Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Compartilhe
    avatar
    UchihaZoro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 593
    Posts Posts : 1775

    [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por UchihaZoro em Qua 08 Ago 2012, 18:12

    Agradecimentos ao Mat Lee, por me ajudar revisando o texto.
    A série Metal Gear Solid é um trabalho do grande Hideo Kojima, um dos maiores criadores de jogos do Japão e uma das pessoas mais responsáveis pelo belo gênero de jogos de ação furtiva, mundialmente conhecido como “Stealth”.


    Sozinho e cercado por inimigos, até mesmo um agente das forças especiais tem dificuldades de sair com vida, este é um segredo por trás da popularidade da série. O desafio mental de descobrir como evitar o combate, mas também sentir a adrenalina de se infiltrar no território inimigo sem ser detectado.


    A série MGS é também reconhecido por sua história, que se mistura de forma natural com o mecanismo do jogo. Os cenários se baseiam em extensas pesquisas e incorporam ao drama dos desenvolvimentos reais dentro da sociedade.

    Toda a série tem uma forte mensagem anti-nuclear, ao mesmo tempo em que captura o espírito único de diversão que define a cultura de jogos do Japão. Esses elementos tornaram MGS o que ele é hoje, um trabalho maduro de entretenimento que transcende as fronteiras nacionais e dos vídeo games. Um dos principais produtos de negócios de conteúdo japonês, sendo ícone quando se trata de um jogo cinematográfico.

    Neste especial vamos relembrar aqui brevemente a ordem exata das aventuras dos Snakes que se passaram. E já irei deixar explicito aqui CONTÉM SPOILERS, por isso não me matem caso leiam o que não deviam. :pirat:


    Metal Gear Solid 3: Snake Eater (Playstation 2|Playstation 3|3DS)

    A história volta no tempo, até 1964, no auge da Guerra Fria. Naked Snake, o homem que posteriormente se tornaria o lendário mercenário conhecido como Big Boss, entra em território soviético para ajudar o cientista Sokolov a desertar para o Ocidente.

    Mas a missão fracassa por causa da traição da mentora de Snake e consultora da missão, The Boss, conhecida como a “Mãe das Forças Especiais”. Esta deserda para a União Soviética, levando consigo a miniatura de uma ogiva nuclear como presente, que seus novos anfitriões imediatamente lançam em uma instalação russa de pesquisas. É então que Naked Snake parte mais uma vez para a União Soviética em uma missão para matar The Boss.

    Durante a missão tem-se contato com o mentor do projeto Metal Gear (Metal Gear, é uma arma nuclear, sendo considerada a mais forte do mundo) e ajuda a traze-lo para o Estados Unidos, e ao final do game, após derrotar BOSS em uma luta dramática, Naked Snake recebe a alcunha de Big Boss e junto com o Major Zero fundam os Patriots.
    GamePlay:
    Screenshots:


    Metal Gear Solid Portable Ops (PSP)

    Naked Snake matou The Boss e se tornou Big Boss, um verdadeiro herói. Mas agora sua consciência está pesada com o conhecimento das verdadeiras intenções de sua ex-chefe. Big Boss aposenta-se da unidade FOX, cansado de tudo isso ele decide se aposentar de seu serviço. Um tempo depois durante suas “férias”, ele recebe algumas desagradáveis visitas nos quais o aprisionam na Península San Hieronymo, na Colômbia, por Gene, o novo líder de sua antiga organização FOX.

    Este tomou uma base militar soviética localizada na península e iniciou uma rebelião. Depois de ser torturado, Big Boss consegue escapar com Roy Campbell, um Boina Verde mantido na mesma prisão, e forma sua própria unidade para acabar com a FOX.

