Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Review][PC][Arcade][PS3][360] The King of Fighters XIII

    Compartilhe
    avatar
    LiveinRiot
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 950
    Posts Posts : 2206

    [Review][PC][Arcade][PS3][360] The King of Fighters XIII

    Mensagem por LiveinRiot em Sex 14 Dez 2012, 17:08


    Antes de começar a falar do The King of Fighters XIII, precisamos entrar em dois jogos que caracterizaram esse jogo: The King of Fighters XI e Street Fighter IV. Não há como contestar que quase todos os jogos de luta 2D dessa geração foram influenciados por Street Fighter IV. E os que não foram, não se destacaram tanto, não no meio competitivo, é claro.


    História:

    The King of Fighters XIII é uma sequência direta do KOF XI, onde colocaria fim na saga Tales of Ash.

    "O jogo toma lugar logo após The King of Fighters XI. O lutador Ash Crimson absorveu os poderes de dois dos descendentes dos clãs que selaram Orochi há 1800 anos atrás, Chizuru Kagura e Iori Yagami, enquanto Kyo Kusanagi está para ser a sua última vítima. Enquanto Elisabeth Blanctorche se prepara para impedir Ash, os lutadores recebem um convite para outro
    torneio King of Fighters, promovido por uma pessoa identificada como 'R'."
    fonte: Wikipédia


    Um ponto interessante de acrescentar é que a SNK sempre se preocupou em dar uma história interessante ao seus jogos, vide Fatal Fury. E o KOF, por ser sua maior franquia, possui sua história dividida em sagas, além disso cada nova saga possui um novo protagonista.

    É legal contrapor a história de KOF com a de SF, onde no SF apenas algumas personagens possuem histórias decentes, e mesmo assim a Capcom não toma a coragem de criar um roteiro definitivo para a franquia, deixando-a com uma história vazia e bastante fraca. Em KOF XI, Iori perde seus poderes, e dentro jogo há uma nova variação do Iori (Iori sem chamas, na tradução literal), e isso foi um marco fantástico para a história do game, imagine um Akuma sem Hadouken, e mesmo assim ninguém criticar, simplesmente, uma grande sacada de mestre.


    Música:

    Sem dúvidas não há como não aclamar as músicas de The King of Fighters, principalmente, as do remake do KOF 2002 feito para PS2. E para aqueles que amam a série, a SNK fez uma edição especial com o trilha sonora de toda a série.

    Por músicas serem algo muito subjetivo, eu deixo aqui apenas as minhas recomendações de ouvirem a trilha sonora do jogo, pois é fantástica, sem dúvidas é a segunda melhor, perdendo apenas para a versão remake de 2002.


    Gráficos:

    Sem dúvidas foi o ponto mais fraco do jogo, é possível notar com facilidade os serrilhados, como também a arte cartunesca não me agradou de início (a evolução natural de gráficos de um jogo de luta é a que foi apresentada em SFIV). Entretanto quando você começa a jogar o game, há detalhes que realmente mostram o esforço da SNK em fazer um jogo bonito na medida do possível (KOF XIII foi o último suspiro para a série, porque a SNK ia de mal a pior, por isso os gráficos datados, online debilitado)



    Jogabilidade:

    Aqui entra a parte mais complicada de dizer se o jogo é bom ou ruim. Vamos separá-las em algumas partes:

    - Fator Competitivo:
    Até o momento é de senso comum que há um perfeito equilíbrio no jogo, onde nenhuma personagem é overpower(diferentemente de Street Fighter IV, e entre outros jogos de luta). É algo lindo de se ver jogando, e não foi atoa que a final na EVO roubou a cena de SFIV (vejam no youtube).

    - Multiplayer Online:
    A melhor palavra para resumir é P-O-D-R-E!

    - Sistema de Comandos (Inputs etc...)
    Sistema herdado de KOF XI e modificado com a "benção" do tio SFIV. KOF sempre foi muito mais fácil de se jogar que SF, por conta de usar 4 botões, e em KOF XI foi mais facilitado ainda o sistema de se criar combos com os Cancels. Agora em KOF XIII você pode criar combos com Cancels, usando uma variação do seu golpe que gasta energia (exatamente como funciona no SFIV, por isso a "benção"), ou fazendo a tradicional "estourada" podendo fazer um combo gigante de até 100% de vida (tem que ser muito bom e não é nada fácil).

    Aqui entra a minha maior crítica de SFIV contra KOFXIII, é muito chato aprender o timing dos comandos de SFIV, o que te leva a ser muito bom com apenas uma personagem e horrível com as outras por conta do costume. Tudo bem que SFIV é voltado ao cenário competitivo, mas mesmo assim, é horrível ser "monoboneco".


    Considerações Finais:

    The King of Fighters XIII sem dúvidas é o melhor jogo de luta da atualidade, entretanto, ele não trouxe nenhum legado para a geração, como o seu antigo rival SF que inspirou até MK voltar às origens, apenas trouxe para os seus fãs aquela sensação de KOF ainda tem muita lenha para queimar e que mesmo com todas as suas dificuldades, seja por conta de sprites sem ser HD, seja por um online horrível, pode ainda ser o melhor jogo de luta por conta de seu extremo equilíbrio e por trazer uma sensação de que não basta ser bom com um tipo de personagem, terá que ser ótimo com um trio e saber ter jogo de cintura mesmo quando estiver com a sua última personagem e o seu oponente ainda com o primeiro. Se você não se preocupar com o modo online, compre, será aquele típico jogo que você e seus amigos irão se reunir para jogar.
    avatar
    Universo
    Membro Nv.30
    Membro Nv.30

    Karma Karma : 75
    Posts Posts : 328

    Re: [Review][PC][Arcade][PS3][360] The King of Fighters XIII

    Mensagem por Universo em Sex 14 Dez 2012, 18:33

    bela análise! Wink

      Data/hora atual: Ter 12 Dez 2017, 06:31