Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Tropes VS Women

    Compartilhe
    avatar
    Healingsong
    Veterano Nv.35
    Veterano Nv.35

    Karma Karma : 558
    Posts Posts : 1327

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por Healingsong em Qui 01 Ago 2013, 22:56

    VAMO ACORDA GALERE, bora parar de fingir que jogos machistas nao existem, e nao vamos dar uma de apresentador do Panico na TV, que ao invés de dar um bom argumento defendo seu ponto de vista só tira sarro da mulher "Mal comida, nao tem namorada, falta de pica" e todo esse vocabulário baixo que apenas serve para mostrar como o machismo ainda existe. Apresente bons argumentos, o vídeo dela foi bom, podia ter sido melhor, faltou comentar de jogs como Metroid porém uma parte merexe destaque. Quando ela fala do herói que tem que matar a mulher no final do jogo PORQUE ELA ESTÁ IMPLORANDO, e apenas assim para concliir a missão podemos ver como isso tem influência nos jovens, quantos namorados ciumentos você nao vê por aí que se acham no direito de bater na guria, como se ela fosse sua posse, até mesmo matam e nao percebem como estavam errados. Nao gosto de falar que jogos influenciam na violência mas em parte eles podem fazer isso, o problema é que twm machismo assim nos filmes, programa do faustao etx... To morrendo de sono e ficou uma droga esse texto, mas quero que pensem bem, pois nnão é bobagem o video,  vejam com cuidado e comentem com cuidado,  é um assunto sério, pensem nas mulheres que são violentadas ou tratadas como posse ppr aí,  a Anita não está delirando, vou ver se faço um tópico falando sobre feminismo, nao é possível que ainda tem gente que trata o assunto como uma piada.
    avatar
    LegionTwo
    Veterano Nv.10
    Veterano Nv.10

    Karma Karma : 327
    Posts Posts : 635

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por LegionTwo em Qui 01 Ago 2013, 23:21

    Por que eu devo confiar em uma mulher que pegou gameplays da internet para fazer os vídeos dela? Que sequer creditou o trabalho alheio? E o dinheiro do Kickstarter? Deve estar no bolso dela, né?
    avatar
    Healingsong
    Veterano Nv.35
    Veterano Nv.35

    Karma Karma : 558
    Posts Posts : 1327

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por Healingsong em Qui 01 Ago 2013, 23:32

    LegionTwo escreveu:Por que eu devo confiar em uma mulher que pegou gameplays da internet para fazer os vídeos dela? Que sequer creditou o trabalho alheio? E o dinheiro do Kickstarter? Deve estar no bolso dela, né?

     Se esse é o problema recomendo entao entrar no Escreva Lola escreva, ir na marcha das vadias, se informar mais a respeito, depois disso você vai chorar de raiva quando um estuprador for liberado pois seus pais sao ricos e a roupa das garotas eram "provocantes". Teve um caso assim lembram??? Acho que o advogado chegou a falar que se os garotos fossem presos a vida deles iam acabar, uma piada isso, e nas mulheres que ate hoje nao podiam abortar nesse país nem mesmo se estupradas. Com o tempo voce vai ver com mais frequência o machismo de cada presenre inclusive em diversos jogos
    avatar
    Convidad
    Convidado

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por Convidad em Sex 02 Ago 2013, 00:15

    Não assisti o vídeo(minha internet está um saco), mas acho que o povo não saca que todos os sexos caem em esteriótipos, não só o feminino. Assim como há objetificação da imagem feminina, há da masculina. O que os homens fazem não é tão diferente do que a mulher pode fazer.

    Querem um exemplo? Já ouviram falar de Yaoi, mangás e animes que demonstram relações Gays?

    Nesse tipo de mangá, é muito comum que os personagens sejam vitimas da ''Bishounenficação'', ou seja, a maioria ou todos os garotos ou adultos são lindos, perfeitos, cavalheiros ou bad boys, fazem coisas bonitinhas, sensuais, etc...also, os romances encontrados nesse gênero são os que seriam considerados ''ideais'' na mente do público feminino. Algo mais ou menos parecido com novelas ou comédia romântica.