    Este é um episódio importante para a saga, devido as suas revelações, aqui vamos conhecer o projeto “Les Terribles Infantes”, que acabou gerando os três clones do Big Boss, Solidus Snake, Solid Snake e Liquid Snake, sem contar que é neste episódio que Big Boss sai desliga do governo americano e funda a FOXHOUND, junto com seu colega Roy Campbel.
    GamePlay:
    Screenshots:



    Metal Gear Solid: Peace Walker (PSP)


    Estamos no ano de 1974. É um ano de paz temporária, graças à contínua détente da Guerra Fria. Snake abandonou seu título de Big Boss e sua terra natal para formar seu exército sem pátria na Colômbia. Um dia, ele é convocado por visitantes da Costa Rica, “uma nação sem exército”. Nas sombras da Guerra Fria, a América Latina se tornou uma peça-chave para manter o equilíbrio de poder entre o Oriente e o Ocidente.

    Em meio a essa luta, a Costa Rica havia milagrosamente conseguido manter sua paz e sua neutralidade. Mas agora, uma misteriosa força armada está envolvida em atividades suspeitas na região. Snake avança expandindo seu exército sem pátria em uma tentativa de resolver a situação, mas logo descobre que não pode escapar de seu passado conturbado.

    Eventualmente, Big Boss e seus soldados viriam a ser conhecidos como os fundadores de Outer Heaven.
    GamePlay:
    Screenshots:





    Metal Gear (MSX| NES)
    Agora já estamos no ano de 1995, Solid Snake, um agente secreto recém recrutado na FOXHOUND, é enviado à África, para se infiltrar na base Outer Heaven para salvar seu colega Grey Fox. Durante essa missão, é traído por Big Boss, líder da Outer Heaven, que acaba se revelando na verdade o líder do mercenários em Outer Heaven.

    Nessa missão Solid destrói o Metal Gear que eles estavam construindo no local e detona com os planos do Big Boss.
    GamePlay:
    Screenshots:






    Metal Gear 2: Solid Snake (MSX| NES)
    Mais 4 anos se passam e estamos em 1999, a guerra fria já acabou há tempo, mas o planeta está enfrentando uma excassez de combustível. Um cientista tcheco, chamado Kio Marv, desenvolve o Oilix, um combústivel de alto rendimento e de custo muito baixo para produção.

    Devido a esse fator ele acaba por ser sequestrado pelos mercenários do Outer Heaven. A FOXHOUND convoca então o Solid Snake, que estava já aposentado para resgatar o cientista e recuperar a fórmula do Oilix.

    Durante essa missão, ele finalmente enfrenta num combate corpo a corpo o Big Boss, o duelo se dá em um campo minado, e supostamente, acabamos por matar Big Boss. Nessa mesma missão ele também mata o ex-colega Gray Fox, que virou traídor e estava com o Outer Heaven.
    GamePlay:
    Screenshots:





    Metal Gear Solid (PsOne| Gamecube)
    Agora estamos no ano de 2005, e o governo americano faz Solid sair da aposentadoria mais uma vez, mas desta vez pra enfrentar a própria FOXHOUND, que se rebelou e se tornou uma ameaça terrorista.

    Snake é mandando para a ilha de Shadow Moses, no Alasca, é nesta missão que Snake descobre que é um clone do Big Boss, ainda possuindo um irmão gêmeo, Liquid Snake, líder da insurreição da FOXHOUND. Durante a missão Snake conhece Meryl, por quem se apaixona, e conhece seu companheiro de batalhas, Otacon um cientista que trabalhou no projeto Metal Gear.

    Em Shadow Moses, Snake reecontra Gray Fox, que foi ressuscitado como um ninja ciborgue, e o duelo entre os dois chega ao fim. Snake finalmente consegue chegar até o seu objetivo, este passando por muitas dificuldades na batalha contra o novo Metal Gear “Rex”, até que Gray Fox reaparece, este se lembrando de antigamente quando era companheiro de Snake. Graças ao sacrifício de Gray fox, Snake consegue destruir o Metal Gear REX. Com seus planos destruídos, Liquid se enfurece e decidi batalhar pessoalmente contra seu irmão. Depois de uma longa batalha, Solid Snake vence seu irmão no mano a mano, Liquid sobrevive a luta mas morre por causa do FOXDIE, um vírus que corre nas veias do Snakes, injetados por Naomi Hunter numa tentativa de se vingar da morte do irmão, Gray Fox.

