Arquivo do Fórum Nintendo Blast

Olá visitante/usuário! Nós estamos em processo de migração e deixaremos este Fórum em breve.

A migração é para termos mais liberdade e para podermos ter um Fórum melhor! Se você ainda não é cadastrado neste Fórum e nem no novo, clique aqui e cadastre-se já no Novo Fórum!

Se você já possui uma conta aqui, clique aqui e saiba como migrar para o Novo Fórum Nintendo Blast!
Arquivo do Fórum Nintendo Blast

    A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Compartilhe
    avatar
    Convidad
    Convidado

    A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Convidad em Ter 13 Mar 2012, 18:42

    A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo
    13 mar, 2012 - 09:28 - por: Fernando Mucioli

    Ao analisar um punhado de jogos velhos das séries Super Mario Bros., Donkey Kong, Legend of Zelda, Pokémon e Metroid, cientistas belgas provaram, além de qualquer dúvida, que esses jogos são bem difíceis mesmo.

    Para mostrar seu trabalho, eles escreveram um artigo científico explicando o que encontraram.

    Greg Aloupis, Erik D. Demaine e Alan Guo, da Universidade Livre de Bruxelas, descobriram ao fim de suas experiências que a maioria desses jogos entra na classificação “Difícil-NP”, um termo científico que significa que eles estão no nível máximo de dificuldade.

    Apesar de isso tudo parecer uma grande piada – e, em grande parte, isso é verdade – ler o artigo mostra o quanto os pesquisadores pensaram no assunto. Pensaram mesmo. Aqui está um trecho da parte de Pokémon, por exemplo:
    O dispositivo de não-reversão tem uma função similar ao dispositivo de via única, com a diferença de que em vez de atravessar de a para b, o jogador não consegue atravessar de b para a. Isso é implementado pelo dispositivo na Figura 21. Claramente o jogador não pode entrar via b, porque isso atrai o Treinador fraco para bloquear a passagem. Suponha que o jogador entre por a. Ele pode andar de forma segura para b porque o Treinador fraco bloqueará a linha de visão do Treinador forte. Entretanto, para alcançar b, o jogador deve atrair o Treinador fraco para fora da linha de visão do Treinador forte, fazendo assim com que o jogador nunca possa voltar na direção contrária.
    E aqui está o que eles têm a dizer sobre os quebra-cabeças com blocos de Zelda:
    De maneira geral Legend of Zelda é Difícil-NP por redução de um puzzle similar a Push-1, porque Legend of Zelda contêm blocos que podem ser empurrados de acordo com as mesmas regras de Push-1 [2], com a exceção de que em Zelda cada bloco só pode ser empurrado, na maioria das vezes, uma vez. Felizmente todos os dispositivos na redução para Push-1 encontrados em [2] ainda funcionam como previsto quando cada bloco só pode ser empurrado, em grande parte, uma vez, com a possível exceção do dispositivo de trava. Entretanto, uma modificação simples no dispositivo de trava (ilustrado na Figura 11) é suficiente. (Aqui presumimos que Link não tenha itens. Em particular, a jangada.
    Você pode ver o estudo completo na Cornell University Library.

    Fonte: Kotaku

    Abaixo uma outra matéria que eu já tinha publicado no tópico "Jogos antigos marcavam mais", porém acredito ser pertinente ao tópico:
    Diferentes paradigmas da indústria de Games:
    Diferentes paradigmas da indústria de Games

    Pong foi o primeiro game fabricado em massa que fez sucesso na história.

    Quando os jogos eletrônicos começaram a ser produzidos em larga escala, se utilizou modelo de “Jukebox” para ter lucro: o cara interessado em jogar colocava uma moeda (de 25 centavos de dolar normalmente), e jogava uma partida do jogo. Os jogos “Computer Space” e “Pong”, os 2 primeiros jogos a serem produzidos em larga escala na historia, usavam esse modelo. Ambos os jogos eram pra ser jogados por duas pessoas simultaneamente, e as partidas duravam um tempo pré-determinado. Isso estava acontecendo entre 1971 e 1972, nos EUA.