    E sabe o que é curioso? Grande parte do artistas e autores de Yaoi são mulheres. Observando assim, será que as grandes quantidades de raparigas semi-nuas com seios grandes dos marmanjos são diferentes dos homens lindinhos e perfeitos das mulherada? Afinal de contas, os dois não são claramente uma projeção da imagem do que seria perfeito para cada um dos sexos?

    Also, já deram uma olhada naqueles livros românticas de capa cafona que ficam aos montes nas bancas ou sebos? A maioria também é toda escrita por mulheres e, assim como o gênero que mencionei acima, alimenta esse desejo feminino(segundo a crença popular)de ter o homem dos sonhos, o ''príncipe encantado'' do mesmo modo que o fanservice em animes, jogos etc. ''materializa'' a imagem da garota ou moça gostosona que todo homem(também segundo nossa sociedade)quer.

    O problema não são exatamente as morais, mas sim o que cada público quer ver. O público gamístico é predominante mente feito de homens, so, é natural que a desenvolvedora queira brincar com os desejos masculinos(ser um héroi fodão, ter o amor de uma moça bonita, ver seios...)para chamar atenção. Porém, existe também um mercado de jogos feminos(especificamente, me refiro aos Otome Games), de nicho, mas existe, que usa desse mesmo artifício para atrair o público feminino. A única coisa diferente é a forma como os ideais femininos ganham forma.

    Btw, há vezes que as pessoas, não importa o sexo, realmente se identificam com os esteriótipos, querendo ser uma princesa em apuros ou um cavalheiro de armadura dourada, mas prefiro tratar desse assunto em outro post quem sabe. Esse texto já ficou TL;DR demais...: X
    avatar
    mustacheman
    Veterano Nv.22
    Veterano Nv.22

    Karma Karma : 662
    Posts Posts : 938

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por mustacheman em Sex 02 Ago 2013, 12:18

    Eu não entendo aonde que a existência de esteriótipos para todos os lados impede uma pessoa de reclamar deles.

     Isso quer dizer que se alguém me falar que eu vivo com macacos por ser brasileira, mas também achar que todo americano é gordo, que todo alemão é assassino, e que todo russo é bêbado eu tenho que ficar de boa por que tipo, toda nação tem esteriótipos e tal?
     O fato de outros sofrerem o mesmo problema me impede de reclamar sobre ele. (todas nacionalidades sofrem preconceito)
     Ou pior, o fato de algumas pessoas como eu não sofrerem o mesmo problema me impede de reclamar sobre ele. (existem casos de brasileiros que não são estereotipados)

     Eu acho que não. Se me ofender eu vou virar para o Sr. e dizer que esta falando m*** e que o Brasil não é assim, é um direito meu, se eu quiser fazer uma campanha no Kickstart para fazer videos sobre os esteriótipos brasileiros em jogos e as pessoas me derem dinheiro por isso, é um direito meu, e eu não vejo aonde isso esta errado.
     

     No mais, qual o problema de usar game-plays do outro? Não é uma quebra de direitos autorais, afinal, o jogo não é de propriedade ou autoria do jogador.
    avatar
    Goukeban
    Veterano Nv.16
    Veterano Nv.16

    Karma Karma : 242
    Posts Posts : 781

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por Goukeban em Sex 02 Ago 2013, 13:23

    justiceiro escreveu:DETALHE: Esse vídeo é cheio de spoilers, de vários jogos, principalmente indies, então assita por sua conta e risco.

    Num to querendo ressucitar o tópico, mas saiu o episódio 3:

    Ainda num assiti, mas vocês podem assistir e botar suas opiniões sobre o novo episódio. Vamo que vamo.

     EDIT: Então, terminei de assitir...