    Diferente de Liquid, Snake sobrevive ao vírus, mas não tem a mínima ideia de quanto tempo lhe resta por causa do vírus. E após uma missão com sucesso, passa certo tempo vivendo com Meryl como um casal.
    GamePlay:
    Screenshots:






    Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty (Playstation 2|Playstation 3| PC)
    O game começa dois anos após o episódio anterior, estamos em 2007, e começamos jogando com Snake em uma missão para impedir o Revolver Ocelot de roubar o novo Metal Gear RAY, junto com um grupo terrrorista soviético que quer trazer o comunismo devolta a Rússia, mas na verdade Ocelot pretende trair a todos e levar para si só o Metal Gear Ray.

    Um ponto interessante, é que no game anterior Snake descepa o braço de Ocelot e agora ele está com o braço de Liquid implantado no lugar, o que ocasiona certas crises de personalidade, dando a entender que a mente de Liquid está tomando o corpo de Ocelot.

    A missão acaba em fracasso com Revolver Ocelot fugindo com o novo Metal Gear e Snake sendo acusado de terrorismo. Então se passa para o segundo ato do jogo, alguns anos se passaram, e um grupo terrorista sequestra o presidente dos Estados Unidos na plataforma marítima Big Shell.

    Então é enviado para tomar conta da situação o agente secreto Raiden, supostamente membro da FOXHOUND, agindo novamente para o governo americano, para resolver todo o conflito na surdina. Raiden se encontra com Snake durante a missão, que passa a lhe ajudar em muitos pontos, mas cada um faz a missão em pontos separados e você não controla o Snake, apenas o Raiden.

    Após sucessivas batalhas descobre-se que a Big Shell na verdade é uma fachada para o Arsenal Gear, uma fortaleza dos Patriots com Inteligência Artificial avançada. O presidente americano na verdade fazia parte do complô, que se descobre que foi criado por Solidus Snake, o terceiro clone do Big Boss do projeto “Les Terribles Infantes”.

    Raiden na verdade era uma marionete do projeto e dos Patriots, para recriar o incidente de Shadow Moses, e consequentemente criar um novo Snake, uma nova lenda. No meio da bagunça toda, Raiden é ajudado por Snake e Otacon que estão tentando acabar com os Patriots.

    No final de tudo, Solidus morre, Revolver Ocelot já totalmente tomado pela mente de Liquid foge com o Metal Gear RAY e acabamos com Snake descobrindo mais dados sobre os Patriots e partindo pra ir atrás do Ocelot, e Raiden completamente "perdido" e livre pra escolher o que quer fazer da vida.

    GamePlay:
    Screenshots:




    Metal Gear Solid 4: Guns of Patriots (Playstation 3)
    Agora estamos no ano de 2014, se passaram cinco anos após o que houve em Big Shell, e temos um Snake velho, que se descobre durante o jogo que é vírus FOXDIE cobrando seu preço em cima do herói. O mundo em MGS4 está desolado e tomado pela guerras, que movimentam o economia mundial.

    O game se inicia com Snake ainda em sua busca para se vingar e acabar com Revolver Ocelot, agora chamado de Liquid Ocelot, totalmente tomado pela personalidade de Liquid Snake, e tentando derrubar de vez os Patriots e tomar o controle pra si.

    O game fecha com chave de ouro todas as pontas soltas nos games anteriores, descobrimos finalmente quem são os Patriots, uma rede de Inteligência Artificial que controla a economia e funcionamento do mundo, descobrimos também quem foi a progenitora dos tri-gêmeos do projeto “Les Terribles Infantes”, a Big Mama.

    E a caçada a Liquid finalmente chega a um fim, com a fantástica batalha final entre Liquid e Snake acontecendo, onde se descobre que na verdade, a mente de Ocelot nunca foi dominada pela mente de Liquid por causa de um implante de braço, e sim, o braço foi usado como material genético, e Ocelot mimetizou os dados psiquicos do Liquid para poder ter acesso na verdade aos controles e dados dos Patriots, que respondiam aos genes do Big Boss, pai deles, de quais eram clones.

