Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Discussão] Video-games e Religião

    Compartilhe
    avatar
    Earth121221
    Veterano Nv.2
    Veterano Nv.2

    Karma Karma : 59
    Posts Posts : 440

    [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Earth121221 em Seg 14 Jan 2013, 13:26


    PS: Se o tópico ficar desnecessário ou virar ninho de flood, não hesitem e tranca-lo.

    Video-Games, todos nós adoramos, sendo fãs de qualquer uma das três empresas, mas creio eu, que todos nós já sofremos preconceito da sociedade por jogar video-games, acredito, que muitas vezes por parte da igreja.

    Exemplo, depoimento de um padre sobre diversos videogames:

    Spoiler:
    Tenho recebido muitas reclamações e relatos à respeito de jovens que tiveram problemas com os vídeo gueimes, que são jogos eletrônicos (uma espécie de vídeo k7 ou DVD), que quando ligado na televisão, permite interagir com os bonecos lá exibidos.

    Lembro-me que no início da década de 90 um adolescente de nossa Igreja me relatou que ganhou um vídeo gueime Gênesis na rifa; Ele na época morava com a avó, que era cega; Ligou o vídeo gueime em sua televisão, mesmo contra a vontade de seu avô, que acreditava que aquilo poderia estragar o aparelho televisor CCE©. No momento em que ligara o cartucho a televisão proferiu uma zombaria contra a senhora, com um melodioso: “Ceeeeegaaaa!”.

    Além do desconforto, aquilo abalou sua relação com a família. Sua avó, que sofria de catarata, ficou sentida, pensou que fosse chacota de seu neto, que nada tinha a ver com aquilo. Sua única culpa foi ter deixado aquele aparelho japonês adentrar em seu lar.
    Na ocasião eu não sabia do que se tratava aquilo e o aconselhei à vender o aparelho. Depois foram surgindo diversos casos relacionados à jogatina eletrônica. Isso tudo começou na década de 80, e, infelizmente, hoje está muito mais difundido.

    Outro caso interessante foi há alguns anos, um pai disse que seu filho estava a usar bastante o computador e que ele estava muito contente, pois hoje há muitos trabalhos na área de informática. Lhe parabenizei e desejei sorte ao seu rapaz. Uma semana depois o mesmo pai veio à mim novamente, desta vez com lágrimas nos olhos, pois descobriu que seu filho passava horas à fio no computador, mas não era estudando. Todo tempo era dedicado ao jogo ‘DUM’, um jogo cheio de referências satânicas, com demônios, lava, fogo, morte e destruição. Fora isso ele passou à acessar o site pornográfico youtube®. O mesmo site que contém o vídeo pornográfico da cantora Daniele Cicareli.



    Lembro-me quando lançaram o vídeo da cantora Daniele Cicareli fazendo sexo no youtube. O desembargador Ênio Julião prontamente bloqueou o acesso ao site em todo território nacional. Um ato de fibra, pois foi coisa que nem o imperador Norte Coreano, Kim Jung-Il, conhecido por sua dureza, teve coragem de fazer. Nem mesmo na China, ou no Irã de Mahmoud Ahmadinejad, onde há sérias restrições na internet. A justiça no Brasil foi pioneira, mostrou severidade contra a imoralidade e o paganismo. Graças à Deus.

    Do nosso governo não podemos reclamar, pois vários jogos violentos e não cristãos foram proibidos. Counter-Strike, jogo de guerrilha. Dum, jogo de umbanda, Carmagedon (Carro + Armagedon). Todos estes tiveram suas vendas proibidas no país.

    É por isso que digo que há de se fiscalizar mais os jogos que adentram no lar brasileiro. Ao invés de classificar por idade (coisa que não adianta), temos que restringir aqueles que não são adequados aos cristãos. Quero inclusive propor uma lei para classificar os jogos quanto à cristandade, com um selo na capa: “Jogo Cristão” ou “Jogo não Cristão”.

    Agora vou falar um pouco sobre cada aparelho de jogo (Sim, infelizmente existem vários):

    X-Box 360:


    - Feito pela empresa Microsoft, a mesma do Windows, é voltado para o público adolescente. Seu forte são jogos de tiro, em que, com um realismo incrível, é mostrado sangue, ferimentos, guerra, dor e o ódio. Tem uma trava que só permite um certo tempo de uso. Depois que a trava (3RL) é acionada, é necessário adquirir outro aparelho, dando assim mais lucro à empresa.

    Principais Jogos:

    - Halo: Jogo de vários jogadores em que se mata e é morto, após a morte há a reencarnação(respawn), uma perfeita deturpação da bíblia e da palavra de Deus.