    Pra ser bem sincero num sei nem como começar. Mas vamos lá. No começo ela mostrou alguns jogos que tem como protagonista uma mulher, só que ela argumenta que até naqueles jogos a mulher é retratada como incapaz de lutar, cujo poderes e habilidades são na verdade as emoções que elas tem. Apesar de ter achado engraçado algumas idéias do cara, tenho que concordar que as mulheres num devem ter gostado muito não.

    Mas dái ela passou pra criticar os indies em geral, pois na sua tentativa de apelar a pra nostalia, eles repetiram os estereótipos dos games antigos, e ela diz que num é necessário. Ela fala de vários jogos e aborda pontos em cada um deles, como alguns simplesmente abusam do estereótipo. Sobre isso, acho que é até verdade, mas acho que é compreensivél, pois pensar e desenvolver toda uma mêcanica nova, sendo a tradicional funciona muito bem, só pra evitar cair em estereótipo, é dispendioso, e dinheiro é coisa que indie num tem.

    Outra hora ela critica que algum tentam até brincar com os estereótipo, possibilitando trocar a donzela por um cara de cueca, ou transformar a donzela em um palhaço. A crítica que ela faz é que daí a mulher é minimizada ainda mais, pois ela pode ser substítuída por qualquer coisa. Achei muito exagero da parte dela, pois o caso aí não se trata de desmerecer a mulher, e sim de brincar com seu personagem, questionando sua masculinidade ou que nem sempre sua luta vai render o que ele quer. Ela até meio que passa dos limites, pois ela diz que só seria válido fazer piada com isso se tal coisa já não fosse mais realidade na nossa sociedade, mas ela acredita que ainda é. Quer dizer então que num posso fazer piada de político ladrão, pois isso é um problema que precisa ser combatido com seriedade e não com piadas? Tá, senta lá Clá... quer dizer, Anita.

    Outra crítica que ela faz: alguns jogos dão a opção de você debloquear pra jogar com a donzela, mas só depois de zerar com o herói. Na concepção dela, novamente isso mostra como a mulher fica em segundo lugar, só disponível depois de zerar o jogo com homem. Bem, eu não tenho nada contra personagem desbloqueável, e pra ser sincero, se fosse, mulher, brasileiro, religioso, um monstro, eu num do a mínima, e acho que os desenvolvedores,(nem ninguem pra ser sincero) olha desse jeito não.

    Outra parte do vídeo que me deixou frustrado, foi quando ela mencionou os jogos braid e monkey island. Ela argumenta, que apesar dos finais desse jogos mostrar como as vezes, as mulheres num precisam ser salvas de nada, no final das contas ainda é a história de um cara indo salvar a donzela. Velho, fala sério, num pode mais ter jogo de um cara apoixanado indo atrás da sua princesa? Ela ainda fala uma coisa, que eu num entendi direito, mas que ela conclui dizendo, que a história precisa ser sobre uma donzela, e não um cara.

    Eu nem vou entrar em detalhes sobre como Braid é na verdade uma parábola sobre a bomba atômica, mas na boa, é sério que ela não percebeu que o ponto central de Braid é que o seu personagem é que é o monstro do qual a princesa foge? Ou será que ela simplesmente ignora este fato para caber na argumentação fajuta dela?


    Ela cita exemplo de jogos, como FEZ, que não usa nada disso que ela criticou e inda assrm é um bom jogo. Eu concordo que os jogos num precisam contar história de alguém em perigo e alguém indo salvar pra ser um bom jogo, mas é engraçado que ela usa muito o exemplo de beyond good & evill, onde é aparentemente uma mulher que salva o porcão. Ai eu me pergunto: ela quer igualdade mesmo, ou que a situação se inverta e os homens que precisem ser salvos, ao inves das mulheres?

    Eu sei que todos nós já estamos cansado da mesma ladainha de sempre e que é sempre bom propostas de jogos em que as coisas mudem um pouco(ela até deu uma idéia de um joguinho legal), mas eu num acho que só por que algum produto é um pouco ofensivo ou desrespeitoso com algum grupo deva ser tratado como um produto problema. Entretenimento sempre ofende alguém, por isso deve ser encarado como tal, desde que use de bom senso, lógico.