    Muita experimentação foi feita durante esse período dentro dessa “tecnologia” nova que surgia… mas a grande maioria dos jogos (que foram poucos) feitos nesse período eram feitos pensados para serem jogados por um tempo determinado. Breakout em 1975 ainda era assim, dando apenas duas fases pro jogador jogar. (Curiosamente, o Computer Space poderia ser jogado por tempo indeterminado, mas como os seus controles eram complicados demais, dentre outras coisas, o jogo foi um fracasso)

    Space Invaders foi o principal responsável pela criação da indústria de Games em 1978.

    Em 1978, vindo do Japão, Space Invaders quebrou vários paradigmas dessa indústria recem-nascida. Os jogos feitos nos EUA até então, tentavam reproduzir de alguma forma coisas que existiam na realidade (Computer Space tentava, da maneira que era possível, reproduzir a física de uma nave espacial no espaço, Pong era baseado numa partida de Tênis, Breakout era uma adaptação de Pong pra ser jogado sozinho). Space Invaders estimulava a *Imaginação* dos jogadores, colocando-os para combater seres alienígenas. Além disso, Space Invaders criava o conceito de “personagem”. Seus inimigos não eram mais blocos sem forma, e sim aliens com diferentes formatos. Por fim, Space Invaders passa a recompensar o jogador que JOGA BEM, fazendo com que suas partidas (e seus 25 centavos) durem mais tempo…. e como os bons jogadores conseguem scores mais altos (Algo também que até existia antes, mas Space Invaders quebrou o conceito vigente de “score máximo”), também foi nele que começou a existir verdadeiras competições entre vários jogadores. Também com Space Invaders é popularizado o conceito de “dificuldade crescente”, tornando o jogo gradualmente mais difícil para os jogadores que duram mais tempo na máquina.

    Space Invaders é o jogo responsável por basicamente “criar” a indústria inteira de videogame. Pong foi popular, mas Space Invaders foi um ESTOURO. Em vários lugares as moedas de 25 centavos estavam em falta, por consequencia de todas estarem dentro das maquininhas do jogo.

    A partir de Space Invaders, a produção de jogos de fliperama cresceu gigantescamente, e os jogos passaram a recompensar o jogador pela sua habilidade, permitindo que ele fique mais tempo na máquina e recompensando-o com melhores placares. Vários jogos depois seguem essa tendência (Tanto americanos quanto japoneses): Asteroids(1979), Pac-Man(1980), Defender (1980), Galaga(1981)…

    Dentre os jogos de fliperama, Street Fighter 2 foi um dos mais populares, e um exemplo de jogo competitivo nos moldes do paradigma antigo.

    Assim é formado o “paradigma inicial” da indústria de jogos eletrônicos. Os jogos precisam ao mesmo tempo ser desafiadores e recompensar os jogadores quando estes mostrarem talento no jogo. Nesse paradigma, o modelo comercial é criar jogos que sejam desafiadores e divertidos durante muito tempo. Essa durabilidade da diversão dos jogos é importante, pois quanto mais tempo um jogo “dura”, mais lucrativo ele será, pois o jogador voltará sempre para jogá-lo novamente e depositar uma nova moeda na máquina. Se o jogo se tornasse entediante muito rápido, o jogo seria um fracasso comercial. O jogo precisa manter a atenção do jogador por muito tempo, o ideal seria o jogador jamais enjoar do jogo. Os jogos nesse molde possibilitam intrincadas estratégias, e a diferença entre um jogador mediano, um jogador bom e um jogador ótimo é gigantesca, por consequência dos pequenos nuances que esses jogos permitiam.

    Ainda no finzinho dos anos 70, a indústria começa também a produzir sistemas “caseiros” de games. Por questões de custos, esses sistemas são tecnologicamente muito mais simples do que os que existem nos “arcades”. Os jogos, num geral, tendem a reproduzir o modelo que já era visto nos fliperamas. Isso se mantém por todo o inicio dos anos 80. Exceto por algumas coisas vistas em computadores pessoais (Como o Elite ou o M.U.L.E. , que eram jogos que se propunham a ser duradouros por permitir que o jogador se envolvesse numa única partida por um tempo muito longo, até mesmo “salvando” seu jogo para continuar num momento posterior), os jogos tendiam a reproduzir o que existia nos arcades.

    God of War é um dos maiores exemplos do "paradigma moderno" de games de duração limitada.

