Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    Análise - Ratchet & Clank: A Crack in Time

    Compartilhe
    avatar
    Giga Bowser
    Veterano Nv.30
    Veterano Nv.30

    Karma Karma : 3
    Posts Posts : 1137

    Análise - Ratchet & Clank: A Crack in Time

    Mensagem por Giga Bowser em Qui 22 Jul 2010, 13:05

    Desde sua entrada no mercado,a Sony procurou desenvolver
    franquias no gênero plataforma a fim de
    ter algo a fazer frente com Mario e Sonic.

    Entre as inúmeras tentativas,algumas apresentavam qualidades
    excepcionais,mesmo não conseguindo rivalizar com os mascotes da Nintendo e daSega.Uma delas foi Ratchet & Clank,desenvolvido pela Insomniac (criadora de
    Spyro).

    A série,que contava as aventuras universo afora do Lombax
    Ratchet e seu amigo robótico Clank,sempre foi dotada de originalidade (a fonte das idéias de Galaxy) e dialógos engraçados.

    A Crack in Time,o final da trilogia planejada para o PS3 e
    nono jogo da série,mantém o impecável cuidado da Insomniac em trazer um mundo vasto e carismático a ser explorado com elementos bem variados e executados da jogabilidade.

    _ _______

    A história começa com Clank sendo capturado pelo instável Dr.Nefarious(tradicional vilão da série,que almeja destruir toda a vida orgânica do Universo),que procura encontrar uma maneira de entrar no centro de comando do Great Clock,instalação que detém o poder de manipular o tempo.Enquanto isso,Ratchet procura pistas do paradeiro de
    seu amigo enquanto enfrenta exércitos comandados por Nefarious.


    ___________

    A história (simplificada aqui) possui tamanho considerável e
    ilustra bem o Universo do jogo.Mas o que se destaca são os personagens e seus excelentes diálogos.O Capitão Qwark,um perfeito esteriotipo de salvador da galáxia,tem planos absurdos que levam Ratchet de uma desgraça para
    outra.Lawrence,mordomo de Nefarious,atende de modo indiferente aos pedidos de seu delirante chefe,salvando-o de suas derrotas mesmo tendo um leve desprezo (declarado) por ele.Esses pontos fortes do jogo são auxiliados por cenas de corte de qualidade inacreditável,digna de animações da Pixar.

    O visual do jogo segue tendo uma qualidade comparável a de
    suas cutscenes,com animações fluidas,mundos ricos em cores e grande variedade de ambientes.O conhecimento do hardware do PS3 pela Insomniac é notável.A empresa chegou a brincar em alternar a taxa de FPS durante o jogo para ver se os jogadores iriam notar,a fim de ter referência para desenvolver seus próximos títulos.Impossivel saber a diferença.


    _________


    A trilha sonora que cumpre seu papel,com musicais originais servindo apenas para ambientação,sendo totalmente dispensáveis.Aqui e ali rola um remix interessante de música clássica,mas não passa disso.

    A jogabilidade possui três mecânicas principais :
    Tiro,plataforma e puzzle.O tamanho segue nessa ordem,decrescente.O que não significa que o jogo não seja equilibrado entre as três.Durante o tempo em que estão separados na história,Ratchet cuida da parte de tiro e Clank da de puzzle,com ambos tendo segmentos em plataforma.

    ___________

    A mecânica de combate está bem longe do genérico.O repertório de armas é vasto e,em sua maioria,excêntrico.Lesmas que arrotam,portais que fazem seres de outras dimensões devorarem os inimigos,bolas de discoteca...Claro,armas tradicionais também estão presentes,como uma
    pistola,granadas e uma shotgun.Ao decorrer da aventura,encontram-se novas partes para mudar a forma como elas são usadas,dando um amplo grau de personalização ao arsenal do jogador.

