. O jogo é bem fácil e possui vários check-points que facilitam ainda mais a sua vida. De forma resumida: Apesar de tentar resgatar os tempos de ouro dos beat 'em up, Shank induz a uma dificuldade nos moldes atuais: fácil e sem desafios. O fator de Replay no modo campanha é baixo, contudo o jogo conta com um modo Multiplayer, que aumenta (e bastante) o fator de replay do jogo.



    Veredito Final: 3,6/5,0

    Shank é uma perola rara indie que sempre surge por ai. O jogo é bem simples, porém é nisso que agrada. O preço cobrado na Steam é R$ 19,90 e possui uma demonstração. Pode ser facilmente encontrado em promoções por menos de R$ 10,00. Então não perca tempo: conduza Shank em sua vingança!

      Data/hora atual: Sex 20 Out 2017, 10:40