    Ocelot ainda tinha o sonho de criar o Outer Heaven do Big Boss e destruir os controles dos Patriots, para os quais Big Boss trabalhava. A parte mais interessante de tudo, é descobrir no final do game, que Big Boss não havia morrido na batalha no campo minado com Snake, mas estava preso em animação suspensa pelos Patriots, mas acaba morrendo no final do game por causa do FOXDIE implantado nos Snakes, momento esse muito emocionante.

    E o game, apesar de fechar toda a saga do Snake, não fecha a saga de Metal Gear, deixando ainda pontas para uma continuação.
    GamePlay:
    Screenshots:




    Metal Gear Solid: Rising (Xbox 360|Playstation 3|PC)
    [Lançamento: 21 de Fevereiro de 2013]

    Os acontecimentos de Metal Gear Rising: Revengeance ocorrem alguns anos antes de Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots. Detalhes sobre a trama específica do jogo ainda não foram revelados, mas Raiden parece ser um guerreiro solitário lutando contra vários soldados robóticos, enquanto segue o código samurai do Bushido.

    Raiden é mostrado com a aparência de um ciborgue-ninja (vista em Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots), mas com a cor da armadura e dos olhos diferentes. Uma segunda imagem foi divulgada, trazendo Raiden com sua armadura e espada na mão, agachado nas costas do que aparenta ser Crying Wolf.

    Metal Gear Solid: Rising ocorre em certos pontos, nos quais demonstram as diversas transformações de Raiden em um ciborgue, ainda que com uma aparência diferente e um pouco mais cruel do aquele visto em Metal Gear Solid 4.

    Trailer:
    Screenshots:




    Metal Gear Solid Ground Zeroes (Playstation 3/ Xbox360/ PC)
    [Lançamento: Não divulgado]

    Este game trará a volta de Big Boss. Depois de ter conseguido o cargo em Metal Gear Solid 3. Esta aparentemente será mais uma das missões feita pelo super agente. Na qual também há rumores de que terá a primeira aparição de Raiden, ainda criança.

    Poucas coisas referentes a história do game foi divulgado até então. Até o momento, sabemos que este game será uma espécie de prólogo para Metal Gear Solid 5.

    Este também será o primeiro Metal Gear, em um mundo totalmente aberto. Sendo possível até mesmo pilotar alguns veículos, entre eles um helicóptero. Uma coisa totalmente nova na franquia.
    Trailer:
    Screenshots:




    Metal Gear Solid 5 (???/???)
    [Lançamento: Não divulgado]

    Aparentemente, já temos uma possível data para aguardar o inédito Metal Gear Solid 5, e ela pode ter vindo de um relatório fiscal da produtora Konami.

    No relatório é citado que o game deve ser lançado no ano fiscal de 2014 da Konami, período que compreende entre abril de 2014 e março de 2015, sem citar plataformas.
    Por enquanto, Metal Gear Solid 5 permanece com futuro incerto. O criador da saga, Hideo Kojima, já deu dicas em seu Twitter que pretende continuar a produzir games com o herói Solid Snake e todo o resto do elenco de personagens.



    Spin-Offs



    Metal Gear Solid: Ghost Babel (GBC)

    Continuação paralela de Metal Gear 2: Solid Snake, este consta uma continuação alternativa da história.
    Estamos no inicio do século 21. Um incidente de uma magnitude sem precedentes acontece, um grupo de terroristas separatista conhecido como GLF (Gindra Liberation Front), capturou um avião de carga americano e o levou para sua base na região de Gindra, localizado na África Central. O sequestro do cargueiro ocorreu por um unico motivo, ele levava um novo protótipo do Metal Gear "Gander", arma mais poderosa do mundo, junto de seu armamento nuclear.

    Solid Snake o sabotador mestre, é chamado de volta de sua aposentadoria no Alasca. Ele nega a proposta de partir e abandonar sua nova vida pacata, mas é convencido pelo Coronel Campbell a ir, para também poder descobrir enigmas de seu passado nesta missão, pois a fortaleza inimiga Gindra, antes era conhecida como Outer Heaven, local onde Snake destruiu a arma de guerra, o Metal Gear Original.