    As partes de plataforma são bem tradicionais no início.Porém,a medida que o jogador vai liberando equipamentos,consegue alcançar novas áreas,no melhor estilo Metroid.A aventura se passa em grandes planetas,estações espaciais e pequenas luas,parecidas com os planetas de Galaxy,alem de segmentos que exploram a atração magnética.Cada Sistema tem seus planetas e luas,que podem ser explorados sem nenhuma tela de loading,com o jogador viajando pelo universo com sua nave,participando de alguns confrontos e missões espaciais pelo caminho.Mas é nítido como colocaram lugares demais para serem vistos:Muitas luas são totalmente dispensáveis,com objetivos repetidos inúmeras vezes.Outras deveriam ter suas idéias expandidas até o tamanho dos planetas,assim como alguns planetas não precisavam de tamanhas proporções para desenvolver seus objetivos.

    ___________

    Os puzzles do jogo correspondem a uma pequena fração da aventura,e talvez por isso seu conteúdo sempre consegue mostrar algo novo ao jogador.Bombas temporais alteram a velocidade dos objetos em uma área,alterar hologramas fazem cenários se mexerem,e o mais interessante:Gravadores temporais,que permitem ao jogador fazer uma determinada ação e salva-la.Quando ativado o gravador,uma réplica sua irá realizar o que você fez.Isso resulta em puzzles com o jogador sendo uma equipe inteira,com três ou quatro copias pressionando botões,segurando portas e derrotando inimigos a fim de cumprir
    seus objetivos.

    A Crack In Time é um jogo variado e vasto ,que executa de forma extremamente competente tudo o que se propõe a fazer.Entretanto,poderia tentar arriscar mais em sua jogabilidade,que se mantem a mesma há anos.Os puzzles temporais são uma bem-vinda mudança,mas a série precisa de novidades.Estão fazendo direito,mas estão fazendo de novo.


    Apresentação e Enredo: 9/10

    Gráficos: 9,5/10

    Som: 8/10

    Jogabilidade: 8,5/10

    Diversão: 9/10

    Nota Final: 9,0/10
    avatar
    Limão
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 305
    Posts Posts : 3101

    Re: Análise - Ratchet & Clank: A Crack in Time

    Mensagem por Limão em Qui 22 Jul 2010, 13:13

    Por mais interessante que pareça, a Insomniac parece ainda não ter conseguido chegar ao nível de Spyro. Ainda assim, este jogo parece ser interessante...
    O legal é que quando a Sony disse que estava 'Lisongeada por Galaxy beber tanto da fonte de R&C', a Nintendo respondeu que os jogos não tinham nada a ver.
    avatar
    Giga Bowser
    Veterano Nv.30
    Veterano Nv.30

    Karma Karma : 3
    Posts Posts : 1137

    Re: Análise - Ratchet & Clank: A Crack in Time

    Mensagem por Giga Bowser em Qui 22 Jul 2010, 13:22

    É um jogão.De longe o melhor plataforma do PS3.

    Faltou falar muita coisa na análise,mas é porque eu não gosto de prolongar meus reviews muito.

    Quem gostava de Spyro ou Banjo-Kazzoie tem a obrigação de pegar esse.
    avatar
    Convidad
    Convidado

    Re: Análise - Ratchet & Clank: A Crack in Time

    Mensagem por Convidad em Qui 22 Jul 2010, 13:37

    Parece ótimo,o ultimo jogo da franquia que joguei foi Deadlocked e Size Matters e achei eles muito bons.Esse ai deve valer bastante a pena também pela análise.

    Spyro,Spyro...Pena que acabaram com a franquia.(No entanto,só eu que gostei de A Hero's Tail e dos games "Legend of Spyro" da Sierra?)
    avatar
    fabiotankian
    Veterano Nv.4
    Veterano Nv.4

    Karma Karma : 17
    Posts Posts : 491

    Re: Análise - Ratchet & Clank: A Crack in Time

    Mensagem por fabiotankian em Seg 26 Jul 2010, 00:19

    Adoro esta serie comecei a joga-la no PSP e ja de cara adorei , o game é bom , porem ainda não faz frente para Mario/Sonic , porem o nivel dele esta bem a frente dos games da atual geração , digo isso no quesito plataforma , o console da SONY esta bem sevido com a serie.

    Parabens Giga pela analise, continue assim.

    Conteúdo patrocinado

    Re: Análise - Ratchet & Clank: A Crack in Time

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab 16 Dez 2017, 10:59