    Neste ponto eu vou discordar: se um produto de entretenimento é ofensivo a algum grupo, deve-se procurar saber porque ele é ofensivo e criticar, para evitar que tal coisa se repita. Meu problema com os vídeos da Anita são os argumentos manipulativos, que eu acho que desrespeitam a inteligência do espectador.
    avatar
    LegionTwo
    Veterano Nv.10
    Veterano Nv.10

    Karma Karma : 327
    Posts Posts : 635

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por LegionTwo em Sex 02 Ago 2013, 13:38

    mustacheman escreveu: No mais, qual o problema de usar game-plays do outro? Não é uma quebra de direitos autorais, afinal, o jogo não é de propriedade ou autoria do jogador.

     Sim, mas quem gravou os gameplays foram os jogadores. E é muito conveniente da parte dela pegar gameplays e não olhar o contexto da história ou porque ocorreu isto e aquilo. Estamos falando de um trabalho acadêmico, ou seja, é proibido a cópia de conteúdo intelectual sem citação / crédito e coisas do gênero. Por que ela não creditou o pessoal do canal Cubex66? Monetizar gameplay eu não aprovo, mas quem fez e trouxe o jogo merece créditos, né? Aliás, ela pediu tanto dinheiro do povo, por que então não fez pesquisas? Consultou pessoas? Fez seus próprios gameplays? Aonde foi o dinheiro do Kickstarter? Esse é o meu ponto.

    Ela falou taaaaaaaaaaaaaaaanta groselha e o povo está irritado com isto, porque foi provado que ela não jogou. Ou por que ela estaria manipulando quem a assiste? Ou escondendo coisas? Ou então falando o que não sabe?
    avatar
    Goukeban
    Veterano Nv.16
    Veterano Nv.16

    Karma Karma : 242
    Posts Posts : 781

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por Goukeban em Sex 02 Ago 2013, 13:45

    Healingsong escreveu:
    LegionTwo escreveu:Por que eu devo confiar em uma mulher que pegou gameplays da internet para fazer os vídeos dela? Que sequer creditou o trabalho alheio? E o dinheiro do Kickstarter? Deve estar no bolso dela, né?

     Se esse é o problema recomendo entao entrar no Escreva Lola escreva, ir na marcha das vadias, se informar mais a respeito, depois disso você vai chorar de raiva quando um estuprador for liberado pois seus pais sao ricos e a roupa das garotas eram "provocantes". Teve um caso assim lembram??? Acho que o advogado chegou a falar que se os garotos fossem presos a vida deles iam acabar, uma piada isso, e nas mulheres que ate hoje nao podiam abortar nesse país nem mesmo se estupradas. Com o tempo voce vai ver com mais frequência o machismo de cada presenre inclusive em diversos jogos

     O aborto em caso de estupro no Brasil já é legalizado a muito tempo, só pra constar, mas não vamos transformar isto no tema do tópico!.
    avatar
    Goukeban
    Veterano Nv.16
    Veterano Nv.16

    Karma Karma : 242
    Posts Posts : 781

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por Goukeban em Qua 18 Dez 2013, 10:27

    Dando um ress para postar o vídeo mais recente da série Tropes vs Women n Gaming:



    Antes de tudo, vou dizer que estes últimos 2 vídeos não chegaram perto do horror que foi o segundo vídeo da série. Nem de longe eles apresentar análises tão distorcidas das tropes ou um tom tão manipulativo.

    Neste vídeo ela discute a trope Miss Male Character, que se refere basicamente a personagens femininas que não passam de um espelho de um personagem masculino já estabelecido. Ela aponta com frequência o que é chamado de "gender signifiers", objetos que denotam o gênero do personagem, usados em sua maioria para distinguir personagens femininos.