    - GTA IV: Na pele de um bandido imigrante nos Estados Unidos você tem como objetivo atropelar, estuprar, matar à tiros pedestres e desrespeitar toda as leis de trânsito vigentes naquele país.

    - Gears of Wars: O planeta é invadido por uma raça mutante (locust), que vive no centro da terra. No controle de um halterofilista você atira, serra, mata, pisoteia os inimigos. Jogo extremamente violento e cheio de sangue.

    Playstation 3:

    - Vídeo Gueime japonês, de marca Sony. Voltado para o público adolescente e adulto. Ao contrário do Xbox que oferece jogos por 10 reais, um disco do playstation pode chegar a custar até 200, desta forma limitando seu uso à classe alta.

    Principais Jogos:

    - Metal Gear Solid 4: Cobra, um policial aposentado, vai ao Iraque para vingar a morte de seu irmão. Lá enfrenta uma horda de robôs e seu arqui-inimigo, Revólver Ocerote. Uma bobagem, história japonesa fantasiosa e cheia de clichês.

    - Grand Turismo: Um jogo de corridas onde as regras criados por Deus são desrespeitadas, pois não há gravidade e o impacto dos carros não surte efeito. O objetivo é humilhar os espectadores exibindo carros que eles nunca possuirão na vida, trazendo somente a ambição e a discórdia.

    - God of War: Jogo com temática grega e umbandista. Há vários ‘deuses’, incluindo o ‘deus’ da guerra. Jogo de ação, o personagem é uma entidade do espiritismo e mata-se “seres mitológicos”.

    Nintendo Wii:

    - Também japonês, é voltado ao público infanto-juvenil de 4 à 12 anos e também para mulheres e idosos. Seu controle fálico é uma afronta à moralidade e aos bons costumes, o seu formato de órgão masculino é evidente e o jogador para controlá-lo, tem que chacoalhá-lo, numa clara referência à masturbação.

    Principais Jogos:

    Mario: Um encanador italiano se apaixona por uma cortesã da realeza do Reino dos Cogumelos (alucinógenos), porém ele nunca consegue concretizar seu amor, pois esta cortesão é seqüestrada por um demônio que tomou forma de lagarto (Browser).

    Zelda: Jogo pagão, feito por japoneses não-cristãos. Você entra no papel de um menino elfo, que invade a casa alheia e quebra tudo: jarros, potes, garrafas e vasos. Os moradores das casinhas virtuais ficam perplexos e sem reação, enquanto o jovem faz a pilhagem.

    Pokémon: Monstrinhos de Bolso. Um caçador captura animais e os aprisiona dentro de uma bola minúscula, e só os liberas para participar de rinhas, organizadas em campeonatos. Os bichos tem como único objetivo lutar em batalhas até a morte. Violência desnecessária e prega o maltrato contra os animais.

    Zeebo:


    - Este parece ser um dos únicos vídeo-jogos que se salvam. Ao contrário dos outros, tem jogos em português, é de empresa brasileira e tem jogos construtivos que divertem e ensinam. Há alguns jogos violentos, mas não são todos. Os gráficos e sonoridade são bastante superiores aos outros vídeo gueimes listados acima, pois tem um hardware poderoso, arrojado e dinâmico.

    Bom, quero encerrar o artigo desejando aos jovens muita cautela ao adquirir estes aparelhos. O ideal é passar longe deles e dedicar-se às coisas pertinentes ao Senhor. A jogatina é um vício, e como todo vício, é altamente prejudicial. O nosso tempo na terra é limitado e não devemos gastá-lo com passatempos que não nos edificam.


    Bem, como viram este padre/pastor não gosta dos video-games, criando teorias doidas para tentar fazer os responsaveis, retirarem os jogos das crianças, adolescentes e jovem-adultos, como "o seu formato de órgão masculino é evidente e o jogador para controlá-lo, tem que chacoalhá-lo, numa clara referência à masturbação." e "Jogo de vários jogadores em que se mata e é morto, após a morte há a reencarnação(respawn), uma perfeita deturpação da bíblia e da palavra de Deus." Bem, é isso.


    O Tópico será atualizado com quaisquer nova informação, deixe suas opiniões e novas noticias.