    Quando os consoles começam a atingir um nível de popularidade maior, entre o finzinho dos anos 80 e o inicio dos anos 90, começa uma gradual transformação do paradigma, que fica muito acentuada por volta de 1995 (que, não por coincidência, é o ano do lançamento do Playstation em quase todo o mundo). Como os jogos de console são vendidos uma única vez para o consumidor, o paradigma anterior não é mais interessante em termos lucrativos. Os jogos não devem ser densos o suficiente para durarem muito tempo. Não é mais interessante o jogador ter vontade de passar a vida toda jogando apenas aquele jogo. É necessário agora que o jogo dure um tempo curto, mas ao mesmo tempo gere uma sensação de satisfação ao consumidor.

    Os jogos dos consoles (e depois os dos computadores pessoais seguem a mesma tendência) passam a ser muito mais superficiais e fáceis de serem “conquistados”. Os jogos agora precisam ser “descartáveis” e fáceis de serem terminados. A idéia agora é criar jogos que tenham um tempo determinado a ser jogado (Uma especie de “Prazo de validade”), e que quando esse tempo acabe, o consumidor se sinta de alguma forma “satisfeito” e queira ir comprar outro jogo.

    Nesse momento existe uma brusca queda na dificuldade dos jogos. Para criar a sensação de satisfação no jogador, o jogo precisa ser terminado. Logo, não é interessante que o nível de dificuldade seja muito alto. Um outro ponto importante nesse momento é a massificação dos games: se antes alguns poucos jogadores jogando o mesmo jogo por muito tempo era lucrativo, o que se torna lucrativo agora é atingir muita gente, pois é necessário vender muitas unidades do jogo. Por causa disso, existe uma tendência de se “uniformizar” tudo, para que seja mais fácil atingir um número maior de pessoas. Diferente do que acontecia com os jogos de fliperama, o jogo não recompensa mais quem mostra habilidade com o jogo, a recompensa agora é para todos que dedicarem um tempo pré-estabelecido ao jogo.

    No inicio deste século, com a popularização dos sistemas caseiros e a tendencia da sociedade ocidental de sair o minimo de casa possível nas suas horas vagas, a cultura “antiga” vai desaparecendo, os jogos do velho paradigma vão parando de ser produzidos, e os fliperamas (principalmente nos países desenvolvidos ocidentais) vão se extinguindo. O novo paradigma se instala por completo na sociedade ocidental.

    Jogos no paradigma antigo ainda são criados no oriente, como DeathSmiles, cuja versão do XBOX 360 está com lançamento no ocidente marcado para 26 de Junho de 2010.

    No oriente, o paradigma antigo nunca foi completamente extinto. Como o Japão possui uma forte cultura competitiva, o velho paradigma se manteve por lá em conjunto com o novo. Os fliperamas continuam a existir no oriente (Apesar de menos populares que no passado), e os tais jogos que deveriam “durar para sempre” ainda são produzidos. Às vezes aqui no ocidente recebemos alguns desses jogos produzidos “pensados” no paradigma antigo, como os relativamente recentes Raiden 4 e Super Street Fighter IV.

    Nesse momento estamos vivendo uma nova mudança de paradigma, que trás algumas caraterísticas da “velha escola” de volta. A popularização das conexões de banda larga possibilitam novos ambientes competitivos online e a venda de jogos a baixo custo via internet. Daqui a alguns anos poderemos avaliar melhor esse novo paradigma.

    Fonte: http://joysticksmash.wordpress.com/tag/games-paradigma/
    avatar
    Convidad
    Convidado

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Convidad em Ter 13 Mar 2012, 18:53

    Obviamente né. Na maioria das vezes, são limitações dos consoles que fazem o jogo difícil.
    avatar
    Tchuk-ex
    Veterano Nv.35
    Veterano Nv.35

    Karma Karma : 415
    Posts Posts : 1417

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Tchuk-ex em Ter 13 Mar 2012, 18:55

