Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Compartilhe
    avatar
    REDpkmn
    Veterano Nv.23
    Veterano Nv.23

    Karma Karma : 142
    Posts Posts : 952

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por REDpkmn em Ter 28 Maio 2013, 08:29

    Eu sei que pirataria não é legal, mas na época do PS2, eu só comprava jogo pirata, por R$:5,00, e eu tinha vários :/ . Só tinha jogos piratas pra PS1, PS2 e GBA Laughing
    Fora esses três, meus jogos de Nintendo Wii, DS, 3DS e futuramente Wii U, são originais.
    avatar
    lucas.custodio.391
    Veterano Nv.8
    Veterano Nv.8

    Karma Karma : 157
    Posts Posts : 590

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por lucas.custodio.391 em Ter 28 Maio 2013, 09:01

    To nem ai!Se der pra comprar original eu compro,mais ja que:
    eu nao tenho DS,Megadrive(q descanse em paz),Snes e outros consoles,o jeito e jogar no emulador baixar 5 isos e roms por dia e ficar se viciando!
    avatar
    Deejay!
    Veterano Nv.30
    Veterano Nv.30

    Karma Karma : 204
    Posts Posts : 1137

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Deejay! em Ter 28 Maio 2013, 11:48

    @sandro.an escreveu:Deejay, quando eu crescer (tiver posts suficientes), eu clico no curtir da sua mensagem Wink

    Concordo com você, é preciso aprender a valorizar o que se gosta. Se eu gosto de determinado artista, comprar os produtos originais dele valoriza o trabalho e o incentiva a continuar se desenvolvendo.. e eu serei beneficiado pelo meu artista preferido produzir coisas mais interessantes ainda.

    A pirataria teve seu momento, seu lugar... olhem o caso dos principais produtos da Microsoft (Windows e Office), acha que se não fosse a pirataria (falando da realidade do nosso país), eles dominariam a grande maioria dos nossos computadores? Uma empresa pode até pensar em usar produtos diferentes (Linux, brOffice...), mas simplesmente não compensa, pois vai ter que treinar os funcionários, ao passo que se usar Win/Office, todo mundo já sabe usar.

    Por outro lado, o argumento de muitas empresas de que a pirataria acaba com as vendas não é tão verdadeiro assim. Penso que na maioria dos casos, quem compra um pirata (seja pelo motivo que for), simplesmente não compraria o original se não houvesse a pirataria.
    Vou usar o Win/Office novamente para ilustrar isso: por muito tempo, nunca tive grana para comprar esta dupla de softwares, então instalava pirata mesmo. Mas o dia que tive condições, eu comprei estes e não os concorrentes, simplesmente porque sempre usei eles. Então a pirataria também tem um elemento de marketing em si.

    Uma empresa inteligente não barra totalmente a pirataria, mas exerce um certo controle para evitar que ela prolifere demais e inviabilize seu negócio. A Microsoft sempre fez isso, os CD-Key dela sempre foram para dar uma reduzida nas coisas... do porte que ela é, se quisesse realmente, já teria reduzido a pirataria de seus softwares a quase zero... mas isso não é interessante para ela, apesar de que ela morre jurando ser contra a pirataria.

    ... @sandro.an, por compartilharmos dos mesmos pensamentos, karmei seu
    comentário. Obrigado por ter a paciência de ler tudo o que escrevi.


    Sempre me deparo com gente que faz o seguinte comentário:

    "... não sei porque compra o console pra rodar jogo pirata. É como comprar um carro e não ter grana pra colocar gasolina. Se não tem grana, pra que compra o carro?... e aí, justifica roubar gasolina dos outros pra poder andar?!"

    Como disse o @sandro.an, produtos piratas ajudam sim, a "desenvolver" mercado, e em se tratando de jogos, ao menos ajudam a vender mais consoles (não que vender só consoles seja bom).