    Animes na visão do pastor silas:
    Spoiler:
    Cavaleiros do Zodíaco (Saint Seiya):

    Um grupo de jovens cavaleiros, com suas armaduras representando signos, defendem a 'deusa' Athena do maligno Ares. Cada cavaleiro representa um signo, e o desenho é forrado com mitologia greco-romana, personagens homossexuais como Shun, violência absurda e invocação de entidades do umbanda, como por exemplo a coleira do dragão do São Jorge Guerreiro (Ogum) e astrologia. É um absurdo acreditar em astrologia. Estrelas nunca guiaram o destino de ninguém. Infelizmente, quem acredita nestas coisas, ou é espírita, ou tem sérios problemas mentais. Pois este ANIME tenta mostrar a astrologia como uma coisa boa, sensata. Mas não é.

    Yuu Yuu Hakusho:

    Desenho Kardecista, baseado na obra do espírita Chico Xavier.
    Um jovem é morto por atropelamento e vai para o plano espiritual, lá conhece várias entidades que o convencem à trabalhar pra eles, exatamente como no espiritismo mesa-branca. Entidades fazendo trabalhos. Macomunado com demônio, o jovem Yusuke Uramechi se envolve em várias aventuras, inclusive indo ao Inferno, onde participa de um torneio para ser o chefe do lugar.

    Naruto:

    Esse é o pior de todos. Não sei o que colocaram no desenho, mas virou febre. É pior que cocaína, depois que seu filho começa a ver este desenho fica literalmente enfeitiçado. Na história o jovem Naruto nasce com um demônio aprisionado na barriga. O que me entristece é notar que Naruto é uma tremenda idiotice. Pra lucrar mais dinheiro lançam episódios à esmo, às vezes até sem conteúdo (filler). Os jovens otakus, que não têm o menor senso crítico, não se importam e demandam por mais.

    Bleach

    Falar que anime tem Demônios é redundância. E Bleach não fica pra trás, a história gira em torno dos shinigamis (umbanda oriental), espadas e temas sexuais. Não tive paciência de assistir nenhum episódio do Bleach, de tão péssima a qualidade. Mas já a dianto, que como todos os outros animes, este também não presta.

    Death Note:

    Raito, um estudante, acha um livro demoníaco chamado Death-Note (Agenda da Morte), que permite que ele mate qualquer pessoa apenas escrevendo seu nome no papel. Logo ele decide dizimar todos o que ele considera maus. Depois a trama passa a envolver demônios (shinigamis) e várias estapafúrdias. Não sendo suficiente, Raito engaja-se num romance homossexual platônico com um investigador, chamado J.

    Pokémon

    Demônios de Bolso. Caputra de 'monstrinhos' para fazer rinhas. É basicamente isto.

    Evangelion

    Não se iludam, apesar do nome, de evangélico este desenho animado não tem nada. É uma história futurística, que se passa no espaço e em algumas partes tentam contorcer ensinamentos bíblicos. O nome completo é Neon Genesis Evangelion. O livro do genesis faz parte do pentateuco, que Martinho considerou 'não-inspirado por Deus'. Fujam deste.

    Yugi Oh

    Jogatina, carteado, umbanda. Entidades são chamadas à cada jogada do baralho.

    Como perceberam não há sequer um desenho que não trate de demônios, sexo, satanismo, umbanda e até mesmo no fundo do poço, desenhos sobre o espiritismo. Infelizmente há vários outros, como Lain, One Piece, Shurato, Elfen Lied, Power Rangers, Medabots, etc.


    Última edição por Earth121221 em Seg 14 Jan 2013, 19:52, editado 2 vez(es)
    avatar
    DiogoLea0
    Membro Nv.6
    Membro Nv.6

    Karma Karma : 31
    Posts Posts : 85

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por DiogoLea0 em Seg 14 Jan 2013, 13:30

    Sou ateu e com orgulho
    avatar
    Universo
    Membro Nv.30
    Membro Nv.30

    Karma Karma : 75
    Posts Posts : 328

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Universo em Seg 14 Jan 2013, 13:33

    Acho que o título correto seria "Video-games e Religião".
    avatar
    crfleo
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 636
    Posts Posts : 1582

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por crfleo em Seg 14 Jan 2013, 13:37

    Esse texto ai parece sarcástico, tipo de desciclopédia

    olha essas partes:

    Mario: Um encanador italiano se apaixona por uma cortesã da realeza do Reino dos Cogumelos (alucinógenos), porém ele nunca consegue concretizar seu amor, pois esta cortesão é seqüestrada por um demônio que tomou forma de lagarto (Browser).