    Conexões obscuras como o passado e verdades escondidas por trás das portas começarão a ser desvendadas.
    GamePlay:
    Screenshots:



    Metal Gear Solid: Acid (PSP)

    Este é um dos Metal Gear nos quais mais dividem as opiniões, para alguns horrível por mudar totalmente a jogabilidade, e para outros totalmente instigante graças a incrível história.
    A jogabilidade do game, é decidida a partir de turnos, através do uso de cartas de batalha estratégicas, os jogadores recebem diferentes habilidades e tácticas furtivas para alcançarem os objectivos da missão.

    O jogo se passa depois do primeiro Metal Gear Solid. Snake é chamado de seu retiro no Alaska para auxiliar o governo em mais uma missão: terroristas tomaram controle de inúmeros aviões e ameaçam derrubá-los se não receberem Pythagoras, um arquivo contendo os dados de testes de um Metal Gear sendo desenvolvido no país fictício de Moloni.

    Ao mesmo tempo, outro grupo terrorista, em busca do mesmo arquivo, invadiu o laboratório em que Pythagoras estava sendo guardado. Snake deve então recuperar esse arquivo e, se necessário, impedir que os terroristas lancem um míssil nuclear com o uso do Metal Gear. Ao longo do jogo, entretanto, descobre-se que as coisas não são tão óbvias, a identidade de Snake é posta em questão e muitas coisas "estranhas" acontecem.
    GamePlay:
    Screenshots:




    Metal Gear Solid: Acid 2 (PSP)

    Da mesma maneira que o anterior, Metal Gear Acid 2 consta com uma jogabilidade de turno utilizando cartas, este com mais algumas opções comparado ao anterior.

    Este consta a história de quando Snake, uma jovem mulher chamada Consuela Alvarez, e dois pilotos nomeados Dave Copeland e Roddy Louiz, estavam voando para os Estados Unidos ilegalmente quando são presos por equipes da SWAT do FBI. Depois de ser pego, Snake é forçado a realizar uma missão, para o bem de seus colegas.

    Snake concorda com o trabalho, o objetivo inicial de Snake é se infiltrar em um instituto de pesquisa dirigido por SaintLogic (chamado de "StrateLogic" na versão japonesa), um fabricante de armas militares, localizada em um isolado norte-americano ilha. Dalton está investigando SaintLogic para ações desumanas em relação às crianças, e utiliza as habilidades de Snake para se infiltrar SaintLogic e descobrir a verdade por trás de suas práticas de negócios.

    Este trás uma história um tanto confusa, e cheia de "furos", sendo considerado a ovelha negra da franquia.
    GamePlay:
    Screenshots:




    Metal Gear Online (Playstation 3)

    Metal Gear Online é um jogo de ação que traz a engine e o universo de MGS4: Guns of the Patriots com a jogabilidade já conhecida pelos fãs da série, de agir furtivamente, escondendo-se em qualquer elemento do cenário, distrair os inimigos e utilizar-se de técnicas variadas de combate. O jogo oferece suporte para 16 usuários e faz parte do Starter Pack, um pacote que inclui também o MGS4.

    Este ao contrários dos demais não possui uma história, é um game mais para o estilo de COD, só que com os elementos de MGS. Sem duvidas um dos melhores do estilo, compra obrigatória para todos que gostam do gênero.
    GamePlay:
    Screenshots:





    Extra "Entrevista de Kojima dos 25 anos de Metal Gear":
    Kojima fala sobre os 25 anos de Metal Gear


    O PlayStation Blog divulgou uma excelente matéria com Hideo Kojima, o criador da série Metal Gear, que completa neste ano 25 anos. Kojima falou sobre todas as suas criações, quais foram os fatores de motivação e o que ele achou do resultado.


    Metal Gear | 1987 | (MSX2)

    Hideo Kojima: Neste ano eu comecei a trabalhar na indústria de jogos eletrônica, como designer e planner de jogos. Eu era muito jovem, entre a primeira geração da indústria no Japão. Eu já tinha uma certa reputação quando comecei a trabalhar, mas o primeiro jogo que trabalhei por meio ano foi cancelado. Não sabíamos quando iríamos terminá-lo, e um dia meus superiores me chamaram para avisar que ele seria cancelado.