    Eu digo o seguinte: cada um com sua consciência. Se você acha certo piratear, desmerecer o trabalho de centenas de pessoas que dão duro pra criar um jogo, desenvolver um console, continue. Mas se você tem consciência (e condição financeira, claro), faça um esforço e compre produtos originais. Você ajuda a indústria a crescer e dá apoio aos desenvolvedores e empresas, além de investir o capital que está por trás de geração de milhares de empregos.
    avatar
    Giygas
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 487
    Posts Posts : 1667

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Giygas em Ter 28 Maio 2013, 12:23

    PS2 só pirata mesmo. O console nem meu é. xzbit
    avatar
    sandro.an
    Membro Nv.7
    Membro Nv.7

    Karma Karma : 11
    Posts Posts : 93

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por sandro.an em Ter 28 Maio 2013, 13:01

    Deejay, vou transcrever o que postaram no fórum FX360, sobre uma notícia da Activision, que toca nesse ponto da pirataria ser problemática...


    Activision Sobe Preços Dos Jogos No Brasil
    De acordo com um relatório do site da Unigamesity, o preço de dois jogos da Activision aumentaram para um nível absurdamente alto no Brasil, via Steam.

    Um deles é o mais recente jogo da editora - Fast and Furious: Showdown(Velocidade Furisosa) que nas lojas está agora por um preço de R$159,99, equivalendo ao preço de $80 USD (+/- €62). Enquanto que o jogo do Deadpool que vai sair em junho, este será vendido por R$179,99, que equivale a $90 USD (+/- €70).

    No relatório, a Unigamesity diz que já é comum os preços no Brasil serem bastante altos devido ao fato de existir um nível de pirataria muito alto (numa taxa de 59%). No entanto o site acredita que isto é um movimento algo estranho por parte da Activision, uma vez que não faz sentido aumentar o preço dos jogos sem ser aumentado o nível de pirataria.

    A Activision respondeu a um cliente via Twitter, conforme poderão ver em baixo, afirmando apenas que os jogos poderão variar de sistema e localidade, e que lamentam pelo facto do cliente não estar satisfeito com o preço.


    Ou seja, é um círculo vicioso... pagamos caro, por causa da pirataria, mas a pirataria (no entender de alguns) é justificada pelo valor caro... tostines vende mais porque é fresquinho, ou é fresquinho porque vende mais?

    Não precisaria ser assim, os valores são caro sim. Veja a revolução que a Apple fez ao implantar a AppStore e forçar uma redução dos preços dos apps em troca de ganho pelo volume... Me lembro que Bill Gates fez a mesma coisa quando licenciou o MS-DOS para os computadores da IBM, colocou um valor de licença muito abaixo dos concorrentes da época justamente para ter lucro no volume.

    E o engraçado é que, diferente de produtos físicos que cada unidade tem um custo de produção, os softwares (aplicativos, jogos etc...) tem um custo bem diferente, é basicamente de produção. Cada unidade é apenas uma cópia (com custo apenas de mídia, logística e royalties) da matriz, o que permitira reduzir preço para ganhar no volume... bota isso na cabeça deles...
    avatar
    crfleo
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 636
    Posts Posts : 1582

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por crfleo em Qua 29 Maio 2013, 19:30

    O meu N64 eu comprei usado e veio um jogo de corrida pirata, o cartucho era muito leve e vinha um adaptador graças a esse adaptador eu conseguia jogar os cartuchos originais de outras regiões sem precisar ficar quebrando os lados deles, rs. Tive uns 7 jogos originais, Mario Party, Mario Kart, Zelda Majora's Mask, Hexen, Isss64, Batman do futuro e o pirata de corrida que nem lembro o nome, sempre que podia alugava jogos

    no PS2 como a maioria, a pirataria rolou solta, tenho até hoje os cds que eu gravava, só comprava o dvd virgem, baixava o torrent e gravava. Por conta disso meu ps2 só durou 3 anos (o leitor), da vontade de consertar pq tem muito jogo que eu queria zerar nele, a biblioteca é imensa, só tive um jogo original, GUN que comprei num bundle com memory card e dualshock