    Grand Turismo: Um jogo de corridas onde as regras criados por Deus são desrespeitadas, pois não há gravidade e o impacto dos carros não surte efeito. O objetivo é humilhar os espectadores exibindo carros que eles nunca possuirão na vida, trazendo somente a ambição e a discórdia.

    kkkkkk


    Última edição por crfleo em Seg 14 Jan 2013, 13:39, editado 1 vez(es)
    avatar
    ToonLink
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 932
    Posts Posts : 3519

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por ToonLink em Seg 14 Jan 2013, 13:39

    ... Esse texto circula pela web há anos, é uma sátira generalizada de uma suposta opinião de um Pastor sobre games. É totalmente fake, não seja ingênuo lol.
    avatar
    REDpkmn
    Veterano Nv.23
    Veterano Nv.23

    Karma Karma : 142
    Posts Posts : 952

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por REDpkmn em Seg 14 Jan 2013, 13:42

    Eu acho que essas pessoas estão vendo esses jogos pelo lado errado. Sim, eu concordo que há jogos que são proibidos de tão violentos ou satânicos, mas também há jogos para interagir com o game.
    Eles estão distorcendo a visão de Pokémon, Zelda e Mario, são jogos ótimos que tem milhares de fans pelo mundo.
    Falar que Pokémon é umas série satânica, que aprisiona os monstrinhos em bolas e os forçam lutar para trazer glória ao treinador, isso já é demais. Isso é um universo paralelo feito para interagir os mais jovens com o anime, os games, mangás e tal.
    Mario e Zelda também são os jogos mais queridos dentre muitas pessoas no mundo.

    É melhor não ver isso como jogos do mal, pois as Igrejas e pessoas religiosas veem isso como coisas ruins, simplesmente por que não os entendem.

    PS: ''Seu controle fálico é uma afronta à moralidade e aos bons costumes, o seu formato de órgão masculino é evidente e o jogador para controlá-lo, tem que chacoalhá-lo, numa clara referência à masturbação.'' O que tem na cabeça dessa gente ? ._.


    Última edição por REDpkmn em Seg 14 Jan 2013, 13:48, editado 1 vez(es)
    avatar
    crfleo
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 636
    Posts Posts : 1582

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por crfleo em Seg 14 Jan 2013, 13:44

    Só faltou Kirby e seu canibalismo explícito
    avatar
    Kalayude
    Veterano Nv.24
    Veterano Nv.24

    Karma Karma : 395
    Posts Posts : 997

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Kalayude em Seg 14 Jan 2013, 13:45

    Cara,não tem como esse texto não ser algo de humor.
    Não tem como levar a sério.
    E o mais importante:quem é esse padre?
    Quando ele disse isso?
    Em que jornal,revista,site,radio ou outro meio de comunicação ele disse isso?

    E é um texto bem engraçado mesmo

    Nintendo Wii:

    - Também japonês, é voltado ao público infanto-juvenil de 4 à 12 anos e também para mulheres e idosos. Seu controle fálico é uma afronta à moralidade e aos bons costumes, o seu formato de órgão masculino é evidente e o jogador para controlá-lo, tem que chacoalhá-lo, numa clara referência à masturbação.

    Nintendo,sua safadinha. Fods

    avatar
    Athos
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 910
    Posts Posts : 2634

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Athos em Seg 14 Jan 2013, 13:50

    Discutir sobre religião é uma perda de tempo.
    Sempre haverá dois lados, Céticos vs Religiosos.
    Sendo ora para um lado (religiosos), algo divino a religião, é algo perfeito e indiscutível, portanto não pode haver um diálogo decente.
    Desisti já faz um tempo debater sobre religião.
    avatar
    Universo
    Membro Nv.30
    Membro Nv.30

    Karma Karma : 75
    Posts Posts : 328

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Universo em Seg 14 Jan 2013, 13:54

    O que acontece hoje em dia, com esse tipo de jogo é o mesmo que acontece com a Disney e suas animações. Se ninguém procurasse, não iam achar mensagens subliminares nos desenhos de Disney. Dizem que atrai coisa ruim, mas eu acho que se uma pessoa realmente tem fé em um ser superior, não seria um simples desenho/game que atrairia algo de ruim para a vida dela. E esse negócio de ficar expremendo os games, forçando demais pra encontrar algo diabólico (daqui a pouco acham um capetinha no bigode do Mario) já é paranóia.
    avatar
    Xayru
    Membro Nv.15
    Membro Nv.15

    Karma Karma : 29
    Posts Posts : 174

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Xayru em Seg 14 Jan 2013, 13:57

    Eu nunca ri tanto na minha vida. Sério mesmo.
    Eu ainda estou tentando entender se esse texto é irônico ou não.
    Enfim, esse tipo de gente que descrimina videogames são na maioria das vezes alienados e ignorantes. Mal sabem que este tipo de entretenimento é na verdade arte, mas devido a diversas associações de videogames e brinquedos, é lógico que ele não cai na graça do povo como música, pinturas ou teatro.