    Eu pensei em deixar a companhia e procurar outro trabalho, mas eles ofereceram a chance de desenvolver um jogo de combate para o MSX. O resultado desta oferta foi o primeiro Metal Gear. Foi lançado há exatos 25 anos. Todos sabíamos da limitação técnica do MSX, e eu não queria fazer jogos de guerra. Então decidi criar algo parecido com o filme Fugindo do Inferno algo envolvendo uma fuga, e no final, fiz um jogo de espionagem.

    Metal Gear teve boas análises, e como planner tive que criar alguns rascunhos para o jogo. Eu não tinha muitas ferramentas, então tive que ir aos programadores e dizer exatamente o que tinha em mente e o que queria que eles fizessem.

    Voltando, os programadores tomaram as decisões finais, em vez dos planners, o que me irritou bastante. Queria dar a palavra final nos jogos que eu criava, então pedi que um esquema de roteiro fosse feito, para que eu colocasse sons e animações onde quisesse. Foi assim que Snatcher nasceu.

    Metal Gear Solid | 1998 | (PlayStation)

    Hideo Kojima: Eu estava fazendo jogos como Policenauts, e ouvi rumos sobre um console que poderia criar polígonos em tempo real. Isso realmente chamou minha atenção, já que a maior atração dos jogos é a sensação de ação, e fiquei intrigado para ver o que poderia ganhar com aqueles polígonos. Metal Gear é um jogo de esconde-esconde, e pensar em fazer isso com uma câmera que poderia mudar de posição realmente me empolgou. Então parei de fazer jogos com roteiros e voltei a pedir favores aos programadores desde mundo 3D.

    Eu fui o designer de Metal Gear Solid, mas não fui o produtor, então não sabia o orçamento, data de lançamento, ou o progresso do jogo. Lembro de me falarem a data de lançamento e eu não poderia fazer nada, são memórias tristes para mim.

    Na Kojima Productions, sou diretor, produtor e designer de jogos; eu tenho controle sobre o orçamento, e falo sobre o que fazer e o que não fazer, especialmente sobre contratações. De fato, as pessoas que trabalharam no primeiro Metal Gear Solid ainda são do núcleo da Kojima Productions.

    Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty | 2001 | (PlayStation 2)

    Hideo Kojima: Metal Gear Solid vendeu muito bem pelo mundo; foi um grande sucesso. Quando soube do hardware para o PlayStation 2, queria fazer algo novo. Com isso em mente, todas as cenas de cortes focaram em detalhes como expressões faciais, mas queria dar mais atenção aos arredores, ver como poderia mudá-los em tempo real. Jogos mais atuais, como Call of Duty seguiram essa tendência de fazer os ambientes mais realísticos.

    Já que Metal Gear Solid vendeu tão bem, eu tive um bom orçamento para MGS2, então pude trabalhar com pessoas como Harry Gregson-Williams, com quem eu já queria trabalhar há algum tempo, mas sempre falavam que o orçamento não dava. Estavamos sobre muita pressão, mas ao mesmo tempo adorei a liberdade de criação que tive para fazer o jogo.

    Também pudemos promover o jogo em paralelo a sua produção. Lembro de receber aplausos na E3 2000, e gostei muito disso. Olhando para trás, tenho boas memórias do desenvolvimento de Metal Gear Solid 2.



    Metal Gear Solid 3: Snake Eater | 2004 | (PlayStation 2)

    Hideo Kojima: Embora MGS2 tenha vendido bem, muitas fãs de Snake ficaram chateados por Raiden ser o protagonista principal; recebemos muitas reclamações sobre isso. Tivemos muitos comentários sobre a história se desvendando muito rápido; criamos uma grande agitação. Com isto em mente, criamos Snake Eater.

    Naquele tempo, eu não era apenas o designer, mas também gerente, cuidando do estúdio. Nós estávamos desenvolvendo muitos projetos ao mesmo tempo, como Boktai, Zone of the Enders, e The Twin Snakes. Achei que seria muito difícil desenvolver Snake Eater como o líder de criação, então tentei delegar responsabilidades aos novos contratados do estúdio. Isso não deu certo no final, mas foi minha primeira tentativa.