    meu GBA comprei usado também, veio com 10 jogos e nunca comprei um jogo pra ele em 8 anos de vida, mas tem uma fitinha pirata tambem com uns 30 jogos de GB e GBC

    agora que só invisto em 3DS e Wii só tenho jogos originais deles e pretendo continuar assim, só uso emuladores mesmo pq acho os preços para consoles de 8 e 16 bits do virtual console caros, só comprei paper mario e mario tennis de n64 e link's awakening de gbc no 3ds. O problema é os preços dos jogos, por isso ainda não tenho nenhum jogo em midia fisica do 3ds, só digital, nunca paguei mais de 100 reais em um jogo, só Skyward Sword que comprei quase 2 meses apos o lançamento, e saiu 170 reais


    Última edição por crfleo em Qui 30 Maio 2013, 02:38, editado 1 vez(es)
    avatar
    Deejay!
    Veterano Nv.30
    Veterano Nv.30

    Karma Karma : 204
    Posts Posts : 1137

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Deejay! em Qua 29 Maio 2013, 19:51

    @sandro.an escreveu:Deejay, vou transcrever o que postaram no fórum FX360, sobre uma notícia da Activision, que toca nesse ponto da pirataria ser problemática...


    Activision Sobe Preços Dos Jogos No Brasil
    De acordo com um relatório do site da Unigamesity, o preço de dois jogos da Activision aumentaram para um nível absurdamente alto no Brasil, via Steam.

    Um deles é o mais recente jogo da editora - Fast and Furious: Showdown(Velocidade Furisosa) que nas lojas está agora por um preço de R$159,99, equivalendo ao preço de $80 USD (+/- €62). Enquanto que o jogo do Deadpool que vai sair em junho, este será vendido por R$179,99, que equivale a $90 USD (+/- €70).

    No relatório, a Unigamesity diz que já é comum os preços no Brasil serem bastante altos devido ao fato de existir um nível de pirataria muito alto (numa taxa de 59%). No entanto o site acredita que isto é um movimento algo estranho por parte da Activision, uma vez que não faz sentido aumentar o preço dos jogos sem ser aumentado o nível de pirataria.

    A Activision respondeu a um cliente via Twitter, conforme poderão ver em baixo, afirmando apenas que os jogos poderão variar de sistema e localidade, e que lamentam pelo facto do cliente não estar satisfeito com o preço.


    Ou seja, é um círculo vicioso... pagamos caro, por causa da pirataria, mas a pirataria (no entender de alguns) é justificada pelo valor caro... tostines vende mais porque é fresquinho, ou é fresquinho porque vende mais?

    Não precisaria ser assim, os valores são caro sim. Veja a revolução que a Apple fez ao implantar a AppStore e forçar uma redução dos preços dos apps em troca de ganho pelo volume... Me lembro que Bill Gates fez a mesma coisa quando licenciou o MS-DOS para os computadores da IBM, colocou um valor de licença muito abaixo dos concorrentes da época justamente para ter lucro no volume.

    E o engraçado é que, diferente de produtos físicos que cada unidade tem um custo de produção, os softwares (aplicativos, jogos etc...) tem um custo bem diferente, é basicamente de produção. Cada unidade é apenas uma cópia (com custo apenas de mídia, logística e royalties) da matriz, o que permitira reduzir preço para ganhar no volume... bota isso na cabeça deles...

    ... tá certo que tem a propriedade intelectual, o processo todo de criação pelo qual o jogo teve de passar, os diversos setores que a empresa tem de sustentar, mas enfim, não acho que isso justifique o preço de uma cópia de mídia ser vendido a R$ 160, porque o gasto é muito pouco, só capas de plástico, papel e componentes eletrônicos em um cartucho (ou disco, no caso das mídias dos consoles de mesa).