    Não quero ser grosso, mas, MASTER OF THE OBVIOS XD
    joga um alex kidd e compara com qualquer jogo novo =)
    Ou mais extremo ainda, compara o mario the lost levels com o 3d land.
    A inclusão de um monte de CG's e savepoints a TODO momento acabou deixando tudo mais fácil, sem falar que a dificuldade dos jogos antigos aumentava a longevidade dos mesmos, sem falar que isso te estimulava a se tornar "mestre" no determinado jogo, coisa que não acontece em jogos mais novos, você compra, zera, e deixa na prateleira.
    avatar
    SparkTFS
    Veterano Nv.19
    Veterano Nv.19

    Karma Karma : 67
    Posts Posts : 862

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por SparkTFS em Ter 13 Mar 2012, 19:09

    tchukex disse:
    não quero ser grosso, mas, MASTER OF THE OBVIOS XD
    joga um alex kidd e compara com qualquer jogo novo =)
    ou mais extremo ainda, compara o mario the lost levels com o 3d land.
    A inclusão de um monte de CG's e savepoints a TODO momento acabou deixando tudo mais fácil, sem falar que a dificuldade dos jogos antigos aumentava a longevidade dos mesmos, sem falar que isso te estimulava a se tornar "mestre" no determinado jogo, coisa que não acontece em jogos mais novos, você compra, zera, e deixa na prateleira.

    Por isso que os jogos hoje em dia precisam ter várias fases e extras (U.U).
    Querem um outro exemplo de jogo difícil>fácil Neutral ?

    Super Mario Bros. e World,pra começar eu não estou dizendo que o World é fácilapesar de ser um pouco...mais comparado ao clássico SMB é,tanto que uma das coisas que ajuda o jogo a ser tão divertido são o Yoshi,as fases secretas,a SR e o SW *-*...
    Enquanto a diversão de SMB fica por conta da dificuldade crescente,e tbm pela falta de saves no jogo.
    ...This is a secret ''for'' everybody...:
    Até hoje tentando chegar no último castelo do SMB sem Game Over noooot .
    avatar
    SuperSM
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 205
    Posts Posts : 1859

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por SuperSM em Ter 13 Mar 2012, 19:21

    Meu único comentário sobre tudo isso:


    SE
    EU
    LIGO
    avatar
    Convidado
    Convidado

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Convidado em Ter 13 Mar 2012, 19:23

    Cientistas? Who needs it? Qualquer gamer percebe isso.

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por ExtremeZelda em Ter 13 Mar 2012, 19:25

    Não me diga :seriousface:

    Tava na cara né gente, acorda!

    E eu não acredito que precisou de cientistas para descobrirem isso. Face Palm
    avatar
    Guinomonster
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 2261
    Posts Posts : 7418

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Guinomonster em Ter 13 Mar 2012, 19:28

    @SuperSM escreveu:Meu único comentário sobre tudo isso:


    SE
    EU
    LIGO

    Você está parecido com o Hitsugi, antes, falava sua opinião, agora, é um egocêntrico, que está idiota, você era legal antes, mais hoje, você não é o mesmo SuperSM...
    avatar
    Convidad
    Convidado

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Convidad em Ter 13 Mar 2012, 19:33

    a tecnologia dos anos 80 era bem primitiva se comparar com os dias atuais (óbvio) o que notava-se jogos com uma jogabilidade bem limitada e movimentação simples em contra-partida aumentava-se a dificuldade. Os inimigos repetindo sempre ao mudar de uma tela pra outra reforça isso, puzzles e mais puzzles complicados para incrementar o game eram utilizados, itens escondidos era mais dificil ainda de achar pois com a limitação dos gráficos não era possivel fazer um objeto com um formato diferente, muitas vezes eram usados cores para identificar algo suspeito ou até mesmo figurinhas que faziam parte do cenário que mostrava um enigma para abrir tal porta, para certos enigmas também utilizava-se de pistas onde um habitante de algum lugar passavam mas de forma subjetiva, informações para que o jogador pense e decifra. Um fator que também dificulta é a limitação de vidas ou continues. Tem certos games que só existiam 5 continues e se esgotasse isso era game over e teria que começar tudo novamente. O que facilitava um pouco o game era as baterias de Save inclusos nos cartuchos ou passwords para que o jogador pudesse continuar mais tarde. Havia também passwords secretas que só eram publicadas nas revistas pois é praticamente impossivel descobrir essas passwords especiais.
    avatar
    Rafos
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 704
    Posts Posts : 3486

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Rafos em Ter 13 Mar 2012, 19:42