    Ela também cita o chamado "Smurfete principle", um clichê onde uma única personagem feminina é encontrada em um grupo de personagens. Pessoalmente, eu acredito que é mais do que justo chamar a atenção de roteiristas e desenvolvedores para deixarem de ser os macacos preguiçosos que eles costumam ser e começar a criar mais personagens femininos, com personalidades mais desenvolvidas dentro de grupos da ficção. Pensem bem, imaginem a Liga da Justiça sem Mulher Maravilha ou Mulher Gavião, ou os X-men sem Jean Grey ou Tempestade (minha preferida do desenho, não gostava do Wolverine mesmo!).

    Nesse ponto acho que o que merece mais crítica não é nem a presença de uma única personagem feminina, mas sim a preguiça dos roteiristas em desenvolvê-la além do estereótipo.

    Fora isto, minha crítica quanto a este episódio é direcionada à afirmação deliberada de que os gender signifiers privariam a personagem de uma caracterização própria. Isto não algo tão simples: um dos exemplos que ela cita é Dixie Kong, dita no vídeo como sendo simplesmente uma versão feminina de Diddi Kong. Ok, acho seguro afirmar que ninguém espera personagens ou enredos complexos de Donkey Kong, mas dá pra notar traços de personalidade na maneira como os personagens se comportam e isto não exclui Dixie. Além do que, Dixie também é uma personagem com habilidades distintas nos jogos, dando a ela também uma personalidade na jogabilidade.

    O que eu quero dizer com esse exemplo é que o uso de uma trope especifica no visual de uma figura não impede uma caracterização mais abrangente, e como uma crítica de mídia, Anita deveria ter isto em mente.

    Fora isto, este vídeo é, a meu ver, o que apresenta menos problemas até o momento.

    Gostaria de pedir que algum dos moderas junta-se este post ao meu anterior, para evitar double. Obrigado.
    avatar
    justiceiro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1071
    Posts Posts : 1801

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por justiceiro em Seg 16 Jun 2014, 15:53

    Já tinha assistido esse último e realmente foi o melhor que ela tinha feito até o momento.

    To coveirando aqui por que saiu um novo(detalhe: o vídeo num tem muitos spoilers, mas tem muitos muitos seios e etc, então cuidado na hora de assistir):

    Esse vídeo trata basicamente de jogo usando mulheres como objetos, seja pra vender, seja como pano de fundo enquanto o jogo rola, ou mesmo como instrumentos que servem pra ajudar no progresso no jogo, como recuperar saude, liberar conquistas e etc.

    No geral eu achei difícil discordar do que é colocado no vídeo, principalmente a parte inicial sobre mulheres como brindes que vem junto com videogames.

    Talvez a única parte que discordei é onde ela fala que tem jogos que também "objetificam" homens criando "prostitutos", mas que ao contrário da mulheres, esse homens são geralmente feios e tão lá como uma piada ao invés de um objeto, aí ela diz que os homens num sofrem com esses casos por que a visão sobre eles num vai ser reafirmada com isso, então sem consequências pra eles. Ai que eu discordo, pois se o jogo permite que tudo que é feito com mulheres seja feito com homens, ele num é realmente sexista. GTA até que é culpado, pois você num pode contratar um prostituto, pagar, e depois de terminado o serviço, ir lá matar ele pra recuperar a grana.

    avatar
    justiceiro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1071
    Posts Posts : 1801

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por justiceiro em Seg 31 Ago 2015, 15:28

    Mais um ano, mais um vídeo:



    Concordo com quase tudo, exceto no final onde ela fala que os jogadores ficam com raiva de quando a uma localização aumenta a roupa de uma personagem ou aumenta sua idade. Ela argumenta que isso é produto das expectativas masculinas serem de que eles merecem mulheres com roupas curtas ou na idade original.

    Eu discordo, nenhuma mudança na localização é bem vista, como nós brasileiros bem sabemos. Essa raiva que sentimos é por que algumas vezes essas mudanças tiram o sentido original do produto, como trocadilhos que só fazem sentido em certas línguas.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Tropes VS Women

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 23 Out 2017, 20:48