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por ●●●●●●●●●●● em Qui 30 Maio 2013, 17:59

    Também não sou totalmente contra a pirataria, e sempre comprava meus jogos piratas. A primeira vez que comecei a comprar original foi quando eu comprei o 3DS e até hoje não me arrependo, em um ano tenho apenas 5 jogos que são meus mesmo(E mais outros que um amigo meu me empresta), e todos eles eu tenho pelo menos umas 70 horas de jogo, aproveitei ao máximo todos os jgos que já zerei, enquanto que na época que pirateava se eu jogasse 10 horas algum jogo era muito.
    avatar
    Pylm69
    Membro Nv.1
    Membro Nv.1

    Karma Karma : 2
    Posts Posts : 39

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Pylm69 em Sex 31 Maio 2013, 09:30

    Passei o ps1 e ps2 todo na pirataria e sinceramente não via nenhum "agrado" a mais que me fizesse comprar o original, aliás eu não tinha renda nenhuma, nem mesada, não trabalhava nem nada então né, e pedir pros pais pra pagar 70 R$ num só jogo seria um absurdo pra eles, o ps2 queimou o leitor (mídias vagabundas) e meu ai me ofereceu um vídeo game novo (xbox 360 ou ps3) e eu tava bem tentado ao ps3, mas do mesmo modo eu não tinha renda então fui meio que "obrigado" a escolher o 360 e viver na pirataria, perder a live e suas jogatinas online, perder as DLC's (as boas DLC's), perdi a XBLA, perdi o gostinho de ter a caixa original, perdi a vontade de pegar aquele jogo e fazer todas as conquistas (que iam ser inúteis visto que o console ficava sempre offline) e ainda por cima gastar com desbloqueio, joguei poucos jogos dessa geração pq simplesmente não me animava em comprar o jogo por 15 R$ e saber que ia perder metade dele, então a geração ta acabando, o ps4 ta chegando e dessa vez eu vou me esforçar e com 15 anos vindo ai eu poderei trabalhar em algum lugar e assim manter um console original e poder aproveitar os jogos por completo e sem medo de o jogo não rodar por causa da versão do desbloqueio, oh god.
    avatar
    Deejay!
    Veterano Nv.30
    Veterano Nv.30

    Karma Karma : 204
    Posts Posts : 1137

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Deejay! em Sex 31 Maio 2013, 13:02

    @Pylm69 escreveu: Passei o ps1 e ps2 todo na pirataria e sinceramente não via nenhum "agrado" a mais que me fizesse comprar o original, aliás eu não tinha renda nenhuma, nem mesada, não trabalhava nem nada então né, e pedir pros pais pra pagar 70 R$ num só jogo seria um absurdo pra eles, o ps2 queimou o leitor (mídias vagabundas) e meu ai me ofereceu um vídeo game novo (xbox 360 ou ps3) e eu tava bem tentado ao ps3, mas do mesmo modo eu não tinha renda então fui meio que "obrigado" a escolher o 360 e viver na pirataria, perder a live e suas jogatinas online, perder as DLC's (as boas DLC's), perdi a XBLA, perdi o gostinho de ter a caixa original, perdi a vontade de pegar aquele jogo e fazer todas as conquistas (que iam ser inúteis visto que o console ficava sempre offline) e ainda por cima gastar com desbloqueio, joguei poucos jogos dessa geração pq simplesmente não me animava em comprar o jogo por 15 R$ e saber que ia perder metade dele, então a geração ta acabando, o ps4 ta chegando e dessa vez eu vou me esforçar e com 15 anos vindo ai eu poderei trabalhar em algum lugar e assim manter um console original e poder aproveitar os jogos por completo e sem medo de o jogo não rodar por causa da versão do desbloqueio, oh god.