    @Hitsugi escreveu:a tecnologia dos anos 80 era bem primitiva se comparar com os dias atuais (óbvio) o que notava-se jogos com uma jogabilidade bem limitada e movimentação simples em contra-partida aumentava-se a dificuldade. Os inimigos repetindo sempre ao mudar de uma tela pra outra reforça isso, puzzles e mais puzzles complicados para incrementar o game eram utilizados, itens escondidos era mais dificil ainda de achar pois com a limitação dos gráficos não era possivel fazer um objeto com um formato diferente, muitas vezes eram usados cores para identificar algo suspeito ou até mesmo figurinhas que faziam parte do cenário que mostrava um enigma para abrir tal porta, para certos enigmas também utilizava-se de pistas onde um habitante de algum lugar passavam mas de forma subjetiva, informações para que o jogador pense e decifra. Um fator que também dificulta é a limitação de vidas ou continues. Tem certos games que só existiam 5 continues e se esgotasse isso era game over e teria que começar tudo novamente. O que facilitava um pouco o game era as baterias de Save inclusos nos cartuchos ou passwords para que o jogador pudesse continuar mais tarde. Havia também passwords secretas que só eram publicadas nas revistas pois é praticamente impossivel descobrir essas passwords especiais.
    avatar
    MatheusR.
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 153
    Posts Posts : 2092

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por MatheusR. em Ter 13 Mar 2012, 19:42

    Caraca, já que foi provado cientificamente... não tenho nada a dizer... mas se bem que eu já andava desconfiado, não consegui zerar nenhum jogo antigo sem detonado, e alguns foram difíceis mesmo com detonado (leia: Megaman), e hoje eu termino tudo com detonado... não 100%, ams já consigo ver os créditos...

    Mas, bem, dificuldade não quer dizer necessariamente qualidade, claro, é preciso uma dificuldade adequada pra melhorar o jogo, mas muitos jogos conseguem ser bons mesmo sem ser difíceis, por exemplo, Kirby Epic Yarn.
    avatar
    Convidad
    Convidado

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Convidad em Ter 13 Mar 2012, 19:55

    e alguns foram difíceis mesmo com detonado (leia: Megaman)

    o segredo do megaman, primeiramente, é pegar a sequencia de armas especiais para destruir todos os robôs. Se não tiver detonado tem que fazer o teste das armas, aquela que mais tirar vida é a arma correta mas isso requer habilidade pois ate´descobrir qual arma certa custava vida. detonado é ótimo pra isso mas depois que já sabe qual arma usar não é mais necessário e o jogo fica super divertido. o megaman mais dificil entre os 6 do NES é o 1
    avatar
    MatheusR.
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 153
    Posts Posts : 2092

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por MatheusR. em Ter 13 Mar 2012, 19:58

    @Hitsugi escreveu:
    e alguns foram difíceis mesmo com detonado (leia: Megaman)

    o segredo do megaman, primeiramente, é pegar a sequencia de armas especiais para destruir todos os robôs. Se não tiver detonado tem que fazer o teste das armas, aquela que mais tirar vida é a arma correta mas isso requer habilidade pois ate´descobrir qual arma certa custava vida. detonado é ótimo pra isso mas depois que já sabe qual arma usar não é mais necessário e o jogo fica super divertido. o megaman mais dificil entre os 6 do NES é o 1
    Sinceramente, achai o Megaman 1 até fácil, se comparado aos outros... só tive dificuldade na fase do Ice Man... achei que o mais difícil foi o 2.
    avatar
    Suicune
    Veterano Nv.MÁX
    Veterano Nv.MÁX

    Karma Karma : 259
    Posts Posts : 2039

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Suicune em Ter 13 Mar 2012, 20:00

    Já sabia disso antes deles começarem esse estudo??? Sou um vidente???
    avatar
    darkkong
    Veterano Nv.34
    Veterano Nv.34

    Karma Karma : 94
    Posts Posts : 1236

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por darkkong em Ter 13 Mar 2012, 20:01

    Lukepaz99 escreveu:Cientistas? Who needs it? Qualquer gamer percebe isso.


    Conteúdo patrocinado

    Re: A ciência provou: jogos antigos são mais difíceis, mesmo

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom 20 Ago 2017, 21:52