    O que quero dizer que os preconceitos que os jogos recebem no dia-a-dia vem de puro alienação do povão, que dita o que é certo fazer e o que é errado fazer, já que uma pessoa ter vício em futebol é lindo, mas ter vício em jogos eletrônicos é um ultraje( não defendendo quem é viciado em videogames, qualquer tipo é vício é ruim, de fato).

    Outro ponto importante é a influência religiosa na vida das pessoas. O sermão que o padre dá na igreja pode afetar o pensamento de diversas pessoas com um simples falar de crítica a um certo grupo de pessoas.
    Acho que chega a ser incontável as vezes que meus pais brigam comigo por jogar Diablo III depois de ouvir um sermão do Padre no dia de Domingo.

    Outra coisa que realmente contribui para a alienação é o jornalismo sem pé nem cabeça, que cria uma matéria sem base para tentar destruir certos tipos de grupo, tal como a igreja. E infelizmente os jogadores são muito mal vistos por estes tais jornalistas.

    Só acho que atribuir erros que o ser humano faz no decorrer do tempo aos videogames é puro hipocrisia, já que o verdadeiro motivo se vem de outros motivos, dos quais vocês sabem muito bem.

    Quanto a esse tipo de opinião sem base, prefiro me afastar, pois se ela vê videogames como coisa de criança e "Esquenta" como um programa de alta qualidade, prefiro jogar meu "Dum" mesmo.
    avatar
    Universo
    Membro Nv.30
    Membro Nv.30

    Karma Karma : 75
    Posts Posts : 328

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Universo em Seg 14 Jan 2013, 14:03

    Outra coisa que realmente contribui para a alienação é o jornalismo sem pé nem cabeça, que cria uma matéria sem base para tentar destruir certos tipos de grupo, tal como a igreja.
    Na hora pensei na TV Record, que é diretamente ligada a IURD.
    avatar
    exceL
    Veterano Nv.35
    Veterano Nv.35

    Karma Karma : 196
    Posts Posts : 1440

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por exceL em Seg 14 Jan 2013, 14:07

    @DiogoLea0 escreveu:Sou ateu e com orgulho

    sao 2
    avatar
    Xayru
    Membro Nv.15
    Membro Nv.15

    Karma Karma : 29
    Posts Posts : 174

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Xayru em Seg 14 Jan 2013, 14:13

    oi so atue n gost de gzs nem di igreja padres controles mentais illuminatis acredito em aliens mas deuses não credo vc crist~~ao sai daki seu alieandu sou inlteignte e sueprior a vcs sues otariois rsrsrrs





    ATEA rulz
    avatar
    RiderBlack
    Veterano Nv.8
    Veterano Nv.8

    Karma Karma : 416
    Posts Posts : 576

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por RiderBlack em Seg 14 Jan 2013, 14:20

    Tópico perfeito pra flame...

    Se fosse a moderação,trancava enquanto é tempo...

    Em relação ao tópico,é obvio que como já disseram,que isso é fake e dos grandes,qualquer um com um pouco de visão pode ver isso...

    E só uma observação: Temos sim que ter orgulho do que somos,mas alardear aos quatro cantos,soa pretensioso demais pro meu gosto,se vc é ateu ou cristão,é uma escolha só sua e que diz respeito somente a você...
    Não se sinta senhor da verdade,pq a verdade é uma rameira,e por poucos trocados ela pode ser de qualquer um...todos temos nossas verdades.
    Eu acredito em um mundo onde as coisas possam coexistir sem anular umas as outras...
    Não é por que existiu Jesus que não possa ter existido Buda,Krishna,Oxóssi e etc...
    Uma existência não apaga a outra,pros mais céticos,podem ser todos esses e outros mais,arquétipos de uma mesma coisa,que sofreu influência de sua cultura local...
    Mas invalidar tudo em prol de uma única coisa,é complicado,pode ser que na atual sociedade a religião tenha perdido vulto,mas não podemos descartar o fato de que ela tenha sido importante no mínimo em algum momento da nossa historia...
    A própria física quântica coloca em xeque várias leis da físicas antes tidas como fundamentais,dando margem pra interpretações científicas para vários fenômenos desconhecidos do homem....
    Pense bem,todos podemos estar enganados,o pastor,o cientista,o seu mané do bar,o Papa,o Obama...enfim,a certeza é que não sabemos de nada...

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Discussão] Video-games e Religião

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 23 Ago 2017, 11:07