    ... do mesmo jeito aconteceu comigo, cara. Começar a trampar e comprar apenas um jogo por mês não faz mal a seu ninguém. Muito pelo contrário.
    avatar
    Tiburcio
    Veterano Nv.19
    Veterano Nv.19

    Karma Karma : 167
    Posts Posts : 873

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Tiburcio em Sex 31 Maio 2013, 13:11

    Ainda vale a pena. Um dos motivos que adoro PC.

    De qualquer maneira eu ainda compro jogos originais, mas...
    avatar
    OpacoLione
    Veterano Nv.35
    Veterano Nv.35

    Karma Karma : 97
    Posts Posts : 1463

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por OpacoLione em Sex 31 Maio 2013, 13:42

    Sim. Na época de 2007 a 2009 (ou até 2010), quando o PS2 tava em alta e eu ainda não tinha a herança do meu véi, mas agora eu fiquei doce, igual caramelo Laughing

    Hahaha, brincadeira, se você quiser ver filmes que ainda ESTÃO no cinema, vá numa barraquinha de cd's pirata que você encontra. Mesmo sendo crime...

    Olha, sei que as regras do fórum não permitem que eu promova a pirataria, e lembrando que eu só estou dando a minha opinião.

    Pra mim, pirataria hoje não vale mais de nada. Meus consoles não são desbloqueados, e em vez de comprar pirata, alugo.
    avatar
    MatheusLinsP
    Veterano Nv.28
    Veterano Nv.28

    Karma Karma : 306
    Posts Posts : 1098

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por MatheusLinsP em Sex 31 Maio 2013, 14:02

    Não vou falar que a pirataria é legal e tal, mas já usei pirataria e confesso que, dependendo da situação, usaria de novo.
    Sem falar que e também acho que a pirataria é necessária. Se não fosse a enxurrada de jogos piratas na época do PS2, aqueles jogos de R$250 (ou até R$270, como já vi alguns de GC sendo vendidos!) não teriam chegado aos R$150 de hoje, abaixando mesmo com o aumento da inflação.
    E a pirataria não é um mal necessário só na indústria de jogos não: quando ela atacou a industria de filmes, os preços dos DVDs caíram muito, e hoje, já é viável fazer uma coleção de originais. A indústria da música passou por essa dificuldade e resolveu de várias formas criativas: álbuns de graça para promover turnês, mídias digitais (que diminuíram bastante o preço)...
    avatar
    Priscilla05
    Membro Nv.30
    Membro Nv.30

    Karma Karma : 154
    Posts Posts : 329

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Priscilla05 em Sex 31 Maio 2013, 14:41

    Quase todos nós postamos sobre a pirataria do ponto de vista do consumidor, mas o que o MatheusLins falou é verdade, pra indústria ela acabou sendo um problema que pra ser contornado nos trouxe a vários avanços importantes. Se hoje temos Live, PSN, Steam, conquistas, demos de qualidade e modos onde line sendo aprimorados, de certa forma podemos " agradecer" a pirataria por isso.
    Não sei se chego a dizer mal necessário, mas sem dúvida foi muito útil, porque as desenvolvedoras precisaram correr atrás do prejuízo e isso se reverteu em qualidade pra nós. Vendo por esse lado, pirataria já valeu a pena sim e talvez até hoje ela seja um ponto importante pra não deixar a indústria numa zona de conforto e continuar melhorando.
    avatar
    Omnimon
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1869
    Posts Posts : 3094

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Omnimon em Sex 31 Maio 2013, 17:50

    Então acredito que vale apena nunca valeu, mas antigamente também n era tão fácil achar uma loja de jogos no pais pois ate o PC estava engatinhando n tinha como se comprar pela internet, e n e todos os lugares que possuem uma loja de jogos =]. Já hoje m dia quem compra pirata e safado mesmo pois se tem amplo conhecimento de lojas e dispõe de entrega em todo Brasil n tem mais desculpa.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Pirataria, algum dia valeu mesmo a pena?

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex 15 Dez 2017, 00:48