    Depois que MGS3 estava terminado, para deixar claro que o próximo Metal Gear não seria dirigido por mim, enquanto estávamos pela Europa, anunciamos que o próximo diretor seria Alan Smith, um pseudônimo.

    Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots | 2008 | (PlayStation 3)

    Hideo Kojima: O PlayStation 3 era um sistema bastante complexo; os jogos tinham que ser desenvolvidos em três fases. No final do projeto de Metal Gear Solid 4, tinhamos quase 200 pessoas trabalhando nele, com três diretores (embora muitas vezes foram diretores apenas em nomes, e eu acabei fazendo muita coisa). Por isso o jogo foi atrasado.

    Fizemos MGS4 com base em um método Japonês. Naquela época, a tendência estava para jogos de mundo aberto, mas decidir não dar atenção a isso e seguir outro caminho. Eu já tinha sentido que precisava criar algo parecido com o que estamos fazendo com a Fox Engine.

    Para desenvolver a Fox Engine, eu tinha que entender como as coisas funcionavam em todos os lugares, então passei um ano e meio visitando estúdios ao redor do mundo, e como japoneses, podemos ver como as outras pessoas trabalham e reconhecer, com muito respeito, que o trabalho deles é melhor que o nosso.

    Já que a Fox Engine levaria muito tempo para ser criada, começamos a trabalhar em Peace Walker.



    Metal Gear Solid: Peace Walker | 2010 | (PlayStation Portable)

    Hideo Kojima: Não só desenvolvemos Peace Walker para o PSP por ele ser um console popular no Japão, mas também com o conceito de Transfarring em mente, então, como um teste, desenvolvemos para o PSP. O Transfarring já está funcionando, mas foi algo que planejamos desde o início.

    Acho que Peace Walker foi um sucesso. Pudemos fazer muito do que queríamos, por exemplo, todo o aspecto social que não conseguimos no PS3. Com um hardware mais simples, pudemos focar em fazer as coisas que estávamos tentando.

    Fox Engine

    Hideo Kojima: A Fox Engine está quase finalizada, mas a única maneira de garantir que funciona é criando um jogo ao mesmo tempo e melhorar o motor com nossos ferramentas conforme avançamos. Originalmente, iríamos fazer isso para Metal Gear Rising: Revengeance, mas muita coisa aconteceu no caminho e, em vez disso, está sendo feito com o motor que a Platinum Games tem.

    Os estúdios de produção no Japão estão quase extintos, um fato que reconhecemos há quase 10 anos e, apesar da Fox Engine não estar finalizada, estamos prontos para mostrar o que podemos fazer, em 30 de agosto no Japão, para ser mais específico.


    Fonte: Gamegen




    Nada melhor para terminar este tópico, como o clássico Game Over do Metal Gear Solid. Aproveitem este som, que eu sei que vocês ouviram diversas vezes... xD



    -------------------------

    Metal Gear Solid é sem duvidas uma das mais épicas franquias existentes, sendo a inspiração de diversos jogos atuais. E você, já teve a experiência de jogar algum game da franquia ?


    Última edição por UchihaZoro em Ter 30 Out 2012, 15:47, editado 3 vez(es)
    avatar
    Monagma
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 727
    Posts Posts : 5264

    Re: [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por Monagma em Qua 08 Ago 2012, 20:39

    Tópico fera, rapaz! Nem acredito que ainda não tem comentários!

    Vou ler com calma mais tarde, agora dei uma "folheada" e está muito bom, só me deu preguiça de ler tudo. Laughing
    avatar
    EHHH
    Doutor
    Doutor

    Karma Karma : 1092
    Posts Posts : 6836

    Re: [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por EHHH em Qua 08 Ago 2012, 21:27

    Não li alguns jogos e os Spin-offs, mas UAU, que tópico incrível!! Mais um para a coleção E NÃO É DE RESIDENT CHATO /o/

    Metal Gear mesmo eu nunca joguei muito, joguei umas cinco vezes na minha vida toda, mas gostei bastante!!

    Eu ia comprar a versão de 3DS, já que é o primeiro da cronologia e iria conhecer melhor a série, mas decidi que iria comprar o Vita, e depois comprei o Xbox... Agora quero pegar a versão HD.

    Enfim, não entendi direito o que é Metal Gear...

    Durante essa missão, ele finalmente enfrenta num combate corpo a corpo o Big Boss, o duelo se dá em um campo minado, e supostamente, acabamos por matar Big Boss. Nessa mesma missão ele também mata o ex-colega Gray Fox, que virou traídor e estava com o Outer Heaven.
    Tipo, eu sei que ele não queria mais ser o Big Boss, e que tinha matado a The Boss em Snake Eater, mas o que realmente é esse novo Big Boss? Suspect
    avatar
    UchihaZoro
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 593
    Posts Posts : 1775

    Re: [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por UchihaZoro em Qua 08 Ago 2012, 23:37

    Primeiro agradeço por ter sido um dos únicos a lerem EHHH! ;D
    O Monagz não merece meus agradecimentos... u-u

    Então, vamos tentar esclarecer algumas coisas.

    Metal Gear é uma arma nuclear, sendo considerada a mais potente do mundo. Este já possui diversas versões, e incrivelmente sempre caiam em "mãos erradas", fazendo ser um enorme perigo para todos. E como sempre alguém salva o mundo... xD

    @EHHH escreveu:
    Durante essa missão, ele finalmente enfrenta num combate corpo a corpo o Big Boss, o duelo se dá em um campo minado, e supostamente, acabamos por matar Big Boss. Nessa mesma missão ele também mata o ex-colega Gray Fox, que virou traídor e estava com o Outer Heaven.
    Tipo, eu sei que ele não queria mais ser o Big Boss, e que tinha matado a The Boss em Snake Eater, mas o que realmente é esse novo Big Boss? Suspect
    Laughing
    Se você ler com atenção, perceberá que o Big Boss (Naked Snake) se tornou o "inimigo" da vez, e começamos a controlar o novato Solid Snake, no qual derrota Big Boss em uma luta.
    avatar
    Mat Lee
    Alface
    Alface

    Karma Karma : 1925
    Posts Posts : 5959

    Re: [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por Mat Lee em Sab 11 Ago 2012, 21:09

    Olha... O tópico é muito bom, mas eu não comentei antes porque eu não conheço NADA da franquia. Nunca joguei nem nada... Então fico meio que um ponto preto no meio de um mar de pontos brancos. Laughing

    Karmei o tópico, pois é obrigação de todos fazerem com um tópico desse nível. xD Pode não ser bonito e pah, mas ele tem conteúdo escrito por você e eu imagino o trabalho que deu.

    Eu quase comprei o MGS4 para conhecer e pah. O preço dele está bom demais... Porém, prefiro pegar o HD Collection primeiro. Odeio ficar boiando na história!!

    É isso ae! tongue

    Sora_DR
    Veterano Nv.29
    Veterano Nv.29

    Karma Karma : 195
    Posts Posts : 1118

    Re: [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por Sora_DR em Sab 11 Ago 2012, 21:37

    @UchihaZoro escreveu:
    Se você ler com atenção, perceberá que o Big Boss (Naked Snake) se tornou o "inimigo" da vez, e começamos a controlar o novato Solid Snake, no qual derrota Big Boss em uma luta.

    Primeiramente dando os parabéns por este belo tópico Clap sério Zoro excelente tópico vou ler com calma depois xD.

    Sobre ele ser o inimigo se não me engano era no Metal Gear do MSX não lembro mas enfim, o Big Boss nesse jogo controlava o robo Metal Gear e ae que tem a luta entre Solid Snake e Big Boss, eu estou baixando o MGS3 Subsistance pois ele tem este jogo no DVD de extras.

    avatar
    feichaw
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 1077
    Posts Posts : 2304

    Re: [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por feichaw em Sab 11 Ago 2012, 21:52

    Melhor franquia de todos os tempos.

    Todos os jogos assinados pelo Kojimão são top.

    Não perdeu a qualidade nunca!

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Discussão] Franquia Metal Gear Solid

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg 11 Dez 2017, 05:55